UFC 184: os palpites dos colunistas do Sexto Round

admin | 27/02/2015 às 21:59

Aleijado pelo remanejamento de Frank Mir x Antônio Pezão e pelas lesões de Ronaldo Jacaré e Chris Weidman, o UFC 184 chega embasado em “fêmeas alfas”.

Cat Zingano, que disputa do cinturão da categoria até 61kg com Rounda Rousey, inclusive, carrega esse apelido consigo.

Além da dupla, a ex-campeão mundial de boxe Holly Holm estreia no octógono pouco depois de dois meio-médios veteraníssimos brigarem pela sobrevivência no maior evento do mundo.

Boa oportunidade para os (nem sempre tão precisos) bicos de fora da área dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles:

RONDA_CAT

Felipe Paranhos: Essa moça Ronda já fez tantas coisas surpreendentes que eu não sou louco de desacreditar nela. Vejo uma luta semelhante à segunda contra Miesha Tate: difícil em pé no primeiro round, com festival de quedas no segundo e posterior finalização da Rowdy.

Fernando Cappelli: A expectativa quando Ronda Rousey sobe ao octógono é saber quando ela terá o grande teste de fogo da carreira. Cat Zingano pode fazer frente? Eis (mais uma vez) a questão. A norte-americana tem padrão de wrestling/jiu-jitsu bem amalgamado, bater de frente com com muitos recursos de clinch e solo que podem quadril de concreto e as quedas colossais da campeã. Mas acho que, no fim das contas, a soberania se manterá. Ronda vence por finalização.

João Vitor Xavier: Mais uma vitória no primeiro round para a campeã. Alpha Cat é realmente perigosa, mas tem o péssimo hábito de começar as lutas em marcha lenta. Ao contrário de Rowdy, que entra com tudo sempre. E já provou que agüenta manter o ritmo por mais de um round.

Lucas Carrano: Ronda Rousey. Armbar. Round 1. Sem mais.

Lucas Rezende: Alpha Cat é perigosa, mas como demora para entrar na luta. Sofrer no primeiro round contra uma campeã tão eficiente é um risco altíssimo que não posso relevar. Mais um armlock no primeiro round.

Renato Rebelo: Ao contrário do que muitos pensam, Alpha será a adversária mais difícil da carreira de Ronda. Não que ela será uma Gustafsson para a Jon Jones do peso galo feminino, mas, pela primeira vez, veremos a loirinha cabulosa disputando cinco rounds. Além de portar wrestling e jiu-jítsu ótimos, Zingano carrega consigo bom condicionamento físico e coração gigantesco, portanto, não sucumbirá a armlocks, quedas eventuais e à trocação superior da rival. Mas… Ronda por decisão tranquila.

HOLL_RAQ

Felipe Paranhos: Favoritíssima, Holm está repleta de hype antes dessa estreia. Raquel está longe de ser uma grande lutadora, mas é melhor do que todas as adversárias da ex-boxeadora. Aproveitando pra recomendar uma apostinha mínima na Penn, meu palpite é Holm por KO.

Fernando Cappelli: Holm disse que pretende mostrar um jogo de clinch mortífero, mas a ex-campeã mundial de boxe deve mesmo é colocar os punhos – e os bons chutes – para jogo como o grande fiel da balança nesta estreia pelo Ultimate. O jeitão aguerrido e de ímpeto de Pennington pode surpreender em alguns momentos no começo, mas vou de Holm, na decisão.

João Vitor Xavier: Podem me chamar de louco, mas vou de Pennington. Holm tem um boxe de classe mundial, obviamente, mas não mostrou muita coisa até aqui. Pareceu nervosa durante a semana da luta com a responsabilidade de possivelmente ser a próxima desafiante da campeã Rousey. Pennington por decisão dividida.

Lucas Carrano: Não me entendam mal, Raquel Pennington é uma menina legal, tem um coração enorme e é/foi capaz de surpreender em diversas situações. Mas essa, definitivamente não é uma delas. O gap de boxe aqui é tão grande, que pra quem acompanha pela TV vai parecer que Raquel soca com a mão aberta. Holm engole Pennington na trocação e vence via massa… Digo, nocaute.

Lucas Rezende: Finalmente Holly estreará no UFC. Raquel surpreendeu em seu último combate, mas não acredito que ela será páreo para uma striker do calibre de Holm. KO no primeiro round para Holly.

Renato Rebelo: Uma grappler de médio porte é teste na medida para uma das melhores pugilistas de todos os tempos. Será que, com poucos anos de preparo, A Filha do Pastor já está pronta para os holofotes do MMA? Pennington dificilmente trocará com franqueza, portanto, não enxergo luta tão excitante. No final, acho que Holm cederá poucas quedas e conseguirá, ao menos, pontuar razoavelmente em pé. Pupila de Mike Winkeljohn por DU.

KOS_JAKE

Felipe Paranhos: Difícil. Neste duelo entre dois grandes nomes decadentes, vou em quem ainda tem garrafa pra vender: a despeito do erro ridículo na luta contra Kelvin Gastelum, meu palpite é Ellenberger por nocaute, acabando com a carreira de Kos.

