Jon Jones e cocaína. Como lidar com essa mistura?

Lucas Rezende | 07/01/2015 às 13:08

Nunca antes na minha carreira jornalística tive a oportunidade de berrar o cinematográfico “PAREM AS PRENSAS!” – suposto ponto alto da nossa profissão, pelo menos na telona.

Até hoje.

Assim, do nada, quando me preparava para divagar sobre outro assunto, notícias sobre Jon Jones se internando em uma clínica de reabilitação por uso de cocaína começam a pipocar no Twitter – drasticamente alterando o curso das minhas considerações semanais.

Peço desculpas à minha esposa, meus filhos, minha mãe, pai e irmãos, pelo erro que cometi. Também peço desculpas ao UFC, meus técnicos, patrocinadores e aos meus fãs, igualmente importantes. Estou levando esse programa de reabilitação muito a sério, logo eu e minha família gostaríamos de privacidade no momento”, disse Jones, através de seu advogado, para o Yahoo! Sports.

Uma polêmica que o atual campeão – já não muito querido pelo povo – certamente não precisava.

Ainda assim, uma onda de jornalistas integrados nos mais internos círculos do esporte já diziam estar por dentro do assunto, embora varriam o pó para debaixo do tapete.

E como provar algo dessa magnitude sem a confirmação do próprio sujeito em questão? Ou sem um teste falhado? Ambos vieram de mãos dadas.

Jon apresentou resultados positivos para a substância benzoilecgonina – o principal componente da cocaína – em exame realizado no dia 4 de dezembro.

Já que a substância não é proibida pela Agência Mundial Anti-Doping – por não ser considerada uma droga que melhora o desempenho no período ‘fora de competição’ -, Bones teve permissão para atuar em 3 de janeiro – deixando a Comissão Atlética de Nevada de mãos atadas.

Como anunciante de tragédia, Donald Cerrone – parceiro de treino de Jones que se apresentou no co-main event do UFC 182 – fez uma declaração suspeita ao ser perguntado como cortar peso duas vezes em três semanas o afetaria.

Com certeza é nocivo. Mas álcool e cocaína também são, então acho que isso é um pouco menos”. Respondeu ao MMA Fighting.

Mas o que a explosão de uma bomba dessas proporções influencia na carreira do jovem recentemente considerado por tantos como o melhor de todos os tempos?

Um bocado, na verdade. Começando pelo risco de perder o título. Além de todas pessoas que colocarão sua inteira carreira em xeque, comparando-o com escândalos como os de Thiago Silva (demitido por caso de violência doméstica), Matthew Riddle (flagrado duas vezes em um ano com maconha no sistema “em competição” – no dia da luta) ou até o de Vitor Belfort com o TRT (substância que melhora o desempenho).

Casos inteiramente diferentes.

O acontecido certamente não incomodou seu último desafiante tanto assim.

Estou ciente do teste de Jon. Se tem algo a ser dito sobre isso, é o seguinte: existem muitas pessoas a quem você influencia, então, por favor, recomponha-se. Boa sorte na sua reabilitação”. Disse Daniel Cormier ao MMA Fighting.

Cormier tem razão. Babaca ou não, Jones é uma figura pública e certamente é exemplo para adolescentes influenciáveis.

Em contrapartida, as tentativas de Jones em ser simpático eram constantemente desconstruídas por seus flagras de arrogância. Adicionar vício em drogas ao acidente de carro causado por estar “dirigindo sob influência” não vai ajuda-lo de maneira nenhuma.

Assumir o erro – porém – e procurar ajuda é o caminho certo a ser seguido. Seja uma ação de seu advogado ou agente de relações públicas, Jones trata o empecilho corretamente. E tem o apoio do patrão (pelo menos publicamente).

Estou muito orgulhoso de Jon por tomar a decisão de se internar na clínica de reabilitação. Estou confiante de que ele retornará do programa como o campeão que ele verdadeiramente é”. Pronunciou-se Dana White em nota oficial do UFC.

Reebok, nova patrocinadora, também expressou empatia ao caso de Jones.

Nós aclamamos Jon por dar os passos necessários para tratar desse problema. Nós vamos apoiá-lo de qualquer jeito que pudermos. O estado da relação de Jon com a Reebok não foi alterado”. Disse a empresa, em nota.

Bentley de Jones batido em 2012

Bentley de Jones batido em 2012

É reconfortante ter o apoio dos seus superiores. E é evidente que ser o lutador dominante que é lhe ajuda dentro da empresa. Por isso, seria ingênuo esperar que Jon não fosse ter um tratamento privilegiado.

