Johny Hendricks: quando males vêm para o bem

Lucas Rezende | 14/01/2015 às 13:11

Por que alguns seres humanos só aprendem a lição depois de sofrerem as mais severas consequências? Perguntem a Johny Hendricks.

Já estamos em 2015 e, somente agora, o ex-campeão dos meio-médios percebeu que andar por aí pesando cerca de 99kg – para atuar aos 77kg – pode ser uma má ideia. E isso porque seu corpo precisou soar seus alarmes.

Ou mudava o modo como cortava peso ou me aposentava. Meu corte de peso era ruim a esse ponto”, contou ao MMA Fighting.

HENDRICK

“Amo comer, mas acho que amo ainda mais meu cinturão”.

Numa das categorias mais profundas de todo o UFC, Hendricks brincou com a sorte por várias vezes até que ela se esgotasse.

E é impressionante o quanto ele conseguiu conquistar até então. Chegando a não só conquistar o cinturão após uma rotina extenuante, mas também com o tendão do bíceps rompido.

Enquanto isso, fotos suas sem camisa, exibindo uma barriga obscena ou segurando sanduíches nada saudáveis surgiam na internet, e Johny tinha compromisso marcado contra Robbie Lawler.

O baque foi ainda mais forte quando sua revanche foi adiantada, diminuindo o tempo para que toda aquela gordura fosse adequadamente queimada.

Na noite do UFC 181, Johny perdeu o cinturão e nem parecia motivado em reavê-lo, depois.

Seria uma pena ver um talento assim escorrer ralo abaixo. Subaproveitado por algo tão simplório quanto a gula.

Comi 110 unidades de sushi quando estava na faculdade. Hoje consigo comer sozinho duas pizzas inteiras”. Vangloriou-se em entrevista ao Dallas Morning News, semanas antes de enfrentar Lawler pela segunda vez.

Pelo menos nisso o barbudo concorda comigo.

Não inflar até 99kg para depois achar que Mike Dolce vai dar um jeito. Eu estou assumindo essa responsabilidade. Vou recuperar minha massa muscular e isso também será melhor para mim quando for lutar. Não posso aguentar outro corte como esse. Ou mudou para 84kg ou paro de vez”. Confessou.

Ruthless aproveitando o minguar físico do rival

Ruthless aproveitando o minguar físico do rival

Para ser franco, não é como se lhe restasse outra escolha. Eis um meio-médio maciço, que sofre para chegar aos 77kg, mas nanico demais para confiar no seu wrestling ou no seu cruzado de esquerda para derrubar os monstros da elite dos 84kg.

Em rápida comparação, Johny tem envergadura de 1,75m. No top 10 dos médios o alcance mínimo paira aos 1,88.

Essas medidas pertencem a Vitor Belfort, Lyoto Machida, Ronaldo Jacaré e Tim Kennedy.

Não o aconselharia a tomar esse rumo, nem por um segundo. Assim como não aconselhei o mesmo a Benson Henderson.

Mas, assim como Jon Jones teve seu choque de realidade para aprender a levar a carreira (ou a vida) mais a sério, o destino também foi generoso a Johny Hendricks, permitindo-lhe reverter sua situação antes que seja tarde.

Aos 31 anos de idade, ele ainda tem bastante tempo para isso. E parece não querer desperdiçar mais nenhum milésimo.

Enquanto Matt Brown sofria para encontrar um oponente digno para lhe enfrentar no dia 14 de fevereiro- após Tarec Saffiedine se contundir – Johny abraçou a oportunidade para estampar seu retorno triunfal – abrindo mão do cinturão, inclusive.

Agora, eles se enfrentam no UFC 185 de 14 de março – à medida que os também meio-médios Brandon Thatch e Stephen Thompson assumem o main event do Fight Night 60.

Não queríamos mais aguardar. Lawler não queria lutar antes do verão. Mesmo sem title shot, ninguém quer esperar mais seis ou sete meses para voltar”, explicou o empresário de Johny, Ted Ehrhardt, a Ariel Helwani.

Motivação como essa já deixa subentendido que Hendricks buscará melhorar seu estilo de vida. Manter-se ativo contra um oponente valioso é uma forma inteligente de retraçar sua rota até o cinturão.

E também para se acostumar aos novos hábitos alimentares. Imagino que não será fácil para alguém como ele. Sem falar que não lhe deixa espaço para ser ocioso.

Se a ideia vingará, só saberemos dentro de dois meses, mas é sempre reconfortante observarmos alguém tão talentoso aprender a tomar conta de si antes que seja tarde.

Nesse esporte impiedoso, segundas chances podem ser raras.

  • Lucas Natan

    Comentando pela primeira vez aqui, parabéns pelo site pessoal…

    Gostei dessa nova luta, a 2ª contra o Lawler já não me empolgou muito.

    • Lucas Rezende

      Também estou mais empolgado com essa. Sem falar que o novo boato é que Robbie Lawler vai pegar o GSP.

      • Malk Suruhito

        Se for, é o GSP que vai pegar o Lawler… de porrada!!