Fernando Cappelli: Força bruta e wrestling de alta estirpe são fatores mútuos aqui. Mas as atuais fases nebulosas da carreira também. Koscheck não luta desde 2013 e Ellenberger vem de três derrotas consecutivas. O cenário de corda no pescoço generalizado deve influir diretamente nas performances dentro do octógono, mas boto fé que será uma boa luta. Ellenberger, por KO.

João Vitor Xavier: KOS vem de muito tempo parado e em uma sequência negativa. Nas últimas lutas, só pegou pedreira, mas esteve apático, parecia outro lutador. Acho que Ellenberger leva por nocaute técnico.

Lucas Carrano: Palpite encardido, porque Jake e Josh formam uma dupla perfeito, pois ambos, apesar do histórico, não têm passado a menor confiança recentemente. Neste cenário complicado, fico com a opção de que é Biro-Biro quem fazer uma rápida parada no RH antes de ir pro olho da rua, deixando seu compatriota Diego Sanchez como último remanescente do TUF 1 no UFC. Ellenberger por TKO.

Lucas Rezende: Apesar se Jake ser mais jovem é ter mãos mais pesadas, acredito que ele cometa mais erros técnicos e esteja mais desgastado que Kos. Se o Biro Biro usar seu wrestling, acredito que vencerá mais uma vez antes de pendurar as luvas. Josh por DU.

Renato Rebelo: Morando numa mansão, sem lutar há quase um ano e meio e com discurso de reavaliação de carreira, fica difícil botar uma grana no ex-desafiante número um da categoria. Ambos são wrestlers e, mesmo considerando o corpo mole de Ellenberger contra Kelvin Gastelum, acho que, a essa altura do campeonato, eles se anulam no setor. Como confio mais no boxe de Jake – que tem trabalhado extensivamete com Edmond Tarverdyan- eis a minha escolha. Juggernaut, decisão.

FER_GLEI

Felipe Paranhos: Destruidor de bons prospectos, Tibau não deve frustrar a ascensão de Ferguson. Maior e mais rápido, El Cucuy terá de fugir do jogo de grade de Gleison e aproveitar a queda de rendimento do brasileiro no último round. Decisão dividida para o americano.

Fernando Cappelli: O estilão copeiro do brasileiro contra o maior alcance e versatilidade do norte-americano. O caminho mais viável para Tibau é apostar no jogo sufocante característico e tentar tirar vantagem das transições nem sempre bem realizadas pelo oponente. Mas Ferguson também é um grande adepto da pressão. Assim, deve desgastar o brasileiro e levar a melhor na decisão.

João Vitor Xavier: Gosto muito do brasileiro, mas me impressionei com a maturidade do americano diante de Abel Trujillo. Foi paciente, soube desgastar o oponente e partiu para cima no momento certo. Acho que dá Ferguson por decisão.

Lucas Carrano: Boa notícia para Tibau: ele vai chegar a 25 lutas no UFC, segunda maior marca na história. Má notícia: não vai ser com uma vitória. Com um boxe afiado um bom wrestling, El Cucuy será capaz de evitar o jogo de Tibau, frustrando o brasileiro e faturando a vitória por DU.

Lucas Rezende: Mais uma vez a peneira dos leves, acredito que Tony passará pela peneira que é Tibau. Se manter a distância no primeiro round e cair dentro depois que Gleison se cansar, não sofrerá maiores adversidade. El Cucuy por DU.

Renato Rebelo: Escolha mais complicada da noite pra mim. Sempre digo que, pra driblar o tamanho e a força de Tibau, você tem que ser um lutador pelo menos nota 8. Minha dúvida é se El Cucuy já alcançou tal graduação. Suas últimas vitórias foram desenhadas no chão e não o vejo derrubando o produto da ATT. E aí, quem tem mais garrafas para vender em pé? Jogando a moeda pro alto, vou de velocidade e volume ante potência (Ferguson, decisão).

Restante do card (início previsto para as 21h):

Alan Jouban vs. Richard Walsh
Roan Jucão vs. Mark Munoz
Roman Salazar vs. Norifumi Yamamoto
Dhiego Lima vs. Tim Means
Derrick Lewis vs. Ruan Potts
James Krause vs. Valmir Lazaro
Masio Fullen vs. Alexander Torres

Placar dos colunistas em UFCs (2015):

Felipe Paranhos: 14-9
Fernando Cappelli: 15-11
João Vitor Xavier: 0-5
Lucas Carrano: 14-12
Lucas Rezende: 15-11
Renato Rebelo: 16-10

E vocês, amigos, como veem as lutas principais transcorrendo?

Abraços.

  • Kaue Macedo

    Meu palpite pra luta principal é exatamente igual ao do Lucas Carrano hahaha.
    E coitado do João Vitor Xavier, começou palpitando no pior evento possível kk

    • Renato Rebelo

      Hahhaha aquele evento foi amaldiçoado. Se eu não tivesse escrúpulos, nem contabilizava

  • Leonardo José

    Torcendo muito pra Holm ganhar com propriedade. Difícil eu não torcer pro striker, ainda mais se for oriundo da nobre arte.

