TUF remodelado. Camp x camp dará certo?

Renato Rebelo | 08/01/2015 às 14:55
Silveira, Brown e Libório: treinadores da ATT

Silveira, Brown e Libório: treinadores da ATT

Sei que nos últimos dias os hábitos fora de competição de Jon Jones e a real possibilidade de Anderson Silva x Chris Weidman 3 – que será abordada por Alexandre Matos logo mais- monopolizaram completamente as atenções no nosso mundinho.

Mas há outros peixes no mar e por aqui tentamos não concentrar todas as energias num só assunto.

Por exemplo, o divertido duelo Roy Nelson x Alistair Overeem – anunciado para o UFC 185– passou batidinho, não?

Outra manchete que pouco repercutiu foi o formato ligeiramente remodelado da próxima edição do TUF americano.

A fórmula, completamente saturada há anos, implora por inovações e os caras vão quebrando a cabeça para promove-las.

Já vimos TUFs entre nações diferentes (TUF Nations Canadá x Austrália e EUA x UK), um apenas com mulheres (TUF 20), outro valendo title shot (TUF 4), técnicos que falavam línguas diferentes (TUF Brasil 3), etc.

Acontece que as mudanças nunca foram substanciais e as edições que mais bombaram foram aquelas sustentadas por treinadores polêmicos (Rashad Evans x Rampage Jackson, Jason Miller x Michael Bisping, Tito Ortiz x Chuck Liddell, Jon Jones x Chael Sonnen, Wanderlei Silva x Chael Sonnen…).

Desta vez, a ação será pautada por uma inédita disputa entre “camps”.

Henri Rooft com Mutante e Durinho

Henri Rooft com Mutante e Durinho

Ou seja, os cabeças de cada equipe serão líderes de academias na vida real – e não lutadores.

Sendo assim, os staffs da American Top Team e da Blackzilians – ambas baseadas na Flórida, EUA– comandarão seus próprios atletas (até 70kg) durante todo confinamento.

Não haverá seletivas, lutas para entrar na casa, a tradicional escolha dos atletas pelos treinadores, nem nada disso.

Será apenas Ricardo Libório, Conan Silveira, Katel Kubis e equipe instruindo opções caseiras (revelações) de um lado contra Henri Rooft, Jorge Santiago, Pedro Diaz e cia do outro.

Curioso notar que os Blackzilians surgiram exatamente de um racha na American Top Team.

Santiago, Danilo Villefort, Yuri Villefort e Gesias Cavalcante, ex-porta vozes da ATT, decidiram deixar a equipe comandada pelo faixa-preta de Carlson Gracie Libório em 2011.

Glen Robinson, empresário de toda essa turma – que também é dono da marca esportiva Jaco-, decidiu alugar a academia Imperial Atletics para que eles pudessem continuar treinando.

Aí, Michael Johnson e Rashad Evans, em litígio com Greg Jackson – por causa de Jon Jones- resolveram aderir à causa.

Como só haviam negros (Blacks) e/ou brasileiros (Brazilians), o nome dado à equipe foi intuitivo.

Pelo que fiquei sabendo, inclusive, o processo de ruptura não foi dos mais suaves.

Alguns lutadores que treinavam juntos chegaram até a tretar publicamente (Antônio Pezão, ATT, versus Thiago Silva, Blackzilians, é um caso emblemático).

Isso me leva a crer que o enredo do programa girará em torno dos comandantes e suas relações interpessoais – deixando, de repente, os jovens atletas em segundo plano.

Quanto à fórmula, obviamente, não muda muito, mas qualquer tipo de arejada não só é bem-vinda como fundamental para a sobrevivência do produto.

Ah, as gravações do TUF 21 começam dia 19 de janeiro e, ao contrário das outras edições, rolará na Flórida e não em Las Vegas.

Aparições de Robbie Lawler, Hector Lombard, Yoel Romero, Antônio Pezão e Thiago Pitbull de um lado e Rashad Evans, Anthony Johnson, Vitor Belfort, Eddie Alvarez e Tyrone Spong do outro também são aguardadas.

Abraços.

  • Lucas Rezende

    Talvez a gente veja o nível técnico dos participantes um pouco mais elevado do que o que a gente tá acostumado, uma vez que os próprios técnicos das academias poderão escolher os seus representantes. Tô animado!

  • Nilo Júnior

    Uma pena o grande Zé Mario Sperry não fazer mais parte da Blackzillians. Ele de um lado e o Libório do outro já dariam um gostinho da superluta que está pra acontecer entre eles no próximo ADCC.

    No mais, acho que esse formato pode dar uma revigorada no show.

