UFC FN 116: os palpites dos
colunistas do Sexto Round

admin | 15/09/2017 às 18:29

Neste sábado, o UFC Fight Night 116 desembarca na PPG Paints Arena, em Pittsburgh, com o retorno de Luke Rockhold contra David Branch na luta principal.

Após 15 meses sem pisar no octógono, Rockhold quer apagar o nocaute para Michael Bisping, em junho de 2016, e conquistar uma chance de recuperar o cinturão que já foi seu.

Do outro lado do corner, David Branch fará a sua segunda luta no UFC desde o seu retorno, em maio deste ano. O ex-campeão em duas categorias do WSOF tenta, contra Luke, a maior vitória de sua carreira.

O card ainda conta com o duelo de lutadores que vivem momentos opostos: Hector Lombard e Anthony Smith, na divisão dos médios.

O evento em Pittsburgh também terá Serginho Moraes encarando o perigoso wrestler Kamaru Usman na categoria dos meio-médios. E o “Homem Ambulância” Uriah Hall enfrenta o polonês Krzysztof Jotko entre os médios.

Ótima oportunidade para os palpites dos colunistas do Sexto Round e de Gustavo Menor, o campeão do Confere em 2016.

Vamos a eles!

David Carvalho: Rockhold já afirmou: “Branch não está no meu nível”. Vejo ele subestimando o adversário mais uma vez (neste momento tenho um flash de Bisping em cima da grade gritando: “Fuck You!!”). Mas não não dá para pensar assim, pois realmente o atleta da AKA é muito superior a Branch. Prevejo um discurso pós-luta maior do que o próprio combate, que será encerrado com Rockhold finalizando.

Felipe Paranhos: Palpite expresso por motivos de tô de folga. Rockhold, finalização.

Gustavo Menor: A volta do culpado pela atual situação do peso-médio deve ser com vitória. Branch é um bom lutador, mas esta luta está acima do que ele pode alcançar no UFC. Rockhold, TKO.

João Vitor Xavier:  Não importa o que Luke Rockhold fala. Ele está ciente de que precisa baixar a bola se quiser voltar à disputa de cinturão. Não acho que ele cometerá novamente o erro de subestimar um oponente, ainda mais alguém que tem a capacidade – e a experiência em cinco rounds – de grampeá-lo no clinch. Espero Rockhold mais solto e a opção de treinar com o especialista em striking Henri Hooft deve pagar dividendos. O ex-campeão nocauteia David Branch no terceiro round. Luke, KO.

Laerte Viana: Branch é bem completinho, mas não se destaca em nenhuma área que possa complicar a vida de Rockhold. Ambos têm bons condicionamento físico, portante isso não deve ser o fator que decidirá a peleja. A questão é que Luke tem ótima defesa de queda e não vai ser facilmente derrubado, além de ter um maior arsenal em pé. Rockhold vai nocautear.

Leo Salles: Voltando após 15 meses de perder o cinturão dos médios, Rockhold terá um bom teste para voltar ao trilho do título ao encarar David Branch. Se não fizer a bobagem de menosprezar o adversário, como fez contra Michael Bisping, leva a vitória. Branch deve querer dominar as ações levando a luta para o solo, porém acredito que o californiano vai frustrar o ex-dono de dois cinturões do WSOF e acabar com o combate até o quarto round. Rockhold, TKO.

Lucas Carrano: Eu escrevi essa semana que Rockhold lidaria com as dúvidas que pairam sobre seu nome neste combate e acredito que ele dará a volta por cima. Rockhold vence por nocaute.

Lucas Rezende: Essencialmente um wrestler, não vejo o limitado David Branch barrando o talentoso Luke Rockhold. Cedo ou tarde, o lutador mais habilidoso definirá. Rockhold por KO.

Luiz Fernando Ferreira: David Branch virá para amarrar durante 25 minutos. Apesar de ser bom lutador, vejo que Luke Rockhold está em outro patamar. Não acredito em uma nova zebra para cima do ex-campeão dos médios. Rockhold por nocaute.

Renato Rebelo: Outra luta bem mais equilibrada do que pintam por aí. Branch é ótimo grappler – talvez, melhor que o ex-campeão – e muito forte pra categoria. É aquele negócio: qual Luke dará as caras? Será o desleixado e impaciente que subestima os outros? Ou será o cara compenetrado e talentoso que tira da cartola chutes de canhota, cruzados e finalizações heterodoxas? Acho que a água bateu no bumbum (tanto que ele fez o camp com o Henri Rooft, na Flórida) e veremos o segundo. Rockhold, decisão.

