Pensando alto: a análise informal do UFC 184

Renato Rebelo | 01/03/2015 às 06:21

O gostinho de que poderíamos ter testemunhado Chris Weidman x Vitor Belfort e Ronaldo Jacaré x Yoel Romero nesta noite de sábado não me abandona.

Mas, tirando a frustração pela deixada pela rapidez com que a querida Matadouro de Blusa encerrou a luta principal, o UFC 184 cumpriu sua missão principal de entreter o público presente no Staples Center, em Los Angeles.

Cortando o papo furado, vamos à minha humilde leitura das principais contendas:

RONDARonda Rousey x Cat Zingano

Sem querer parecer engenheiro de obra pronta, pergunto: o que deu na Cat, meu Deus? A menina, que é conhecida por começar devagar, se arremessou – após tentativa de joelhada tosca- contra o quadril de uma judoca olímpica e, ao terminar por baixo, não recolheu o braço quando pôde. Nem imagino o quão frustrante deve ser, após cirurgia do joelho, morte do marido e o camp mais árduo, cometer erros sucessivos e ver o trabalho de toda uma vida descendo pelo ralo em 14 segundos. Quanto a Ronda, o que dizer após três defesas de cinturão que, juntas, somam 1m36s? Ela te enrraba você sendo ofensivo, defensivo, alto, baixo, branco ou azul. É um verdadeiro privilégio testemunhar esse mix de frieza com técnica no estado da arte. Cabulosa!

Honestamente, fiquei impressionado com a Holly Holm hoje à noite. Sempre quis me testar contra esse nível de trocação. Tem a Bethe Correia também, ela tá invicta. Gostaria de tirar esse zero dela”, mandou a campeã – sem citar o nome mais aguardado por todos nós.

HOLLYHolly Holm x Raquel Pennington

Pra quem esperava que os títulos no boxe fossem convertidos em nocaute fulminante, sinto lhes frustrar. Além de punch ser incomum para uma moça de 61kg, o forte da Filha do Pastor sempre foi a movimentação. E mais: quando a ameaça pode entrar em suas pernas a qualquer momento, a coisa muda um pouco de figura. No MMA, as mãos de Holm basicamente pontuam e abrem caminho para chutes altos (ela também foi campeã americana de kickboxing). Ligadinha, Pennington jogou a tempo todo com a guarda alta e se aproveitou do benefício da dúvida (vai trocar ou quedar?) para limitar o arsenal da rival e encaixar bons diretos de direita. E aí? Copo meio cheio ou meio vazio em estreia tão suada? Aprendemos que a defesa de quedas da filha postiça de Mike Winkeljohn é bem bacana. O problema é que o devastado peso galo feminino não concede tempo de maturação – e, por ora, o gap em cima me parece muito menor do que os gaps no meio e em baixo, se é que me entendem…

É uma experiência nova e o desconhecido está aqui, então, tinham os nervos em jogo. Por causa de toda a pressão, não consegui correspondem. Odiei essa decisão dividida, queria ter terminado a luta. Espero mostrar algo a mais na próxima”, lamentou Holm.

JAKEJake Ellenberger x Josh Koscheck

Em sua última luta, Jake pagou preço alto por ter negligenciado o feijão com arroz (wrestling) nos últimos anos. Os internatos com Edmond Tarverdyan, no entanto, o transformaram num pugilista acima da média no MMA. Isso foi logo percebido pelo desinteressado Koscheck que, em dois tempos, se viu refém do estilo que o rendeu quatro vezes a honraria “all-american”. O Biro Biro só não contava que o Juggernaut também colou com os irmãos Ryron e Rener Gracie nesse meio tempo e tinha um triângulo de mão adaptado (também chamado de “power guilhotine” ou mata-leão reverso) para sua entrada de queda. Sobrevida pra um, sentença de morte para outro. Caso Koscheck, destaque do TUF 1 e ex-desafiante número um da categoria, pendure as chuteiras, que se vá com a sensação de dever cumprido. Carreira bem sólida!

TONYTony Ferguson x Gleison Tibau

Não dizem por aí que velocidade mata? Precisão também. Com movimentação dinâmica demais para um adversário estático, El Cucuy pinçou alguns diretos, sedou o gigantesco peso leve brasileiro e bateu o martelo no chão. Tratorizar Tibau não é tarefa simples. Costumo dizer que é um teste com oito de nota de corte. Aprovado, Ferguson está pronto para mergulhar num dos maiores tanques de tubarões do UFC. Quanto a Tibau, sigo insistindo: se não mudar de paradigma (com 31 anos, ainda dá tempo), será sempre esse perde-ganha. Pensar alto às vezes faz bem…

Outros resultados:

Alan Jouban nocauteou Richard Walsh no R1
Roan Jucão finalizou (mata-leão) Mark Muñoz no R1
Roman Salazar e Norifumi Yamamoto terminaram em luta sem resultado (no contest)
Tim Means nocauteou Dhiego Lima no R1
Derrick Lewis nocauteou Ruan Potts no R2
Valmir Bidu venceu James Krause por decisão dos jurados
Masio Fullen venceu Alexander Torres por decisão dos jurados

Abraços.