  • Danyel P Lorenzo

    Tudo isso deverá ser bem casado, já que em ambas equipes embola 3 divisões de peso. Acredito que para nós Brasileiros será muito mais divertido pois teremos diversos duelos familiares, do que para os gringos que devem encarar as lutas como sendo de apenas coadjuvantes.

  • Natan Machado Fauzi

    Ah que lindo foi Att x Chute boxe.

  • Muito legal, Renato!

    Estou ansioso para conferir. Concordo com o Rezende, acredito que vai melhorar bem a qualidade dos participantes.

  • Bruno Santos

    Tem tudo para ser a melhor edição do programa!

  • Raphael Seiji

    Curti demais essa nova formatação pensada pro TUF. Essa galera da Blackzilians é muito casca e a ATT não fica atrás.

    Rebelo, Glen Robinson é dono da Jacõ Clothing? Ou a marca é da turma da Blackzilian?

    • Renato Rebelo

      Sim, o Robinson é dono da Jaco. No texto original saiu “dona”, já corrigi hehe

      • Raphael Seiji

        Agora ta explicado por que o pessoal da Blackzilians, majoritariamente, é patrocionado pela Jacõ. Inclusive até o centro de treinamento da equipe é da Jacõ… jurava que era do Rashad hehehe

        • William Terres

          Jaco Hybrid Center, certo?

          • Raphael Seiji

            Certíssimo.

  • will

    Nunca gostei desse TUF. Acho que existe meios melhores de divulgar a marca do que essas novelinhas mexicanas. Por exemplo, o UFC poderia trazer um astro tailandes de muay tay(?) pra fazer um super luta contra um campeão do UFC. Seria épico! Detalhe: sem valer título e só no muay tay! Um Show mesmo.

    • Renato Augusto

      Regras de Muay Thai ou de MMA? Se for MMA, com 01 minuto o maluco tá apagado por mata leão ou braço levado no armlock. “Ah mas não precisa colocar contra um Jon Jones”. Escolhe aí… , Rousey, Esparza, Demetrious Johnson, TJ Dillashaw, Aldo, Pettis, Lawler, Weidman, Jones, Velasquez… Não não. Coloca esse maluco contra qualquer top10 do UFC pra ver ele finalizado fácil.

      Chama o Toquinho do Wsof… Asken do One Fc… Qualquer nego do Belattor.

      Sério que você quer misturar as artes? UFC 1, here we go.

      • will

        Eu esqueci de falar. Seria nas regras do convidado. Nesse caso só muay tay! Já pensou uma luta de demonstração de JJ entre Verdun e Jones de Kimono? Ou uma luta de taykendô(?) entre Pettis e o campeão mundial? Seria um show num UFC numerado. Algo assim. Eu pagaria milhões pra ver algo assim.

        • Renato Augusto

          Aí sim! Eu ia curtir ver o Anderson Silva ou do Pettis contra um campeão de Muay Thai…

          Mas falando sério agora, ia ser massacre. Cigano não aguentar no boxe contra nenhum dos tops de Boxe atuais, Silva nem Pettis iam aguentar, Jones no pano ia sofrer pra caramba… Se fosse sem kimono até dava, vide Sonnen contra o Galvão no Metamoris… E por ai vai.

          Mas agora ficou mais plausível, e ia vender pra caramba hahahahaha’ Eu compraria.

          • will

            Iria vender muito PPV. Lembra da luta da Ciborgue contra uma campeã de muay tai(?) ? Ela tomou uma surra! É só um show mesmo.

        • Filipe

          Não iria dar muito certo, pois, caso o campeão perdesse, iria ficar feio para o UFC. E caso o “Convidado” perdesse, iria ficar feio para o nome do esporte. Prefiro sonhar com um super torneio entre os tops do UFC , Bellator , WSOF e One FC se embolando pra descobrir o melhor do Mundo!

          • will

            Esse seu torneio iria ser um fiasco Filipe. O único lutador fora do UFC que tem chance de disputar um título é o Pittbull. Os demais são só barangas!

    • Raphael Seiji

      E esse “astro thailandês de muay thai” teria “meio de campo” e defesa pra lutar contra um campeão do UFC, Will?

      • will

        Eu não expliquei direito. Seria só no muay tay. Ou só no JJ. Ou só no wresteling. Seria uma luta de demostração mesmo para os amantes de MMA .

        • Lucas Rezende

          Uma luta que não é de MMA para os amantes do MMA?

          • will

            MMA é confronto de estilos marciais. Se você não aprecia todos os estilos de luta, não tem como entender e gostar de MMA! Entendeu, ou quer que desenhe?