Rodrigo Tannuri:  Por mais que não goste de Rockhold, admito que ele é um lutador de mão cheia. Em atividade, o ex-campeão venceria fácil. Atualmente, afastado e crítico ferrenho do que a divisão dos médios virou, pode se atrapalhar um pouco, mas ainda o vejo sendo bem favorito. Rockhold, finalização.

Thiago Sampaio: Branch pode ter sido campeão de duas categorias do WSOF, mas no UFC, o buraco é mais embaixo. Ainda mais contra Rockhold que, inteiro e sem menosprezar o adversário, é talvez o mais completo da categoria dos médios. Levando em conta que a especialidade do recém-contratado do UFC é o jíu-jitsu, onde o ex-campeão é muito bom, vejo Luke revertendo uma situação, ficando em posição de vantagem e arrancando uma finalização. Rockhold, finalização.

David Carvalho: Lombard irá lutar contra o destino. Desculpem, mas não consigo mais apostar no cubano. Vou de Anthony Smith nocauteando.

Felipe Paranhos: Quem foi Hector Lombard… Falem sério, quem disser que sabe o que vai acontecer nessa luta tá tirando onda. Lombard, KO.

Gustavo Menor: Hector Lombard entrou no nível Big Rigg de confiança, ou seja, não acredito mais em vitória dele contra ninguém (inclusive perdeu para o próprio Hendricks). Smith, TKO.

João Vitor Xavier: Não acho que Anthony Smith era capaz de bater de frente com Hector Lombard no auge do cubano. Porém, o queixo do ex-campeão do Bellator já está muito gasto e Smith tem a vantagem da envergadura, apesar de tecnicamente mais fraco. A juventude também deve fazer a diferença. Smith por nocaute.

Laerte Viana: Deram Smith para Lombard tentar sair da draga, convenhamos. Por mais que a fase do ex-campeão Bellator seja péssima, ele ainda tem todas as armas necessárias para voltar a vencer. Smith, por mais que tenha um gás razoável, acho que não resistirá a blitz inicial aplicada pelo cubano, que vencerá por nocaute. Lombard, KO.

Leo Salles: O cubano que chegou ao UFC vindo do Bellator com todas as pompas corre sério risco de demissão caso perca a quarta luta seguida para o mediano Anthony Smith. A pressão será grande para Lombard, mas acredito que ganhe sobrevida na organização. Lombard, TKO.

Lucas Carrano: Essa luta parece ser na medida pra Hector Lombard se encontrar, mas vou apostar que na verdade o negócio vai degringolar de vez. Smith vence na decisão.

Lucas Rezende: Luta para Hector Lombard compensar o investimento que o UFC fez ao pescá-lo do Bellator. Não acho que ele decepcionará a diretoria. Hector por KO.

Luiz Fernando Ferreira: Se o Hector Lombard não vencer o Anthony Smith não merece a demissão, mas sim a aposentadoria. Lombard por nocaute.

Renato Rebelo: A diferença de altura e envergadura será enorme a favor do americano, mas o cubano é um grappler (muito) superior e não acho que Smith será capaz de engolir a mão do cubano. Luta feita na medida para ressuscitar defunto. Lombard, nocaute.

Rodrigo Tannuri: Nessa, quem vence é o mal, pois ambos o representam de forma obscura. Lombard está mais pra lá do que pra cá, cansa rapidamente, e, mesmo assim, é bem mais lutador. Vai fazer o que quiser com Smith, que é freakão e ainda possui uma tatuagem de Belzebu nas costas. Lombard, nocaute.

Thiago Sampaio: Lombard pode estar na fase mais zicada da carreira, mas ainda assim é mais lutador do que Anthony Smith, lutador mediano em todas as áreas. Se conseguir encurta a distância (a diferença de tamanho e envergadura é o maior empecilho), o cubano deve levar a melhor mesmo na trocação. Lombard, decisão.

David Carvalho: Adorei este casamento wrestling vs jiu-jitsu, onde o nigeriano tem grande vantagem de acordo com as casas de apostas. Mais um motivo para Serginho deixar de lado a ideia de que também é ótimo na trocação e buscar o que tem de melhor na arte suave. Mas não vou contra as Odds. Kamaru Usman via TKO.

Felipe Paranhos: Usman corre riscos, amassa e vence. Kamaru, decisão.

Gustavo Menor: Serginho não tem wrestling para derrubar Usman e o nigeriano não é louco de derrubá-lo. Transcorrendo em pé, vejo Serginho como um dos poucos da Evolução Thai que não evolui na trocação, se mostrando muito receoso na troca de golpes e com movimentação limitadíssima.Vou no lutador mais sólido. Usman, na decisão.