  • abner albuquerque

    Excelente…Cristiane Justino será adversária para Rousey? Mal posso esperar.

  • Tonny Varela

    Ronda é foda !1 mesmo com o vacilo da Cat não da pra tirar os meritos e o oportunismo dela, ganha até de alguns homens eu acho ‘ Rodrigo Damm’ por ex haha quem será a proxima ? se for a bethe ou a HH da Ronda facil . só a Cyborg faz frente ai eu acho .

  • Kelion Almeida

    Eu acho que o plano é: Bethe no meio do ano, Holm (que fará mais uma ou duas lutas) no final de 2015 e Cyborg (já no peso galo e no ufc) em 2016.

    • will

      A Bethe tem uma boa trocação, mas vai ser finalizada no 1 round. Essa Holm é muito limitada no MMA. Não tem a menor chance contra a Ronda. Se a Zingano, que é cobra criada não durou 1 round, imagina uma “amadora” no MMA. O Cyborg vai matar a Ronda!

      • Ícaro Araújo

        Provavelmente vai ser isso mesmo: Bethe e Holly como próximas adversárias para a campeã do peso-galo do UFC. Não consigo pensar em outra coisa, senão um atropelo da Ronda em cima delas (iria dizer com um pouco de dificuldade em cima da Holm, mas quando me lembro da luta contra a Zingano, nem ouso dizer mais, hehe).

        A única mulher que todos sabem que pode não só sobreviver, como também destruir é a Cris Cyborg. Imagino que a próxima luta da Cyborg seja nos galos do Invicta FC.

        Pra cima delas Cris!

        • Carlos Montalvão

          Acredito vai ser algo como Correia x Holm ao mesmo tempo que Rousey pega a Jessica Eye só pra manter a campeã ativa, aí as vencedoras se enfrentam (provavelmente seria Ronda x Bethe depois). Se ninguém se lesionar e a Rowdy aceitar lutar 3 vezes esse ano

          • Ícaro Araújo

            Pode ser isso tbm. Mas a Ronda está ”seca” pela a Bethe.

        • will

          Olha esse físico cara! É impossível uma mulher ter uma taxa de gordura tão baixa assim. Pense um pouco, converse com quem entende do assunto. Uma mulher da idade dela produz pouquíssima testosterona.

  • victor

    Pow na boa… To meio puto… Porra fiquei acordado pra ver a ronda finalizar em segundos.. Não existe, a zingano foi pra cima com uma joelhada q damos na escola em briguinhas…contra uma judoca olímpica, tendar derrubar com quedas de quadril não vai rolar, e pior como pode deixar o braco ali, mesmo sem saber do histórico da ronda com chaves de braco, garanto q um faixa branca viu a posição antes da ronda pegar, não da pra entender… Mas uma coisa, como se movimenta bem a holy, se melhorar o punch, fizer a estrategia certa, pode durar um round com a ronda, pq ganhar não da não… O UFC tem q dar um caminhao de dinheiro pra cyborg, pois se não for assim ela não vai bater o peso nunca

  • Caio Abreu

    Renatão depois de vermos em dois eventos o jiu-jitsu levar vantagem sobre o wresttling(roan jucãoxmark munoz ufc) e (mcgeary vs emanuel newton) , gostaria de saber uma opnião mais especifica sobre o assunto, dessa eterna “rixa”, o que falta pra o jiu-jitsu com seu poder de decisão voltar a ter essa vantagem, e a diferença entre o jiu-jitsu esportivo, pro jiu-jitsu adptado ao MMA, além do poder de fiel da balança que é o wresttling no MMA atual.

  • joao neto

    Inacreditavel ser tão Rapido a luta da Ronda vs Cat!!! Ate agora apenas a Miesha foi tão longe,odeio ser pessimista mas na minha Opinião Bethe e Holm tambem não aguentam a Ronda,Apenas a Cyborg faria frente no momento, mas com uma ressalva: Não ir para o chão com a Ronda,sem desqualificar o Jiu Jitsu da Cris que se não me engano eh Bi-Campea Mundial na Roxa….mas com a ronda eh diferente ela eh matadora no chão um vacilo e acabou…e a Cris nas suas lutas raramente foi para o chão, Então Cyborg torço por vc mas fica em Pe (como a mesma ja declarou preferir) e solta suas Bombas!!! rsr Abraço!!!