          • Lucas Rezende

            Na verdade o MMA é a mistura das artes marciais – é isso que a sigla significa – inclusive.. Confronto é o que acontecia no UFC 1 ou no “Grande Dragão Branco”. Os caras procuram aprender um pouco de tudo, não disputar um estilo contra o outro.

            Realmente, arriscar o seu campeão em uma luta que não significa absolutamente nada parece uma excelente estratégia para um evento de MMA.

          • will

            Significa grana! É o que move o mundo. E sobre a sigla, você tem razão é a mistura de artes marciais. Mas a ideia original do UFC era confronto mesmo. Seria uma boa voltar esse confronto, nem que seja só como um show. Você não gostaria de ver algo assim? Eu sim.

    • André Guilherme Oliveira

      Divertido mas uma péssima ideia.

      • Renato Rebelo

        Hahhaha

  • Ramon Reis

    É interessante ver o UFC explorar essa “rivalidade”, espero que todos lá já tenham noção do que é o TUF, show, show e show.
    Ao contrario de muitos brasileiros que ainda não se tocaram nisso.

  • Renato Augusto

    Com a galera dividida entre PVT e Bjj, tá virando mais comentar aqui no Sexto Round mesmo haha’

  • André Guilherme Oliveira

    O que vai chover de gente querendo entrar pros dois QGs não é brincadeira. Será que vai ter um controle sobre isso, ou vai ser tipo as escolas no ENEM:

    http://educacao.estadao.com.br/blogs/mateus-prado/campea-do-enem-e-ao-mesmo-tempo-a-escola-1-e-a-escola-569-do-brasil/

  • Pedro Duarte

    Inovação interessante, principalmente pros fãs hardcore, mas será sentida pela ausência dos dois treinadores principais na figura de astros do programa. Também existe o fato de que isso restringe a descoberta de novos talentos. No geral, o TUF teve um papel legal nas primeiras edições pra expandir a marca e inovar, mas acho que agora seria preciso mais para emplacar da maneira que Dana e cia desejam. O TUF só seria um mega sucesso se a cada ano promovessem um torneio de uma categoria específica com combates que levasse até o posto de #1 contender. Isso tudo mantendo a dinâmica de focar no lado pessoal ao mesmo tempo, filmando os camps e explorando as rivalidades em modelo parecido com o Countdown. A execução de repente seria um pouco complexa, mas com certeza atrairia novos fãs e focaria aonde o povo quer ver: Nos lutadores conhecidos.

    • Renato Rebelo

      Verdade, Pedro. Por mais que empolgue o novo formato, existem vários ônus escondidos nele.

  • Malk Suruhito

    Renato, você acredita que este seja o futuro dentro do MMA? Do fortalecimento da marca dos times, até ficarem no formato de franquias de basquete, de times de futebol? Ou que não, que os torcedores são muito apegados aos lutadores não importa a camisa que estejam vestindo?
    De certa forma, acabamos vendo muito isso aqui no Brasil: é difícil encontrar alguém que não goste da Nova União (independente do Aldo e Barão ou não) e existe uma enorme má vontade com a Team Nogueira.
    Emplacando, quais apostas para as próximas edições? Alpha Male e NU? Jackson vs AKA?

    • Renato Rebelo

      Fala, Malk. Na real, acredito que o futuro do MMA é o contrário. Basquete, futebol, etc, são esportes coletivos, que você precisa dos jogadores atuando junto. Acho que, quanto mais dinheiro entrar no MMA, maiores as chances dos camps ficarem parecidos com os do boxe. Ou seja, camps personalizados, voltados para fulano, cigrano. Até camps dentro dos camps. Por exemplo, o Jones não segue a msm rotina de tds os atletas da Jacksons MMA. E o Team Takedown, que gravita td em torno do Hendricks? Acho que essa é a tendência. Alpha Male x NU matando a barreira dos idiomas, seria o bicho!

  • Rodrigo Tannuri

    Eu, particularmente, curti essa nova ideia. Chega das freakices do TUF Brasil, com desafios dignos de “No Limite”, e dos diversos marginais, bêbados que já passaram pelo reality americano. Das últimas edições, gostei muito do TUF 20, 17, 14 e 15. Ignoro com força ao choque entre países. No entando, já que a parada é entre academias, gostaria de ver Blackzilians x AKA. Acho que há uma rivalidade entre essas duas academias maior. Desde a treta entre Trujillo e Nurmagomedov que penso nisso. Ou então, como Jones e Greg jackson disseram recentemente, porque não um Jackson’s MMA x AKA? Enfim, acho que será bem interessante! Torço pra que o TUF Brasil acabe, mas até que esse formato seria útil por aqui. Não teríamos mais um choque do nível BTT e Chute Boxe, mas vai que dá certo?

