Pitbull x Rousey no Brasil: bola dentro do Ultimate

Renato Rebelo | 19/03/2015 às 16:26
Experiência de ZIngano durou 14 segundos

Experiência de ZIngano durou 14 segundos

A tática delineada pelo UFC em 2015 para tapar o rombo deixado pelo deficitário 2014 já está clara até para os mais desatentos.

Pay-per-views gordos – de preferencia com duas disputas de cinturão- e Fight Nights mais esvaziados que as contas bancárias de Eike Batista.

Só que, com esse raciocínio em mente, o acordo feito com a Rede Globo nos tempos de bonança (um PPV anual no Brasil) e uma convicção do presidente do UFC criam situação conflitante.

Dana White tem pra si que gostamos de ver “heróis nacionais” surrando “invasores imperialistas” e, ao mesmo tempo, não vende absolutamente nada nos Estados Unidos – país responsável por quase 80% do lucro da empresa- se montar esse card mais recheado à feição dos nativos.

E aí? Aposta-se em arena lotada aqui e fracasso lá? Ou vice-versa?

Nos últimos dois anos, o Ultimate mirou num protagonista verde-amerelo e não foi bem.

Aldo no meio da torcida

Aldo no meio da galera

Em 2013 e 2014, José Aldo, nos UFCs 163 (contra Zumbi Coreano) e 179 (contra Chad Mendes) vendeu, respectivamente, de 170 e 190 mil e de 160 a 200 mil pacotes de PPV.

O protagonismo integral em mãos gringas, como meu amigo Lucas Rezende explicitou neste texto de fevereiro, também poderia ser um tiro no pé.

Como solucionar esse problema, então, já que o próprio Aldo e nossas maiores promessas de título (Renan Barão, Vitor Belfort e Fabrício Werdum) estão comprometidas?

Sinuca?

Não! Havia uma oportunidade e, segunda apurou a Tatame, ela foi aproveitada.

Ronda Rousey e Bethe Correia trocarão gentilezas na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, no dia primeiro de agosto.

Pitbull nocauteando Baszler - amiga de Ronda

Pitbull nocauteando Baszler – amiga de Ronda

Considerando que Rowdy – estima-se- vendeu praticamente sozinha ao norte de 500 mil pacotes no UFC 184, o Ultimate salva sua mais importante incursão anual ao nosso país e, de quebra, vende aos locais o sonho de outro cinturão.

Ronda, assim, volta a lutar no Brasil pela primeira vez desde os Jogos Pan-Americanos de 2007 e traz na bagagem a grande possibilidade de queimarmos uma promessa em franco processo de maturação (convenhamos, as chances da paraibana são deveras diminutas).

Mas quem disse que dá pra fazer omeletes sem quebrar ovos?

Se eu estivesse à frente dessa nau, provavelmente, tomaria a mesma decisão (até porque não há opção melhor e a própria Bethe fez por onde – dentro e fora do octógono).

Ah, segundo a própria Tatame, existe, ainda, a possibilidade de Rogério Minotouro x Maurício Shogun ser eleito o co-main event deste card.

 Eu sou uma mulher patriota e eu adoraria lutar contra os estrangeiros, especialmente contra os americanos. Gosto de representar o Brasil. Estou motivado por pressão e responsabilidade, eu vou lutar melhor desta maneira, e eu quero trazer o título do UFC para o meu país… Eu bati suas pequenas amigas nos Estados Unidos, uma delas em sua cidade natal, por isso é uma oportunidade para Ronda de vir tentar vingar suas perdas”, mandou a desafiante no MMA Fighting.

Abraços.

  • William Amaral

    Agora é esperar o restante do card, mas também gostei da luta principal. Chato é ser no HSBC.

    Já até imagino as notícias antecedendo esse duelo: “Paraibana fenomenal promete mostrar força da mulher brasileira diante de americana, melhor lutadora do mundo”. O Banho pós-luta será bem gelado.

    • Alexandre Mantovani

      Só uma dúvida: Porque “Chato é ser no HSBC”? Quando fui, achei as instalações decentes e, comparando com estádio de futebol é um paraíso.

      • William Amaral

        Quando fui lá (Anderson x Bonnar), fiquei mais de uma hora pra sair do estacionamento. Aquelas duas pistas estavam lotadas de vans e taxis parados e o tráfego não andava. Ali no Maracanã é cercado de pistas, então o fluxo de saída é mais tranquilo.

