GSP x McGregor pode
rolar? #jornaleiroresponde

Renato Rebelo | 26/09/2017 às 20:50

Pessoal, no #jornaleiroresponde dessa semana matutei sobre as possibilidades que o futuro reserva ao ex-campeão dos meio-médios Georges St-Pierre.

É verdade que o plano do canadense é capitalizar em cima da máquina registradora que virou o irlandês Conor McGregor logo após enfrentar Michael Bisping no UFC 217?

Espero que curtam a resenha!

  • Lero

    Esse negocio de novas categorias como estao intentando fazer me parece ruim.

    Menos de 4 quilos entre duas categorias por acima dos galhos acho frescura. Eu entendo que de leve ate meio-medio tem mais de 7 quilos é muito mesmo. De meio-médio até Médio de repente pode encolher um pouco tambem. Mas do jeito que eles querem fazer agora viraria um bagunca do caralho. Olha aí De super. leve até meio-médio só tem 2.3KG. Tem nego cortando isso no mesmo dia da luta. De Super meio-médio até médio só tem 2.2KG!! Isso é uma cagada e uma sauna para caras massomenos grandes. meio-médio viraria chatisima com duas categorias de peso tao perto dela. E os melhores de tamanhos parecidos nao se enfrentariam entre eles. No super médio e no cruzador as diferencias de peso parecem mais aceitaveis, só que essas categorias virariam mais ruins ainda por falta de capital humano.

    Para mim a solucao é refazer as categorias assim:

    Faz mosca até 55KG e nao até 56.7
    Faz galho até 59KG e nao até 61.2
    Faz pena até 64KG e nao até 65.7
    Faz leves até 69KG e nao até 70.3
    Faz Meio-Médio até 74KG e nao até até 77.1
    Faz medio até 80KG e nao até 83.9
    Faz meio-pesado até 88KG e nao até 92.9KG.
    Creia a categoria cruzador até 99KG.
    Libera a porra dos pesados até o peso que eles quiserem pesar.

    Deixa os campeoes atuais pegar o titulo da nova categoria, acima ou embaixo, Se dois campeoes querem pegar o mesmo cinturao. Faz super luta. “Sólo puede haber uno”.
    -O novo peso leve seria otimo para Aldo, Guida, Jeremy Stephens, Poirier, Pettis, Myles Jury, Iaquinta, Eddie Alvarez, Chandler…
    -O novo meio médio seria ótimo para os Cowboy, Nurmagomedov, Gunnar Nelson, Jorge Masvidal, Nate Diaz, Barboza, GSP sem barriga, Rafael dos Anjos (viraria a melhor categoria do UFC)
    -O novo medio seria maravilhoso para Demian, Wonderboy, Lawler, Condit, Magny, Ponzinibio, Marreta, Whittaker, Kelvin Safadao, PosTRT Belfort, Nick Diaz… Viraria uma categoria maravilhosa… Imagina se ainda tivesse o Rory nessa galera.
    -O novo meio pesado seria uma puta de uma categoria para Romero, Rockhold, Weidman, Spider, Jacaré Brunson, Shogun, Lyoto, e de repente até Cormier poderia bater esse peso. Ficaria bem mais legal que o meio pesado atual.
    -Coloca no cruzador o Jon Jones, Gustafsson, Glover, Oezdemir, Manuwa, Corey Anderson, OSP, Cain, Cigano, Werdum, Overeem post-TRT, Stipe… Ficaria uma categoria muito interessante e seria perfeita para outros caras como o King Mo, Bader, Davis, Fedor, Roy Nelson…
    -Deixa nos pesados os freaks e os gigantes mesmo. Gnannou, Mark Hunt, Struve, Volkov… E se algum do cruzador quiser subir mesmo, que fique a vontade. Sem limite de peso Poderimos ainda ver bizarrices tipo os irmaos de Jon Jones, Shaquille o Neal etc.

    Peso pesado, meio pesado e médio de hoje tem duas carateristicas em comum entre elas. 1. Por fora do top 5. As categorias sao uma merda. 2. Esse top 5 sao quase todos caras de mais de 35 anos Excetuando só Whittaker, Rockhold (perto dos 35) Weidman (perto dos 35). Jon Jones, Gustafsson, Ngnannou e Cigano, (perto dos 35 e com idade no MMA de 60 anos). Entao elas vao ficar uma merda completa daqui a pouco

    Com a minha distribuicao de categorias patenteada, estou fazendo que duas categorias ruins fiquem fodaticas (médio e meio pesado). Criando uma nova categoria que ficaria muito boa (cruzador) E só estaria mandando a dos pesados para o caralho, mas pelo menos é uma e nao tres categorias ruins. Além disso, as categorias de embaixo ainda ficariam muito boas porque tem mais nego enchendo esses boracos e se misturando legal.

