Com Evans e Belfort fora, situação de A.S. clareia

Renato Rebelo | 30/08/2012 às 01:03

No dia em que Anderson Silva deu a declaração, no mínimo imprudente, de que ‘’aliviou’’ Thales Leites no UFC 97, a situação do peso médio, que andava obscura, começou a clarear – pelo menos para mim.

Com Vitor Belfort fora do bolo até 2013 (independente do resultado da luta contra Jon Jones, dificilmente, com a idade que tem, ele entra em ação outra vez em 2012) e Rashad Evans deixando claro que não vai baixar de peso, apenas algumas opções seguem viáveis.

O objetivo dele é ficar no meio-pesado e lutar os melhores desta categoria. Ele também gostaria de lutar em dezembro – disse Glen Robinson, empresário de ‘’Sugar’’, ao site MMA Weekly.

Alan Belcher não faz mais parte do elenco do UFC Rio III e Chris Weidman também está de bobeira. O mais sensato seria casá-los para definir o desafiante número um. Tim Boestch, por mais mediano que seja, tem as vitórias sobre Yushin Okami e Hector Lombard a seu favor. Mas acho que a falta de apelo fala mais alto neste caso.

Georges Saint-Pierre também tá na roda – graças a pedidos do campeão. No entanto, dois adendos. Primeiro, o canadense tem que bater o duro Carlos Condit em novembro. Segundo, mesmo que Dana White resolva realizar os pedidos incessantes do ‘’Spider’’, GSP não deve aceitar bater 84 kg e um peso combinado deve ser a solução.

Em suma, se o universo conspirar, acho que o arrasa-quarteirão de pay per views vai rolar – sem valer a cinta dos médios. Aí, depois, o paulista, ganhando ou perdendo, pegaria o vencedor de Weidman x Belcher que, provavelmente, terá que esperar bastante por sua chance. Caso GSP perca, é Weidman ou Belcher mesmo, para tristeza de Anderson…

E vocês, o que acham?

Tags: , , , , ,