Vai na fé, Brock Lesnar. E obrigado por tudo

Alexandre Matos | 26/03/2015 às 21:37
Lesnar e seu cinturão do telecatch

Lesnar e seu cinturão do telecatch

O UFC tem investido com força para apagar o péssimo ano de 2014 na questão das vendas de pay-per-view, uma das mais importantes fontes de renda da organização.

Até agora, três dos quatro cards montados em 2015 (UFC 182, 183, 184) venderam igualmente ou mais do que o recordista do ano passado, o UFC 175 – ainda não temos o resultado do UFC 185.

O plano do UFC era tão ambicioso que contava com o retorno das duas maiores galinhas dos ovos de ouro de sua história. Porém, um deles, logo o maior de todos, desistiu.

O ex-campeão dos pesados do UFC Brock Lesnar anunciou nesta semana, no SportsCenter da ESPN americana, que renovou o contrato com a WWE, organização mais importante do mundo das lutas de mentirinha.

Além disso, o gigante disse que não voltará nunca mais ao MMA.

Quando chegou ao MMA, em 2007, Lesnar trouxe consigo uma horda de fãs da marmelada, ávidos por ver o vilão trocar (e tomar) porrada de verdade – Lesnar já tinha sido campeão na WWE antes de migrar para o MMA.

Essa galera ajudou Brock a liderar quatro das sete maiores vendas de pay-per-view da história do UFC, incluindo as duas maiores.

A simples posibilidade de Lesnar retornar ao UFC causou alvoroço nos últimos tempos, desde que ele se aposentou após derrota para Alistair Overeem e para as consequências da diverticulite (grave inflamação do intestino grosso).

Despedida do UFC contra Alistair

Manchetes pipocavam e Vince McMahon, presidente da WWE, se preocupava em perder sua maior estrela, seu atual campeão dos pesados, novamente.

A volta de Lesnar ao octógono, é bom frisar, seria um negócio da China não só no ponto de vista comercial, mas também no técnico.

Numa divisão quase deserta de talentos e com um péssimo índice de renovação, Lesnar daria jogo e muito provavelmente seria mais um nome nas conversas sobre título, não somente impulsionado por sua forte presença comercial, mas por ser capaz de ainda vencer muita gente do top 15 da categoria.

É comum ouvir detratores dizerem que Lesnar foi um engodo no MMA. Injustiça das grandes.

Ele sempre foi um wrestler de elite, uma vez campeão da Divisão I da NCAA e uma vez vice, dono de uma capacidade física rara para uma jamanta de seu tamanho e capaz de fazer coisas assim.

O trabalho desenvolvido pelo multicampeao Rodrigo Comprido pode não ter transformado Lesnar num Demian Maia (nem houve tempo para tal), mas o katagatame aplicado em Shane Carwin é coisa de quem sabe o que faz.

Brock era um atleta tão privilegiado que quase disputou a NFL pelo Minnesota Vikings mesmo sem ter tido base no futebol americano.

Lesnar levando o JJ pro telecatch

Lesnar levando o JJ pro telecatch

Apesar de ser um cara muito grande (1,91m) e muito pesado (130 quilos), ele assombrou o Combine da NFL ao correr 40 jardas em 4.7s – para se ter uma ideia, J.J. Watt, o melhor defensive end (mesma posição de Lesnar) da liga atualmente, percorreu a distância em 4.87s.

Enquanto esteve saudável (ou tipo isso), Lesnar ainda mostrou coração e queixo de concreto.

As surras que ele suportou de Carwin e Cain Velasquez, dois dos mais brutais pesos pesados de todos os tempos, foram coisas para poucos (mas deixaram marcas).

A soma de popularidade, talento, capacidade física e coração conduziu Lesnar a oito lutas de MMA profissional, sete delas no UFC.

Das sete, quatro foram disputas de cinturão. Das quatro, ele venceu três, todas por interrupção no segundo round contra oponentes que detiveram o título.

Capitão do maior PPV da história do UFC

Capitão do maior PPV da história do UFC

Ele tem o recorde de defesas consecutivas entre os pesados do UFC, ao lado de Velasquez, Randy Couture e Tim Sylvia. São feitos notáveis.

