Pensando alto: a análise
informal do UFC FN 110

Lucas Carrano | 11/06/2017 às 02:52

Amigos do Sexto Round, o UFC Fight Night 110 não empolgou muito quando foi anunciado, mas, principalmente dada a expectativa inicial, o card principal na Nova Zelândia entregou lutas divertidas, agitadas e terminando antes da decisão dos juízes.

Curiosamente, após uma sérier de nocautes rápidos em três das lutas mais importantes da noite, foi justamente o main event, no único confronto entre pesos pesados da noite, que teve o TKO mais tardio.

Sem mais delongas, vamos ao que realmente interessa, com a análise do retorno do octógono a Auckland.

Mark Hunt x Derrick Lewis

O retrospecto recente de Lewis nos fazia pensar: “Será que o poste vai mijar no cachorro de novo?”. E, vejam bem, após um equilibrado primeiro round pareceu até que fosse. Porém, cinco minutos de luta e a parte física começou a cobrar seu preço – o que pode parecer engraçado, já que Hunt também possui um formato, digamos, abaulado. A soma de falta completa de gás com um problema recorrente nas costas, além da crítica disparidade técnica na luta em pé, foram decisivas em favor de Hunto, que passou a levar o duelo no seu ritmo, com uma atuação segura até o nocaute. Demorou um pouco mais do que se esperava, mas, com quase vinte minutos de luta, Lewis acabou nocauteado em pé, após uma série de socos e cotoveladas na grade. Após o combate, a Besta Negra anunciou que este, possivelmente, é o fim da sua carreira.

É um sentimento muito bom estar aqui, representar minha cidade e estar ao lado da minha família. Eu respeito ele, pois, ele não usa esteróides”, disse Hunto, mandando um recado bem direto a vocês sabem quem.

Derek Brunson x Dan Kelly

Depois de uma das atuações mais deprimentes de que se tem notícia, diante de Anderson Silva, Derek Brunson precisava deixar uma boa impressão. Seu desafio era grande, afinal de contas, Dan Kelly é famoso justamente por fazer seus adversários desempenharem bem abaixo do seu potencial. O norte-americano então teve a atuação que se esperava e levou Kelly à lona rapidamente. Nocaute em pouco mais de um minuto para Brunson (chora, Rezende) e uma entrevista pós-luta mais confusa que o final de 2001: Uma Odisséia no Espaço.

Eu quero lutar pelo cinturão, mas, se possível, gostaria de lutar contra Antônio Silva…”, disse Brunson, surpreendendo ao desafiar Antônio Pezão ao invés de Cara de Sapato.

Ion Cutelaba x Henrique Frankestein

Após uma atuação rápida e mortal de Ben Nguyen, a qual você lê sobre logo abaixo, Ion Cutelaba tratou logo de deixar uma impressão ainda melhor – e mais ligeira. No duelo de strikers contra o brasileiro Henrique Frankestein, Cutelaba andou somente para frente, conectou um cruzado certeiro no queixo do rival logo de cara e finalizou a parada em impressionantes 22 segundos. Bela recuperação para o atleta da Moldávia, que agora soma duas vitórias e duas derrotas no octógono, enquanto Frankestein fica em uma situação delicadíssima, esperando uma ligação do RH a qualquer minuto, com três derrotas consecutivas.

Ben Nguyen x Tim Elliot 

Ben Nguyen parece ter chegado ao octógono disposto a dar seu recado de forma rápida e sem qualquer margem para discussão. Menos de 10 segundos no relógio e Ben 10, como o atleta natural da Dakota do Sul é conhecido, já tinha aplicado um chute alto direto no rosto de Tim Elliot, que não custa lembrar foi quem deu mais trabalho ao dominante campeão Demetrious Johnson na história recente da arrasada divisão de moscas. Com o ex-desafiante e campeão do TUF 24 abalado, Nguyen não teve dificuldades para defender a queda do rival (que, não custa lembrar, tem o melhor índice de sucesso em quedas na categoria até 57kg), reverter a posição, pegar as costas e finalizar o cara que fez 5 rounds com Mighty Mouse em 50 segundos! Em tempos difíceis para se encontrar um desafiante, teria pintado um futuro contender?

Realmente foi muita pressão, eu sei que o Elliot é muito bom e por isso eu queria essa luta. (…) Eu gostaria de registrar que minha esposa também lutou recentemente. Ela fez sua luta ontem e venceu pro decisão, e isso meio que me pressiona para chegar em casa e ter conquistado uma vitória também”, disse o apaixonado, e vitorioso, Nguyen.

