UFC São Paulo: os palpites dos
colunistas do Sexto Round

admin | 27/10/2017 às 18:39

Neste sábado, o UFC desembarca em São Paulo para a terceira edição em solo brasileiro em 2017.  Nela, o Ginásio do Ibirapuera será o palco do retorno de Lyoto Machida, ex-campeão dos meio-pesados que encara Derek Brunson na luta principal.

Após mais de dois anos sem lutar – incluindo suspensão por doping -, o Dragão finalmente pisará no octógono. Com o cinturão ainda em seus planos, Lyoto precisa de boa vitória contra Brunson para voltar ao “bolo” de desafiantes.

Derek Brunson, por sua vez, nocauteou Dan Kelly em sua última apresentação e terá a segunda chance de vencer uma lenda em sua carreira. Na primeira, foi derrotado por Anderson Silva.

O co-main event marca um duelo de gerações entre grapplers. O veterano Demian Maia encara a promessa Colby Covington na divisão dos meio-médios.

Em um card recheado de brazucas, destaque para o confronto entre Francisco Massaranduba e Jim Miller na divisão dos leves. Entre os galos, vale destacar o explosivo embate de John Lineker e Marlon Vera.

Uma ótima oportunidade para os (nem sempre tão) precisos palpites de nossos colunistas do Sexto Round e de Gustavo Menor, o campeão do Confere em 2016.

Vamos a eles!

David Carvalho: Começo devagar, Brunson receoso, Lyoto medindo distância. Bonecão de posto veio, Lyotão da massa chega antes. Lyoto Machida nocauteia.

Gustavo Menor: Recuperar o ritmo de dois anos parado, com a idade já avançada, não é fácil. O Lyoto de outrora nocautearia, mas o de agora não vejo conseguindo fazer muita coisa. Brunson, TKO.

João Vitor Xavier: Ainda que Lyoto esteja vindo de um longo período sem lutar, e com atuações ruins antes da suspensão, vejo o brasileiro calibrando a mão e conseguindo um nocaute no contra-ataque. Lyoto, KO.

Laerte Viana: Apesar da falta de ritmo, que certamente deve cobrar um pouco de performance, Lyoto é mais habilidoso em pé e pode capitalizar em alguma das tantas brechas que Brunson adora ceder. A defesa de quedas do brasileiro também sempre foi eficiente, portanto não será quedado com facilidade. Lyoto, decisão.

Leo Salles: Como volta o brasileiro após mais de dois anos sem lutar? A pergunta-chave da semana dependerá da atuação do seu adversário, que, apesar de ter boas ferramentas para o MMA, principalmente o wrestling, tem o Q.I de luta mais invejável do UFC (só que não). Por conta desse histórico de Brunson, vou de Lyoto por decisão.

Lucas Carrano: Lyoto parece bastante ágil e embora possa sentir a falta de ritmo, vai vencer. Machida leva por TKO.

Lucas Rezende: Vou de palpites expressos. Machida, KO.

Luiz Fernando Ferreira: Combate complicado para o Dragão, o americano tem todas as armas para vencer em um duelo de 25 minutos. Apesar de ser mais novo, mais forte e mais atlético, Brunson tem dois problemas: QI de luta ridículo e costuma tremer na frente de lendas. Sinto cheiro de pipoca no estilo UFC 208: Machida por nocaute.

Renato Rebelo: Sei não, hein… Há dois anos, contra Rockhold e Romero, Lyoto já dava indícios de desaceleração e, agora, com 39 anos, vai voltar de suspensão por doping em luta de cinco rounds contra um negão cujo jogo é 100% físico. Se não fosse a gigantesca disparidade técnica entre eles – incluindo QI de luta sub-zero do americano e tendência a pipocar -, ia de zebra. Mas não me sai da cabeça a imagem de Brunson atacando no estilo “bumba meu boi” e comendo contragolpe. Lyoto, TKO.

Rodrigo Tannuri: Não sei como Lyoto vai se apresentar depois do tempo parado, mas ainda o vejo em vantagem. Pelo que sabemos, Brunson trava contra grandes nomes, além de ter Q.I. de luta negativo. Vai atacar desgovernado e, consequentemente, ficará desacordado. Lyoto, KO.

Thiago Sampaio: Lyoto é muito mais lutador, mas dois anos parado pesam e se Brunson conseguir encontrá-lo no octógono, pode ter sérios problemas. Ainda assim, aposto na experiência do carateca. Machida, nocaute.

David Carvalho: Covington garante que não tem medo do chão de Demian e vai matar no peito a luta de solo. Do outro lado, Demian tem que finalizar, pois três rounds complica se o brasileiro depender de pontuação para levar a vitória. Demian finaliza.