Mesmo com tantos predicados, Brock Lesnar preferiu renovar com a WWE. E ele tentou voltar ao MMA.

Há mais de um ano, Lesnar voltou a treinar para retornar ao esporte de competição. Deixou os técnicos “completamente maravilhados” com seu desempenho.

Ele chegou a ir ao UFC 184 para ver se a atmosfera do evento capitaneado por Ronda Rousey voltaria a incendiá-lo.

Ele tentou se imaginar dentro do octógono, mas sentiu que foi como um pesadelo, que nem conseguiu dormir à noite.

O compromisso com a saúde e o cronograma mais flexível da WWE falaram mais alto.

“O lutador dentro de mim quer continuar, mas, no atual estágio da minha vida, não é mais questão apenas do que eu queira. Você põe o orgulho de lado, abraça sua mulher e suas crianças. Sou um cara de 37 anos [ele vai fazer 38 em julho] e em alguns dias sinto como se tivesse 80, com todas essas coisas que eu vivi, tudo o que fiz. Eu me sinto afortunado. Tipo, o que mais eu posso fazer? Por que andar para trás? – disse Lesnar para a Associated Press logo após o anúncio na ESPN.”

Quando ele ligou para comunicar a decisão para Lorenzo Fertitta, ouviu do dono do UFC uma tentativa de dobrar a proposta (“seria coisa de 10 vezes mais o que eu ganhava antes de deixar o MMA”).

Lesnar encerrou a conversa com o CEO dizendo: “estou te ligando para dizer onde meu coração está, não é questão de dinheiro”.

Como analista e fã de MMA, lamento profundamente ter visto Lesnar de modo tão efêmero e que nunca mais o verei em ação no octógono.

Como defensor das causas pessoais, entendo e apóio a decisão do gorila albino. Sua meteórica passagem pelo esporte nunca será esquecida. Ele não tem mais nada para provar.

Quando fiquei doente por dois ou três anos e não sabia o que estava acontecendo, passei de ser o cara mais malvado do planeta para alguém vulnerável. É a realidade. Durante minha vida inteira eu fui esse super-humano arrepiante que matava pessoas, uma fera selvagem. Eu não era mais esse cara. É claro, minha confiança foi totalmente desgastada nas minhas três últimas lutas (contra Carwin, Velasquez e Overeem). Quem não ficaria assim? Anderson Silva é o mesmo cara que ele era (antes de quebrar a perna)? Fui um bárbaro durante minha vida toda. Eu simplesmente sou um bárbaro mais esperto agora. Evolução, entende?”

Entendo. Obrigado por tudo, big boy.

  • Carlos pael

    Será que essa decisão não tem por base a nova política antidoping d UFC???? Melhor deixar sua marca na história do que jogar tudo fora por causa de um simples exame, vide o ex do Anderson Silva. Creio q essa decisão é acertada, afinal, no WWE não há antidoping nem campanha contra o TRT

    • Pode até ter, mas acho que não foi o maior impacto. O sujeito sofreu muito mesmo, ele quase morreu com a diverticulite.

    • E ainda vou te falar que talvez o Lesnar nem esteja mais tomando nada por causa da doença. Reparta que ele tá muito mais inchado e menos definido hoje em dia do que na fase do UFC e principalmente na primeira passagem pela WWE.

  • Bruno Santos

    Monstro demais!Se tivesse começado mais cedo a se dedicar ao MMA acredito que reinaria nos pesados!Uma aberração física!

    • Eu queria muito ter visto esse cara sair da faculdade e começar a treinar MMA, sem passar pela WWE antes.

      • Bruno Santos

        Seria algo para marcar a história!

  • Deixou sua marca no UFC e deixará saudades. Quem diz que ele era superestimado não entende NADA. Os números não mentem né!!!
    O cara é gigante e tem uma desenvoltura que jamais esperaríamos ver num sujeito desse tamanho, e grande parte disso vem do Pro Wrestling.

    Vai na paz Lesnar, e eu vou continuar te assistindo lá no WWE…rs

    • Dá uma olhada no link da matéria pra ver que ele já era ágil desde os tempos de universidade.

