UFC FN 62: os palpites dos colunistas do Sexto Round

admin | 20/03/2015 às 23:53

Um dos cards mais esvaziados já montados pelo UFC para o público brasileiro (se não o mais) está entre nós.

A falta de poder de fogo do UFC Fight Night 62, no entanto, não é sinônimo de lutas ruins.

Pelo contrário, a vontade de mostrar serviço desses (as) 24 cavalheiros/damas pode tornar a noite de sábado bem interessante dentro do Maracanãzinho.

Boa oportunidade para os (nem sempre tão precisos) bicos de fora da área dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles:

DEM_RYA

Felipe Paranhos: LaFlare, apesar da longa ausência, vem na ascendente, enquanto Maia não parece estar novamente numa corrida ao título. Ainda assim, lembro que Ryan foi quedado 6 vezes em três lutas no UFC. Com Demian, uma só pode ser fatal. Maia por finalização.

Fernando Cappelli: Se este main event é morno? Com certeza. Mas como se diz por aí ‘é o que temos’ para este evento com card tão cheio de problemas. Demian vem de séria lesão no ombro e já entra de cabeça em um desafio de 25 minutos. LaFlare tem grandes credenciais para equiparar o jogo de grappling, ponto forte do brasileiro. O norte-americano costuma imprimir ritmo forte e domina o handicap nas transições aqui. Demian é um guardeiro habilidoso, seu jogo de striking evoluiu, mas no geral ainda deixa mais interrogações que exclamações. Espero um combate longo e que não seja um pesadelo em pé (pra ter o que escrever na coluna de segunda-feira). LaFlare, na decisão.

João Vitor Xavier: Apesar de enfrentar um lutador duro no chão, Demian tira o selinho de LaFlare com um mata-leão antes dos rounds extras.

Lucas Carrano: Por motivos de força maior, mas como também não quero ficar pra trás na tábua de classificação, serei forçado a adotar nesta semana o “Palpite Express”. Na luta principal, em um combate morno, LaFlare levará a melhor na decisão dos juízes.

Lucas Rezende: Acredito que os dias de finalizações majestosas de Demian Maia já ficaram para trás, Ryan LaFlare é um wrestler dinâmico, ativo e que sabe se virar em pé. Prevejo-o anulando as investidas de Maia e garantindo mais uma decisão, LaFlare por DU.

Renato Rebelo: Cinco rounds de briga por dominio territorial. Ou seja, muito grude contra a grade, alguns minutos de kickboxing amador e o wrestling de um anulando o jiu-jítsu do outro – e vice-versa. Maia x LaFlare não empolga pela forma como eles se encaixam no octógono (o fato de nenhum deles estar contido no top 5 da categoria até 77kg é secundário). Enfim, o brasileiro é habilidoso demais para ser neutralizado no chão por 25 minutos (como Santiago Ponzinibbio foi) e LaFlare não tem plano B, portanto… Maia (decisão). 

ERIK_JOSH

Felipe Paranhos: Erick pode ter todos os defeitos defensivos e de cardio do mundo, mas Kos não é nem sombra do lutador de outrora. Índio por TKO no 1° round.

Fernando Cappelli: Erick ainda caça a bendita regularidade de atuações com unhas e dentes. Aos 37 anos, o nível de periculosidade atual de Koscheck já começou a entrar em velocidade de cruzeiro desde a luta mais recente, contra Jake Ellenberger. O gringo teve peito de aceitar este desafio em cima da hora poucas semanas desde que subiu ao octógono pela última vez, mas não o visualizo segurando a bronca em terras cariocas. Erick, por KO.

João Vitor Xavier: Luta boa para o brasileiro se recolocar de vez nos trilhos entre os meio-médios. Acho que Erick ganha e ganha bem – nocaute técnico antes do terceiro round.

Lucas Carrano: Biro-Biro foi uma benção dos céus para Erick, a luta certa pro brasileiro engatar duas vitórias consecutivas no UFC pela primeira vez. Erick Silva por TKO.

Lucas Rezende: Erick é explosivo, criativo e muito perigoso no primeiro round. Caso Kos sobreviva, ele poderá abafar o brasileiro nas etapas posteriores como Jon Fitch também fez. No entanto, o Josh de hoje já não me inspira confiança. Silva por TKO no primeiro round.

Renato Rebelo: Acho que o Koscheck versão 2011 seria capaz de embrulhar Erick Silva para presente – assim como seu grande amigo Jon Fitch fez. Se bobear, até sua pesada mão direita faria um estrago… Acontece que a atual versão do Biro Biro não é nem sombra do que já foi um dia. Desmotivado e na descendente – do ponto de vista físico-, dificilmente ele sobrevive à primeira blitz do Índio – famoso por se jogar de cabeça no primeiro round. Erick, TKO. 