    • Carlos Montalvão

      Com a Miesha tem o fator psicológico. Acredito que o fato dela odiar a Miesha tem sim influência no desempenho, basta ver como ela tava ofegante no intervalo do primeiro pro segundo round no UFC168, aquilo não era cansaço, era adrenalina, sem contar que ela foi quedada pela primeira vez ali e provou do próprio veneno mesmo que por poucos segundos.

  • Felipe

    A Bethe tem que passar por um title eliminator, não só para dar estofo a ela, mas para instigar o interesse minimo de alguém assistir (como aconteceu hj). Bethe X Jessica Eye? Holm X Bethe? Enfim, tem algumas hipóteses. A pergunta que fica: será que o chão da Holm é tão fraco a ponto de ela se preocupar mais em não ser derrubada do que em lutar?

    • Rodrigo Tannuri

      Acho que a Bethe perde pras tops da categoria com certa facilidade. Não vai durar um minuto contra a Ronda.

  • Geovanny Aral

    Ronda foi muito bem, mostrou pq é a campeã …mas que a Zingano garoteou…isso também é incostestável, ela foi muito juvenil!!!

  • Marcio Rodrigues

    Tenho pena da Ronda. Ela é apaixonada por lutar mas vai acabar sendo forçada a encerrar a carreira precocemente. Não sei de onde ela vai continuar tirando motivação pra entrar no octógono.
    O MMA feminino ainda não está preparado pra alguém como ela.

    • Filipe C.

      ela ja disse em uma entrevista que n ira demorar p se aposentar e seguir com a carreira de atriz..

  • Juan

    Técnica monstruosa da Ronda e vacilada da Zingano à parte, o duro é aguentar sentimento de ejaculação precoce com a luta acabando tão rápido após tanta promoção.
    Já ficou claro que, tirando o embate com Cyborg, a boa para a Ronda é o co-main event.

  • Edson Mariano

    Quanto a ronda nao tem oq falar…..mais como vc sabe o forte de sua adversaria e ainda e se joga feito uma louca na curta distância pra ser derrubada ….nao tem nem como analisar ima luta dessas. ..!!!!!! Mais agora vo mandar um gancho ai pra vcs galera do “6r”…falando de brasileiro …sempre as lutas do brasileiro DOUGLAS LIMA….e quem é beneficiado com o tao sonhado UFC é seu irmao menos preparado….vcs nao acham q o estilo do nosso campeão do bellator venderia bem mais nao??? Obrigado a todos do #sextoround

    • Rodrigo Tannuri

      O Douglas Lima tem garrafas pra vender. Pra mim, é top-15 dos meio-médios. Poderia fazer um estraguinho no UFC. Quanto ao irmão, não boto a menor fé.

    • Renato Rebelo

      Tb sou fã do Douglas, Edson. Acontece que ele entrou novo no Bellator e, pelo talento, tem contrato difícil de ser quebrado. O irmão entrou pelo TUF, né? Sem dúvida, o Douglas seria uma ótima adição pra categoria até 77kg. Imagina ele x Matt Brown ou Tarec Saffiedine?

  • Allan Philip

    2,5 coisas me decepcionaram:
    1. A lesão de Weidman(Nem tem o que falar..)
    2. Cyborg ter marcado uma luta logo de cara, antes do UFC 184, fiquei de bolado. Eu tinha criado tanta expectativa do que poderia acontecer que desanimei total.
    Um bom exemplo que eu posso dar do que senti na hora: Quando numa partida de xadrez eu visualizo uma jogada destruidora de almas, aquela que te deixa cego, e após conclui-la sou parado pelo peão do adversário. Foi a mesma sensação que tive ontem. hahaa
    0,5. Digo 1/2, pois eu esperava mais da Holly. No entanto, se for ver por outro angulo, a Pennigton bateu de frente com a Holm, show de bola.
    Para mim, a Raquel estava mais pensando em se provar diante de uma ex campeã do boxe do que realmente buscar a vitoria. Tanto é que o corner lhe dizia para usar as quedas na Holly, mas parece que ela nem dava ouvidos e só queria trocar com a ex pugilista. Pra não dizer que não tentou, Pennigton tentou uma queda mixuruca no finalzinho do 3º round.

    A garra e a determinação da “Rocky” salvou a noite, não é bem essa palavra que eu queria usar mas é a primeira que me vem em mente.

    • Ícaro Araújo

      Acho que só foi marcada outra luta porque enfim, ela ainda era uma peso-pena e ainda tem outras oponente para a Ronda. Além do quê, não há garantias de que ela fosse conseguir bater o peso, mas pelo menos os chefões do UFC (que fizeram um acordo com o Invicta FC) estavam na primeira fila, olhando a Cris destruir sua adversária. Parece que não existe campeã no peso-galo (que é o peso da Ronda) no Invicta FC. Coincidência? Talvez sim. Talvez não. Mas imagino que a próxima luta da Cris Cyborg seja valendo o cinturão dos galos do Invicta FC, e se ela vencer, nós todos sabemos quem será a próxima oponente da Ronda no UFC.