      • Bruno Santos

        Um cara que corria 40 jardas em 4,7(na verdade 4,65) segundos com aquele tamanho tem atributos físicos fora dos padrões!!!Olha ela na pré-temporada de 2004!Seria mito na NFL!
        https://www.youtube.com/watch?v=xkLPqwX3B7E

        • Eu arredondei pra 4.7s porque já vi todo tipo de parada entre 4.65 e 4.7. Eu não tenho o vídeo do combine, vc já viu?

          • Bruno Santos

            Eu passei a acompanhar FA depois desta época.Mas em 2007 quando comecei a galera ainda falava desse combine!

      • Malk Suruhito

        Qual o motivo dele não ter tido sucesso na NFL???

        • Machucou o joelho.

        • will

          Níveis anormais de testosterona?(!)

          • Ele não seria o único.

          • Malk Suruhito

            Neste caso então você quer dizer que ele estava com os níveis NORMAIS, né? Hahahaha

    • Rodrigo Tannuri

      Vai mitar na Wrestlemania! 😀

      • Bruno Santos

        Depende do roteirista!KKKKKKKKKK

  • Rodrigo Tannuri

    Esse é mito! Confesso que o Brock era um dos pesados que eu mais gostava. O cara realmente provou ter muito valor. Não é qualquer um que sai da WWE e vai pro UFC. Não é qualquer um que é campeão dessas duas organizações. Apesar da curta passagem pelo MMA, o Brockinho tem sim um legado. Sinceramente, ele tem mais é que permanecer na WWE. A diverticulite o atrapalhou muito. Na luta contra o Overeem, aquela região foi a mais explorada pelo holandês. A capacidade atlética do Lesnar é assustadora, o cara é monstrão, seria top-10 fácil e uma baita adição pros pesados, mas não sei como ele lidaria com essa nova galera (Werdum, Cigano, Browne, Miocic). Ele tem que se preservar. Ainda bem que vimos essa fera em ação pra valer. Quem desdenha do mesmo só pode estar de sacanagem. Pra finalizar, adoraria ter visto uma luta dele contra Minotauro e Pezão.

    • Lucas Andrade

      Ele era meu favorito número 1, o 2 foi justamente o que o aposentou no MMA. Vivia na espectativa do cara voltar e me deparo com essa ducha de água gelada.

    • Brock é o único campeão do UFC, NCAA e WWE da história.

      • Rodrigo Tannuri

        É o que chamamos de Rei do Mundo kkkkk

    • Se ele tivesse saído do college direto pra treinar MMA, sem perder tempo (dsclp) na WWE, imagina o que esse sujeito teria feito. Mas ele ganhou dinheiro forte, já chegou no MMA milionário.

      • will

        Quem não quer perder um tempinho na WWE? Milhões!

        • Podia ter feito depois, não antes. Mas o MMA era fraco em 2003, 2004, então dá pra entender o que ele pensou.

  • Luiz Guilherme

    Uma pena mesmo ele não ter voltado. Ainda dava um caldo nessa divisão

  • Bruno P.

    Que sirva de exemplo para outros veteranos que insistem em continuar lutando… se é que me faço entender…

  • Demais o texto, Alexandre.

    Ja viram um vídeo do Messi ainda novo, no vestiário do barcelona, quando entra o Gaúcho?
    Acho que no camarim da WWE deve ser tipo assim, entra o Lesnar e o pessoal logo comenta baixinho:… “olha, um lutador de verdade”..rsrsrs

    Figuraça que veio e marcou uma época. Dentre muitos outros que fizeram momento, no caso dele também pode ser dito “Eu assisti o Lesnar”

  • Caio Abreu

    nunca imaginei o brock fazendo aquele movimento de wrestling se vc tiver 80 quilos é um movimento muito dificil imagina com 130 amigão.

  • Gefferson Nesta

    Texto Fantastico, altíssima qualidade!
    Eu gostaria que a categoria dos pesados fosse tão boa quanto as demais, será que um dia chegaremos lá Alexandre?
    Sem sobra de duvidas ele deixará saudades no MMA.