Menções Honrosas

  • Dan “Meretriz” Hooker despachou o veterano Ross Pearson em grande estilo, com uma joelhada de encontro que pode figurar nos melhores vídeos de highlights. Por outro lado, para o inglês, chegou a hora de repensar sua carreira, com cinco derrotas em seis lutas (e a única vitória sendo uma decisão dividida contra Chad Laprisse).
  • John Moraga está de volta! Ok, o adversário, Ashkan Mokhtarian, não empolga tanto, mas o ex-wrestler da Arizona State University precisava muito dessa vitória. E ela veio em grande estilo, com direito a um 30×25 do primeiro jurado.

Para os demais resultados e a resenha antes, durante e depois do evento, é só dar um pulinho no tópico do UFC FN 110 no nosso fórum.

  • Érico Pígula

    Poxa
    Será que realmente já é hora do Pearson repensar a carreira?
    Ele tá em processo de Gray Maynardização e não percebi??
    Tô chocado.

    • Lucas Pereira Carrano

      Érico, a Graymanardização é um processo irreversível. Hahahaha mas, falando sério, repensar a carreira não necessariamente implica em se aposentar. Mas é fato que alguma coisa precisar ser mudada aí, pois, nitidamente, não está dando certo

    • Pearson é um Cris Leaben “melhorado”. E acho que o duplex do Massaranduba arrancou sua alma..rs

  • Laerte Viana Venâncio Alves

    Graças a Deus acabou o papo que Derrick Lewis deveria lutar pelo cinturão ou integrar a elite. Muita brutalidade e pouquíssima qualidade.

    Prefiro ele nas colunas do Hue MMA!

    • Leo França

      Se ele realmente se aposentar, quem mais perde é o HUE MMA

    • Vinicius Maia

      Ninguém aqui é louco de achar que Lewis é um lutador técnico, mas ignorar 6 vitórias (7 se ganhasse do Hunt) numa categoria como dos pesados é ridículo. Tem lutador que ganhou TS com 1 vitória sobre o Pezão.

      • Concordo. É um lutador com pouca técnica, mas que demonstrou evolução nessa luta. Vamos ver se mais essa derrota onde o péssimo preparo físico foi o que determinou o resultado mostre que, antes de ser lutador é preciso ser atleta para chegar a algum lugar entre os tops.
        Uma pena ele cogitar em aposentar.

      • Rios da Babilônia

        pezão ja foi bom, vide vitórias sobre overeem e browne……. lewis teve 6 vitórias sobre ninguém….foi contestadissima a vitória sobre roy nelson….varios apontarm a vitória de nelson

        • Vinicius Maia

          Eu apontei a vitória do Nelson nessa luta kkkk. Eu acho Lewis ridículo. A luta dele contra o sopa de letrinhas foi horrível mano, uma das piores que já vi. Mas não ia ignorar a sequencia de vitórias dele. Pezão tirando Browne (lesionou o joelho na luta) e Overeem (versão bombado) perdeu pra todo mundo no UFC. O Soa Palelei deu uma piaba nele no primeiro round (E depois da luta se aposentou se não me engano.) E vinha de derrota no Strikeforce por nocaute no primeiro round para o DC que não é conhecido como power punch.
          Depois que o nível de competição aumentou Pezão se tornou um saco de pancadas. Até pro Frank Mir versão Sr Barriga ele perdeu.

          • Renan Oliveira

            Conseguiu a proeza de ser nocauteado pelo Struve em 15 segundos.

          • Leo França

            E agora virou especialista em ser nocauteado em eventos russos. Ta tomando o mesmo caminho do Bob Sapp

          • Rios da Babilônia

            “Eu apontei a vitória do Nelson nessa luta kkkk.” que babaquice,não
            consegue entender o que eu disse e ainda ri…..estou falando que ele venceu ninguém , citei roy nelson por que das suas 6 vitórias
            consecutivas, ele foi o maior adversario que lewis enfrentou e a luta
            foi contestadissima
            —cara vc é que citou que um lutador ganhou Ts
            em cima de pezão ,,,,estou falando que pezaõ ja teve seus bons tempos,
            óbvio que depois ele caiu de rendimento, todos sabem…mas quando pezão
            chegou do strikeforce ele chegou com muita moral e após a vitória sobre
            overeem era um grande nome e se alguém ganhou TS em cima de pezaão como
            vc disse era justo…depois veio a decadencia
            veja a frase que
            usei:”pezão ja foi bom,” consegue entender?????? estou falando da época
            em que ele era bom…e vc vem citar toda a fase decadente do pezão….vc
            precisa ter mais reflexão

          • Vinicius Maia

            Nossa veio, obrigado pela reflexão. Mudou a minha vida. Sua sabedoria me abriu a mente. Obrigado.
            Eu concordei com você sobre a vitória do Nelson se você não entendeu.