        • Alexandre Mantovani

          Ah, isso é verdade. Fui neste também e me arrependi muito de não ter combinado o taxi antes. Ainda mais que ia pegar a ponte Rio-São Paulo em sequência. Fiquei quase duas horas para sair de lá.

        • William Koppe

          Pra galera de fora do rio agora tem o BRT que te deixa dentro do aeroporto e funciona 24 hs. Tem uma estação dele quase em frente arena hsbc#ficadica

          • bedotRJ

            O BRT é uma b%$#@ de serviço, mas pode ser que funcione a contento em função do horário.

          • William Koppe

            Já utilizei de madrugada e foi tranquilo. No mais de dia anda cheio mesmo, não é a toa que se chama transporte de massa

  • Tiago Nicolau de Melo

    Luta boa. Zingano e Miesha são melhores que a Correa, ao meu ver. O negócio é desejar um ótimo camp, toda a sorte do mundo e que seja O DIA da brasileira e um mal dia pra Rowdy (e mesmo com tudo isso, a campeã é favorita).

  • Leonardo Abido

    A melhor parte é que sendo no Brasil, não vai ser preciso pagar o translado do corpo (ou do braço pelo menos) da Bethe Correia hahaha.

    • Renato Rebelo

      Hahaha que isssooo, Rapazzzz!

      • Leonardo Abido

        Renato, tomara que eu esteja completamente errado, mas acho que a nossa Bethe vai de Pitbull a Chihuahua rapidinho.

        • William Amaral

          Já ta ladrando muito, vamos ver se morde né!?

  • Vitor Freitas

    Salve galera do SR!
    Apenas uma dúvida, pq o UFC da tamanha preferencia pelo Rio de Janeiro em vez de Sampa (principal centro economico do país)? Tem a Globo alguma coisa a ver com isso?

    Abraço!

    • Renato Rebelo

      Vitor, é basicamente por causa da disponibilidade de arenas. Tanto a HSBC Arena quanto o Maracanãzinho – agora em gestão privada- agradam mais o UFC do que o Ginásio José Corrêa ou o Ibirapuera. A Arena do Palmeiras é que surge como uma grande possibilidade, mas, pra lotar, eles teriam que ter um baita card – e acho q esse não será o caso.

      • Paulo Melo

        O ruim é que a HSBC é na Tijuca, lá a hospedagem é a mais cara do Planeta rs Qdo fui lá fiquei no Botafogo e a achei bem tranquilo tanto a ida quanto a volta , de ônibus mesmo , é uma arena muito bonita e bem confortável .
        Ibirapuera , muito boa arena tb , bem localizada , o ruim é pra estacionar , e sempre tem aquele transito basico nas saídas
        José Corrêa , principal qualidade é que é compacta , é perfeita pros UFC´s Fight Night , o ruim é que em tempos de calor lá é muito abafado , mas é praticamente do lado de uma estação de trem e perto das grandes vias , o que facilita o trânsito

        • Renato Rebelo

          Barra da Tijuca, né, feroz? Tijuca é perto do Maracanãzinho.

          • Paulo Melo

            Exato , eu quis dizer Barra da Tijuca …
            Eu não sabia que havia os 2 , paulista mal informado é dose kkkkkkkkkkkkk

        • bedotRJ

          Já tem lugar mais em conta prá ficar na Barra. Tem o Ibis, que inauguraram há relativamente pouco tempo bem na entrada do bairro. E ali na Barrinha, do outro lado do canal, perto do Bar do Oswaldo, na famosa ‘rua dos motéis’, tem uns três hotéis, Ibiza, Marbella (esse é ex-motel) e Center, que volta e meia têm promoções bem em conta nesses bookings da net.

          • Renato Rebelo

            Boas dicas! O Ibis é aqui do lado da minha casa e o preço parece ser em conta

          • bedotRJ

            Somos todos emergentes da Barra! o/

            Na minha rua tem hotel também, Paradiso e Transamerica, mas esses são bem mais caros. Prá galera que vem de outros lugares com grana contada, a Barrinha é uma boa. Supermercado Mundial pro pão francês com presunto prá levar pro UFC, bar do Oswaldo prá encher a cara de batida (embora os caras estejam metendo a mão na bagaça) e ainda tem aquele Concha Doce, com padaria e rodízio de pizzas e massas bem em conta, tudo a pé. Vale a dica pros parças que vêm de fora.