        • Esttebam O Besta

          discordo… seria Gsp amarrando o Lawler como se MMA fosse apenas segurar oponente no chão. regras são regras. rsrs

          • Malk Suruhito

            Como bem lembrou o Alexandre há uns podcasts atrás: GSP joga para o chão e não para de tentar alguma coisa, seja finalização, seja bate no adversário. Hendricks quando colocou o Lawler no chão na primeira luta quase pegou no sono no colo do mesmo, hahaha

  • Tenho um medo do Hendricks virar um Shogun. Espero que não.

  • Junior

    Me lembrou BJ Penn, espero que não deixe isso acabar com sua carreira.

    • Lucas Rezende

      O maior problema do B.J. é que ele não gostava de treinar e confiava muito no talento natural. Quando os caras começaram a trabalhar pesado, ele ficou pra trás.

      • Junior

        Me lembrou nisso e por BJ lutar contra caras muito maiores que ele por preguiça de baixar de peso.

  • Kaue Macedo

    Primeiro tiraram o title shot do Rory e agora não deram a revanche imediata pro Hendricks … é isso mesmo ? GSP está voltando ? Tomara que sim !!!

    • Lucas Rezende

      Hendricks recusou a revanche porque Lawler demoraria para voltar e ele queria continuar na ativa.

      • Kaue Macedo

        E agora Dana White falou que se Kelvin Gastelum ganhar do Tyron Woodley vai receber o TS. Mds, que bagunça.

        • Lucas Rezende

          Haha, meio-médios é isso aí.

  • Thiago Arruda

    Tomara que o Hendricks que enfrentou Carlos Condit, Jon Fitch e GSP volte!

    Tenho uma sensação de que Hendricks vs. Brown vai ser parecido com Hendricks vs. Condit, ou seja, vai ser épico.

    E finalmente, Rory vai receber seu merecidíssimo Title Shot, a não ser que o UFC endoide

    • Lucas Rezende

      Rory vai enfrentar o Hector Lombard no UFC 186, fera. Supostamente o mesmo card onde Robbie Lawler vai pegar o GSP.

      • Thiago Arruda

        Ahhh não sabia que o Rory ia lutar com o Lombard, mas pelo q vi aqui rapidinho, foi um acordo verbal, talvez possa mudar

        • Fernandes

          Se voltar… GPS é campeão de novo !!! E só voltara quando seu pupilo Rory perder a disputa de cinturão, caso ele ganhe… Gps talvez nem volte a lutar !!!

          • Thiago Arruda

            Rory disse que se GSP voltar, só irá fazer superlutas, mas Dana vai querer empurrar a disputa de cinturão pra ele. Se GSP se tornar campeão, Rory sobe de categoria, ele até falou que queria disputar a Médio e a Meio-Médio ao msm tempo.

      • William Terres

        main event?

      • Márcio Tucano

        Já está confirmado o embate entre GSP VS Lawler? Apesar de fã do GSP penso que não deveria voltar numa disputa de cinturão, já que abriu mão do título.

        • Lucas Rezende

          Pelo contrário, GSP agora se pronunciou e disse que nem tem interesse em lutar em 2015.

  • Pedro Papini

    Com o Johnny e rory de luta marcada e uma possível volta de gsp em 2015, poderemos ver gsp vs lawler e em caso de vitoria do gsp o rory ficando de DC nos pesados ?

  • Filipe

    Minha torcida em qualquer luta nos meio medios é pro Lawer, depois pro Hendricks.

  • Nubia Castro

    A melhor coisa que aconteceu foi essa atitude do JH em lutar contra o MB. Acredito que esse combate tem tudo pra ser uma grande luta. Ja estava desanimada de ver pela terceira vez JH x RL.

    • Renato Rebelo

      Somos dois, Nubia. Essa trilogia nunca me empolgou

      • Lucas Rezende

        Três.

      • William Terres

        Se o Hendricks tivesse intimado o Lawler ainda dentro do octogono, talvez a revanche teria algum apelo, mas ele fez que não era com ele com aquele discursinho “luto contra quem o UFC quiser”

        • Renato Rebelo

          Muito verdade, William. Fiquei estarrecido com essa pós-luta. Até escrevi sobre…

  • Clodoaldo

    O título poderia ser também… “No Amor ou na Dor”.

    Quando Hendricks ganha Dolce é fantástico, mas agora que admite que o corte de peso é agressivo e tem queda de desempenho assume para si? Errado. Dolce é o verdadeiro vilão disso tudo.

    Aposto que Hendricks na 84 será um lutador mais forte saudável. Excelente decisão! Continuo acreditando que caras menores ainda podem nocautear cara maiores…

    Desapega desse Dolce Hendricks, vai evoluir mais em suas lutas!

    • Lucas Rezende

      Apesar de ele dizer o contrário, Mike Dolce não faz milagre, né? O cara encher a boca de pizza faltando semanas para lutar não é culpa do nutricionista. Óbvio que o corte seria difícil e prejudicaria o desempenho.