Gustavo Menor: Mais um desafio onde o jogo de quedas de Demian será posto à prova. Ele já conseguiu derrubar gente boa de wrestling, mas não acredito que será o caso desta vez. O combo juventude + jogo em pé melhor + defesa de quedas deve frustrar o paulista. Covington, na decisão.

João Vitor Xavier:  Numa luta de três rounds e com um camp completo, acho que Demian consegue pressionar Covington o suficiente para levá-lo ao chão algumas vezes, mesmo com o wrestling excelente da promessa. Maia, decisão.

Laerte Viana: Na boa, é besteira se basear na luta contra Woodley pra dizer que Demian não sabe quedar. Covington tem um ótimo nível no wrestling e pode complicar a vida do brasileiro, mas acredito que não durante os 15 minutos. Maia conseguirá levar para o chão e ganhar pelo menos dois rounds. Demian leva na decisão.

Leo Salles: Combate derradeiro para Demian se manter no topo. Covington, além de um wrestling muito bom, tem mãos mais habilidosas que o brasileiro. Mesmo assim, acho que Demian pega as costas e não sai de lá. Demian, por finalização.

Lucas Carrano: Não sei se compro esse personagem bad boy de Colvington, mas infelizmente creio que ele vai falar e fazer. Colby vence na decisão.

Lucas Rezende: Demian Maia na decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Colby é um perigo real para Demian. A diferença de idade e força poderá ser o fiel da balança, mas vejo esse combate indo ao chão. Uma vez no solo a versão do Paraguai de Chael Sonnen vai se complicar. Demian por finalização.

Renato Rebelo: Sei não, hein (2)… Sabem aquela frase “você nunca aparentou estar velho até o dia que você aparenta”? Pois é, acho que os 11 anos de vantagem podem pesar contra Demian, que terá um adversário muito forte fisicamente. Mas… Como são apenas três rounds, o brasileiro teve camp completo e o americano não é grandes coisas em pé, acho que o local espreme o resultado. Demian, decisão.

Rodrigo Tannuri: Como disse no podcast, Covington é um dos meio-médios mais fortes da nova geração, mas acho que sua arrogância vai prejudicá-lo. Demian não tem gás, muito menos trocação, porém é mestre no jiu-jitsu. Consigo vê-lo apagando o americano. Demian, finalização.

Thiago Sampaio: Convington tem um excelente wrestling que pode ser o suficiente para evitar as investidas de queda de Demian e manter a luta em pé, seguindo o “manual Tyron Woodley”. Mas o brasileiro não venceu sete em seguida, lutando da mesma forma, à toa e já anulou outros especialistas da luta olímpica. O melhor jiu-jítsu do MMA é, sim, efetivo. Demian, decisão.

David Carvalho: Massara é forte e bruto o suficiente para neutralizar Jim Miller. Já o americano tem o jogo de chão mais qualificado e pode surpreender o brasileiro. Com um pé atrás, vou de Jim Miller finalizando.

Gustavo Menor: A porrada vai comer e quem tiver mais gás no tanque vai desequilibrar do meio para o final de uma luta acirrada. Massara, decisão.

João Vitor Xavier: Guerra! Acho que vai ser um lutão e, mesmo com a força e o tamanho do brasileiro, Miller é muito mais experiente dentro do UFC e sabe o caminho da vitória numa guerra. Miller, decisão.

Laerte Viana: Se a luta for para o chão, Massaranduba terá problemas com o jiu-jítsu afiado de Miller. A questão é que o sistema defensivo do brasileiro é bom o suficiente pra impedir as quedas e manter a luta em pé, área na qual leva ligeira vantagem. Vai ser apertado, mas Massaranduba vence na decisão.

Leo Salles: O  nosso Massara vai ter que se virar em manter a luta em pé. Miller, além de agressivo, gosta de ditar o ritmo e derrubar o quanto antes. E deve se desenrolar por esse caminho: Miller, decisão.

Lucas Carrano: O hype é real. Massara vai impor seu jogo de força e levará a melhor. Trinaldo na decisão. 

Lucas Rezende: Massaranduba na decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Grande combate! Massaranduba é mais forte e tem jogo para anular Miller, porém, acredito que a experiência e superioridade no jiu-jitsu irá pesar para o americano. Miller na decisão.

Renato Rebelo: O americano é mais completo e experiente. O brasileiro ainda, como de costume, vai abalar no primeiro round e diminuir o passo nos seguintes. Miller é casca-grossa e fareja bem qualquer vantagem dada. Jim, decisão.

