De olho no vice: os pontos
altos do Bellator NYC

Lucas Rezende | 25/06/2017 às 03:55

Enfim chegou o grande dia para o Bellator. Aterrissando em Nova York pela primeira vez, Scott Coker reservou um card especial para a ocasião com aquela salpicada do seu tempero agridoce que já virou moda da casa.

Das duas lutas principais, é claro, tudo o que ocorreu era de se esperar, embora o quase nocaute duplo protagonizado por Fedor Emelianenko, e Matt Mitrione fora um toque diferenciado. O mesmo não se pode afirmar sobre Wanderlei Silva, que deixou a desejar diante do previsível Chael Sonnen.

As surpresas sobraram mesmo para a queda estratosférica de Aaron Pico, a triste lesão de Michael Chandler e a luta de Neiman Gracie que de não televisionada, acabou no pay-per-view.

Para mais detalhes sórdidos dessa noite bizarra, me acompanhem!

Brochante

Não é culpa de Wanderlei Silva, mas minha em acreditar que, após mais de 20 anos, o Cachorro Louco treinaria pelo menos meia hora de sprawl para defender o único ataque que todos sabiam que Chael Sonnen insistiria em oferecer.

Sistematicamente controlado e derrubado pelo rival, em um confronto disseminado há mais de quatro anos, Wanderlei não tem direito de se enfurecer com o resultado.

Mesmo quando pôde acertar Sonnen, desperdiçou as oportunidades e logo se encontrou igual tartaruga de barriga para o ar. Indefeso.

Pior foi ainda se achar no direito de fazer escarcéu após o fim do embate, empurrando o americano para lá e reclamando infantilmente.

Grappling faz parte do esporte e é seu trabalho impedi-lo, homem.

Um prosseguimento óbvio e apenas mais uma linha no longo histórico de vexames que o brasileiro e antiga lenda do Pride vem colecionando nos últimos anos. É com muito afinco que Wand tenta nos fazer esquecer do legado que construiu no Japão.

Sonnen zoou, passeou e ainda chamou Fedor na chincha enquanto enxugava o suor. Wanderlei poderia ter saído por cima quando nocauteou Brian Stann no Japão em um duelo emocionante, mas preferiu se trair outra vez. Deve ser difícil torcer para alguém assim. Meus sentimentos.

Previsível

Seguindo o tom da noite, ávidos em superar a queda de Aaron Pico e o tornozelo requenguela de Michael Chandler, Matt Mitrione e Fedor Emelianenko investiram em um quase nocaute duplo para levantar os pulsos dos presentes no Madison Square Garden.

Após um breve período de estudo nervoso, ambos investiram ao mesmo tempo e encontraram o alvo. Aí entraram na equação as dezenas de lutas a mais e dano cerebral que o russo dedicou ao esporte.

Mitrione foi capaz de se recuperar, enquanto Fedor, estatelado, ensaiou um levante, apenas para ser recebido por uma saraivada de golpes do americano, que o deixou frio e sem vida feito o inverno soviético, sob os holofotes.

Se posso ser franco, o quase nocaute duplo foi o único instante em que o confronto não se decorreu precisamente como na minha imaginação. Os fãs das antigas podem amar Fedor à vontade, mas sua hora já chegou há muito tempo. Principalmente no peso-pesado.

Com a recente morte de Tim Hague, por motivos de muitos nocautes subsequentes, aconselho que Fedor se olhe no espelho e reconheça que não aguenta mais. Podem me odiar.

Azar

Brent Primus não reconheceu o renome de Michael Chandler e suas treze vitórias sob o estandarte do Bellator. O cartel tímido de 7-0 não resumia o caráter do desafiante, que pressionou o campeão com chutes potentes desde o princípio.

Até o momento em que o tornozelo de Chandler se liquidificou.