    • Acho que não por alguns motivos:

      1) É uma categoria que tem um intervalo de peso muito grande. Isso torna “mais fácil” bater o peso e acaba tornando nego mais desleixado (é incrível a quantidade absurda de pesos pesados com forma física de frequentador de botequim).

      2) O universo de seres humanos com < 1,90m e < 105kg é muito menor do que de gente com 1,70m e 70kg. Da quantidade a gente tira a qualidade.

      3) É muito mais difícil se movimentar e se manter ativo carregando 110kg do que carregando 70. Muita massa muscular aumenta muito o gasto energético.

      • Gefferson Nesta

        Então vamos continuar sobrevivendo de Cigano,Cain,Werdum e CIA… EHHEHEH FAZER O QUE NÉ!

  • Claiton Freitas

    Bom texto, mas podiam usar o termo Pro-Wrestling ou Luta Livre invés de termos pejorativos ao ser referir a WWE.

    • Eu uso “luta de mentirinha” (porque é luta de mentirinha), “marmelada” (porque não só os resultados, mas todos os movimentos são roteirizados), uso telecatch (como o pessoal ficou conhecendo aqui no Brasil) e uso “pro wrestling”. Mas nunca vou usar luta livre porque não considero luta livre.

      Luta livre pra mim é a luta livre esportiva (do mestre Tatu, Roberto Leitão, Hugo Duarte, Eugenio Tadeu) ou o freestyle wrestling. Sigo com esse padrão até pra falar da lucha libre mexicana, que eu não traduzo e chamo assim mesmo.

    • will

      Que tal “Telecatch”? Ou “Novela para Homens”?

      • Telecatch era o nome do programa que passava no Brasil, não é o nome da prática.

    • will

      Que tal “Luta Sincronizada” ?(!)

  • Lucas Andrade

    Lá se vai aquele que foi meu peso-pesado favorito e seria novamente. Esse sabia empolgar. Valeu gigante!!

  • Olimpio Silva

    Alexandre, teu texto ficou uma homenagem a altura.. Realmente se vai uma grande estrela, mas, diferente de outras, ela sai de modo digno e honrando a torcida de seus fãs. Sai de cabeça erguida!!

    Apenas uma questão tem me passado a cabeça, desde aquele UFC 141.. E se o Overeem não (provavelmente) estivesse sob efeitos de esteroides?? Será que não teriamos visto Lesnar disputar o cinturão mais uma vez?? Que a politica antidoping nos traga cada vez mais lutadores limpas e justiça no esporte.

    • Sobre sua pergunta, acho que não. O Lesnar tava moído pela diverticulite e provavelmente teria entrado na porrada contra o Cain Velasquez numa eventual eliminatória pra pegar o Cigano, que era o campeão. Lesnar também tomou muita besteira (e pagou com a doença), mas acho que tava limpo no UFC 141, exatamente porque não podia mais usar anabolizante.

  • Emerson Silva

    Dos lutadores não brasileiros, meu preferido sempre foi o Lesnar. Sei que existem muitos outros gringos melhores, mas ele tinha algo especial. Gigante, provocador e intenso nas lutas. Enquanto crianças se divertem com o Hulk nos filmes, os adultos tinham como herói Brock Lesnar. Como fã, sempre torci pelo retorno dele. Mas como ser humano racional, entendo os motivos que o levaram a tomar tal decisão. Essa é a minha pequena homenagem a esse grande lutador que aprendi a gostar e tenho até bonequinho dele. Kkkk

    Grande texto, como sempre, Alexandre! Expressou basicamente tudo o que eu e outros fãs imaginamva sobre ele. Parabéns!

    • Meu próximo bonequinho vai ser o dele ou o do Velasquez, tá na minha lista. Tenho poucos (Shogun do PRIDE, Bas Rutten, GSP, Rocky, Mickey, Ivan Drago, Michael Buffer).

  • Marco Matos

    Cara essa ultima frase foi de arrepiar, muitas pessoas procuram o auto entendimento a vida toda e as vezes não acham, tá ai pra mim um cara bem resolvido.