          • Thiago_NCO

            O cara concordou contigo, brow, e você escreveu um puta textão dando sermão nele?

      • Renan Oliveira

        “Lutador que ganhou TS com 1 vitória sobre o Pezão”

        Cain Velásquez

      • Asisz Marco

        Mas o pezão daquela época e curtido no veneno era um bom valor, para título de comparação, aquele Pezão deitaria o Lewis fácil.

      • Lucas Natan

        Vc só esqueceu um pequeno detalhe: o outro cara era um ex-campeão que antes da derrota vinha de massacre atrás de massacre.

        O Lewis obteve quantidade, mas mostrou pouca qualidade nessa sequência aí.

        • Vinicius Maia

          Eu não to diminuindo o feito do Cain. Só to falando que ele obteve o TS em vitória sobre o Pezão. E eu concordo com vc que ele teve quantidade a qualidade mas mesmo assim são muitas vitórias né. E eu to puto com Cain por que o viado não luta! kkk

  • William Oliveira

    Como não vi o card preliminar, estou bem satisfeito com o evento, no card principal só tivemos boas lutas, algumas com finais esperados como a do Brunson e do Hunt, outras nem tanto. Dan Meretriz e Ben 10 surpreenderam e me foderam no Fantasy haha

    Será que o Lewis vai se aposentar mesmo ou vai só dar um tempo?

    https://uploads.disquscdn.com/images/bbc2559d7e424e2089310cd9c642d4225849e27beaf128e9e4a0e36de45335a1.png

    • Silas K

      Caraca mlk, grande resultado, esse fantasy é difícil demais!

      • William Oliveira

        Sim kk acho q dos últimos tempos foi o que me sai melhor, muitos resultados previsíveis facilitando o perfect, como o da luta do Brunson.

  • Vinicius Maia

    Que evento ruim kkkk. Eu teria vergonha de dar bônus de luta da noite pra Hunt e Lewis. Bem melhor não ter luta da noite e dar o outro bônus pro Cutelaba. Fiquei com pena do Luiz Henrique Frankestein. Lutou várias vezes com pouco tempo de camp, não evoluiu e pagou o preço.

    • Asisz Marco

      mas fooi uma luta engraçada, eu dava altas risadas das poses do lewis e da demora do hunt em nocautear, se fosse em outros teempos hunt mandaria o negao pra vala acho que até o 2 round

      • Vinicius Maia

        kkk rapaz, em 3 anos atrás o Hunt tinha matado o Lewis em 90 segundos. Agora veio eu fiquei com medo do Lewis infartar. Mano do céu, ele não perdeu por que sentiu os golpes do Hunt, perdeu por que não tava aguentando mais ficar em pé de tão cansado. Cedo ou tarde ele ia cair que nem o Dada 5000.

        • Lorenzo Fertitta

          Cara, eu também. O Hunt venceu por desistência. Deu agonia ver o Lewis prestes a ter um ataque cardíaco. Main event torturante, lamentável.

  • Lucas Oliveira

    Hunt me surpreendeu, tava achandl que ele ia negativar o cartel hahhahahaha!
    Que pena o Time Eliiot, tem um grande carisma e vinha melhorando muito. Mas MMA é assim mesmo.

  • Luis Coppola

    Sorte que depois da luta do Ben 10 dormi no sofá e só acordei depois da luta principal. Apelaram nesse fight night..

    • Vinicius Maia

      kkkkkkkkkkkkkk Você é um sujeito de sorte. Eu quero saber como eu vou ver o UFC da semana que vem que começa as 5 da manhã kkk

      • Luis Coppola

        hahahah card preliminar da semana que vem começa 5;30 de Brasília. O principal as 08;00 horário local daqui aonde moro, dá pra acordar 07:55 e assistir de boa, pq o principal desse evento estará mto bom!
        Se for pra balada já emenda e fica acordado até acabar kkkk

  • Leonardo Saraiva

    Que viagem do Brunson em , pqp

    • magnuseverest

      Na hora da entrevista entendi que ele falava de Anderson Silva e da decisão “polêmica”,na cabeça dele ele tinha vencido,muitos marcaram assim,não eu.
      Brunson volta a ser relevante e briga com os tops,Kelly fica na fila do Spider ou Belfort.

      • Leonardo Saraiva

        Brunson é jovem em uma categoria envelhecida, conta muito e até me surpreendi da forma que ele ganhou, achei q o Kelly ia cozinhar ele. Spider vs Kelly seria perfeito

  • Leonardo Saraiva

    Cutelaba é bom, novo, tá na hora de deslanchar na carreira, meio pesado precisa de contender, apesar de saber q Cutelaba tá longe de ser kkk

  • Lorenzo Fertitta

    Carrano, duas perguntas:
    1) Como você estava pontuando o main event ao fim do terceiro round?
    2) O main event realmente merecia ser escolhido a ‘Luta da Noite’, ou Hooker, Cutelaba, Nguyen e Brunson (ou Pichel) mereciam prêmios individuais?