De qualquer forma, encaremos Jones como réu primário. E até onde sabemos, ele está arrependido.

Outros lutadores já passaram por situações semelhantes. Melvin Guillard foi pego por uso de cocaína em meados de 2007 (em teste pós-luta, ou seja, “em competição”), após ser finalizado por Joe Stevenson. Seus melhores anos no UFC ainda estariam por vir.

Vencedor do TUF 11, Court McGee é um ex alcoólatra e viciado em heroína. Chegou a ser dado como morto em 2005, após uma overdose. Buscou ajuda, e encontrou a redenção no esporte.

Johnny Tapia, pugilista profissional, perdeu sua licença em 1991 após repetidos flagrantes com cocaína. Afastado por três anos e meio dos ringues, ele regressou em 1994 para conquistar o cinturão dos super-moscas do WBO. O auge da sua carreira foi entre os anos de 1995 e 2000.

Meus sentimentos estão com todos afetados por essas notícias. Recuperação é possível. Se eu consigo, qualquer um também consegue. Amo você, irmão”. Escreveu McGee em seu Twitter.

Casos extemos como esse já aconteceram antes – a olhos vistos – como exemplifiquei. No entanto, é preciso de um alvo do tamanho e peso de Jon Jones para que a causa seja exposta e o público demonstre interesse.

Ele tem culpa? Óbvio que sim. É um bode expiatório? Sem dúvida.

Ei, Mike Tyson admitiu ter cheirado antes de suas maiores luta e ainda mordeu fora um naco da orelha de Evander Holyfield. Por que Jon Jones não pode se redimir e no futuro olhar para esse episódio como uma bênção disfarçada?

Apesar da autosabotagem, cinturão foi defendido 8 vezes

Apesar da autosabotagem, cinturão foi defendido 8 vezes

Maradona ainda é considerado um dos melhores jogadores de todos os tempos, não? O tempo passa.

Sem querer parecer insensível, enxergo essa gigantesca cagada como uma excelente oportunidade para Jones redesenhar sua imagem diante do público. Querendo ou não, as pessoas amam um problemático em recuperação.

É melhor que esteja preparado, pois os holofotes nunca mais estarão sobre ele como nos próximos dias. Eis sua chance de evoluir como ser humano sem a obrigação de interpretar o papel de mocinho.

Francamente, creio que o UFC sofrerá a maior parte das críticas que o próprio Bones. Piadinhas, memes e tudo o mais surgirão nas redes sociais para tirar um sarro do campeão, mas os verdadeiros questionamentos éticos serão levantados sobre o Ultimate.

Eles estão acobertando (sendo que um órgão governamental foi responsável pelo teste)? Se Nick Diaz foi suspenso por um ano ser flagrado com maconha (em competição), que castigo Jones sofrerá? Só a reabilitação já será punição o bastante?

Pode parecer um tanto conveniente que nada mais seja feito.

Por fim, dependência química é algo sério e precisa ser tratado como tal. Jones tem todo o potencial do mundo para ser o melhor lutador que já existiu.

Agora pode igualar seu talento ao seu estilo de vida e comportamento. Só cabe a ele, no fim das contas. E não vai ser fácil.

Por ora, boa sorte, Bones.

  • Raphael Seiji

    “Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”. Na minha opinião, esse fato não desabona seus feitos como lutador, na assepsia da palavra. Obviamente, atinge sua imagem, a personalidade Jon Jones. Problemas com drogas são bem sérios e vão, muitas vezes, além da simples falta de responsabilidade. Dito isso, creio que atitude de Jones em procurar reabilitação foi acertada, no entanto, creio que o UFC deveria também tomar uma atitude mais enérgica com Bones (muitos lutadores sofreram as consequências por muito menos).

    Jones esteve no Brasil no final de Novembro, poucos dias antes do exame, só falta sair uma notícia que a “coca” é brasileira… hahahahaha Brincadeiras a parte, torço pra que Jones possa sair dessa e não deixe uma carreira impecável esvair pelo ralo.

    • Lucas Rezende

      Nem brinca com essa história do cara ter cheirado aqui no Brasil, cara! O negócio já tá feio o bastante do jeito que tá, haha!

      • Jorge Anderson Winchester

        não é impossivél que tenha cheirado aqui nem improvavél, visto como o trafico é aqui…

        • Renato Rebelo

          Ele deixou o Brasil no último dia de novembro agradecendo pelos “great times”. Considerando que passou pelo menos um dias e pouco no avião pra voltar à Albuquerque, ele foi pego com traços de cocaína no dia 4 de dezembro e a cocaína leva até 30 horas para sair do sistema do indivíduo…. Deixa pra lá!