João Vitor Xavier: Um monstro do jiu-jitsu enfrenta um monstro do wrestling. Claro que o nível do Pantera no JJ é bem maior que o de Usman na luta olímpica, mas Kamaru tem tido resultados brilhantes usando seu carro-chefe no UFC. Mesmo assim, espero que essa luta se desenvolva em pé. Imagino que o nigeriano venha com uma estratégia de atordoar o brasileiro em pé para só depois colocá-lo de costas no chão. Até acho que Serginho surpreenderá com mais uma evolução na trocação, mas acho Usman mais polido nesse quesito. Usman, decisão.

Laerte Viana: Serginho deu entrevista dizendo que praticamente não treinou wrestling, apenas boxe e trabalho na guarda, o que me deixou pessimista em relação ao brasileiro por três motivos. 1) Sabemos que fazer guarda nos dias atuais é luxo, raramente vem dando certo, mesmo que o lutador em questão seja um craque no jiu-jítsu. 2) Usman é bom o suficiente para saber trabalhar por cima e não dar brechas. 3) O boxe de Serginho não evolui, infelizmente. Ou seja, se Moraes não dominar as ações no solo, não vejo outro resultado que não seja Kamaru por decisão.

Leo Salles: Belo duelo de grapplers. Porém, o nigeriano é mais agressivo no octógono e deve ditar o ritmo do combate. Usman, por decisão.

Lucas Carrano: Parece que dessa vez vai, após muita expectativa, finalmente vai, hein? Aposto em uma luta equilibradíssima, quem sabe até com uma decisão dividida. Serginho leva na papeleta dos jurados.

Lucas Rezende: Batalha de grapplers donos de estilos bem distintos, mas igualmente eficientes. Sei que Serginho é ameaçador e pode capturar um pescoço ou membro de qualquer posição, mas acreditarei no pragmatismo do wrestling sobre as armadilhas do jiu-jitsu. Usman por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Luta duríssima para o brasileiro, acredito que o wrestling e a força física do nigeriano irá falar mais alto. Usman na decisão.

Renato Rebelo: Serginho é uma das maiores zebras da noite exatamente porque Usman melhorou bastante na trocação e decidirá onde a luta transcorrerá – por ser um baita wrestler. Ainda acho o brasileiro ligeiramente superior em pé e, de todo modo, o americano não estará confortável em sua guarda. Acho essa uma luta mais dura do que muitos imaginam. O ritmo e o preparo físico pra mim decidem o palpite. Usman, decisão.

Rodrigo Tannuri: Sinceramente, não sei se essa luta vai acontecer, mas algo me diz que Usman vai surpreender com outra atuação dominante sobre brasileiros. Confiante, ele, que tinha pedido Demian, vai controlar Serginho e aproveitar a falta de gás do mesmo pra marcar mais três pontos importantes. Olho nele! Usman, decisão.

Thiago Sampaio: Serginho pode até estar invicto desde a final do TUF Brasil 1, mas os últimos resultados não foram tão convincentes, muito por insistir na trocação. Kamaru tem um wrestling de alto nível e deve controlar as ações. Por mais que o brasileiro tenha condições de finalizar mesmo em posição de desvantagem, o Pesadelo Nigeriano virá preparado para defender. Kamaru, decisão.

David Carvalho: Preparem a ambulância! Hall evoluiu muito, mas o acho hesitante demais. Acredito que se ele soltar mais seu jogo tem tudo para ser um dos mais temidos da categoria e, para isso, é importante encarar lutadores menos ranqueados, como é o caso de Jotko, que vem de derrota para Branch. Fico com o ainda tímido Hall na decisão.

Felipe Paranhos: O polonês bota o jogo defensivo e de poucos riscos a serviço da vitória. Jotko, decisão.

Gustavo Menor: Apesar daquela possibilidade de Hall tirar um coelho da cartola, vejo Jotko com competência suficiente para manter a distância – de onde golpeia muito bem – e impedir que estas investidas de Hall o surpreendam. Jotko, na decisão.

João Vitor Xavier: Luta de difícil prognóstico. Tenho uma queda pelo estilo de Uriah Hall, quando ele não é tímido ou “sente” o tamanho da luta. Foi assim que ele aniquilou Gegard Mousasi e fez fila no TUF 17 antes de ser parado por Kelvin Gastelum. Sei que ele não merece, mas vou lhe dar mais uma chance (a última, hein, Homem Ambulância!): Hall, nocaute.

Laerte Viana: Fiquei decepcionado com a última atuação de Jotko, mas a questão é que o jogo do polonês é terrível para Hall, que dificilmente terá espaço para soltar seus golpes plásticos e perigosos. Pragmático – e eficiente -, Krzysztof pregará o rival no chão e permanecerá por lá, podendo até castigar no ground and pound. Jotko, decisão.