          • William Terres

            Saí aqui de Caxias do Sul-RS e fui no UFC 179, fiquei em Copacabana. Foi barbada ir pro Maracanazinho, peguei o metro e cai dentro do Maraca.

            HSBC Arena é muito contra mão de Copacabana? hehe

          • Renato Rebelo

            É bem longinho, feroz. Te aconselharia a procurar algo no Recreio dos Bandeirantes (mais em conta) ou na própria Barra (mais caro).

          • bedotRJ

            É sim, cara. Totalmente contra-mão. Se o objetivo é vir exclusivamente para o evento, o lance é procurar hospedagem pela Barra ou pelo Recreio. Mas se for prá dar uma turistada, aí vale mais a pena ficar pela Zona Sul mesmo, só encarando a distância pro dia do evento – muito embora, em termos de beleza e limpeza, a praia da Barra seja infinitamente superior a qualquer uma das poluídas da Zona Sul, especialmente a de Copa, que é a pior delas (excetuando, claro, as praias da Baía de Guanabara, que são coliformes fecais a céu aberto).

          • William Terres

            O interesse seria ficar mais tempo, mas minhas condições financeiras não permitem hehe. Acho que vou na quinta feira e volto domingo.
            E em termos de aeroporto, é melhor desembarcar no Galeão ou no Santos Dumont?

          • bedotRJ

            Prá ficar na Zona Sul, o Santos Dumont é muito melhor em qualquer circunstância. Prá ficar na Barra, a princípio, o Galeão é melhor. Vc tem a opção de usar o BRT, que é um péssimo serviço nos horários de pico e passa por lugares horrorosos, mas ao menos custa barato. Se for prá pegar táxi, aí dependeria da sorte com o engarrafamento. A Barra é muito grande, então dependendo do lugar onde ficar sua hospedagem, um aeroporto pode ser mais adequado do que o outro.

          • William Terres

            Beto me adiciona no Facebook, William Terres. Já estou vendo passagem e hotel, se puder me tirar umas duvidas, agradeço. Abraço

          • bedotRJ

            Qualquer coisa, se o pessoal do site não se incomodar, vc pode perguntar por aqui. Tô sem usar redes sociais no momento. o/

          • Renato Rebelo

            Hahaha boa, vizinho. Dá pra se virar msm. E qq coisa, só procurar no Recreio, que é mais perto tb

          • William Terres

            Qualquer coisa Renatão hospeda a galera! kkkkkk

          • Lucas Andrade

            hehehehe Coloca meu nome nessa lista ae hein!

          • Paulo Melo

            Vamos todos tomar umas geladas com o Renatão no dia seguinte rs
            Tá vendo como foi bola dentro do UFC marcar essa luta ? Já tem mó galera interessada em ir , isso pq faltam 4 meses hehe

          • FabioH

            Fiquei nesse Ibis, instalações zeradas, tem também o Novotel ao lado.

    • Paulo Melo

      Vitor , mundialmente a referência do BR é o RJ …
      Eventos de maior importância sempre vão pra lá , digo lá pq moro em SP rs ( Rock n Rio , Olimpíadas , Final da Copa ) , então cards de importância maior nos UFC´s brazucas vão pra lá

      • Renato Rebelo

        Tem isso tb.

        • Paulo Melo

          Valeu Renato !
          80% continua sendo muita coisa … o que me faz pensar o quanto vale a pena pra eles investirem em novos mercados , mas é aquilo , muito ou pouco , qto mais $$$$$ melhor

    • Lucas Andrade

      Pior eu que não vou ver um UFC em minha cidade(Salvador) nas próximas 2 décadas..

  • Lucas Natan

    Renato, será que o card chega ao menos perto do de Pettis vs Dos Anjos ou é querer demais?

    • Renato Rebelo

      (Acho que) é querer demais. Mas, fico na torcida. Agosto tá cedo pro Rafael pegar o Khabib ou o Cerrone. Talvez, encaixem Barão ou Dillashaw versus o Assunção. Uma despedida do Minota tb pode rolar. Vamos ver…

      • Bruno Conde

        Provavelmente vai ser recheado de brasileiros sem apelo de Ranking, que luta mais pelo nome e popularidade aqui no Brasil.

        Quem poderia lutar nesse card é o Lyoto e o Jacaré, dependendo de como desenrolarem suas lutas. Provavelmente aquele que não tiver o TS em mãos. Se nenhum dos dois ganharem o TS podem até lutar entre si.