  • Dênnys Dias

    Eventim meia boca hein…Rousey anos luz na frente de todas as outras lutadoras,inclusive a nossa Cyborg.Podiam volta com a Carano pra da pelo menos “gosto” de ver kkkkkk.Eu gostava mt do Ellenberger mas as ultimas lutas dele me desanimaram mt.Acho que o Tibau perde no gas,infelizmente!

  • abner albuquerque

    Ronda leva fácil

  • Marcio Rodrigues

    Até a Zingano engrenar da tempo da Ronda pegar uns 20 armlock ou chave de pé, de tornozelo, calcanhar, o que ela quiser…
    Ellenberg fez com o Rory a luta mais chata que eu já vi. A de amanhã deverá seguir o mesmo caminho.

  • Andre Fausto

    Ronda, Holm, Ellenberger e Ferguson… Estou com o Felipe, Fernando e Renato. Agora o João Vitor Xavier foi corajoso na aposta feminina. Ou vai mitar ou continuar na lanterninha dos palpites. Abraços galera…

    • Andre Fausto

      Gabaritei…

  • Rodrigo Tannuri

    Só uma consideração: o card preliminar deste evento é fraquíssimo! Teremos que fazer um ajayô pra melhorá-lo.

    Rousey x Zingano – Rousey by SUB R2 (infelizmente, já que a detesto)
    Holm x Pennington – Holm by TKO R2 (minha loirinha vai chegar, chegando)
    Koscheck x Ellenberger – Ellenberger by TKO R1 (vou torcer muito pro Kos surpreender)
    Ferguson x Tibau – Fergusson by UD (adoraria ver o Tibau frustrando os planos de mais um adversário, mas dessa vez, acho ele não resistirá)

  • Maykon Douglas

    Mó galera galera dizendo que a Ronda vai “atropelar” a Cat, muita gente esquece quão dura a Zingano é.

    • Rodrigo Tannuri

      Concordo com o Renatão e com você. Será a adversária mais difícil da carreira da Ronda.

    • Leonardo Neves

      Eu não considero o jogo de solo da Cat melhor do que o da Tate. Acredito que a Ronda finaliza

      • Maykon Douglas

        Pode até ser, mas levando em consideração todos as áreas do MMA, eu considero a Cat mais completa e perigosa do que a Tate, o que mais me impressiona na Zingano é o seu grande poder de recuperação, ela não se abala com os momentos adversos durante a luta, pelo contrário, quando o negócio “aperta” é aí que ela cresce, a força mental dela é incrível. A grande questão é: será que a Cat irá sobreviver ao ímpeto inicial de Ronda, sabendo que ao contrário da campeão Zingano costuma começar num ritmo lento? Pra mim ela sobrevive, pra imensa maioria do planeta a reposta é não.

    • Lucas Rezende

      É o que diziam da Sara McMann.

      • Maykon Douglas

        e é o que dizem de toda lutadora que irá enfrenta-lá, há menos que
        que Cyborg consiga descer pra 135, ai sim os palpites seriam outros.

      • Carlos Montalvão

        McMann é unidimensional, Cat é muito mais versátil (bem, diziam isso da Alexis Davis, só que a Davis é muito lenta e não tem punch). Acho que tudo vai depender do fator velocidade de reação no primeiro round.

  • Hugo F. Camargo

    Pior co-main/main event do ano, pau a pau com o do UFC Rio. Desanimei até de postar meus favoritos. Espero que me provem estar enganado, pois assistirei mesmo assim (se a luta do Esquiva não for no mesmo horário).

  • Leonardo Neves

    Onde está o Alexandre Mattos?
    Foi pro RH antes do biro-biro?

    • Carlos Montalvão

      Pois é né, tá no hora de colarem um cartaz de desaparecido

  • Carlos Montalvão

    Eu vou pelas zebras

    Pennington por guilhotina no segundo round
    Zingano TKO no terceiro.

    Gosto do El Cucuy mas como a luta envolve Gleison Tibau, não assistirei e o resto não me importa já que as 2 lutas femininas são os únicos elementos que me interessam nesse evento, tirando Jacaré x Romero e Weidman x Belfort que foram adiadas.

  • Natan Machado Fauzi

    Uma coisa digo, resistência a nocaute é uma coisa, resistir a finalização é outra kkkkk
    Odeio a Ronda, mas ela leva, a icógnita pra mim é saber se ganha com facilidade ou dificuldade, e sainda um pouco do assunto, achei IRAAAAAAAAAAAAAAAAAADA a brincadeira que Jon J. e Anthony J. fizeram com o Dana ahahah

  • ANDRÉ

    Essa vai pro Renato. ( Matéria sobre o doping do Spider ).

  • Sei não, mas a Zingano tá com eyes of tiger!

    Zingano Pontos em uma luta que a Ronda vai cansar no 3R
    Holm na passarela
    Ellemberguer vai mandar um KO scheck
    Vai azedar para o Tibau, cara de mingau o herdeiro das empresas de trator vai levar. UD para o Ferguson.

    Dvd 16-10

Tags: ,