Flashback: os atletas que
tretaram com Dana White

Lucas Carrano | 12/10/2017 às 14:30

Amigos do Sexto Round,

Flashback de hoje está só “5ª Série C”, “te pego lá fora” e “sua mãe parece o Enéas”. Baixiaria, ofensas pessoais, arranca-rabo com o patrão e todas as outras coisas que divertem a família brasileira.

Após ser retirado da luta principal do UFC Austrália, e substituído por Fabrício WerdumMark Hunt fez uso da já características “delicadeza jumentícea” e partiu com os dois pés no peito do presidente Dana White.

Seu m*** filho da p***! Por que vocês m*** me tiraram da luta? Vocês vão receber outro processo, seu filho da p***, vai à m*** seu careca babaca! Se você colocar aquele frango frouxo de m*** vai se f*** filho da p***”, disse o comedido e controlado Super Samoano.

A treta da vez me pôs a pensar: quem são os outros atletas que já saíram na cabeça com Dana? Ora, a lista não é pequena (até comentei no grupo do 6R com os amigos colunista que se o careca amanhecer com a boca cheia de formiga, a lista de suspeitos vai ser longa), por isso selecionei abaixo somente a nata da vulgaridade pública envolvendo o dirigente e atletas.

Vamos à (não tão) nobre lista:

Tito Ortiz

“Dana é minha p**tinha”. A frase célebre que não só foi proferida pelo Bad Boy de Huntington Beach, como chegou a estampar sua camiseta uma vez, resume bem a contenda que sempre é a primeira a ser lembrada quando se fala dos problemas envolvendo lutadores e Dana White.

Camiseta icônica de Ortiz

Os dois, que chegaram a ser parceiros profissionais antes até da compra do Ultimate pela Zuffa, começaram os entreveros há mais de uma década devido a desavenças contratuais.

O negócio ficou tão feio que, durante um certo ponto, chegou-se a cogitar, à vera, uma luta de boxe entre Ortiz e White – o que colocaria Dada 5000 Kimbo Slice no chinelo no quesito freakice.

Entre os inúmeros episódios dessa rivalidade (que, sinceramente, ocuparia todo o espaço do texto só para si caso fosse relatada em detalhes), White chegou a admitir que ofereceu um bônus extra a Lyoto Machida pra “enfiar a porrada” no seu desafeto quando os dois se enfrentaram.

Se você pensava que a bagunça já havia chegado ao fim, ou pelo menos esfriado, como diria Rogerinho do Ingá, “se enganou, otário”. Dana fez questão de contar em recente entrevista ao apresentador Conan O’Brien que chegou às vias de fato com Tito – e deu-lhe uns belos sopapos.

Eu nunca contei isso antes, mas nós estávamos em um avião particular indo para o Japão e os FertittasJoe Silva estavam junto. O Tito estava me enchendo o saco e de repente ele me pegou num estrangulamento. Eu estava batendo e o cara não parava. Você pode machucar alguém com isso, especialmente um cara grande e forte como o Tito. Então, eu comecei a bater nas costelas dele, soquei ele bastante e quando ele me largou eu pulei pra cima dele e nós saímos na mão em pleno avião. Os Fertitta separaram a briga, eu fui o resto da viagem na frente do avião e ele no fundo”, relatou o careca.

Mayhem Miller

Tito Ortiz, certamente, é o desafeto mais famoso de Dana, mas como todos sabem, Jason “Mayhem” Miller não gosta de ficar atrás de ninguém quando o assunto é baixar o nível e foi logo tratando de estrelar uma confusão que faria bonito na TV Câmara.

Confusão com Miller não chega a ser novidade

Após duas apresentações lamentáveis no octógono, pra dizer o mínimo, Miller foi ao Twitter dizer que nunca Dana jamais havia pedido para que ele se aposentasse.

Pedido feito, pedido atendido. Imediatamente, White respondeu dizendo: “Jason Miller, por favor, aposente-se, eu estou implorando”.

O angu desandou totalmente quando Miller propôs resolver as diferenças com o dirigente em uma luta (aliás, ele até mencionou que aceitaria “a luta que o Tito correu”) e desafiou até os irmãos Fertitta pra sair na mão.