Leo Salles: O ”Homem-Ambulância” é mais um que corre risco de demissão no card. Com três derrotas seguidas, Hall pega o perigoso Jotko, que está em boa fase e ainda é um lutador bastante regular, enquanto o jamaicano  preocupa=se em dar show, além da falta de foco dentro do combate. Acho que a eterna promessa cai mais uma vez e o RH deve chamá-lo. Jotko, por decisão.

Lucas Carrano:  Caso as coisas não deem certo, que fique registrado que essa será a última vez que aposto no Homem Ambulância. Hall vence por TKO.

Lucas Rezende: Independente do Uriah Hall que adentrar o octógono, ainda considero Jotko um lutador mais inteligente e sem dúvida mais saudável no departamento mental. Jotko por decisão.

Luiz Fernando Ferreira: Acredito que o polonês tem as armas certas para anular o “Homem Ambulância”, porém, estou sentindo que o Hall terá mais um lampejo de brutalidade. Hall por nocaute.

Renato Rebelo: O Homem Ambulância não sabe ganhar, apenas nocautear com girosflin. Jotko não é tudo isso (é nota 7,5), mas também é pragmático, difícil de ser batido, eficiente. Vou na lógica: Jotko, decisão.

Rodrigo Tannuri: A trajetória de Hall no UFC, que, pelo TUF, tinha tudo pra ser linda, terá um ponto final. Jotko é um lutador subestimado que, ao meu ver, tem o jogo ideal pra prender o adversário. A luta não será bonita e, pra Hall, será ainda mais feia. Jotko, decisão.

Thiago Sampaio: Hall está virando um folclore porque o “Homem Ambulância” do TUF 17 não vingou. Mas ainda fica aquela expectativa para um golpe certeiro liquidar a fatura contra alguém gabaritado (aquele nocaute no Mousasi foi algo que acontece uma vez na vida e outra na morte). Jotko é pragmático, deve trocar só na longa distância e se aproximar para partir pra luta agarrada, onde o jamaicano é mais perdido que cão quando desce do caminhão de mudança. Por ser mais completo e ter o jogo certo para anular o adversário, aposto no polonês. Jotko, decisão.

Restante do card:

Mike Perry x Alex Reyes
Gregor Gillespie x Jason Gonzalez
Justin Ledet x Zu Anyanwu
Tony Martin x Olivier Aubin-Mercier
Anthony Hamilton x Daniel Spitz
Jason Saggo x Gilbert Durinho

Ranking dos colunistas:

1 – Renato Rebelo – 625 pontos
2 – Felipe Paranhos – 610 pontos
2 – Laerte Viana – 610 pontos
2 – Luiz Fernando Ferreira – 610 pontos
3 – João Vitor Xavier – 595 pontos
4 – Lucas Rezende – 585 pontos
5 – David Carvalho – 580 pontos
6 – Gustavo Menor – 555 pontos
6 – Rodrigo Tannuri – 555 pontos
6 – Thiago Sampaio – 555 pontos
7 – Lucas Carrano – 530 pontos
8 – Leo Salles – 165 pontos

  • magnuseverest

    Ainda bem que Perry continua no card,acho que dá TKO.

  • Henrique

    Rockhold TKO
    Lombard KO
    Usman DEC
    Jotko DEC

  • Luis Coppola

    Cockyhold SUB R3
    Perry KO R1
    Smith TKO R2
    Gillette TKO R1
    Kamaru UD
    Jotko UD
    Burns UD

  • Tiago Nicolau de Melo

    Não creio que o Luke finalize o faixa-preta, mas vence antes do gongo final.

  • Lorenzo Fertitta

    Carrano depende muito do Serginho pra se afastar da “lanterna moral” hahahahah Eu sou mais pessimista, não creio que será dessa vez que o brazuca entrará no ranking. Também já esgotei minha cota de apostas no Hall e no Lombard.

    Rockhold KO
    Reyes SUB
    Smith DEC
    Gillespie DEC
    Usman KO
    Ledet SUB
    Martin DEC
    Spitz DEC
    Jotko DEC
    Sanders DEC
    Saggo DEC

  • Henrique Berto

    Qualquer cara que sobrevive 3 rounds com o Rumble merece respeito. Pessoal não tá colocando muita fé no Branch.

  • Estão dizendo por ai que depois dos três tapinhas de Branch, a vitória vale como finalização de Rockhold.

    Por pouco não gabarito a parada.

Tags: , , , , , , , , ,
Instagram