Acometido por uma lesão que Rodrigo Tannuri definiria como nada aquém de “freak”, Chandler foi impedido de continuar quando seu tornozelo falhou em sustentar o peso do corpo e o árbitro se viu no dever de interromper o confronto e acionar a junta médica, que julgou Chandler inapto para continuar.

Um fim decepcionante para um combate que prometia entregar bastante competitividade.

Chandler contestou em vão e Primus celebrou como deveria, embora injustamente vaiado. No mais, assim como aconteceu com Vitor Belfort e Randy Couture, acho que uma revanche imediata é a única saída possível.

Estudado

Talvez as altas expectativas de “melhor luta da noite” germinadas contra Douglas Lima e Lorenz Larkin tenham ferido um pouco as nossas impressões e as de quem os assistiram ao vivo.

Batalha tática entre dois strikers intensos: não era pra menos que existisse respeito e um tanto de hesitação, o que não indica um combate monótono como o seu predecessor no card. Lima revirou os olhos de Larkin no segundo round e o americano cresceu para cima do brasileiro no quarto e no quinto.

É verdade que o campeão, de nariz ensanguentado, perdeu ritmo na reta final, mas Carlton Banks não cresceu o suficiente para lhe afanar a cinta, conquistando apenas um dos três juízes laterais.

No mais, um duelo inteligente, travado por dois strikers para lá de competentes.

Agora, com Rory MacDonald já surgindo no horizonte com seu olhar vidrado de psicopata, mirando o cinturão e salivando pelo canto dos lábios, Douglas Lima terá se de preparar para um desafio até então desconhecido. Passar pelo canadense pode ser o maior feito de sua carreira.

Insistindo no erro

O que acontece quando uma dupla que lutou por quinze enfadonhos minutos, há pouco mais de dois anos, repete a dose em um combate de cinco assaltos?

Surpreendentemente, o resultado continua Ryan Bader por decisão dividida.

Evidência definitiva do porquê ambos jamais seriam campeões no octógono, Bader e Phil Davis se neutralizaram, um em respeito ao wrestling do outro, e trouxeram muita timidez, golpes atingindo o vazio e banho de vaias da torcida.

Destaque para Davis, com seu overhand de quem tenta derrubar fruta na pedrada e chute de goleiro cobrando tiro de meta.

O marasmo chegou ao ponto do árbitro Dan Miragliotta ser obrigado a lembrar os cavalheiros que eles eram pagos para lutar e exigiu, com total razão, mais ação.

Não obstante, o superman punch encaixado pelo Mr. Wonderful ainda foi o golpe mais efetivo e bonito da disputa, mas não o salvou, ao soar final do gongo.

Vejamos se contra Linton Vassell, o próximo da fila, Bader não se intimida tanto em soltar seu limitado, mas geralmente mais feroz jogo – aquele que vimos contra Ilir Latifi e Rogério Minotouro – uma vez que wrestling não é a especialidade do britânico, mesmo.

Menções Honrosas

  • Pipocando de lá pra cá e de cá pra lá, James Gallagher comprovou a afoiteza de seus 20 anos de idade ainda nos segundos iniciais do combate. Chinzo Machida até se defendeu bem de primeira, mas quando o irlandês conseguiu traga-lo para o solo, foi questão de (pouco) tempo para que uma pitada de ground and pound certeiro abrisse caminho para o mata-leão. Vitória madura – pois não insistiu em trocar com o campeão de karate – do parceiro de treinos de Conor McGregor, que deixa a arena circular com sete vitórias e nenhuma derrota. E digo mais, o garoto tem estrela, esperem pra ver.
  • Zach Freeman não leu o script! A “maior promessa da história do MMA“, Aaron Pico, enquadrou o rival como quem já pisou em uma jaula dezenas de vezes antes. Não demorou para descobrir que boxe e wrestling não equivalem à artes marciais mistas. Bastou Freeman encaixar o primeiro uppercut que desferiu para levar Pico à lona e envolver seu pescoço. A batucada veio aos 24 segundos do primeiro assalto. Ficou feio pro garoto, mas é preciso lembrar que se trata da sua estreia e ele só tem 20 anos, além de Freeman não ser bobo. Por mais que o hype de Pico tenha evaporado, o tempo está ao seu lado para que ele se recupere no futuro. Talvez os ombros livres da pressão até lhe façam bem.