  • Vitor MacGruber

    “Quanto a Tibau, sigo insistindo: se não mudar de paradigma (com 31 anos, ainda dá tempo), será sempre esse perde-ganha. Pensar alto às vezes faz bem”

    Único objetivo do Tibau é conseguir ser o lutador que mais fez lutas no UFC na história (acho que é o Ortiz que detém esse título). Acho que ele sabe que a cinta é impossível pra ele, então ele só quer se manter no UFC e bater o recorde que mencionei.

    • Renato Rebelo

      Pois é. Também tenho essa clara impressão que ele se contenta em ser mediano. O prob é dar um mole e acumular duas ou três derrotas. Será que ele se segura no emprego – apesar das marcas? Sei não…

  • bedotRJ

    O destaque brazuca foi a excelente vitória do Roan Jucão. Pegou o Muñoz, que ainda é rankeado (talvez deixe de ser amanhça), e tirou prá nada, mesmo sendo um lutador meio-médio e com a mesma idade do “filipino.” E usando jiu jitsu sem dar brecha, coisa que o Demian Maia, por exemplo, não conseguiu. Fiquei realmente impressionado. Não prá alçar vôos muitos altos, já que a idade nem permite isso, mas prá fazer boas lutas. Jucão tem o biotipo do MMA moderno: é alto, longilíneo e com ótima envergadura. Parabéns pro cara.

    No card principal, nenhuma zebra. A luta principal foi broxante pela estupidez da Zingano (que a campeã teve o mérito de aproveitar como ninguém). Holly Holm me pareceu copo meio vazio. Boxe sem pressão e combinações muito previsíveis, se sujeitando a quedas – a defesa estava em dia. Não acho que ela tenha assustado a Ronda. Se for prá inventar um title-shot capenga, vejo Bethe Corria, Marion Reneau, Jessica Eye e Sarah Kaufmann à frente da Holm.

    Ellenberger ganhou do Koscheck porque ainda tem alguma garrafa prá vender, mas lutou com um cagaço monumental. Biro-Biro não tem muito mais prá onde correr. Acho que vai pedir as contas. Nota à margem: achei os dois, que já chamaram a atenção por seus físicos, bem menos imponentes neste aspecto. Koscheck parece pequeno para os meio-médios atuais. Seu biotipo lembra um pouco o do Bendo. Comparem, por exemplo, com os gigantes que lutaram antes, Jouban e Walsh. Ellenberger parecia um touro nas primeiras lutas no UFC e hoje tá com um monte de sobra. Fica a impressão de que estão limpos hoje, mas que já ciclaram um bocado no passado.

    • Rodrigo Tannuri

      O que acontece com o Ellenberger é até curioso. Antes das lutas, ele vai caminhando como se estivesse dopado, sem qualquer energia. Acho que além da parte física, o psicológico dele também foi bem afetado. Quanto ao Jouban, realmente, o Cristiano Ronaldo do MMA, tem um porte físico absurdo! Como treina na Black House, fico preocupado com o exame antidoping dele…

    • Carlos Montalvão

      Fique aí com a imagem da semana então hehe

      • Ícaro Araújo

        que imagem feia, kkkkkkkkk.

      • bedotRJ

        VISH!!! kkkk

      • will

        Ele tava muito estranho nessa luta. Não tava normal. Se foi testado, vai dar merda.

  • Rodrigo Tannuri

    Rousey x Zingano – confesso que estou perplexo até agora. Criticaram tanto o início lento da Cat, que ela levou ao pé da letra e entrou de forma tresloucada. Podemos chamá-la de kamikaze. Uma pena o que aconteceu, porque tinha tudo para assistirmos a um lutão mais longo. Pra falar a verdade, fiquei preocupado com o semblante da Zingano. Tomara que não entre em depressão, porque o baque foi grande e deve deixar sequelas. Sobre a Ronda, ela é monstro, apesar de eu não gostar dela. Será que é homem ou shemale? A nossa Cyborg, Cycy pros íntimos, tem que aparecer logo pra acabar com o reinado da bad girl americana.

    Holm x Pennington – pra mim, Holm foi pega pelo hype claramente. Luta bem mais do que isso. Sobre a Pennington, a acho bem fraca mesmo. Qualquer atleta de nível tem que trucidá-la. Agora, a luta não foi decisão dividida mesmo! A Holm e sua beleza glacial pode ter decepcionado, mas, mesmo assim, foi claramente superior. É até melhor que ela faça mais lutas antes de encarar a Ronda. Tenho certeza que ela vai apagar a má impressão deixada.

