Garbrandt x Dillashaw: a maior
luta peso-galo já casada no UFC

Leo Salles | 31/10/2017 às 14:55

Moçada do Sexto Round,

Finalmente o tão aguardado UFC 217 está chegando, o maior card do ano do evento. Serão três disputas de cinturão, incluindo a volta da lenda Georges St.Pierre contra o campeão dos médios, Michael Bisping e mais uma defesa de Joanna Jędrzejczyk contra Rose Namajunas.

Agora vai!

Logicamente o grande chamariz é a volta de GSP após quatro anos curtindo a vida de aposentado. Porém, em termos técnicos e históricos, o grande combate da noite, na minha opinião, é entre Cody Garbrandt e Tyler Jeffrey Dillashaw, que tem tudo para ser a maior luta da divisão dos galos.

Alguns fatores me levam a crer nisso. Primeiramente, o estilo arrojado de ambos lutadores, que não tem medo de tomar porrada na cara e são ágeis.

Os combates que os dois fizeram contra o ex-campeão da categoria, Dominick Cruz, embora os resultados tenham sido diferentes, me deixou a impressão que estão à frente dos demais.

”No Love” é um sujeito que não tem papas na língua, gosta de provocar, é jovem, nocauteador e vem aproveitando as oportunidades. Foi chamado por Dana White de ”o futuro” do UFC.

Dillashaw, outrora comedido, começou a se soltar mais, até porque se envolveu em polêmicas com sua ex-equipe, a Team Alpha Male, se mudando para o Colorado juntamente com o ex-treinador da antiga casa, Duane Ludwig.

Rivalidade à flor da pele no reality show

Outro fator é que os dois foram companheiros de equipe na Califórnia e a inimizade entre eles começou com a saída do ”cobrinha” da ex-academia.

Assim, vendo uma boa oportunidade de promoverem-nos , colocaram-nos como técnicos do TUF 25 (mais conhecido TUF Freakemption), e a rixa só aumentou desde lá.

A briga de Dillashaw com a grande maioria dos lutadores e técnicos da Team Alpha Male alimentou ainda mais a luta, tendo como combustível o impetuoso Garbrandt, que era, de fato, o lutador peso-galo da academia com mais reais chances de ser campeão.

Uma prova desse descontentamento  e as atitudes do ex-lutador da Team Alpha Male foi o que disse Chris Holdsworth, campeão do TUF 18 e que não luta desde 2014 por problemas com concussão após um treino com Dillashaw, antes de participar do programa:

Estava na posição de quatro apoios e ele (Dillashaw) acertou uma joelhada na minha cabeça e levei 30 segundos para me recuperar, ainda consciente, e continuei o treino. Só quando terminou que senti os efeitos da concussão que permanecem em mim até hoje. (…) Ouvi dizer, quando ele ainda estava na nossa academia, que estava tomando uns suplementos especiais e eu tinha muito respeito por esse cara. Ele é um trapaceiro”, afirmou Holdsworth, em entrevista ao programa The MMA Hour do jornalista Ariel Helwani.

Analisando a categoria até 61 kg em si, apesar de ser uma divisão ”nova” (desde 2011) e com bons embates já realizados, incluindo lutas valendo título, não vejo nenhuma com o alcance que Garbrandt-Dillashaw terá dentro dos galos.

Peguemos como exemplos os ex-campeões: o próprio Cruz, Renan Barão e Dillashaw. ”The Dominator” chegou como campeão vindo do WEC e fez a esperada revanche contra Urijah Faber na que considero a maior luta dos galos até então.

DJ: um alvo em comum

Fora a rixa conhecida entre os dois, foi uma luta bastante movimentada, com ambos alternando bons momentos e trazendo um combate emocionante (Prêmio de Luta da Noite inclusive).

Cruz ainda fez outra luta parelha contra Demetrious Johnson (que viria a ser o rei dos moscas) e depois parou longos três anos sofrendo de lesões graves no joelho.

Então veio Barão levando o cinturão interino e solidificando-o após bater duas vezes Faber. O brasileiro, que não perdia há uma década, parecia que  iria reinar por bastante tempo até encarar TJ Dillashaw, que na época, muitos não acreditavam no grande volume de boxe que apresentara na formidável vitória.

Ainda defendeu contra Joe Soto após Barão passar mal um dia antes da revanche e posteriormente deu outra chance ao brasileiro e aplicou mais uma surra magistral.

Foi derrotado em batalha equilibrada e sem grande emoção contra Cruz, que por sua vez fez a trilogia contra o seu eterno rival Faber, em combate morno e respeitoso. Quando defendeu o cinturão contra Garbrandt no UFC 207 levou uma aula de MMA, de maneira surpreendente para muitos.