Amigos, todos os resultados, vídeos, os bônus praticados e as discussões sobre o evento estão no tópico do Bellator NYC no nosso fórum.

 

 

  • Denilson Bezerra

    Até rolou uma lágrima vendo o Fedor perder, mas é isso, ou tenta se reinventar nos 93 ou para. Já deu, velho guerreiro.

  • Nelson Junior Ticaum

    Dave pro Wand ter vencido.. mas eh foda esperar um sprawzinho dele…
    Porra que agonia o tornozelo do Chandler. Demoraram mto pra parar… E eu quase queimei a lingua quando ele acertou a muqueta. Guerreiro….
    Fedor… pqp… ter um “L – Mitrione” no cartel eh pra aposentar… Fedor e Shogun sao meus maiores idolos no esporte.. . Eu assinei o combate no lendario Pride GP de 2005.. na final… Shotgun X Overeen/Arona…. E Fedor X Crocop (uma das maiores, melhores e mais tensas lutas que vi na vida)… antes disso ficava lendo play by play no meio da madrugada no orkut…
    Foda ver uma lenda dessa perder pro O Boçal… triste…

  • Leandrinho

    Nossa, o Fedor…parecia uma chupeta de baleia. Constrangedor!

  • Marcelo

    Fiquei na dúvida se o patrocinador desse evento era a Maguary ou o Del Valle. Pensa nuns caras vitaminados…
    Excelente evento. Não ficou devendo nada pros cards numerados do UFC. O Bellattor ganhou mais um telespectador. Lutas muito boas.

  • Pedro Henrique Bürgel

    O Chandler teve a mesma lesão do Scott Jorgenson no México. Na real o que ocorre é a compressão de um nervo na lateral da perna, o que corta a movimentação do peito do pé. Se vocês repararem, o Chandler fica com a ponta do pé esquerdo apontada pra baixo o tempo todo, por isso que, quando se movimentava em passos curtos, acabava torcendo o pé. Se continuasse corria o risco de romper algo ou até mesmo quebrar o pé.

    Muita gente tá dizendo que foi sorte do Brent Primus e falando que ele nem deveria comemorar a vitória, mas foi muito mérito dele acertar os chutes com força na coxa do Chandler. É só reparar como o primeiro chute na região incomoda o Chandler, e a partir do segundo ele já perde o movimento do peito do pé

    • Nicholas

      Antes do Chandler virar o pé, o Primus tinha dado cinco chutes, dois foram chutes altos e, dos dois chutes baixos, um foi ridiculamente fraco. No vídeo da pra ver claramente que ele vira o pé, sem relação com algum golpe do Primus.

      • Pedro Henrique Bürgel

        Discordo. o primeiro torção vem imediatamente após o segundo chute na coxa, e somente o torção não explicaria o pé rebaixado e a tendência dele em torcer o pé (o que ele fez várias vezes ao longo do round). Teve momento que ele claramente ergue os joelhos ao máximo durante a passada para conseguir completá-la.

        https://www.youtube.com/watch?v=Eah-xqhDofg

  • Ótimas analises, Rezende.
    Wand é que deferia ler.

  • Thiago_NCO

    É… Vou ser repetitivo novamente: Wand morreu em 2006. Chega a ser ridículo um lutador de MMA (MMA não é boxe, kct!!!) ficar putinho porque o adversário usou grappling. Infantil, constrangedor e ridículo. Esse sujeito não merece os fãs que tem. Lamentável.