    Ellenberger x Koscheck – mas que lutinha muquirana, hein? Só servir pra nos mostrar que ambos estão longe de seus melhores dias. Ellenberger nem parece mais aquele pitbull descontrolado e o Kos está visivelmente sem vontade e sem força. Enfim, mesmo vencendo, não boto fé no Ellenberger pra sequência. Quanto ao Koscheck, não dá mais pra ele. Colocá-lo contra essa nova geração de assassinos será um pecado. É uma pena ver um cara que já foi príncipe dos meio-médios se comportar desse jeito no octógono. Pelo menos, ele está muito bem de vida. Será que o Bellator fará uma proposta pra termos Kos x Daley II? Se eles estão querendo ser um segundo UFC, acho que o produto do TUF 1 até que teria vez lá.

    Ferguson x Tibau – e não é que o bad boy do TUF 13 virou real deal? O cara evoluiu muito! É até legal acompanhar essa surpreendente carreira. Ferguson não só passou pelo vestibular, como o fez com louvor. Ele é muito talentoso, uma agradável surpresa. Tem potencial pra ser top-10 e, até mesmo, top-5. Sobre o Tibau, ele foi até onde deu. O cara tem uma função bem clara e importantíssima dentro do UFC e a executa bem. Poderia ter rendido melhor? Claro, mas ele aceitou encarar essa pedreira em cima da hora. Deve se recuperar em um evento no Brasil.

    No card preliminar, destaques pra Roan Carneiro, Tim Means e Derrick Lewis. Bem que o Jucão disse que ele era uma péssima luta pro Mark Munoz. Tirou o veterano pra nada em sua reestreia. Em relação ao Munoz, bye, bye E olha que ele nem está em depressão. É até engraçado, mas a fase é tão ruim, que os adversários nem comemoram a vitoria e sim mostram preocupação com o estado dele. Lyoto, Mousasi e Jucão ficaram até constrangidos. Essa mudança no look, adotando mais cabelo, o fez ficar a cara do Nam Phan. Gostaria de entender qual foi a estratégia usada pelo Dhiego Lima contra o Means. Ora, será que ele não sabia que o americano possui uma trocação perigosa? Se arriscou e tomou. O Douglas, seu irmão, é muito bom, mas ele não convence. A categoria dos pesados ganhou mais um freak querido. Adorei a postura do Lewis. O cara mostrou um swag à lá Lavar Johnson. Longa vida ao Bob Sapp da nova geração!

    • Carlos Montalvão

      Cara, se entender inglês, veja a matéria dela na ESPN Magazine, se ela não entrou em depressão depois da vida lazarenta que teve, não vai ser uma derrota bizarra dessa que vai fazer com que ela desista de tudo. E ela não foi surrada e nocauteada igual a Alexis, ela simplesmente entregou a luta pelo afobamento, isso vai dar um gás maior pra ela voltar melhor, mais perigosa e inteligente.

      • Rodrigo Tannuri

        Ela já passou por momentos bem piores mesmo. Tomara que dê a volta por cima. Gosto muito dela e do seu estilo de luta. Realmente, a Davis protagonizou um vexame. Uma das derrotas mais vexatórias que já vi. Acho que fica lado a lado com a do Forrest pro Anderson.

  • Naldyn Mesquita

    Mais que vai ser lindo se tiver um Bethe Correa x Holly Holm, isso vai. As duas disputando pra ver quem pega Ronda. Vai sobrar porrada pra tudo que é lado.

    • Renato Rebelo

      Se eu apitasse alguma coisa, era isso que eu faria…

  • Frankie Edgar

    Pra mim rs a Cat Zingano quis dar uma de Fedor dos galos feminino, quis lutar onde a adversária é melhor e depois daquela joelhada desastrada, buscou a luta agarrada e se deu muito mal, caiu esquisito, deixou o braço, e Ronda, medalhista olímpica, fez somente o dever de casa: armlock antológico no UFC. Sou fã da Alpha, mas essa foi a rodada da Cris Cyborg, que venceu fácil, assim como a Ronda, adversárias duras no R1.

    • Carlos Montalvão

      Não adianta tentar rolar com a Ronda no chão rs, ela sempre vai terminar por cima, nisso Judô>BJJ. A única vez que ela ficou de costas pro chão a adversária não fez questão de manter a posição e deixou ela escapar

  • Bart Simpsons

    Rousey vs Zingano – Cara, parece que é assim. Quando homens vão lutar, o treinador fala “seu adversário é um grappler de altíssimo nível, não podemos trabalhar nessa área com ele, trabalhe a distância, não deixe-o encurtar,entre, bata, saia, tudo rapidinho”. O lutador responde apenas “ok” e tenta seguir essa estratégia. Quando duas mulheres vão lutar, o treinador diz “sua adversária é grappler de altíssimo nível, não deixe-a encurtar e agarrar-te, não temos como medir forças nessa área com ela”. A “aluna” responde “porra nenhuma! sou mais mulher do que ela, vou arrebentar a cara dela antes que ela me toque. se ela bater na minha cara então, aí eu mato, mato mesmo”. Bom, isso foi só um exemplo, mas parece que é assim que as adversárias de Ronda se comportam. Vão pra cima enlouquecidamente, esperando fazer não sei o que.