    • Lucas Pereira Carrano

      29×28 Hunt, mas 30×27 não seria absurdo.

      2) melhor dar os prêmios individuais (talvez até colocando o Hunt já que aparentemente queriam celebrar o amigão)

  • KRS Porlaneff

    Carrano, venho notando isso em vários lutadores mas só hoje me ocorreu de perguntar a jornalistas esportivos que nem vocês a respeito disso.

    Às vezes o cara (ou a mina) vão pra disputa de cinturão como desafiante e perde a disputa – acontece de vez em quando com quem acabou de perder a cinta, mas vamos falar especificamente dos ex-desafiantes – e na próxima luta, volta perdendo de maneira bem mais rápida que foi na disputa de cinturão.

    Pra citar alguns exemplos:
    * Rampage agüenta 4 rounds contra Jones mas passa vergonha contra Bader em pleno Japão, praticamente lutando em casa;
    * Jake Shields faz 5 rounds contra GSP e toma uma piaba de Ellenberger na luta seguinte;
    * Condit faz a luta do ano contra Lawler, na opinião de muita gente (eu incluso) sai vitorioso e perde pro Demian sem dar um único soco;
    * Hominick é massacrado pelo Aldo, ainda é guerreiro o suficiente pra tentar virar no quinto round e perde em 7 segundos pro Zumbi Coreano;
    * Létourneau faz 5 rounds contra a Joanna e é nocauteada pela Calderwood em seguida;
    * Kowalkiewicz agüenta os mesmos 5 rounds contra a mesma Joanna, inclusive chega a dar knockdown na campeã, e perde no primeiro round contra Claudinha Gadelha;
    * agora, Tim Elliott é o cara que dá mais trabalho pro Johnson e perde em menos de um minuto pro Ben 10.

    Tem mais casos, mas esses são os mais emblemáticos.

    Qual a opinião de vocês jornalistas esportivos em relação a isso, tem realmente alguma ligação ou é só coincidência porque “cada luta é uma luta diferente”?

    • Lucas Pereira Carrano

      Cada luta é diferente, mas já falei algumas vezes sobre a “síndrome da primeira derrota” (vide Weidman, Ronda ou Holly Holm). Acredito que seja um “fenômeno” (por assim dizer) semelhante. O aspecto psicológico (moral, foco e mental) não só afetam diretamente a performance positivamente (por motivos que vão desde o afinco na preparação até a execução de movimentos e técnicas durante a luta) como também impactam negativamente, caso não esteja tudo muito alinhado. Como qualquer outro esporte, MMA é antes de tudo um xadrez mental e, mesmo que não seja de forma voluntária, essa batalha é travada em toda competição.

      Acho difícil encontrar fundamentação para estabelecer uma regra, ou algo que o valha. Mas, sem sombra de dúvidas, no empirismo, faz bastante sentido.

    • Tim Elliot já havia vencido muito bem o Smolka após o DJ.

      • KRS Porlaneff

        Putz, verdade, ó… é que do final de 2016 pra cá eu tô num bode tão grande do UFC que o único evento que me senti motivado a procurar stream pirata pra assistir ao vivo foi o UFC 211 (e que eu não assisti assim por causa de um show que fui), estou meio naquela de “assisto em caso de não ter coisa melhor pra fazer”. E as lutas, vejo VT depois das que me interessam.

        Não lembrava MESMO que Elliot tinha enfrentado – e vencido – Smolka. Na verdade, nem lembrava que o Elliot tinha lutado entre DJ e ontem.

        • Tairon de Oliveira

          Elliot entrou displicente. Nem parecia o mesmo lutador.

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Falar que Derrick Lewis perdeu por socos e cotoveladas em pé é até bondade mano kkkk, ele desistiu da porra da luta por estar cansado praticamente, cúmulo da vergonha.

    Brunson não tem QI de luta, de entrevista, o bicho é voadaço…Além do mais Cutelaba fez dever de casa, Nguyen surpreendeu bastante, acho que ninguém esperava um atropelo daquele nível, Ross Pearson vai pro Bellator, e o Vinc Pichel surgiu das trevas pra mandar o adversário desacordado, boa volta dele, achei que ia tomar uma piaba

  • Leo Corrêa

    Interrupção incomum, porém, compreensível já que se deu claramente com a intenção de evitar o pior. Ponto positivo para a arbitragem.

  • Eric Avila

    Esse card é tipo , nada é tão ruim que não possa piorar

Tags: , , , , ,