Rodrigo Tannuri: É sempre difícil palpitar na luta entre queridões. Massara perdeu a magnífica sequência de vitórias e Miller não está tão morto como se imaginava. Como o americano é mais resistente e bom de grappling, vou aloprar pra ver se me consagro. Miller, finalização.

Thiago Sampaio: Há alguns anos, Miller seria franco favorito. Mas hoje não é mais aquele lutador de outrora e Massaranduba, mesmo vindo de derrota, vem mostrando constante evolução. Se conseguir evitar as quedas e lutar na média distância com seus golpes potentes, o brasileiro leva. Massaranduba, decisão.

David Carvalho: Hermanson é um lutador limitado e o brasileiro se encontra na linha que divide o nível para um lutador top. Com maior arsenal e mais punch, Thiago Marreta nocauteia.

Gustavo Menor: Favorito nas casas de apostas, o brasileiro deve continuar com suas pequenas crescentes que apresenta luta à luta. Marreta leva na decisão.

João Vitor Xavier: Camp na ATT e confiança alta após dois nocautes é um bom começo para Marreta. Acredito em mais um KO do brasileiro. Marreta, nocaute.

Laerte Viana: Trocar porrada com Marreta é tarefa inglória para quase todos dos médios. Hermansson sabe disso e provavelmente tentará levar a luta para o solo, só não sei se terá sucesso. Primeiro porque o brasileiro vem evoluindo nesse aspecto, segundo porque o grappling não é o forte do sueco. Não vai dar não. Marreta nocauteia.

Leo Salles: Vejo ambos com o mesmo estilo: trocadores que se movimentam bastante. Marreta tem mais potência nos golpes e chutes poderosos. Marreta, por TKO.

Lucas Carrano: No duelo do Marreta contra o filho do marreta, vou com o pai. Marreta vence por KO. 

Lucas Rezende: Marreta, KO.

Luiz Fernando Ferreira: Marreta precisa ter muita atenção nesse combate, qualquer erro será fatal. O sueco possui potência para calar o público no ginásio, mas não vai ser dessa vez. Marreta por nocaute.

Renato Rebelo: Duelo de strikers em que, certamente, alguém vai cair. Nesse caso, jogo a moeda pro alto e vou com uma das maiores frustrações (para o público local) da noite. Hermansson, TKO.

Rodrigo Tannuri: Sou fã do Marreta, mas o brasileiro, apesar dos nocautes aplicados, tem tido alguma dificuldade. Já Hermanson está voando! Hoje, classifico o subestimado sueco como o Marreta de 2015. Sendo assim, a brutalidade será muito pro atleta da casa. Hermanson, TKO.

Thiago Sampaio: Combate imprevisível em que um golpe forte pode derrubar qualquer um. Mas como Hermansson não está muito acima de Jack Marshman e Gerald Meerschaert, o brasileiro deve conseguir derrubar mais um com seus chutes. Marreta, nocaute.

David Carvalho: Lineker tem o melhor estilo caçador, andando sempre para frente sem tirar os olhos do adversário. Já que pode contar com o queixo que tem. Vera tem a trocação limitada e terá uma missão bem difícil. Mãos de pedra nocauteia.

Gustavo Menor: Vera até merecia um desafio que os que vinha enfrentando, mas foram um pouco longe demais. Lineker, TKO.

João Vitor Xavier:  Marlon Vera não é essa galinha morta toda não, mas vejo-o dando um pouco de dificuldade para Lineker. Mesmo assim, o brasileiro leva no chumbo trocado, como quase sempre luta. Lineker, TKO.

Laerte Viana: Marlon Vera vem de três ótimas vitórias, mas nenhuma contra nomes da elite. Lineker já está muito bem adaptado ao peso, bate muito mais forte em pé e não dará brechas no chão, o forte do equatoriano. Se trocar, vai cair. Lineker nocauteia.

Leo Salles: Luta que não deve acabar nas mãos dos juízes. Ambos gostam de sair na mão e deve rolar nocaute. Só que Lineker tem um baita de um queixo duro. Lineker, por nocaute.

Lucas Carrano: Mais um nocaute pra conta do Mãos de Pedra. Lineker vence por TKO. 

Lucas Rezende: Vera na decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Vera não é uma galinha morta, mas não vejo o equatoriano segurando o ritmo do brasileiro. Lineker por nocaute.

Renato Rebelo: Sei não, hein (3)… Vera é 15 centímetros mais alto, melhor grappler e vem de série de três vitórias consecutivas. Não ficaria surpreso se, com um bom plano de voo, armasse Lineker. No entanto, o forte de Vera não é a queda e o cenário caótico – forjado pela torcida -, o levará a trocar mais do que deve. Aí, complica. Lineker, decisão.