    • Exatamente. Pega o discurso pós-luta dele contra o Carwin. Lesnar é um cara inteligente.

  • Maxsupremo

    Sou muito fã do Lesnar e fiquei muito triste por ele não voltar,Podia fazer pelo menos uma ou duas lutas pra encerrar bem a carreira. Lutou com o Overeem enquanto passava por uma doença e enquanto o Overeem estava no auge do suco,Não engulo aquela derrota, Se fosse hoje Overeem teria seu queixo de paçoca esfarelado.

    Lesnar hoje nessa divisão poderia bater de frente com muitos, Mesmo o pouco tempo em que lutou,fez muito pelo esporte!

    • Os dois puros, sem doença nem anabolizante, teria sido mais legal.

      • will

        Sem anabolizante? Com 5 rounds! Prefiro assistir Police History 2 com Jack Chan. Recomendo.

        • Não duraria dois rounds completos, provavelmente alguém seria nocauteado (e acho que o Lesnar levaria).

  • Maxsupremo

    Quem lembra do TUF com o Lesnar e Cigano? Lesnar desmoralizando a própria equipe, chamando de “Chicken Salad” kkkkkk Apesar dele zuar a própria equipe deu pra ver ali que ele é um cara bem gente boa e bem diferente da imagem que tenta passar, A maior rivalidade foi com o Cigano com o treinador de Wrestling da própria equipe! um tal de Lew Poley kkkkkkkkk.

    Vale lembra que desse TUF saiu o Myles Jury e o Tony Fergunson, dois tops da LW.

  • Fábio

    Só acho que com o cerco ao doping, nunca mais veríamos o antigo lesnar!
    Talvez isso também tenha pesado na hora de escolher entre a wwe e o UFC

    • Ele provavelmente já não tava tomando nada há um tempo, a diverticulite fodeu com essa parada. Compara o Lesnar hoje na WWE com a época em que ele esteve lá antes do MMA.

      • Fábio

        Realmente a diverticulite abreviou a trajetória dele no MMA.
        E coincidências a parte, depois que ele teve esse problema, e diminuiu os esteróides em consequência disdo, ele nunca mais foi o velho lesnar.
        Não tenho acompanhado a wwe, ele está fisicamente abaixo do gigante de outrora?

        • A idade faz com que ele não seja mais o velho Lesnar, a doença faz com que ele não seja mais o velho Lesnar e a falta de esteroides faz com que ele não seja mais o velho Lesnar. É uma conjunção de fatores.

          Ele hoje tá bem mais inchado e menos definido do que há 10 anos.

  • Malk Suruhito

    Triste, mas…. show must go on!

  • Flavio Bueno

    Belo texto! Parabens!

  • Lucas Rezende

    a rotina da WWE é flexível pois ele aparece poucas vezes num mês, ele recebe por aparições… um wrestler full-time da WWE se fazem 4 á 5 lutas por semana!

  • will

    Só tenho uma pergunta: não tinha anti-doping na NCAA? Olha o tamanho desse cara!

    • Na NCAA ele era grande “normal”. Na WWE que foi foda.

  • Marcelo

    Eu já tinha lido em algum lugar que o Lesnar tinha ido muito bem nos testes físicos da NFL, mas não sabia que os resultados eram tão bons assim.
    E eu me lembro da luta dele com o Couture, já tiozinho, aos 45 anos de idade, disputando posição clinchados na grade e de igual pra igual com esse cara.

    • Bem, de igual pra igual é meio bondade sua, mas o Couture foi um bravo ali mesmo. Ele parecia uma criança agarrada num adulto.

  • Renan Silva

    Esta sendo coerente não tem nem oq falar. O cara beira os 40 anos, e esta ganhando mto dinheiro sem tomar muita porrada na cara, só encenando, é mto mais vantajoso continuar no WWE sem apanhar( e nao digo em relação a perder em ) do que no MMA conseguindo vitorias mas tomando mta porrada na cara. Isso nao é saudavel.

    Ele foi uma estrela meteorica no MMA e quem viu aproveitou como pode. Ele nao voltam, pro bem dele e do MMA em geral. Valeu Gorilla Albino

Tags: