O futuro do peso pena é
o mais brilhante do UFC

João Vitor Xavier | 02/08/2017 às 15:26

Nos últimos meses, escrevi sobre o crescimento do peso galo no cenário do UFC e também sobre como os leves permanecem como a divisão mais concorrida da história.

Final dramático para a luta da noite do UFC 214

Depois de ver Renato Moicano x Brian Ortega no UFC 214, porém, posso adicionar outra categoria às principais do Ultimate.

A diferença entre os penas e os galos e leves está na maturação de suas promessas. Enquanto o peso leve está estabelecido como divisão mais disputada e recheada de grandes nomes, os galos estão no meio termo entre boas promessas e nomes já estabelecidos.

Já os penas têm várias promessas que podem se tornar lutadores do mais alto nível muito em breve. Mais do que qualquer outra divisão do UFC.

Uma rápida consulta à memória me traz ao menos cinco nomes que têm potencial gigantesco dentro da divisão dos penas: além dos dois já citados, Yair Rodríguez, Doo Ho Choi e Jason Knight (que lutou no último sábado, perdendo para o veterano Ricardo Lamas).

Há outros nomes recentes impressionantes na divisão, mas ainda fora do ranking, como Jeremy KennedyArnold AllenCalvin Kattar.

Pois é, enquanto os pesos leve e galo são uma “realidade”, tudo indica que a categoria dos penas deve chegar em breve ao mesmo nível e disputar, cabeça a cabeça, o “título” de divisão mais equilibrada e “rica” do UFC. Não há em nenhuma outra categoria tantos nomes promissores quanto na de 66 kg.

O jovem campeão

Em um futuro próximo, poderemos ter uma divisão recheada de matadores, quase que literalmente. Para começar, o atual campeão dos penas, Max Holloway, tem apenas 25 anos, ou seja, muito tempo de estrada ainda.

Dentre as promessas já citadas, o brasileiro Moicano é o mais velho, com 28 anos. Doo Ho Choi e Brian Ortega têm 26 anos; Rodríguez, 24, e Jason Knight acabou de fazer 25.

Mas não é só de prospectos que se faz a divisão dos penas. Há muita gente já estabelecida na carreira que ainda pode dar trabalho – vide Lamas, que nocauteou um guerreiro Knight no UFC 214.

José Aldo, Chan Sung Jung, Cub Swanson, Jeremy Stephens, Frankie Edgar e Chad Mendes, quando retornar de suspensão. Todos tops da divisão, incluindo aí dois ex-campeões do mundo.

(Isso sem contar com futuros atletas que podem integrar a divisão…Lembram que Edson Barboza flertou com o peso pena há algum tempo?)

Aldo x Swanson 2 pode rolar em novembro

Interessante notar que há uma certa divisão dentro da categoria, entre nomes estabelecidos, experientes e promessas. No duelo entre os dois grupos, está 2×1. Lamas venceu Knight, Edgar nocauteou Rodríguez, mas no início do ano, Moicano havia superado Stephens.

É ótimo para a evolução desses prospectos que haja uma camada de veteranos que o separam do topo.

Assim, o desenvolvimento desses nomes acontece em lutas duras, contra caras experimentados e conhecidos, aumentando também o “nome” das promessas, que vão se tornando mais conhecidas à medida que enfrentam ex-campeões ou atletas já famosos.

Nos penas, até o “meio de tabela” é recheado de talentos. Chas SkellyDarren ElkinsDennis Bermudez, Hacran DiasGodofredo PepeyMirsad Bektic são todos excelentes nomes que podem ajudar na “maturação” das promessas.

Certo mesmo é que o peso pena está muito bem servido para o presente e, principalmente, para o futuro.

Não se assustem se, em breve, os 66 kg. superarem o “irmão mais velho” dos leves como divisão mais concorrida, disputada e recheada do UFC.

  • Leonardo Saraiva

    Está 3 x 1 veteranos, Cub Swanson venceu Doo Hoo Choi

    • João Vitor Xavier

      Boa! 3×1 pros veteras! rsrsrs

    • Guilherme Urquisa

      3×2. Contando com a Vitória de Holloway sobre Aldo.

    • Lero

      Nos galhos 1×3 para os novos.
      Assunção ganhou do Sterling, que ganhou do Barão 1×1.
      Cody ganhou do Dominick 1×2
      Rivera ganhou do Faber 1×3

  • Gabriel Nicacio

    Excelente texto, mas um detalhe, vc citou o Diabo Pepey mas não citou um nome que venceu o próprio, e é um ótimo lutador: Shane Burgos!

    • Renato Rebelo

      26 anos tem o Burgos. Excelente valor!

  • Asisz Marco

    myles jury, ótimo nome

    • Renato Rebelo

      Verdade. E tem só 28 anos.

  • Renato Rebelo

    Acho que, apesar da derrota pro Elkins, o Mirsad Bektic (11-1 e de 26 anos) ainda tb vai dar mt o que falar…

    • Lucas Natan

      Vim nos comentários pra citar ele como o principal de todos. Tirando o Holloway, desses caras mais novos ele é o que tem o jogo mais pronto e tava dando passeio em um desses veteranos duros.

  • William Oliveira

    Realmente a categoria peso pena é uma das mais promissoras, mas meu caro, também esquecestes dos prospect russos que parecem implacáveis e sempre dão show: Dennis Siver e Artem Lobov.

  • Leonardo Saraiva

    Acho que os novatos precisam apertar os passos e evoluir mais rápido, senão a categoria vai ficar tendo luta repetida pelo cinturão

Tags: , , ,