Dana respondeu com um simples “Liga aí, então”, mas, como vocês devem ter imaginado, os dois jamais acertaram suas diferenças na briga.

Empenhado em manchar sua imagem ainda mais, Miller direcionou suas últimas armas contra Dana durante o que ele mesmo classificou como o “colapso mental de 2014” – quem sou eu pra discutir com o próprio cara.

Na ocasião, Mayhem disse que Dana era homossexual. Questionado se ele estava apenas lançando mão de um xingamento homofóbico, o lutador garantiu que a afirmação não só era verdadeira como ele faria coisas aqui irreproduzíveis com o chefão.

Cris Cyborg

Esse é um dos raros casos em que o próprio Dana White veio a público e admitiu ter “se excedido”.

Em declaração concedida antes do UFC 214, quando Cyborg venceu Tonya Evinger para se tornar a campeã peso pena da organização, o dirigente disse que a organização faria o possível para agir de forma correta com a brasileira e compensá-la pelos erros do passado.

Cyborg recebeu desculpas públicas de Dana

A grande polêmica entre Cyborg e White se instalou quando a brasileiro deixou o extinto Strikeforce e, mesmo com a opção de contrato com o UFC, tal qual todos os atletas da organização absorvida, acabou ficando de fora e foi lutar no Invicta FC.

Por se tratar de um dos maiores nomes do MMA feminino, Cyba era pedido constante de fãs e especialistas, e uma superluta entre a ex-atleta da Chute Boxe e a então campeã dominante Ronda Rousey era considerada a maior luta a ser promovida pelo evento.

O duelo, é claro, jamais saiu do papel, mas os contornos dessa novela foram dramáticos, pra se dizer o mínimo. No auge da treta, Dana chegou a bloquear a brasileira no Instagram, algo que só foi desfeito às vésperas da terceira luta de Cris pelo Ultimate.

Em 2015, após comentários extremamente estúpidos, pra dizer o mínimo, de Joe Rogan, em seu podcast, que contava com a presença de Dana, Cyborg chegou a fazer um desabafo público, acusando White e Ronda Rousey de praticarem bullying contra ela.

Eu acho hipócrita a Ronda reclamar das pessoas em Hollywood criticando seu corpo, falando sobre seus braços ou o peso extra dela fora de camp. Nos últimos cinco anos, a mesma Ronda e Dana White têm usado a mídia para praticar bullying contra mim, abrindo as portas para outras pessoas fazerem o mesmo. Ao invés de falar de minhas habilidades de luta, eles preferem usar a atenção da mídia para dizer que eu pareço um homem ou que eu ando como Wanderlei Silva de vestido. Foram palavras ditas para me fazer sentir mal. Uma estratégia baixa para diminuir minha autoestima”, disse Cyborg.

Roy Nelson

Como bem pontuou o amigo David Carvalho, se for pegar todas os arranca-rabos que Dana White já tem em TUF, a gente vai ter que selecionar meio mundo.

Porém, o caso de Roy Nelson é especial, pois as diferenças começaram no reality show, mas se prolongaram para muito além do escopo do programa.

Ué, viraram amigos?

Nelson nunca parece ter aceitado a forma como é tratado por Dana e, como retaliação, sempre que vê uma oportunidade, vai pra cima do ex-chefe com comentários irônicos ou ataques diretos.

Dana, por sua vez, nunca escondeu que levava as diferenças pessoais em consideração mesmo no trato profissional com Big Country.

Em 2013, no entanto, o dirigente garantiu ter chegado a seu limite e, embora surpreendentemente a relação profissional entre os dois tenha durado quais mais meia década, nunca mais houve sequer tentativa de esconder os problemas daí em diante.

Ao contrário da crença popular, eu tentei muito mesmo gostar do Roy Nelson. Eu até fui ver ele no backstage antes de vir falar com vocês da imprensa. Eu falei ‘E aí, Roy, você se apresentou bem, parece que perdeu um pouco de peso’. Aí eu chego aqui e descubro que ele falou um monte de m*** sobre mim minutos antes de eu chegar”, disse Dana, após a coletiva do UFC 166.

Al Iaquinta

De uns tempos pra cá, Al Iaquinta tem feito jus ao apelido de “raivoso”, mas apesar de ter partido pra cima de diversos alvos (como a Reebok ou Sage Northcutt), o presidente Dana White foi sem sombra de dúvidas a maior vítima dos seus acessos de fúria.