  • Gustavo Lima

    O Bellator tem um azar absurdo, bicho. Esse deve ter sido o pior evento deles desde o 160. E não foi por falta de empenho da companhia, foi azar mesmo.

    Luta da noite foi Heather Hardy vs. Alice Yauger. Que boxe bonito da porra, viu…

  • Paulo de Tarso Lins

    Olha só meus amigos, Wanderlei Silva x Chael Sonnen pode até ter sido previsível e decepcionado um pouco, mas pra quem já viu Dada 5000, Royce x Shamrock com 65 anos cada, acho que essa luta passou bem longe da freakice; e outra começo a pensar que a tal liga das lendas almejada pelo Belfort não seja assim tão ma idéia, afinal de contas veterano contra veterano da luta sim, o que não identificamos é o Fedor ter que enfrentar um cara muito mais novo que ainda por cima é uma carreta bitrem, agora aposto como Fedor x Wand, Fedor x Sonnen darão lutas interessantes.

    • João Mário

      Mitrione é 2 anos mais novo que o Fedor, o lance é que o auge do Fedor passou e o Mitrione tá lutando em alto nível…

      • Marco Aurélio

        Eu vejo ao contrário, o Fedor que está em um nível muito razo, já demonstrou isso contra o Maldonado, peso meio pesado.

        • João Mário

          Pois é, a situação do Fedor é algo que não dá pra simplesmente dizer que é x ou y
          No caso eu vi o copo meio cheio pro Mitrione e vc viu meio vazio pro Fedor kkkk

  • João Mário
  • Nicholas

    Primus celebrou como deveria? O Chandler machucou o tornozelo andando pra trás, sem qualquer relação com algum golpe do Primus é o cara comemorou como um louco, como se tivesse feito alguma coisa. Foi ridículo, por isso a torcida o vaiou.

  • FABIO NEVES

    Wand está lá no Instagram minha minimizando a derrota dele e desmerecendo o Sonnen. E o pior é ver os milhares de seguidores dele dizendo que ele ganhou, que o Sonnen é frouxo, que o Sonnen fugiu da luta e só queria ficar agarrado…. Rsrs

  • Asisz Marco

    Simplesmente deplorável Wand silva, eu até levei em conta todos os papelões por ele feitos, mas depois de ontem para mim como fã ja deu, o cara reclamar de uma luta em que nao teve a competencia de segurar 1 misera queda, e dar aqueles “showzinhos” de raivinha, mostra que a animosidade é so do lado dele mesmo, sonnen ta cagando e andando pra ele, fez o seu papel e bem, passou o carro.
    Começei ha algum tempo enxergar o sonnen de outra maneira, nao acho ele um frango como mtos dizem, com alto pedigree no wrestling, venceu varios bons oponentes amassando no chao, se tivesse um ground and pound mais poderoso e um melhor jiu(ele ate evoluiu depois de perder para o anderson) ele teria sido campeao no ufc, no mais é ele pegar uns coroas que dá um divertimento legal,
    Para o wanderlei é melhor parar mesmo, parece que nem treina, “fugiu” de ser espancado pelo cro cop, e é espancado pelo sonnen, já deu o que tinha que dar, voltar para passar vergonha é melhor nem voltar.
    Fedor, “O MAIOR DE TODOS OS TEMPOS” Por seu passado glorioso, mas o cara que voltou nao é o the last emperor, é simplesmente um mortal que conseguiu 2 manchas enormes no cartel, “vencer” fabio maldonado e ser atropelado por um bom, porem limitado mitrione, o 1 adversario de nivel melhor que o fedor pegou desde seu retorno, para mim fedor tem 2 opçoes, vingar sua derrota perante antonio pezao ou entao definitivamente pendurar as luvas.
    Tenho vontade de ver o Hendo no bellator, acho que ele espancaria todos os TIOZAOS do evento, tito, sonnen, royce, shamrock, wand, hendo no alto dos seus 46 anos estava ha pouco ainda disputando em alto nivel, seria legal ele estirando corpos com sua direita ainda potente.