DURI_COWB

Felipe Paranhos: Cowboy pode ser duro quanto for, mas pegando a luta tão em cima e contra um cara que se preparava para um enorme passo chamado Josh Thomson, não vai rolar. Burns na finalização.

Fernando Cappelli: Durinho x Thomson seria franco candidato para melhor luta da noite. Alex Cowboy tem seus méritos, mas entrará em uma grande roubada. Durinho, por finalização.

João Vitor Xavier: O Cowboy brasileiro pode surpreender, visto que entra sem pressão para essa luta. Mas acredito na evolução de Durinho, que leva com seu jiu-jitsu.

Lucas Carrano: Durinho perdeu aquela que poderia ser uma luta-chave em sua carreira com a (suspeita) ~lesão~ de Josh Thomson. Por outro lado, deve ganhar mais um V no seu cartel. Gilbert Durinho vence por finalização.

Lucas Rezende: De Josh Thomson para Alex Cowboy é um salto bem vertiginoso. Não tenho muito o que dizer. Vitória fácil pro Gilbert, por finalização, no segundo round.

Renato Rebelo: Cowboy é um striker duro, vem de equipe bacana (TFT) e venceu, há duas semanas, o ex-TUF (Joilton Peregrino – no Face to Face). Estrear no UFC em cima do laço contra um campeão mundial de jiu-jítsu forjado para o MMA numa das maiores equipes do mundo e com meses e meses de preparo nas costas, no entanto, é morder mais do que se pode mastigar no momento. Durinho, sub. 

LEO_TONY

Felipe Paranhos: Martin, embora esteja 1-2 no UFC, é um lutador com muito potencial — mais do que Leo, inclusive. Desta vez, porém, acho que o brasileiro leva na decisão, com muito jogo de grade e uma mãozinha dos juízes brasileiros.

Fernando Cappelli: Mais uma colisão de grapplers da pesada. Mas como pode rolar o famoso ‘ em carra de ferreiro, o espeto é de pau’, se a luta descambar para o striking, Leo Santos bate melhor de frente, e a partir disso ainda pode desenhar clinches e quedas. Homônimo do pior vocalista da história do Black Sabbath, Tony Martin deve complicar as coisas. Mas vou de Leo, na decisão.

João Vitor Xavier: Luta dura para o representante da Nova União. Tendo a achar que o gringo leva, mas o brasileiro tem boas chances no chão. Decisão dividida para Martin.

Lucas Carrano: No duelo de dois atletas oriundos da luta agarrada, vou no mais gabaritado. Léo Santos fatura por finalização.

Lucas Rezende: Léo fez algumas lutas mornas no passado, e apesar de Martin ter finalizado Morango, ainda vejo o campeão do TUF Brasil como favorito para esse combate. Assim como Beneil Dariush fez com Tony, vejo o americano perecendo diante de mais um katagatame no segundo round. Leo, finalização.

Renato Rebelo: Martin é sim deveras tenaz e hábil, acontece que, no setor onde ele geralmente brilha, Leo Santos tem mestrado e doutorado. Não vejo o produto da Nova União dando mole no braço como Fabrício Morango e, em pé, Leo e Martin são compatíveis. Luta truncada (leia-se chata) que termina com decisão a favor de Santos. 

PEPE_FILI

Felipe Paranhos: Pra mim, é a luta mais difícil de prognosticar. Fili é mais completo, mas Pepey cresceu muito como lutador em muito pouco tempo. Vou de Fili na decisão.

Fernando Cappelli: Cria da Alpha Male, Fili tem jogo fluido, mas em muito momentos ainda fica desguarnecido nas trocas mais francas. Pepey tem evoluído e agregado boas habilidades em pé. Acho que o norte-americano será mais estratégico para puxar a luta da média para a curta e faturar a vitória na decisão.

João Vitor Xavier: Apesar de Pepey ter demonstrado evolução em pé, acredito que a variedade de Touchy Fili seja suficiente para dar a luta ao americano, por decisão em uma luta animada.

Lucas Carrano: Teste de fogo para o “Novo Pepey”. Uma vitória pode ser a declaração definitiva do quanto o vice-campeão do TUF evoluiu nos últimos tempos. Mas este não é meu palpite. Fili leva na decisão.