    • Tiago Nicolau de Melo

      O card não chegando, mas as lutas empolgando como foi nesse último… já vale.

  • Carlos Montalvão

    Antes de ler o texto, lanço a pergunta: Como farão pra separar Miesha Tate, Ronda Rousey e Bethe Correia se as três aparecerem no evento, nesse sábado? hahaha

  • Carlos Montalvão

    Eu acho isso um tiro no pé, com Kaufman casada com Davis, Zingano demolida, Holm com um vitória duvidosa e Tate ainda a umas 2 lutas de voltar a disputar a cinta, eu faria Bethe Correia x Jessica Eye no Rio e levaria a Ronda pra subir no octógono pra fazer a encarada caso a Bethe vencesse, uma luta contra a Evil seria ideal para credenciar a brasileira para o TS caso ela vencesse. Por mais que eu torça pra Bethe, acho que será uma luta entre 10 segundos e 20 segundos, não consigo ver a Pitbull conseguindo manter a distância ou encurralar a Rowdy na grade e “escalar” ela na pancada.

    Se o resto do card for chamativo, até considero assistir meu primeiro UFC In Loco, quem sabe possamos ter um Jacaré x Lyoto pra decidir quem pega o vencedor de Weidman x Belfort, por exemplo. O campeão dos Galos podia lutar também ou a Jedrzejczyk contra Gadelha caso a brasileira vença a irlandesa

    • Paulo Melo

      Se vc for do RJ é um ótimo evento pra ser o primeiro in loco , ver no Combate e ver ao Vivo é uma diferença muito grande , a vibe é outra
      Acho que se casasse Bethe vs Jessica Eye , queimaria um contender , a Bethe , já qua acho que ela perderia essa luta , e a Ronda já pediu a Bethe e tudo mais , portanto acho que mandaram bem sim

      • Carlos Montalvão

        Sou do Rio não, continuo com o sonho do evento em Curitiba com Anderson Silva, Mauricio Shogun, Wanderlei Silva e Cris Cyborg hehehe

        • Paulo Melo

          Tirando os “Silvas” com o restante pode rolar sim hein

          • Carlos Montalvão

            Mas aí não encheria um estádio (única forma possível de ter evento aqui, pelo que parece rs)

    • Bruno Goes

      Mas sem a Ronda, qual luta você acha que teria apelo pra ser um Main Event de PPV aqui no Brasil?

  • Carlos Montalvão

    Acho que não vai ser a Pitbull ou nenhuma lutadora considerada top que vai por um fim na Rousey, vai ser uma menina vinda da PQP que vai destronar a loira. Vai ser tipo um Weidman da vida, alguém até então considerado mediano e que vai disputar o cinturão por falta de opção e vai chocar o mundo (talvez a Aleksandra Albu?). Embora no meu mundo de fantasias seria a Miesha Tate treinada por Rafael Cordeiro e Cris Cyborg hehehe

  • misterjeny

    O mais engraçado de prever lutas é que,a bem pouco tempo atrás o AJ não tinha chance alguma contra Ag! Dos anjos então nem se fala(né Petts).O TJ era nada ante o Barão…guardada as devidas proporções acho que deveríamos dar mais créditos ao famigerado “surprise mother fucker”,que vira e mexe dá as caras no octógono!

    • Bruno Moraes da Costa

      Meu caro, não concordo que esse seja o caso da luta anunciada hoje! Todos sabiam que o AJ tinha poder de nocaute muito grande, maior do que de AG. Dos Anjos contava com o ritmo e jogo mais completo a seu favor. Talvez muitos não imaginavam (como eu!) a surra que o Barão tomou, esse sim – ainda que o TJ fosse wrestler e pudesse tentar colocar Barão pra baixo. Mas, no caso da Bethe, ela não é melhor que a Ronda em qualquer área. Nem perto, aliás… Espero que terminem de anunciar esse evento depois complementando o main event. Que seja Ronda x Bethe+lutadora a escolher (juntas)

    • Carlos Montalvão

      Essa é a torcida, mano. A Bethe por sinal nessa luta contra a Shayna me pareceu ter um Q.I de luta maior que das outras desafiantes, ela podia ter tentado quedar a Baszler como a maioria tenderia a fazer, mas viu que a mão tava entrando e machucando e preferiu continuar no boxe até nocautear a americana, coisa que a Tate por exemplo, não conseguiu enxergar no UFC 168

    • Tiago Nicolau de Melo

      Curti a menção ao Doakes.