    De nada UFC.

    • Gabriel Kalinowski

      Peso “galho” é ótima…
      kkkk

  • Cristiane Mews

    Na verdade o UFC virou uma zona! Casa da mãe joana… não tem mais categoria entre os Top5 ta um troca troca sem parar.. hehehe

  • Daniel Piva

    Renato, você acredita na hipótese do GSP vencer o Bisping e renunciar ao cinturão, abrindo oficialmente a caça ao Conor?

    Eu concordo com tudo o que você disse no vídeo, mas tenho a impressão de que esse será o desfecho em caso de vitória do canadense. Embora tenha essa questão contratual, se o GSP e o Conor quiserem, duvido que o UFC vá impedir essa luta.

    • Renato Rebelo

      É possível, mas acho que cairia novamente no q disse no final do vídeo. Quebra de contrato por luta mais fácil = feio.

  • Lorenzo Fertitta

    Excelente análise, Renato. Mapeou bem as ações (e erros de estratégia) do Jorginho São Pedro.
    O curioso é que quando ele anunciou o retorno eu realmente imaginei que seria para lutar contra o McGregor. Ele optou pelo Bisping, a luta era pra ter acontecido em julho e, quando o GSP pediu mais tempo e o Dana disse:

    “não vamos mais esperar pelo Georges St-Pierre. Vamos seguir adiante com a divisão, Yoel Romero vai receber a próxima disputa de cinturão”

    eu pensei que o canadense havia finalmente corrigido a besteira e visto que era melhor dar um passo atrás e esperar pelo irlandês. Ledo engano, na verdade, o adiamento da luta pareceu apenas uma estratégia visando enfrentar Demian, caso este se sagrasse campeão nos meio-médios.
    Como Woodley ainda é o xerifão na WW, o canadense está em uma sinuca de bico em que:

    – Contratualmente: se ganhar do Bisping, vai enfrentar Whittaker;
    – Moralmente: se perder para o Bisping, se aposenta.

    Porém, em se tratando de uma grande estrela em épocas de vacas magras para o UFC, pra tudo tem um “jeitinho”. Portanto, vislumbro três desfechos possíveis para essa novela:

    1) A hipótese levantada pelo Renato de uma “lesão providencial” que o impediria de competir no UFC 217 é, com certeza, uma valiosa carta na manga do GSP;
    2) GSP é derrotado por Bisping, anuncia que se sentiu bem competindo, não irá se aposentar e desafia McGregor;
    3) GSP vence Bisping, mas alega que se lesionou (lesão providencial durante a luta) e ficará afastado por um tempo. Enquanto isso Whittaker defende o cinturão interino (bizarro, eu sei) contra Rockhold ou Anderson (se vencer Gastelum). Depois que a poeira baixar, se Spider conquistar a cinta interina, GSP retorna pela unificação. Caso Rockhold ou Whittaker detenha o cinturão, Rush abre mão da cinta e anuncia que irá enfrentar McGregor.

    Seja como for, acho difícil o canadense não passar vergonha e dar uma “leve borrada” no legado ao final dessa empreitada.

    • Renato Rebelo

      Mt bom. Valeu pelo complemento, Lorenzo!

      • Lorenzo Fertitta

        {offtopic} Menino Bronzeado responderá nossos questionamentos nesse fim de semana sem UFC?

    • Gabriel Kalinowski

      Boa sacada.

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    GSP se ganhar vai dar o foda-se pro Whitakker, se o Anderson vencer não tem ninguém pra impedir que aconteça essa luta…nem contrato

  • Lero

    Peço desculpas. o português não é a minha primeira lingua. De fato eu nunca tive aulas dessa lingua na minha vida.

    • Gabriel Kalinowski

      kkkk.. Não precisa se desculpar… Apenas ficou engraçado.
      A propósito você fala muito bem português se nunca teve aulas.

  • Carlos Eduardo Reis

    Acredito que o lance do GSP ter escolhido buscar uma segunda cinta, sendo ela a dos médios e não a dos leves se deve a questões de ego mesmo, do tipo, “fiquei parado por anos, pra voltar e ganhar o cinturão da categoria de cima”. Algo que, convenhamos, estando ou não a cinta de posse do Bisping, é algo notável.

Tags: , , ,