  • Bart Simpsons

    Rapaz, ontem eu me irritei comigo mesmo. Esqueci de palpitar aqui no sexto round, aí numa brincadeira com amigos, fizemos nossas apostas, que na verdade não valiam prêmio algum, e só errei a luta do Ellenberger, pq eu disse que ele nocautearia, mas ainda acertei o round da vitória. Nas outras lutas, acertei tudo, o vencedor, o round e o tipo de vitória. Fiquei revolts com “saporra”…heuehueheuueh

    • Renato Rebelo

      Hahaha deu mole, Bartolomeu!

  • Leonardo José

    Muito triste pela Zingano. Ainda acredito que poderia ser uma luta competitiva, mas ela tomou um monte de decisões erradas, basicamente entregou a vitória de bandeja pra Ronda.

    Agora, aguenta a marra…

    • Carlos Montalvão

      Pelo menos ela reconheceu que não teve luta, a própria campeã ficou com pena da Cat e disse que elas deveriam lutar de novo

  • Frankie Edgar

    Triste também pela Ronda, que não tem mais adversárias. Bethe e Holm precisam vencer esse gap muito rapidamente. Quando Ronda diz que deve se aposentar invicta, isso é triste, cara.

  • Marcelo

    Eu assisti a luta hoje e a Zingano entrou muito despreparada, foi um pouco constrangedor até, mas isso tem sido normal nas lutas da Ronda… Eu não quero tirar o mérito da Ronda, mas é muito difícil acreditar que é ela que é muito boa lutadora, quando parece que há um amadorismo por parte das suas adversárias,
    Eu vejo uma diferença muito grande na parte física da Ronda em comparação as outras que disputaram o cinturão com ela, ela parece ser sempre maior.

    • Carlos Montalvão

      Olha, não é porque odeio a Ronda por uma série de motivos, contra a Alexis Davis ela foi impiedosa mesmo e destruiu a menina, mas ontem, não foi ela que venceu a luta, foi a Zingano que derrotou a si mesma, a luta simplesmente não teve NENHUM golpe encaixado (zero socos, zero chutes, zero cotoveladas e zero joelhadas – a única que teve não pegou então não conta), só a Zingano se atirando na finalização, erro totalmente amador (daqueles que só se comete uma vez na carreira e justamente na hora errada, como o da Jessica Andrade no segundo triângulo da Reneau ou a guarda baixa do Spider contra o Weidman)

  • will

    O talento da Ronda é indiscutível e ela é a melhor lutadora do mundo, mas se ela entrar num octógono contra o Cyborb ela vai ser brutalizada de forma vexatória. Se o árbitro demorar pra separar ela vai parar no hospital em coma.

  • Leonardo Neves

    Eu não tenho interesse em ver Ronda vs Beth correia. Enfrentou e tratorizou, Zingano, Miesha, Sara e outras do alto escalão da sua categoria e, ainda assim é tida como uma atleta que ganha “pela falta de estratégia das adversário”,o que dirão quando ela finalizar a Beth em 10 segundos?!

    • Carlos Montalvão

      As vitórias contra McMann, Davis e Carmouches são incontestáveis, mas realmente a Tate foi mal porque a estratégia (de usar o wrestling) foi burra e o plano de suicidio da Zingano deu certo. Quanto à Bethe não consigo ver ela levando vantagem em nenhuma área da luta a não ser que ela consiga encurralar e Ronda na grade e meter-lhe a porrada, só que a Ronda não é Shayna Baszler e não vai ficar na grade apanhando sem esboçar reação, no que a Bethe chegar perto demais, já sabemos como vai terminar

  • Filipe C.

    Cris tem que fazer um camp com Jose Aldo pra defesa de quedas pra ficar afiada quando pegar a Ronda.. Depois é TKO no 2° round..

  • Carlos Montalvão

    Tudo bem que a estratégia boa pra Cat era começar a luta num ritmo frenético, mas não tanto assim. A hora que eu vi ela correndo e pulando na hora eu já gritei um “NÃO!” na frente da tv. Pra mim foi um misto de tristeza e decepção, a Cat não só se afobou demais, como cometeu um erro igual ao da Jessica Andrade semana passada que foi a cagada de praticamente cometer “suicídio” na hora da luta, ela se jogou dentro da finalização, tudo bem que se a joelhada pega na cara da Ronda é nocaute, mas ela não pensou no “e se eu sou agarrada e caio no clinch?”, além disso ainda fez o rolamento com o braço esticado, foi bizarro demais. Eu sinceramente fiquei muito chateado com isso, quase 2 anos de espera pra no final soltar um “Então é isso? Depois de tudo que a Cat passou, vai acabar assim?”, eu fiquei me senti mal pela Zingano, principalmente depois de ler o inferno que foi a história dela na ESPN Magazine. E ela o jeito ela ficou P da vida com ela mesma e mostrando a raiva na coletiva de imprensa e perguntando visivelmente irritada pro Dana quando teria a segunda chance foi tenso demais. Ainda acho que ela é a lutadora mais completa e perigosa da categoria fora a Ronda, mesmo tendo a Miesha como favorita, e que é a única que pode vencer a campeã. Esquece Bethe Correia, Holly Holm, Sarah Kaufman ou Jessica Eye.

