Brincando de Joe Silva: lutas a casar pós-UFC 152

Renato Rebelo | 23/09/2012 às 23:47

O UFC 152 foi pra conta e tá na hora de seguirmos em frente. Nesse domingo chuvoso no Rio de Janeiro, tirei um tempinho de folga da preguiça que precede as segundas-feiras para fingir que sei casar lutas. Como sempre digo, nada de duelos dos sonhos por aqui – tento levar em conta a linha de raciocínio do UFC e as possibilidades reais. Vamos lá:

Jon Jones x Dan Henderson

O coroa certamente não é o cara mais indicado para tirar o cinturão do monstro, mas, aos 42 anos, Hendo merece a chance não só pelos últimos resultados, mas pela carreira fantástica que teve. Se bater o líder da Team Quest, Jones terá oficialmente limpado a categoria dos meio-pesados. Só uma vitória expressiva de Alexander Gustafsson sobre Shogun pode mudar esse cenário.

Honestamente, eu acho que tenho alguns negócios inacabados com o Dan Henderson. Quando ele se curar, vamos ter que retomar de onde paramos – disse o campeão.

Michael Bisping x Vitor Belfort

Brian Stann cantou a pedra na sexta-feira. O ex-fuzileiro disse que, para um peso médio enfrentar Anderson Silva novamente, ele precisa se tornar incontestável. Como ainda não temos esse cara, um mini GP cairia como uma luva. Weidman x Boestch de um lado e Bisping x Belfort do outro. Quem emergir dessa confusão pega o “Spider” – que tem na agenda Bonnar + período de descanso + GSP (se bater o Condit) + descanso.

Cub Swanson x Zumbi Coreano

Como o joelho de Erik Koch o manterá fora de ação por um bom tempo, o vencedor de Swanson x Zombie pode ser o desafiante número um do peso para pegar José Aldo ou Frankie Edgar – que devem se encontrar no início de 2013. Mão de pedra + queixo de granito é sempre uma combinação interessante. Lutaço.

Eu adoraria essa luta (contra Aldo). Desde a primeira luta, doeu perder daquele jeito, porque sinto que os fãs foram roubados naquela luta e eu farei o que for preciso para voltar lá -declarou o americano, que parece não ter engolido a derrota via joelhada voadora para o campeão.

Vinicius Pezão x Matt Hamill

Hamill retornou da aposentadoria com atuação sofridíssima contra o quase nulo Roger Hollett. A lentidão do ‘’Hammer’’ deixou claro que, se o UFC quiser mantê-lo em seu quadro de atletas, terá que lhe propor combates sob medida. Lutadores vigorosos com poder de nocaute certamente colocariam Hamill de volta no sofá. Já Pezão precisa de um adversário com mais nome para provar que evoluiu no MMA. Como o brasileiro é um atleta do jiu-jítsu e Hamill é bem conhecido, temos um casamento bom pra ambos.

Demetrious Johnson x Jussier Formiga ou John Dodson

Como a divisão dos moscas é bem rasinha, não há um desafiante óbvio para o recém coroado Demetrious Johnson. Formiga e Dodson se enfrentarão agora, dia cinco de outubro, e vem de cinco e quatro vitórias, respectivamente. O vencedor deve ser primeiro teste do “Mighty Mouse” como campeão.

John Dodson está prestes a lutar com o brasileiro Jussier Formiga. Tenho certeza de que o vencedor dessa luta estará no caminho para uma disputa de título – analisou Johnson.

Tags: ,