Nem outras lutas que não valeram disputa de cinturão dos galos chegaram ao ponto  de excelência para entrar no hall das maiores da divisão. Portanto, todas os combates até hoje realizados não chegam perto da magnitude e do nível elevado de Garbrandt e Dillashaw.

Ainda tem o fato de que ambos querem desafiar Demetrious Johnson na categoria dos moscas. O potencial deles é muito alto para alçarem novos desafios e fazerem história nas divisões mais leves.

Por isso, tanto no aspecto técnico quanto na rivalidade, por se conhecerem bem, desde os tempos da Team Alpha Male, acredito que veremos a maior batalha da história do peso-galo.

Será um festival de movimentação, combinações de golpes rápidos e possivelmente Dillashaw, que gosta mais de variar o plano de luta, queira o combate inteiramente em pé.

Concordam? Vamos bater um papo nos comentários!

Abraços!

  • Renato Rebelo

    Pessoal, não se esqueçam dos palpites no Confere!
    http://sextoround.com.br/eventos/ufc-217-bisping-x-gsp/

  • Felipe Couto

    A maior foi TJ vs Dominick. Dominick é o maior campeão da história da categoria, não tem como a maior luta não envolve-lo.

    Forçou a barra.

    • Lucas Venagas

      se que ta forçando filho
      fico entao com teu super campeao sendo destronado e humilhado pelo cody como maior luta ate entao
      que sera ultrapassada por essa luta fantastica

      • Shotokan Karate

        Destronado foi mas humilhado já é forçar…Se tu te basear pelo 4 Round até pode ser mas a meu ver o Dominick ganhou os rounds 1 e 2 daquela luta com o Cody virando nos 3 ultimos rounds.

      • Felipe Muniz

        Então os 13 segundos do Aldo “destronado e humilhado” anulam todas as chances de ele participar das maiores lutas…?

        • Lucas Venagas

          sim,apaga o brilho

    • Felipe, Dominick é o maior lutador peso-galo do UFC, sem dúvida. Mas estou falando de luta casada e não do lutador em si. No meu texto afirmei que a melhor luta que vi até hoje foi Cruz x Faber 2, então não tirei o Cruz da jogada. Vamos ver o que acontece no sábado.

      Quanto ao Aldo ou DJ : Aldo x Mendes 2 e DJ x Dodson… quais as suas?

      Abs!

  • Lucas Venagas

    Luta tem tudo pra ser epica,dois dos lutadores mais tecnicos do MMA que possuem rivalidade verdadeira
    como essa categoria mudou em poucos anos,era uma das piores ate pouco tempo atras com barao,faber,wineland e outras tranqueiras

    • Vinicius Maia

      Melhorou muito e se tornou uma das melhores: Cody, TJ, Cruz, Marlon, Assunção, Sterling, Rivera, Lineker. Tudo luta boa de se ver. Claro que os 3 primeiros estão bem a frente tecnicamente dos demais mas mesmo assim seriam lutas excelentes de se ver.

      • Lucas Venagas
        • Renan Oliveira

          Cara, em qual site você conseguiu esse ranking antigo?

          • Lucas Venagas

            entao,esse eu peguei no combate mesmo :http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2014/01/ranking-oficial-do-ufc-ja-traz-renan-barao-como-campeao-do-peso-galo.html

            so ir no google e jogar o nome do cara + ranking do ufc que vai aparecer as noticias com imagens do ranking,se o cara tiver rankeado ate hoje tipo aldo ai é so filtrar a data e colocar pra pesquisar so noticias de 2014 etc

            Esse do barao por exemplo eu botei : Barão numero 1 ranking dos galos

          • Renan Oliveira

            Bizarro lembrar que nessa época o Pezão e o Browne (Hoje cheios de derrotas) eram TOP 5 kkkkkkkkk

            Mas valeu aí pela dica, Lucas.

            Abraços!!!

          • Lucas Venagas

            e o Mcgregor um who em 12°

          • Renan Oliveira

            E o Barão, Pettis, Ronda e Weidman (Hoje semi decadentes) campeões.

            KKKKKKKKK

          • Gilmar Nascimento de Souza

            O que não faz a falta de TRT e a Ronda rsrsrs

        • Gilmar Nascimento de Souza

          Meio que descordo camarada. A maioria dos top 15 de hoje já estavam no plantel do UFC, então não era a categoria não. Claro que alguns lutadores melhoraram bastante (TJ é um deles), mas mesmo antes de termos Cody, Rivera, Thominhas e cia., a categoria a meu ver, era longe de ser feia, muito pelo contrário, sempre teve excelentes combates rsrsrs

          • Lucas Venagas

            cite dois

          • Gilmar Nascimento de Souza

            Bom se for combates, não vou citar dois, vou citar 3 boas lutas que valem a pena serem vistas (das quais por uma razão ou outra, eu acabei me lembrando) kkkkkkkkkkkk

            Kang x Tanaka no UFC: Hunt Vs Nelson;
            Briones x Canetti no UFC 180 e;
            Barão x Dilashaw no UFC 173 (surra antológica do TJ).