Lucas Rezende: Pepey conseguiu ressurgir na categoria com duas vitórias categóricas. O Alpha Male também deu uma tropeçada no passado contra Holloway, mas descontou contra Feipe Sertanejo. Difícil. Jogando a moeda para cima, aposto no brasileiro por finalização no terceiro round.

Renato Rebelo: Fili é um lutador de MMA mais arredondado tecnicamente. O Alpha Male ainda cadencia melhor a luta – como vimos contra Felipe Sertanejo- e possui maior volume de golpes onde boa parte da luta deve transcorrer (em pé). Mas vou contra a maré nessa. Pepey é abusado – gosta de correr riscos-, goza de boa envergadura para a categoria e seu muay thai evoluiu muito sob a tutela de André Dida. Acho que o ex-TUF encaixa algo contundente em cima e termina embaixo. Pepey, finalização e maior vitória da carreira.

Restante do card (início previsto para as 20h):

Amanda Nunes vs. Shayna Baszler
Akbarh Arreola vs. Francisco Massaranduba
Katsunori Kikuno vs. Kevin Souza
Drew Dober vs. Leandro Buscapé
Cain Carrizosa vs. Leonardo Macarrão
Jorge Blade vs. Christos Giagos
Fredy Serrano vs. Bentley Syler

Placar dos colunistas em UFCs (2015):

Felipe Paranhos: 21-11
Fernando Cappelli: 22-13
João Vitor Xavier: 5-9
Lucas Carrano: 21-14
Lucas Rezende: 19-16
Renato Rebelo: 23-12

E vocês, amigos, como veem as lutas principais transcorrendo?

Abraços.

  • abner albuquerque

    Pepey
    Durinho
    Amanda Nunes
    Léo Santos
    Erick Silva por atropelo
    Demian Maia

  • Pedro Duarte

    Não sei o que é pior, apostar no Overeem ou no Erick Silva.,,

    • Renato Rebelo

      Hahahaha o pessoal não dá crédito msm pro cara…

      • Pedro Duarte

        É foda, não dão crédito por Overeem mesmo 😛

  • bedotRJ

    A galera não tá levando fé no Koscheck, hein! Normal pelo momento. Mas eu vou apostar nele. Vai sobreviver ao 1º round e fitchzar nos outros dois, levando na decisão. Na luta principal, como dito em outro post, dá Demian na decisão burocrática. Durinho finaliza, Leo Santos perde por pontos e o glorioso Pepey, apesar da boa fase, beija a lona. o/

    • Lucas Andrade

      Em primeiro lugar torço pelo show. Mas particularmente torço pro “coroa” surrar o índio.

  • Filipe C.

    Maia x Laflare pra mim é luta pra fechar o card preliminar de evento numerado.. Nada mais que isso.

    • Marquim

      Cards no Brasil é isso mesmo cara, não da pra esperar muita coisa.
      Acho que se colocassem o Maia contra outro top 10, sería melhor, tipo o Kelvin Gastelum ou Hector Lombard, tería mais apelo pra um main event.
      Mas acho que não tinham top 10 disponíveis pra lutarem com o Maia, aí colocaram o Laflare, e convenhamos tem tudo pra ser uma luta pior do que foi Maia vs Shields

  • Luiz De Marco Freitas

    unica luta q to a fim de ver mesmo é essa pepey vs fili… esse fili é muito bom e já disse que ta receoso em relação ao pepey pq o pepey é muito doido e ele ñ sabe direito oq ele pode acabar fazendo na luta, rs

    sem falar que o fili tava ganhando do holoway quando acabou finalizado, ou seja, é um cara com real potencial p/ ser um top 10

  • Rodrigo Tannuri

    Só eu estou fazendo o ajayô pra este evento com antecedência? Lamentável, vocês… kkkkk

    Demian x LaFlare – Maia by SUB R2
    Erick x Koscheck – Índio do Amor by TKO R1
    Durinho x Cowboy – Filho do Belfort by SUB R1
    Leo Santos x Martin – Martin by UD (o Fabiano Eller do MMA não me passa confiança)
    Pepey x Fili – Fili by TKO R2 (com aquele estilo de boleiro, parece até que o americano é um dos parças do Neymar)

    • Renato Rebelo

      Índio do Amor?