  • Malk Suruhito

    Levando em conta que a Team TKD é que controla a carreira do JH, dá todo o suporte, trabalhando quase que só para ele, mas também é a que fica com uma das maiores fatias de bolsa (senão a maior) entre as equipes, até onde será que o JH aceitou porque não quer mesmo ficar parado esperando o TS ou aceitou para repor o prejuízo financeiro da perda do cinturão? Será que dão o Immortal como “bicho certo”?

  • Regis Nogueira

    Logo após a luta que ganhou o cinturão, eu estava ouvindo uma entrevista do Ruthless ao Ariel Helwani, quando ele disse: não quero lutar por enquanto, quero descansar.
    Quando o Dana anunciou a trilogia, ninguém se empolgou, e eu ainda pensei: porra mas o campeão nem pensando em lutar está (e com razão, 2014 foi agitado pra ele), promover essa luta agora não vai ser fácil. E quando seria?
    Pois acabou que Lawler impôs sua vontade, e deu tempo a Hendricks voltar a ser um lutador preparado. Uma vitória dele e uma declaração boa no microfone, das que o Renato Rebelo gostam, acende a rivalidade, vende, e promete uma baita luta, com os dois preparados e motivados, pois pra mim o barba não estava motivado na luta que perdeu a cinta, o corte de peso o deixou sem alma.
    Agora, e o Rory? Se ganhar tem que esperar o desfecho da trilogia. Se perder vai lá pra trás. Ele deve estar torcendo internamente pro Matt Brown ganhar apertado essa luta.
    Lucas, o Dana continuou garantindo a trilogia em caso de vitória do Hendricks certo? Não tem como o Rory furar essa fila?

    • Lucas Rezende

      Com essa conversa de que o GSP pode voltar para enfrentar o Lawler, não existe nenhuma garantia de que o Hendricks vá completar a trilogia se passar pelo Brown.

      Mas o cara também não vai ficar longe da revanche. Nada impede que acabe acontecendo, mesmo. Só nos resta esperar.

      • Regis Nogueira

        Colocar o GSP direto pela cinta… Vai que ele ganha e a categoria volta ao marasmo, sei lá. Eu daria uma luta top 5 pra ele primeiro, pra esquentar os PPVs primeiro, tentaria fazer o Rory disputar a cinta antes, e só aí colocaria ele. Já pensou o Rory pega essa cinta e o GSP vai pro Title Shot? Até os esquimós canadenses comprariam.

  • Gabriel Fareli

    Creio que além desse problema do Jhonny em relação ao corte de peso, deveriamos elogiar essa atitude dele de enfrentar o Matt Brown no UFC Dallas. Além de “deixar de lado” um titlle shot garantido “só” poder se manter ativo, é tão louvavel quanto o que o Cerrone fez(apesar de o Cowboy ter bem menos tempo claro).
    O JH podia muito bem sentar em cima do tittle shot que teve após perder pro Lawler, descansar 5 a 6 meses, que seria um tempo muito bom pra se acostumar ao novo estilo de vida que ele vai levar, e lutar só em maio/junho pelo cinturão. Mas abdicar disso, pra poder se manter ativo, sendo que ele já vem de tempo parado por lesão, pra poder enfrentar o MB, correndo o risco de tomar uma coça e voltar pro final da fila, é muito digno tambem, gostei muito da atitude do Hendricks.

    Acho que vi mais por esse lado, espero não estar falando besteira,rs

    Abraços amigos, e parabéns pelo texto Lucas !

    • Lucas Rezende

      Sem dúvida. Como disso no texto, é uma atitude inteligente. Para se adaptar à nova dieta, acho muito melhor que ele não precise se preocupar com mais uma disputa de cinturão. Seria a quarta seguida.

      Às vezes é bom não ter esse peso nas costas e voltar pro cinturão mais tranquilo.

  • Leonardo Peron

    Levando em consideração que Johnny Hendricks lutará com Matt Brown no UFC 185, Rory lutará com Lombard no UFC 186 e o empresário do GSP disse que ele não vai lutar em 2015: http://bleacherreport.com/articles/2331316-georges-st-pierre-not-currently-planning-ufc-return-according-to-manager , e que o Ruthless disse querer voltar a lutar em maio segundo o combate (UFC 187), quem disputará o cinturão com ele?

    • Lucas Rezende

      Dana já disse que vai esperar o resultado dos combates desses quatro aí, para escolher o próximo postulante.

  • Leandro Mendes

    Fala galera! Curto muito o Sexto round!!
    Minha dúvida, cade aquela potencia toda da esquerda de Hendricks, ele q fez tantas vitimas com um golpe so como Martin Kampmann e Jon Fitch, que ate disse em uma entrevistar ter mais poder de nocaute que Dan Henderson, seria capaz então de nocautear quase todos ou todos na divisão? Cade esse power todo? Minha outra dúvida, em ordem, vcs conseguiriam nomear os punchs mais poderosos de cada divisão do ufc?
    Grande Abraço!!

Tags: