É chororô de Fabrício
Werdum? #jornaleiroresponde

Renato Rebelo | 13/07/2017 às 23:52

Pessoal, no #jornaleiroresponde dessa semana matutei sobre a situação do ex-campeão dos pesos-pesados Fabrício “Vai, Cavalo” Werdum.

O gaúcho, superado no UFC 213 por Alistair Overeem por decisão majoritária dos jurados, está passando por mau perdedor ao reclamar a torto e direito sobre o resultado?

Espero que curtam a resenha!

  • Gabriel Lourenço

    O Werdum tá chato demais. Assim como a maioria eu também vi um empate, mas não achei o maior dos absurdos terem dado essa luta pro holandês.
    Tem que parar de mimimi e focar nos treinos pois, como o mestre Renato disse aí em cima, o tempo é o maior adversário dele na luta pra retomar a conta.

    • Shotokan Karate

      Com todo o respeito mas foi sim absurdo dar vitória pro Overeem… Ninguém que toma um pau como ele tomou no 3 Round merece sair vencedor de uma luta… Quer marcar empate tudo bem pelos 2 rounds não terem sido lá grande coisa mas vitória pro Overeem ?

  • William Oliveira

    Tá cada vez mais foda torcer pro Werdum.

  • douglas karpinski

    Não foi uma luta incontentavel, tambem vi os 2 primeiros rounds pro Overbomba, essa luta não teve nada de polemica, luta chata….

  • Vinicius Maia

    Hoje eu fui ver a luta e posso comentar com propriedade. Werdum pagou por sua burrice. Ele podia ter nocauteado mas optou por double leg. Mas realmente a luta seria empate ( nunca vitória pro Werdum na minha opinião mas empate). Se os dois primeiros foram 10-9 pro Overeem não tem condição marcar 10-9 pro Werdum. A diferença de domínio é gritante no round 3 pro Werdum.
    No mais vida que segue, seja mais ativo e tente o TS.

  • Daniel Galisa

    Fugindo um pouco do tema, gosto muito do jogo do Cain Velasquez. Por querer vê-lo no topo da categoria novamente, fico feliz em saber de seu possível retorno no fim do ano. Este é o futuro que eu gostaria de ver para a categoria:

    – Cain Velasquez x Alistair Overeem valendo o posto de próximo desafiante no card principal do UFC 218 em 2 de dezembro, em Detroit
    – Miocic x Ngannou no UFC 219, 30 de dezembro, em Las Vegas (foi mal a torcida, rsrs)
    – Werdum x Cigano em um main event em algum UFC no Brasil em janeiro ou fevereiro (com um ótimo potencial de despertar o interesse do público brasileiro)

  • Fernando Ribeiro

    Eu marquei vitória do Werdum, levou o primeiro e o terceiro round na minha opinião, este último por 10-8. O empate também era plausível, mas não uma vitória do Overeem.
    Sobre o esquema de pontuação mais propenso ao 10-8, lembro que foi aprovado a quase um ano, o primeiro evento do UFC após essa aprovação foi o UFC on Fox 20, rolou 10-8 a torto e a direito(http://mmadecisions.com/event/719/UFC-on-Fox-20-Holm-vs-Shevchenko) eu até fiquei surpreso assistindo este evento pois ainda não sabia que as regras já estavam valendo (na verdade, não estavam, mas os juizes já tinham a colocado em prática extra oficialmente). https://uploads.disquscdn.com/images/4d5f1bfff48668cbabd58b009b38bbdd0a953a5dae759656fe3de9cfea10002f.png
    Porém, pouco tempo após isso, a velha ditadura do 10-9 voltou a ser regra.
    Acho que os próprios juizes são habituados/viciados no esquema antigo, com o tempo o 10-8 vai se tornar mais comum naturalmente.

Tags: , ,