    • Renato Rebelo

      Bem colocado, Rodrigão. Acho que aqui no Brasa, pela quantidade, só se for Team Nogueira versus NU (contando com a Kimura).

    • William Terres

      Terminar o TUF Brasil não seria o caso, pois talvez seja a única porta de entrada pro UFC para alguns lutadores.

  • William Terres

    Estou ansioso para conferir. Quando o Combate iniciou a transmissão do TUF americano, fiquei muito empolgado, porém não gostei de nenhuma temporada, talvez o TUF 18 tenha agradado um pouco. Esse formato me parece muito bom e não foi á toa que o UFC escolheu essas equipes. Garanto que Dana White e sua trupe conhecem muito mais detalhes dessa treta do que possamos imaginar.

  • Danilo Lopes

    To bem animado. Gostei bastante. Esperando um NE vs Alpha Male

  • Thiago Arruda

    TUF 22: Team Alpha Male vs Nova União

    Um TUF em q os treinadores poderiam ser lendas, tbm seria bacana tipo, Couture vs Pedro Rizzo, Royce Gracie vs Shamrock seriam massas

    • William Terres

      Alpha Male x Nova União seria do caralho! Se esse formato aprovar, não dúvido nada que role!

  • Rafa FriAll

    Já imaginaram se em 2005 tivesse rolado um TUF desses entre BTT x CB? Nenhuma rivalidade foi tão pesada quanto essa.

  • Marco Matos

    Tá ai gostei, achei legal.
    mas e o publico médio vai gostar?
    Sempre tem esse dilema.

    • Renato Rebelo

      Essa é a questão. Pro fã hardcore, é um ótimo chamariz, pro público médio não. Se não der liga no começo e instaurar-se o boca a boca, pode miar.

      • Marco Matos

        Sempre gosto desses programas sobre academias ate mesmo documentários sobre o esporte, mais ultimamente os TUF não tem me atraído muito tenho perdido um pouco de interesse, ele esta muito mais BBB, o que pra mim é triste.
        Essa mudança me faz pensar em mais no dia a dia do treinamento, realismo, e menos dessas forçações de barra, coisas do tipo “sempre tem que ter quebra pau e rivalidade mesquinha” Ah o esporte pode fazer melhor que isso.
        A não adianta trazer o publico médio e perder o hardcore EU QUERO ALGO AUTENTICO.
        Pronto desabafei…huashuahsuahsa

        • Renato Rebelo

          Verdade, Marcos. Tb me sinto assim. Mas nós não somos parâmetro. Os que se interessam por golpes sendo ensinados, rotina física, etc, são minoria. A massa quer ver nego se xingando

    • will

      Público médio gosta é de barraco! Precisa ter pena voando.

      • Renato Rebelo

        Exatamente!

  • Malk Suruhito

    Pergunta praticamente retórica: Mesmo sendo o combate entre as academias, no programa (mesmo não lutando) seriam só com lutadores sob contrato do UFC, não?

    • Renato Rebelo

      Que se lutarão ou que estarão no comando técnico?

      • Malk Suruhito

        Parte técnica (sparring, etc) e no dia a dia da academia. Bem ou mal, o UFC vai estar usando a imagem deles.

        • Renato Rebelo

          Pois é. Acho mt difícil – pra não dizer impossível. O Jake Shields esteve no TUF 20, com o Melendez, mas sabemos que a relação do WSOF com o UFC é bom. Duvido que o Will Brooks, campeão dos leves do Bellator, apareceria. Thiago Silva é um que tb acho difícil pelas tretas.

  • William Amaral

    Seria legal que rolasse, na final do TUF, uma(ou mais) luta(s) entre representantes “mais famosos” das duas equipes. Acho que ajudaria na promoção… tipo, o que rolou no UFC Silva x Sonnen 1, na qual era um Brasil x EUA no card principal. Fazer entre academias teria uma rivalidade mais verdadeira, além das lutas das revelações.

  • Yuri

    Impossível ler a notícia e não pensar em Alpha Male vs Nova União e como seria lindo, e talvez trágico rs, um TUF BTT vs CB anos atrás.

    • Leo Corrêa

      pode crer. o

  • Gefferson Nesta

    Team Alpha Male vs Nova União super TUF.

  • Renan Silva

    Muitissimo interessante em, mas ira ocorrer as lutas entre os atletas das academias? E quem vai casar as lutas? Valeu.

Tags: , ,