  • Ícaro Araújo

    Ah, outra coisa que não tem nada diretamente ligado a luta, mas cadê o Bernado Elder na transmissão de ontem? Senti falta das traduções simultâneas dele.

    • Carlos Montalvão

      Verdade, deve estar de férias, não apareceu nem no Invicta nem no UFC

      • Bernardo Edler

        Amigos, muuito obrigado pela lembrança! Tirei férias rápidas pq a lei manda tirar, mas já estarei de volta no UFC 185! Grande abraço e aré lá!

        • Kelion Almeida

          É você mesmo? Se for gostaria de parabenizar pelo seu trabalho. Sua função é vital para o bom andamento do evento. Uma grande parcela dos telespectadores não entendem inglês e é aí que sua tradução cai como uma luva, principalmente devido a ênfase que você dá, quando necessária, e o cuidado com a escolha das palavras.

          • Bernardo Edler

            Kelion, sou eu sim hahahah.. Toda função tem seus desafios, e no meu caso a escolha das palavras tem que ser feita com muito cuidado pra evitar palavrões e passar a mensagem de forma clara. Se você está gostando e se deu ao trabalho de vir aqui elogiar, me sinto feliz em dobro! Sinal de que a missão está sendo cumprida! Muito obrigado e boa semana… Abs!

          • Kelion Almeida

            Evitar palavrões? Acho que seria difícil traduzir o que a Zingano falou no pós luta!
            Hahahaha

          • Bernardo Edler

            sempre dá

  • Carlos Montalvão

    Vi (e vejo) muita gente falando M da Raquel Pennington por causa do cartel inconstante e até feio (agora 5-6), mas eu vinha dizendo que as lutas que perdeu, perdeu indo até o fim, sem se entregar (lembro dela ter sido finalizada pela Zingano e o resto só lembro dela perder por pontos), isso é o que faz uma lutadora ser empolgante. Eu gostei da luta, meio parada mas como eu gosto bastante da Rocky foi lindo ver ela batendo de frente com a super-poderosa Holly Holm e deixando todo mundo que tava falando que ela ia se nocauteada no primeiro round com chute na cabeça sem ter o que dizer haha, claro que a Holm tava absurdamente nervosa, o jeito que ela tremia na hora do check-in não é coisa normal, enquanto a Rocky tava em casa. Eu não fiquei impressionado pela performance da pugilista e pra mim, o cara que deu 30-27 pra ela tava cheirando cocaína com o Jones no banheiro hahahaha. O fight metrics diz que a Holly andou mais pra frente e acertou mais golpes, mas do meu ponto de vista a Pennington ganhou o segundo e terceiro rounds, além de ter batido mais forte e conseguido um knockdown/flash down (pena que ela errou o soco na hora que a adversária tava no chão e perdeu o equilibrio, eu acho que ela tinha que ter montado). Como disse minha mãe, fiel companheira de UFC, a Holm tava mais preocupada em gritar HESH HESH do que em bater na Raquel e a Rocky conseguiu derrubar a Holm e tirar suco do nariz dela porque ficou irritada com os gritos haha. E agora meu momento de tiete: eu disse que a Raquel não era brincadeira apesar do cartel zerado e que não ia ser fácil pra Holly Holm quando ela estreasse contra as adultas, na “big league” rs. Eu acho que a Holm perde pra Kaufman, Eye, Tate, McMann, Zingano, Rousey e talvez pra Bethe (não se sabe como é o queixo e resistência da PItbull).

  • Maykon Douglas

    Ronda é realmente incrível, mas a precipitação da Cat facilitou o trabalho da campeã, se não fosse a afobação da desafiante, acredito que a luta teria sido competitiva. A situação da categoria peso galo feminina é a mesma do peso médio no tempo que Anderson era campeão incontestável. Agora nos resta apenas rezarmos pra que Cyborg consiga bater 135, tirando do caminho o único obstáculo restante pra o Mayweather vs Pacquiao versão feminina de fato acontecer.