A cara já condena a instabilidade do cidadão

A revolta de Iaquinta se deu após uma série de críticas de White aos atletas competindo no UFC 208 e também por ele não ter sido premiado com bônus de performance sucessivas vezes.

A partir daí, o atleta da Serra-Longo partiu logo pra mandar o patrão “calar a p*** da sua boca!”, disse que ele dá péssimas gorjetas (e todos sabem diss) e ainda ironizou a presença de Dana na capa da revista Men’s Health, dizendo que o dirigente é um “guerreiro que nunca fez nada”.

Ao MMA Hour, Iaquinta foi um pouco mais além e disse o motivo de sua revolta com as declarações de White, o que fez Dana classificá-lo como “um maníaco” posteriormente.

Esses caras ganham dinheiro sem fazer nada. Eles sentam lá e me assistem lutar. Eu sou o cara, o Dana não. Ele fez muito pelo esporte, mas jamais se machucou pelo esporte. Pra ele dizer que a melhor parte do UFC no Brooklyn foi o voo de volta pra casa… Você estava num jatinho particular, meu irmão. Cala essa boca”, disparou Raging.

Quem mais merece um lugar?

Agora é com vocês. Sentiu falta de alguém nessa lista? Gostaria de acrescentar alguma história sobre os já mencionados? Deixe seu comentário e vamos juntos expandir a (longa) lista de lutadores que são também inimigos de Dana White.

Abraços!

  • Renato Rebelo

    De cara dá pra adicionar Wanderlei Silva (q já chamou Dana White playboy pra baixo) e Werdum (q lançou o bom e velho bumbum de cachorro pro patrão).

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Flashback muito bom esse aí, me lembro agora de um que acho que vocês mesmos tavam comentando no podcast, do Frank Shamrock que tinha brigado com o Dana White e vazou do UFC brigado e falando pra falarem com ele quando houvesse competição pra ele haha.

    E o Jason Miller tá preso ou aposentou e ficou quieto? Tá sumido a última notícia que tive foi dele não bater o peso na Itália.

    • André Guilherme Oliveira

      Teve uma época que a SWAT cercou a casa dele e ele tava la dentro entocado e mandando piada sobre no Twitter. Cara continua ai dando pala.

  • Rudá Corrêa Viana

    Nap foram tão fundo como os já citados, mas poderíamos colocar aí Mousassi eo próprio Aldo pós McGregor.

    • Lucas Pereira Carrano

      De fato, Rudá, os citados também tiveram seus entreveros.

      Embora comparados a Tito e Miller, por exemplo, dê pra chamar até “BFFs”. hahahahaha

  • William Oliveira

    Se não precisar ser do UFC, precisa ter o Ben Askren na lista haha o cara já falou mal do Dana White dezenas de vezes, na última vez que ele entrou no octógono todo o time dele cumprimentou o DW menos ele kkk nem se olharam

    Ainda tem gente que tem duvida do porquê o cara jamais vai ser contratado..

  • Mauricio

    Rolou uma treta com o Couture tbm, né? não sei se chegou a pedir pra buscar o pai no bar… mas tretaram

    • Lucas Pereira Carrano

      Buscar o pai no bar é bom pra caramba. Tô triste de não ter usado essa no texto.

    • Cerrone

      até Couture ? porra Couture ganhou 40 TS de presente na carreira, ele não deveria ter nada a reclamar kkkkk

  • Daniel R Carletti

    Só de ter citado Rogerinho do Ingá, já curti!

    Essa treta do Tito Ortiz foi pesadíssima, o DW tava até treinando, fez camp e tudo.

    • Lucas Pereira Carrano

      Falo com tranquilidade, melhor programa de humor.

  • Cerrone

    Al Iaquinta é um cara autentico pra caraleo! tudo que ele fala sai do fundo da alma, diferente das frases prontas que outros “desafetos” do Branco desferiram

  • Carlos André

    Esse texto ficou show. Parabéns.

  • Baixista Loko

    Dana devia ser um atleta top do UFC , treta com geral e n apanha de ngm, queris que ele tivesse levado um soco do Roy.

Tags: , , , , , , ,