      • Rodrigo Tannuri

        Calma, é só olharmos pro currículo amoroso da fera braba. Não sou eu que falo, é o povo que diz kkkkk

        • William Terres

          Ele ainda ta pegando a ring girl? hehehe

          • Rodrigo Tannuri

            Boa pergunta! Acho que agora ele está no nível global kkkkk

    • Marquim

      kkkkk índio do amor .
      Eu sei la viu, Kos perdeu lutas para adversários muito bons.
      Ele tava aguentando bem a bronca contra o Ellenberger, até levar a finalização.
      Acho que ele deve tentar amarrar o brasileiro nos primeiros rounds(ou a luta inteira), devido ao problema de condicionamento do Èrick, Kos deve tentar tirar proveito disso, e tem jogo pra conseguir, se ele se proteger bem no primeiro round, pq Èrick é um cavalo no início da luta, e pode ser que o Biro Biro não aguente.
      Resumindo: se Èrick vencer, vai ser no primeiro round (KO ou finalização)
      Se passar do primeiro round, a luta está mais pro lado do Kos, mesmo decadente.

  • Sidra

    Sexto Round é, no momento, disparado o melhor site de conteúdo MMA no Brasil… O PVT e aquele BJJ forum estão vergonhosos, pqp. Parabéns galera, por sempre botar um material de alto nível por aqui! ah,e eh La Flare, Silva, Durinho, Santos e Pepey.

    • Thiago Marques

      O BJJ FÓRUM não é sítio de MMA.

  • monteiro

    Parecendo(sem desrespeitar o Grande Walid) Jingle Fight

  • Tiago Nicolau de Melo

    Vou de:
    Maia (sub)
    Erick (sub)
    Durinho(tko, mas com torcida pro Cowboy fazer mais lutas no UFC)
    Léo (decisão dividida e polêmica contra o homônimo do COMPETENTE vocalista do Sabbath)
    Fili (ko/tko)

  • Lucas Andrade

    O Erick é a definição do que conhecemos por “Cavalo Paraguaio”

  • Marcio Rodrigues

    Se os estrangeiros não nocautearem ou finalizarem, vitoria por decisão a favor de todos os brasileiros como sempre acontece em terras tupiniquins.

  • regular john

    O meu comentário foi “detectado como spam” e excluído? sério??? quanta ironia…

    vou dar o benefício da dúvida, afinal são jornalistas, antes de decidir sobre a credibilidade do site.

    • Renato Rebelo

      ??? John Regular, eu sou a única pessoa que posso moderar comentários e não apaguei nada. Poste novamente, pf.

      • regular john

        No meu perfil diz que foi “detectado como spam” (além de ter recebido um upvote)

        de qualquer forma, teria de ser alguém perturbado para se ofender com aquilo.

        • Renato Rebelo

          Ñ faço ideia do que tenha acontecido, fera. Será que o Disqus (aplicativo de comentário q usamos) julgou o que vc escreveu como Spam? Estranho…

          • regular john

            OK, pela sua resposta, mantenho um dos pontos do famigerado post: Ótimo site, ótima discussão sobre MMA.

  • Alex Teixeira

    Maia, Kos, Burns, Santos e Fili; Nunes, Trinaldo, Souza e Buscape, Mafra, Giagos e Serrano.

    Os vencedores em primeira mao pros meus colegas do sexto round.

    • William Terres

      Pensei que era a escalação de algum time boliviano kkkkkk

      • Alex Teixeira

        kkkkkk vem aí a escalaçao do Real Potosí

  • William Terres

    Creio que esses eventos meia bomba acabam entregando mais do que a gente espera. Acho que Blade x Giagos, Trinaldo x Arreola e Pepey x Fili serão boas lutas. Durinho x Cowboy tbm promete, mas acho que o Durinho está alguns degrau acima.

  • draggo

    Maia por decisão
    Silva por finalização
    Durinho por finalização (acho que ele vai tentar trocar no 1°, vai ter dificuldades e depois vai pro bote).
    Santos por decisão (apertada)
    Fili por decisão
    Nunes por tko (gnp)
    Massaranduba por decisão
    Kikuno por finalização
    Buscapé por tko
    Macarrão por tko
    Giagos por decisão

  • Carlos Montalvão

    Minha torcida vai para

    Demian Maia
    Josh Koscheck
    Leo Santos
    Shayna Baszler
    Gilbert Burns
    GOD(ofredo) Pepey

  • Andre Fausto

    Meus palpites para o evento são: La Flare, Erick Silva, Léo Santos, Amanda Nunes, Durinho e Fili. Que a zebra não esteja no Brasil…

  • Yuri David

    Muitos duvidaram do Mestre Pepey! A rapadura é doce, mas não é mole! Rumo a cinta!

  • Thiago Marques

    Mestre Pepey, duble de ssj, mais uma vez sendo menosprezado pelos mortais, mas o mestre é pródigo emdistribuir mangas! Kkk….

Tags: ,