          • Jorge Anderson Winchester

            ta entendido hein Renato?! heuheeheheu brincadeira viu?!
            mas, sério mesmo, não descarto a possibilidade de ter sido por aqui…

          • will

            Você que é entendido me tire uma dúvida. Como assim cocaína não ajuda no desempenho atlético?! Pessoas drogadas têm força sobre-humana! Cocaína estimula e aumenta a agressividade!

          • Renato Rebelo

            Hahha fui chamado de drogado? Brincadeira à parte, Will, entre os efeitos colaterais da cocaína -de curto prazo- estão falta de apetite, insônia, aumento, espasmos musculares – e até convulsões-, sobrecarga cardíaca drástica, mudança de humor – pessoa pode se sentir eufórica demais e dps deprimida-, sensação de perseguição, ansiedade extrema, etc, etc. Esse lance que o cara treina “ligadão, com raiva” e pode ter uma aumento na performance é uma falácia sem tamanho. O cara, na real, tá se autosabotando. Isso explica pq cocaína não é PED fora de competição para a maior autoridade em estudos sobre os efeitos do doping do mundo (WADA).

          • will

            Ok, valeu.

          • Dan Mendes

            Porra, Renato! Os caras não sabem o que pesquisar um assunto na internet.

          • marco antonio

            É isso mesmo renato,falo isso com bastante propriedade e sem vergonha nenhuma,usei drogas durante 15 anos e hoje graças a DEUS e minha família não uso mais,agora dizer que melhora a performance é total idiotice.
            Dependendo de quanto tempo você usa,os efeitos podem ser os mais variados possíveis,no começo é só euforia,agitação,mas depois que se torna vício é só paranoia,mania de perseguição,você até se sente confiante no começo,mas não quer dizer que te ajuda,pelo contrario te faz agir só na emoção,impossível manter o foco ou uma estratégia durante a luta,mesmo que ele tivesse cheirado segundos antes de subir no octógono,com adrenalina da luta.no máximo em cinco minutos passaria o efeito e começaria a depressão,bate até um sentimento de arrependimento,e tudo isso em segundos,agora junte isso tudo a um monstro (DC)andando na sua direção o tempo todo procurando arrancar a sua cabeça…
            Já era,seria derrotado fácil.

          • Rafa FriAll

            parabéns pela sua recuperação.

          • Malk Suruhito

            Como assim entendido em drogas Renato? Pensei que você fosse Rubro-Negro que nem eu. Se bem que naquela fase do Mano Menezes..eer, deixa para lá!

          • Rafa FriAll

            “vc que é entendido” hahahaahaha

    • mazzaropi

      Muito bom comentário amigo!

  • Regis Nogueira
  • Rodrigo Kenok

    Achei bizarro a passada de mão na cabeça do Jones por parte do Dana e UFC… ele é o 1# p4p e melhor de todos os tempos sim, mas ta longe de ser uma vitima igual estão tratando a situação, isso foi muito pior que cancelar um evento inteiro ou dirigir bêbado, não importa se vai receber suspensão ou não, isso não cabe ao UFC mas a postura deles deveria ser outra… deveria ser de desaprovação…

    • Renato Rebelo

      Nessa concordo inteiramente com vc. Acho que o UFC deveria dar uma comida de rabo pública exemplar no Jones. A julgar pelo vídeo compartilhado pelo Regis abaixo, o esporro foi só privado – o que não é suficiente nesse caso

      • Junior

        Deveria levar uma suspensão e promoverem um cinturão interino até ele voltar.

      • mazzaropi

        Pra mim desde o momento da divulgação da notícia o Cormier já é o campeão legítimo!

        Ninguém tira isso da minha cabeça.

        • André Guilherme Oliveira

          Campeão legitimo nada, se fosse pra retirar o cinturão ele deveria ser disputado na luta do Gustavão contra o Antonio.

    • will

      O UFC está perdendo uma chance de ouro de mudar sua imagem pública. Atletas com Ronda e Weidman deveriam ser a cara do novo UFC. E gente com Wand, Sonen e Jones deveriam ser banidos do esporte. Entretenimento vive de imagem. E a do UFC está queimadíssima !!!

      • Dan Mendes

        Concordo em termos. Mas é um assunto a ser discutido.

      • André Guilherme Oliveira

        Nenhum deles deveriam ser banidos, e sim penalizados. O UFC deveria ter uma postura um pouco mais severa, deixa-lo suspenso e promover um cinturão interino, mas não acho que devem tirar o cinturão dele por seus erros. Ele demonstra vontade de contornar a situação e isso é o mais importante.