  • Felipe

    Hmn, eu não sei o quanto pesará o fato da Bethe não ser um desafio real nas vendas de PPV. Mesmo as outras adversárias não tendo grandes holofotes (exceto Cupcake), sempre existia a chance de uma Zingano destronar a Ronda. Não sei se com uma adversária de baixo calibre, a essa altura da carreira, a luta terá algum apelo. Aliás, pela primeira vez na história eu vejo a maioria dos brasileiros criticando um contender nacional.

    • Bruno Goes

      Realmente pode fracassar no PPV por esse fator que você citou, e ainda por cima pelo fato que eles devem rechear o resto do card com ex-TUFs, e outros que marcam tabela em eventos brasileiros, como Tibau, Sertanejo e Maldonado. Mas a arena eu boto fé que lotará, nem tanto pela desafiante brasileira, mas sim pela oportunidade de ver a Ronda em ação ao vivo.

  • Bruno Conde

    Bethe ganhou de quem lutou, tentou cavar uma luta com a Miesha até, que não foi pra frente. Não é a contender que mais fez por onde para chegar ao TS mas também não é insignificante. Vejo um paralelo com a trajetória do Conor que não pegou nenhum Top 5 mas por eliminação ganhou o TS.

    Quando faltam contenders leva quem gritar mais alto. Legal ver que a Bethe conseguiu mesmo não falando inglês (seria legal, aliás, que ela tomasse um intensivão da Wizard. Até agosto dá tempo de conseguir arranhar umas provocações em inglês para o Countdown)

    • Fulano de Tal

      Conor pegou Top 5, sim: O Dustin era quinto do ranking quando os dois se enfrentaram.

      • Carlos Montalvão

        Na verdade colocaram ele no 5º lugar na época da luta só pra dizer que o McGregor pegou um top ranking kkkk

        • Bruno Conde

          Exato, na semana da luta ele virou Top 5.

        • Fulano de Tal

          Isso foi piada?

    • Carlos Montalvão

      Rapaz, Glover e Cigano estudaram inglês simplesmente pra poderem se virar nos compromissos do MMA e o Machida tem aulas PARTICULARES de conversação, todo brasileiro top 10 do UFC devia tomar essa vergonha na cara e fazer o mesmo. Não é difícil aprender o básico e mandar um seminário de inglês se comparando com o Wand e Spider haha

      • Lucas Andrade

        Wand aprendeu “natoralmente” rs.
        Até hoje guardo uma memorável frase dele encarando o Sonnen no TUF Br sussurrando ” I, no like you” hahahaa

  • Victor araujo

    Pow guardada as decidas proporções…quando foi anunciada a luta do Rafael com o showtime, de cara achei q o Rafael TB não tinha a menor chance, mas no decorrer da promoção e das entrevistas achei q ele teria alguma chance… E isso acontece sempre, porem no caso da bethe não consigo imaginar nenhuma chance… Mas talvez com o tempo consiga ver alguma chance… E com relação se a luta vai vender… Claro q vai… A bethe vai provocar a honda e muito e pode acreditar todos vão querer ver esta luta… E no mais acho q mais de 14 segundo a bethe vai durar kkkk

    • Lucas Andrade

      Não você não vai ver nenhuma chance mesmo com o passar dos meses. Elas estão em níveis diferentes. Quase um universo de disparidade. Vou fazer um gráfico.
      Suponhamos que a Ronda seja a “DC Comics” do MMA. >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Esta seria a Bethe como a “Marvel”.

  • Fulano de Tal

    Fiquei muito feliz com anuncio dessa luta. Vai ser massa. A Ronda é muito popular no BR é só ela mandar um “obrigado, Brezil”, “um I love, Brésil” que tá tudo dominado.

    Eu tava pensando, se…se a Claudinha vencer a Aisling, poderiam fazer Joana x Claudinha como co-luta principal. Shogum x Minotouro seria bom como luta principal do card preliminar.

  • Cristiano

    Olha…as chances da Bethe dependem de duas coisas: ângulo e pontaria. Tudo vai depender do lugar onde o Edelson vai sentar, e da precisão na hora de jogar a casca de banana.

    • Renato Rebelo

      Hehehe boa!