    • Hyuriel Constantino

      Cara, eu tenho minhas dúvidas quanto ao Hendo. As limitações de seu próprio corpo repercutem tb para a sua limitação técnica. Tanto que há Eras esqueceu de que sabe Wrestling pq essa valência exige demais da carcaça dele. Ele pode bater em um ou outro, mas tem uns tiozãos do Bellator que detonam com ele sim. Tito é um, por ser muito grande e poder usar do Wrestling pra finalizar sem tomar uma Bomba-H.

      • Asisz Marco

        nao acho, que eu lembre quem derrubou recentemente o hendo a esmo foi somente o cormier, que é uma carreta, um peso pesado natural, enquanto hendo é um peso medio natural, hendo nao tem atacado usando wrestling realmente, mas nao me lembro dele ter sido derrubado a esmo por aí, desde 2013, nem o rashad, que estava muito bem na época conseguiu colocar o velho para baixo, e hendo tava competindo em nivel bem maior que o tito ortiz por exemplo. hendo foi finalizado pouquisimas vezes, e o tito nao é nenhum genio na arte de finalizar, nucauteado muito menos, somente o belfort conseguiu nocautear(desconsiderando aquele papelao do juiz em mousasi x hendo) acho que numa eventual luta o tito poderia ate derrubar, mas o hendo tbm iria acertar aquele cabeçao dele concerteza,

  • Fabricio Alves

    CM Pico

  • Hyuriel Constantino

    Eu tinha achado que os raros chutes que o Primus tinha dado antes no Chandler tinham contribuído para o bizarro quadro final, mas assisti o VT e realmente não teve nada haver. Foi um passo em falso do ex-campeão que botou tudo a perder. Deve ser uma droga perder por imperícia própria. Merece revanche imediata, mas ainda assim pelo pouco que vi eu creio que o atual campeão não é essa mosca morta toda não. Creio na vitória do Chandler na revanche, mas o Primus é pragmático e carne de pescoço.
    Fedor e Wand já podem ter seus alter-egos mitológicos: Ring Fedor e Ring Wand (num cage e, no caso do brasileiro, contra wrestlers, o caldo amarga). Por mim, podem marcar já esse embate entre os dois ex-PRIDEs, mesmo sendo mais requentado do que Wand e Sonnen.

    • Será o passo em false já não foi fruto de uma pequena lesão em ligamento causada pelo chute? Não dá para saber.

      • Hyuriel Constantino

        Cara, eu vi o vt e tirei minhas dúvidas, pq ao vivo foi tudo muito inesperado. Primus só chutou uma ou duas vezes o tornozelo do Chandler e nem foi tão contundente assim. O lance foi o passo em falso mesmo.

  • Lucas Venagas

    todo evento de ppv do bellator acaba virando comedia

    o que é os caras arrumando uma luta tapa buraco e botando dois desconhecidos de CO ME ou aquela cena patetica e arrastada de hino praticamente completo para os dois lutadores,não da,com concorrente assim,UFC vai reinar eternamente

    • William Oliveira

      Neiman Gracie não é desconhecido e melhor colocar uma luta ao vivo do que ficar reprisando lutas que já aconteceram, pois se vc até agora não entendeu eles precisavam conseguir tempo, já que as lutas anteriores acabaram muito rápido.