            Sem apelo midiático era sim, a não ser que você fosse muito fã de lutas, acabava deixando de ver ótimos combates rsrsrs Mas já tinha caras como o Próprio TJ, O Rafa, o Caraway, o Cruz mesmo estando machucado, mas já estava ai, Sterling, Pedro Munhoz e Thominhas estreando nesse ano, Dodson inclusive tinha nocauteado TJ nos galos… Então dá pra ver que, por mais que a categoria passou a ser vistas por outros olhos para a maioria do publico médio hoje, mas a maioria dos top´s de hoje em dia, já estavam lá, só não chamavam tanto a atenção como atualmente, coisa que eu credito principalmente ao Cody, ao Cruz e ao TJ. Em minha humilde opinião, se você retira esses 3 caras, e faz uma comparação de apelo midiático com a mesma categoria de 2014, ela vai ser igualzinha ou inferior, por mais que tenhamos um material humano um pouco melhor hoje rsrsrs.

          • 6ROUND2 ROUND

            Nessa época não tinha tanta competitividade. Era Cruz lesionado e Barão apagando o resto dos caras.
            Agora é difícil afirmar categoricamente quem vence entre os três primeiros ,por mais que Cody tenha humilhado Cruz, se ele perder para o snake vai ficar um trio estilo pedra papel e tesoura.

  • douglas karpinski

    Só espero que dure os 5 rounds, seria uma pena entrar um belo soco e terminar no primeiro round, acho que quem ganha vai ser o Garbrandt mas seria incrivel o
    snakezinho ganhar, pq o Cruz volta a ficar com relevancia, criando ai um triângulo amoroso. XD

    • Eu to apostando que vai durar 5 rounds ou alguém acaba a luta nos rounds finais…

    • Lucas Natan

      Essa luta é tão boa, mas tão boa… mas eu tô tentando (até agora sem sucesso) não criar tanta expectativa pra ela. Só lembro de Mendes x Edgar :/

  • The Juggernaut

    Dillashaw quando tava na Alpha Male era o queridinho da academia, quando conseguiu um bom dinheiro pra treinar com Ludwig virou trapaceiro,traidor,mentiroso e o pior cara do mundo, a Team Alpha Male parece aquela ex depois de um relacionamento complicado…

    • Miquéias Filipe Pontes

      É porque na visão da Alpha Male, o TJ colocou chifres e o Ludwig é o urso. Aliás, pelo Ludwig ser ex-treinador da Alpha Male, é como se o TJ tivesse posto chifre justamente com a melhor amiga, que agora não é mais.

  • Alisson Passos

    TJ vs Cruz foi e continuará sendo a maior luta da categoria!
    Não desmerecendo o Cody, mas pela história dos outros dois eu tiro está conclusão.

  • Erick Henrique

    Ainda acho que a luta do Cruz vs TJ foi a maior da divisão mesmo vindo essa do Cody vs TJ, até pela historia do Cruz de superação etc, mas ótimo texto!

  • Beto Magnun

    “Ouvi dizer, quando ele ainda estava na nossa academia, que estava tomando uns suplementos especiais” Daí o Mendes cai no doping. Será que os tais suplementos especiais seriam exclusivos dos cabeças da Alpha Fail?

  • Shotokan Karate

    Favoritismo pra mim é do Garbrandt. Consegui o titulo com direito a uma virada espetacular pra cima do Dominik (na minha opinião Garbrandt venceu Cruz nos três ultimos rounds por 10-9,10-8 e 10-9 depois de perder os dois primeiros por 10-9 cada) o que obviamente deve ter jogado sua confiança a níveis estratosféricos. Dillashaw tinha como missão dar um choque de realidade no Barão.

  • Nathan Dreak

    Grande luta mesmo. Concordo com o texto. Só acho que estão perdendo tempo com o DJ que fugirá dos dois como puder. Mas é a luta que mais espero nesse final de ano.

    • Nathan, não sei se o DJ vai fugir. Ele precisa de mais mídia e um grande combate para ter o reconhecimento que ele merece.

  • Paulo Magalhaes

    Rapaz, que luta viu, apesar de achar que Cody é favorito tem algo me dizendo que TJ vai conseguir encaixar seu jogo e vencer. Aposta difícil.

  • Mau Pivello

    Quem conhece um pouquinho só de anabolizantes, sabe que aquela ginecomastia do Dillashaw não veio por causa de whey ou toddy haha.

Tags: , , ,