  • marco antonio

    Eis que o próprio ufc respondeu minha pergunta da semana passada, sobre o pay per view no Brasil,pois bem.
    Que a ronda atrai as câmeras em todo o mundo é fato,mas se tratando de Brasil, será que o público médio que enche arena,vai comprar a idéia de um main event feminino? Tenho minhas dúvidas,por isso que já estou aguardando ansiosamente o anúncio do card completo,estão falando em co main event, com Minotauro vs shogum que mesmo pra nós que acompanhamos mma a mais tempo, não nos empolgamos muito com a idéia,pra quem acompanhava o pride, ainda tem o apelo daquela luta, mas volto a bater na mesma tecla. E o público que enche arena e acompanha mma a menos tempo? Pra eles, esses dois são dois caras não chamam a atenção,(não sei se vocês me entendem) mas vejo muito “fã”,se referindo a eles como dois fracassados, justamente por suas últimas performances.
    Por isso que estou torcendo muito para que o ufc adicione outra disputa de cinturão para mesma noite.Sabemos que onde a ronda lutar não influenciará na venda de pacotes, mas para o público brasileiro, se o ufc não fizer direitinho,esse evento pode não ter o retorno esperado.
    PS; Será o maior desafio da ronda, com certeza,bet vai ser mais um azarão a surpreender,ganhar é difícil,mas podem anotar,bet vai dar muita porrada na cara da ronda!

    • Carlos Montalvão

      Ahh mas vai, eu odiando a campeã, vejo muito puxa-saquismo em cima dela, principalmente por ser linda e destruir todo mundo no primeiro round, gente que jamais pararia pra ver um UFC de madrugada se não fosse ela no combate (muita gente mesmo). Claro que uma dupla disputa de cinturão ajudaria (aí entraria o Barão se vencesse o Dillashaw ou um possível Jedrzejczyk x Gadelha 2, como eu disse em outro comentário)

      • marco antonio

        Eu particularmente,que me programei para ir esse ano,no minimo no evento de Pay per view,não me animo tanto assim para sair de SC,para ver um Main Event Feminino,sem pré conceito sabe,mas parece que falta algo,quando a luta principal é feminina,claro que,se encher o card de lutas boas,como citei a cima,o apelo é diferente.
        Mas mesmo assim,ficarei esperando atentamente a venda dos ingressos,para comprar o meu.

    • Bruno Goes

      Concordo que se não rechear o card tem chance de “flopar” o evento sim. Esse co-main de Minoto e Shogun já me desanimou, independente de ser novato no mma ou não, é uma lata fraca sim. Basta pegar as últimas atuações de ambos, tem tudo pra ser uma luta sofrível, sinceramente espero quebrar a cara.

  • Marquim

    Quando anunciaram que o UFC 190 sería no Brasil, eu estava certo que o main event sería Dos Anjos vs Khabib/Cerrone 2, e como o co-main event um Cigano vs Overeem, mas poucos minutos depois eu voltei pra realidade, e esquecí que jamais gastaríam um card desses aqui kkk

    • Renato Rebelo

      Pro Rafael voltar fica muito em cima – até por Cerrone x Khabib ainda ser mais pra frente. Agora, Cigano x Overeem seria uma ÓTIMA!

      • Lucas Andrade

        Ia ser trauma demais ver os 2 Nogueiras nocauteados na mesma noite. =/

        • Carlos Montalvão

          Seria cômico se não fosse verdade. Que maldade, fera! hahahaha

          • Lucas Andrade

            Como diria o senhor Omar ” Trágico, trágico! “

      • Carlos Montalvão

        Essas lutas + Lyoto Machida x Tim BEBÊ CHORÃO Kennedy e + uma disputa de cinturão fecha um puta card principal. Joga Urijah Faber, Jessica Andrade, Thominhas/Sertanejo/Mineiro, Santiago Ponzinibbio, MaldoMITO e John Lineker no preliminar

  • Rodrigo Tannuri

    A escolha não pode ser criticada, mas, em termos competitivos, não vejo a Bethe sendo a adversária mais perigosa pra Ronda. Pra mim, as ameaças foram extintas. A brasileira se aproveitou, juntando o momento sem contender da categoria com as vitórias sobre as amigas da Ronda. Vitórias essas que, pra mim, não indicam muita coisa. Sinceramente, vencer Duke e Baszler não é suficiente pra levar a Bethe ao title shot. Prevejo mais um massacre, dessa vez em pleno Brasil, representando um gigantesco “shut up, bitch”. Tomara que os deuses do MMA e Belfort abençoem este card.