Rodrigo Tannuri: Com todo respeito ao Vera, mas Lineker costuma trucidar adversários medianos pra baixo. Ele deve ficar feliz se sair vivo do confronto. Lineker, KO.

Thiago Sampaio: O equatoriano é bom lutador e vem de três boas vitórias. Mas ainda não recebeu uma pancada como a do overheand do Mão de Pedra. Sem mais. Lineker, nocaute.

David Carvalho: Luta do card preliminar que promete ser bacana entre dois porradeiros. O brasileiro, que é mais técnico, e Price, que tem mãos pesadas. Entre força e jeito, fico com o refinamento da arte. Vicente Luque na decisão.

Gustavo Menor: Um belo trocador contra alguém com o sistema defensivo tão transponível quanto o de Price só tem um final possível. Luque, TKO.

João Vitor Xavier: Já seria uma luta difícil para Vicente Luque se ele tivesse um camp inteiro. Acho que Niko Price leva essa, apesar de sofrer um pouco, e segue invicto. Price, decisão.

Laerte Viana: Temo que o pouco tempo de preparação (pegou a luta há 22 dias) afete no gás de Luque, que já mostrou problemas em sua última luta. Se isso não acontecer, vejo vantagem para o brasileiro, que é mais técnico em pé e no chão. Luque, nocaute.

Leo Salles: Outro combate que não deve terminar nas papeletas. Deverá ser uma porradaria insana. Mas vou apostar no invicto: Price, por nocaute.

Lucas Carrano: Me preocupa um pouco essa entrada tardia de Luque no card. Vou de Niko Price na decisão. 

Lucas Rezende: Luque por finalização.

Luiz Fernando Ferreira: Luque é mais técnico que Price na pare em pé, porém, o pouco tempo de preparação do brasileiro deve pesar. A mão pesada do americano vai entrar. Price por nocaute.

Renato Rebelo: Luque tem total condição de plantar a sua pesadíssima mão direita na têmpora do gringo e levar essa. Mas, o pouco tempo de preparo e a habilidade do invicto produto da ATT em pé me levam a crer no contrário. Vou de Price por nocaute.

Rodrigo Tannuri: A luta é curiosa e deve ser a mais divertida do card. Ambos podem ter um bom papel no MMA, mas, por mais que seja no Brasil, atualmente, considero Price um pouco melhor. Price, decisão.

Thiago Sampaio: Nenhum resultado vai surpreender nesse duelo promissor. Mas creio que Luque não vai fazer a estratégia mais cautelosa, que é buscar a queda, e vai acabar caindo na mão pesadíssima do americano. Price, nocaute.

Restante do card:

Pedro Munhoz x Rob Font
Antônio Cara de Sapato x Jack Marshman
Hacran Dias x Jared Gordon
Elizeu Capoeira x Max Griffin
Deiveson Alcântara x Jarred Brooks
Christian Colombo x Marcelo Golm

Ranking dos colunistas:

1 – David Carvalho – 735 pontos
2 – João Vitor Xavier – 720 pontos
3 – Luiz Fernando Ferreira – 715 pontos
4 – Renato Rebelo – 710 pontos
5 – Felipe Paranhos – 700 pontos
6 – Laerte Viana – 690 pontos
7 – Lucas Rezende – 670 pontos
8 – Rodrigo Tannuri – 655 pontos
9 – Thiago Sampaio – 650 pontos
10 – Gustavo Menor – 640 pontos
11 – Lucas Carrano – 610 pontos
12 – Leo Salles – 225 pontos

  • Expert

    Não sei se assisto a volta do Lyotão da massa ou Anthony Joshua no boxe. É uma decisão complicada…

    • William Oliveira

      Lyoto, a luta será competitiva. Joshua tá pegando um mediano no boxe, não? O cara empatou com o Perez que é cruiserweight e perdeu pros 2 lutadores decentes que pegou. Não é certo que o Lyoto passará pelo Brunson.

    • Vinicius Maia

      Joshua atropela com requintes de crueldade.

  • William Oliveira

    Lyoto KO
    Demian SUB
    Massaranduba DEC
    Marreta KO
    Lineker KO
    Price KO

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    HAMMERsson, esse Carrano é um gênio kkk, essa eu nunca ia perceber kkkkk

  • Bruno

    Não sei por que, mas não sinto firmesa no Lyoto nos médios, sempre acho ele fraco, sem punch. Seus únicos nocautes nos médios foram por chutes.

  • magnuseverest

    Card muito bom,só faltou uma luta das meninas,espero por KO do Lineker,e finalização do Maia.

Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Instagram