      • Lucas Venagas

        nao interessa cara,o cronograma tem que ser respeitado e o publico no ginasio tambem,se é o UFC iriam cair o pau
        quem é neiman gracie filhao perto da luta que viria depois ou das que vieram antes?
        e se problema é tempo era so dar uma esticadinha a mais naquela coisa patetica de hinos que tal o hino do arbitro?
        e minha nossa,que coisa dificil de prever que a luta do mitrione terminaria rapido

        Não tente defender o que nao tem defesa

  • Lucas Venagas

    e o tal do primus comemorando é ridiculo,o cara com uma perna e o abobado nao sabia o que fazia,ainda quase foi apagado segundos antes da luta terminar,mto sem noção
    vaiado justamente pela comemoração exagerada de uma luta onde tava apanhando pra um cara com um pé e foi salvo pelo médico

    • Idonaldo Gomes Assis Filho

      Auasehuaeuhsushe, o Michael Chandler quase nocauteando ele com uma perna só foi magnífico

  • Daniel Piva

    Na luta principal o desenho foi o esperado. Talvez a única surpresa tenha sido o Sonnen ter aguentado bem o gás (longe de ser invejável e de dizer que não sentiu, mas a maioria imaginava que ele não aguentaria tanto tempo). O Wanderlei fez o esperado, tentando ser eficaz em pé e com muita dificuldade para evitar a queda.

    Quanto ao Sonnen, alguém mais acredita que essa luta com o Fedor sai do papel? Será que o russo consegue bater 93kg?

    • magnuseverest

      Mais fácil o Wand pegar o Fedor.

  • João Paulo Pereira

    Alguma informação sobre a quantidade de ppv que o evento vendeu?

  • Fernando Ribeiro

    Gostei desse Bellator.
    Sonnen, como sempre, Sonneou. Todo mundo sabia qual era a estratégia do Gângster, digo, todo mundo menos o Wand. Lamentável o brasileiro chegar na luta sem nenhuma defesa de queda sabendo que o oponente é o Sonnen.
    Quem viu o Fedor no auge, talvez ainda ache que ele tenha lenha pra queimar, mas, na boa, deu. Depois da luta dele com o Maldonado – luta essa que se não me engano era um teste pra ver se ele tinha espaço no UFC(!) – ficou claro que não dá mais. Male aguenta soco de um meio pesado, quem dirá de um peso pesado. O homem já tem muito dinheiro, não há necessidade de ficar manchando o legado desse jeito, perdendo pra um lutador mediano como o Mitrione. No final das contas, Fedor ficou no lucro pela luta ter sido nos EUA, se fosse na Rússia, o Mitrione tava no ground and pound até agora…

  • magnuseverest

    Wand vs Fedor…
    E Sonnen contra Tito de novo…
    Esse é o futuro do evento.

  • Shotokan Karate

    Buenas gurizada

    Após um fim de semana trágico do ponto de vista esportivo seguem pareceres sobre o Bellator:

    Axe Murderer vs Sonnen : Até quem começou ontem a acompanhar MMA sabe que a única coisa que o Sonnen sabe fazer é esse joguinho mixuruca, como o Wanderlei não se ligou ? Em parte concordo com as criticas dele, do ponto de vista de quem gosta de ver luta essa bichice que o Sonnen faz no chão é um porre e acho que as ligas de MMA deveriam coibir mas isso não pode servir de escudo pra um claro equivoco cometido pelo Wanderlei.

    Fedor vs Mittione : Acho que nem tanto o céu e nem tanto o inferno. Foi realmente triste ver o Fedor cair nessa luta mas acho meio prematuro sentenciar que “não dá mais”. Talvez uma descida aos LHW.

    Bader vs Davis : Uma excelente luta pro Wanderlei acompanhar e aprender. Davis é outro que qq um que começou ontem a acompanhar MMA usa sempre do mesmo joguinho mequetrefe só que, ao contrário do Wanderlei, Bader tinha a defesa de queda pronta e Davis ficou totalmente sem pai nem mãe (antes do Bader o Rumble tb já tinha anulado o joguinho de ficar indo pro chão e ficar de palhaçadas que o Davis tb adora fazer). Acho que split decision saiu barato pro Davis não vi nada que justificasse dar a vitória pra ele.

  • Rafael Cascales

    Carlton Banks, kkkkkkk

Tags: , , , ,