    • Jonas Angelo

      Como diria Mano Brown “Prefiro ouvir o PASTOR: irmão meu, não inveje o homem violento, e não siga nenhum de seus conselhos!”. haha

    • Carlos Montalvão

      A questão é que a digníssima campeã só tem essa opção, pois fora a Bethe, quem mais vem em sequência de vitória ali? Tate com 3 e Marion Reneau (que chegou agora) com 2, no momento é a única luta que faz sentido. Eye e Kaufman são dois puta nomes, mas ambas vem de uma vitória só (diga-se de passagem, contra a mesma lutadora), assim como Holly Holm (que na minha opinião perdeu contra a Pennington). O resto, já foi exterminado.

  • João R. Magalhães

    Já estou antevendo,no Countdown,o Joe Rogan falar: ” A correa está invicta, é uma trocadora feroz e leverá perigo legítimo a Ronda Rousey… Essa garota é um fenomeno” e outras coisas do genero. Sério mesmo,não raro sinto vergonha alheia do Joe Rogan. Sempre me pergunto: “Será que o fã médio, realmente come essa farofa?” hahaha

    • Rodrigo Tannuri

      Nossa, fiquei feliz agora! Pensava que só eu não gostava dele. Bate aqui, bro o/ kkkkk

      • João R. Magalhães

        Hahahahah! Toda vez… é a “mema” história.
        Ele parece ser até um cara legal, extrovertido.Mas na hora dele enaltecer E DEPRECIAR, ele não tem limites! Ele se empolga demais. Fato, que na minha opinião, ele falta com a verdade de próposito, só pra fazer o fã médio ou/e esporádico comprar o PPV. Hahahaha

        • Rodrigo Tannuri

          Com certeza! Eu já não curto aqueles gritos dele. Tipo, quando tem knockdown ou KO são maneiros, mas os berros rotineiros irritam. Mas, recentemente, o que me deixou bolado mesmo foi a postura dele contra o Schaub. Não que eu seja fã do Schaub, mas o Rogan pegou pesado, papo de humilhação mesmo. Sem contar que, agora, está polemizando com o desafio Ronda x galos masculinos.

          • William Terres

            os berros seguidos do “unbelieveble”

          • Rodrigo Tannuri

            “Oh, Mike, he is hurt!!!” kkkkk

    • Carlos Montalvão

      Hahahahaha, pior que o discurso é sempre o mesmo haha, já ouço um “Betch Cow-reia represents a real danger to the champion, she will be a tough challenge and blablabla”

    • Bruno Conde

      Acho ele um bom analista de lutas quando ele não está no mainstream. Nas lutas preliminares, que não valem muito, ele costuma comentar legal, posição por posição. Mas nas lutas principais realmente ele se empolga e faz o papel de bom funcionário: promove quem o UFC quer promover.

      No podcast dele ele analisa legal também, tem coerência no discurso e as vezes até bate forte demais mesmo nos amigos (que o diga o Brandan “Rowdy” Schaub)

      • João R. Magalhães

        Justamente assim,meu amigo.

  • William Terres

    Sinceramente, não torço pra Bethe Pitbull contra a Ronda e nem acho que ela merece essa disputa de cinturão. Teria que fazer mais uma luta pelo menos, com uma ex-desafiante, Miesha, McMann…
    Não sei nem se a galera vai soltar o tradicional “Uh vai morrer” pra Ronda, sei lá.
    Além do mais, não vejo como a Bethe pode ganhar essa luta, talvez se o Patricio Pitbull, que é um cara muito inteligente, diga-se de passagem, montar uma estratégia fudida, tipo bater e sair o tempo todo.
    Se for pro jogo de “grude e embola” com a Rousey, terá o mesmo fim das outras adversárias, pois pra quem não lembra a Shayna Baszler deu um aperto na Bethe no chão.

  • Mαykon Douglαs

    Esportivamente esta luta não faz sentido (Bethe não venceu nenhuma TOP), mas dada as circunstâncias, o UFC não tem outra opção, só lamento pela Brasileira, que mostrou tecnicamente ainda não estar pronta pra enfrentar Ronda, pensa aqui comigo, se Bethe na luta contra Baszler teve dificuldades no 1R de lidar com o grappling de sua oponente, imagine o que Ronda pode fazer com ela.

    • Renato Rebelo

      D’accord!

Tags: , ,