  • Franklin Stein

    A declaração pós-luta, a expressão no rosto ao caminhar pro octógono e os saltos de alegria após a vitória confirmam que a Ronda sentia que a Zingano seria carne de pescoço e que ali tinha uma ameaça real ao seu cinturão. A vitória fulminante cheia de técnica e improvisação e o respeito pela adversária é ARTE marcial das mais puras! O UFC agora tem um bom problema nas mãos, Ronda vai esvaziar a categoria (foi mal, Bethe e Holm…) e o que existirá depois da fronteira final chamada Cyborg? Será Ronda Rousey o Meteoro da Paixão?

    • Carlos Montalvão

      Vi um comentário no Youtube que eu achei interessante “See what you started Makwan Amirkhani?”. Foi uma péssima estratégia e uma aula de Q.I de luta da Ronda, num momento em que pensei que a Cat ia conseguir ficar por cima e finalmente ser a primeira a rasgar a cara da campeã ela consegue girar e me tirar aquele armlock novo do nada

  • Neto

    Será a Ronda a campeã mas dominante do UFC na atualidade, ou são as adversarias que não tem um nível tão bom quanto em outras categorias?

    • Renato Rebelo

      Acho que tem um pouco dos dois, Netão. Não tem nenhum outro campeão despachando desafiante em um minuto, mas o peso galo feminino é sim um infante ainda. Precisa de maturação

      • Rodrigo Tannuri

        E sabe o que é pior? Teoricamente, as piores adversários pra Ronda já foram. De carne nova, temos Holm, que precisa de mais experiência no octógono, Jessica Eye, Bethe e a Amanda, ou seja, o grau de competição cai. Temos que torcer pra Cycy ser contratada urgentemente!

  • marco antonio

    Perfeita a leitura,principalmente ao que se refere sobre oque não teve,imagine como seria hoje a repercussão sobre a vitória ou a derrota do vitor e do jacaré?Qual seria o rumo da categoria agora?Mas como não teve,vamos a realidade.Oque deu na cabeça da Cat Zingano?Porra depois de passar tudo que passou,sair correndo que nem uma louca pra cima da campeã daquele jeito?Bom,só podia dar no que deu,vitória fácil da Ronda,que tirou aquela chave no improviso,que eu tenho total certeza de que ela foi no braço,mas quem entende um pouquinho de Jiu Jitsu,sabe que ali pegou foi o ombro,pode reparar,que o cotovelo dela se doboru,e se ele estivesse reto ele teria quebrado,mas não ele flexionou,mas com a pressão que a Ronda fez com a perna dela,a Cat acabou Batendo.Lembra muito um contra ataque para quando o adversário tenta escapar do armlook rodando e o agressor coloca a perna na frente para não deixar o adversário concluir o giro e acaba pegando o ombro,quem ja passou por isso,sabe oque eu estou falando.Mas oque mais me intriga é:Claro que a Ronda é disparada a melhor da categoria,mas será que a Ronda é mesmo um fenômeno ou o nível das outra lutadoras da divisão é que é muito baixo?Por essas e por outras,que eu digo que,a hora que a Cris botar a mão dela na Ronda,não vai sobrar nem aquele rostinho bonito dela fazendo cara de marra,ela vai é chorar e pedir pra nunca mais dividir o mesmo octógono com a Ciborg,podem anotar,e digo mais,depois disso o Dana vai acrescentar a categoria dos Penas para que a cris volte pra categoria dela,e a garotinha propaganda dele possa continuar reinando. Ps,Que vitória do Ruam Jucão,voltou com tudo,numa categoria que ficou nítido que não é a sua e venceu um cara que apesar da decadência ainda é um dos mais duros.Meus Parabéns

  • Danyel P Lorenzo

    Se vc assitir a luta da disputa do Bronze nas olimpíadas, entre a Ronda e uma Alemã, após a Ronda levar um Tomoi Nague, ela gira o quadril no ar e cai já praticamente de guarda passada. Exatamente como a luta com a Cat. Um erro e uma piscada são suficientes p ela te pegar. Ao meu ver ela está chegando ao status de Anderson Silva, show atráz de show onde os menos informados já começam a duvidar de seus combates. Enfretar a Bethe agora seria perfeito p ela e uma queimada de cartucho enorme p Brasileira.

  • Gefferson Nesta

    Esse final de semana foi sinistro!Tinha alguns planos pro final de semana mas acabei estagnado em um colção na sala assinstindo de forma simultanea o BELLATOR e o INVICTA e no sabado o UFC 184 e digo que foram otimos eventos com otimas lutas… Destaque para o impresionante ejá esperado na minha opinião o nocaute da Cris que deixou olhar de medo na sua adversaria, a guria mexicana que lutou antes da Cris, ela é fera e tem grande futuro… BELLATOR sinitro… UFC 184 otimo evento…Ronda mostra na dieta do BRAÇO… ( Deu o braço ela come) ehehehhehehehe.

  • Paulo Melo

    Alguém mais se lembrou de BJ Penn vs Caol Uno após a luta da Ronda ?
    Foi a primeira coisa que me veio à mente

Tags: ,