        • will

          Esse esporte é muito marginalizado exatamente por esse tipo de conduta. Existe a escolha em mudar essa imagem ou continuar assim. É uma escolha. Ronda faz filmes, promove o evento. Enquanto Jones denigre a imagem do evento e traz pouco retorno financeiro.

    • Marcelo

      Eu não acho que o uso de cocaína é pior do que dirigir bêbado ou cancelar um evento. Quando você dirige bêbado você coloca outras pessoas em risco, quando você cancela um evento sem um motivo justo, você provoca uma perda financeira em cadeia para os envolvidos, que se estende além dos lutadores e do promotor. O uso da cocaína causa danos e efeitos muito maiores, num primeiro momento, para o usuário apenas, do que o cara que dirige bêbado e mata pessoas em acidentes, que é uma coisa muito mais comum do que mortes causadas pela própria droga direta ou indiretamente.
      O que eu acho que tem que ser analisado é se do ponto de vista esportivo a cocaína pode trazer benefícios para os lutadores se utilizada alguns minutos antes da luta – claro que o vício não tem benefícios.

  • Marcel Ramon

    Eu vejo a reabilitação mais pro cara que ta viciado, a droga sugando suas vontades e escolhas. Não para um atleta que, acredito eu, “cafunga” esporadicamente e só pela repercussão ele pensará várias vezes antes de cafungar novamente, a não ser que ele seja da mesma linhagem do Jobson do Botafogo.

    A postura do UFC é o que me aborrece, se fosse outro lutador de menos importância talvez já estaria jogado aos leões.

    No mais desejo que Jones supere isso, curto muito ele como lutador.

    • Lucas Rezende

      O que andam dizendo é que o Jones não dá uma narigada esporádica, não, cara. Parece que o problema do cara é sério e já não era de hoje.

      Todo mundo se irritou com a aliviada do UFC, eu incluso, mas vamos ver o que mais vem por aí, né?

    • Junior

      Cara, Cocaína não existe essa de “cafunga” esporadicamente, ela causa dependência física e psicológica, não é uma erva ou um cigarro.

  • Luiz De Marco Freitas

    pra mim não faz diferença nenhuma se o cara curte cheirar, beber, fumar… problema dele… ñ é nada que melhore a performance mesmo…

    e nego fala como se fosse uma grande tragédia, como se ele estivesse prestes a morar na rua e virar mendigo

    fala sério, até parece que ele comecou a cheirar esse mes agora… se pá deve curtir um pó antes mesmo de começar a treinar MMA

    muita gente passa a vida inteira usando cocaina e nego nem percebe, a única coisa que o cara precisa ter p/ fazer isso é dinheiro pra sustentar o vicio, rs

    • Junior

      Mas é droga ilícita cara, nenhuma comissão séria e legal no mundo iria fechar os olhos pra isso.

      • Luiz De Marco Freitas

        sim, sim… mas eu não to nem falando de aspectos legais, legislações, regras e do que a comissão e o ufc deveriam fazer em relação a punir ou não punir o JJ

        to falando mais das implicâncias éticas e morais da situação mesmo

        • will

          Realmente, o uso de drogas não é imoral e anti-ético no âmbito esportivo. O esporte influência crianças e adolescentes suscetíveis a estímulos. Faz sentido o uso de drogas nesse contexto. Parabéns !

          • Luiz De Marco Freitas

            se cocaína e maconha ñ fizessem parte do teste anti-doping, o público em geral nem ficaria sabendo o que o JJ usa ou deixa de usar. se ñ fosse esse culto a personalidade que existe, ninguem deria a mínima pra vida particular dele

            e os atletas que fazem propaganda de bebida alcoolica? alcool é ok?

            prefiro 1000x um maconheiro convicto como o eddie bravo influenciando o meu filho do que ‘um grande herói’ como lance armstrong (apesar de que, na real, acho esse papo de ‘ídolo’ e ‘influencia’ ser um puta negócio de arrombado sem personalidade)

            o problema pra mim não são os hábitos não-saudáveis que as pessoas possam ter, a merda mesmo é a hipocrisia e demagogia, é gente que passa as outras pra trás, falta de caráter, etc

          • Jonas Angelo

            Assino embaixo.

          • mazzaropi

            Você está misturando assuntos amigo.

            Não existe esta probabilidade de “se não tivesse teste”, o teste existe porque existem regras pré-estabelecidas… Existe uma listagem de drogas proibidas, pois justamente elas causam mudança no funcionamento fisiológico… O atleta tem que seguir as regras e as regras são pra todos.

            Agora, o UFC é patrocinado pela Budweiser e não a nada que se possa fazer… Hipocrisia é você tomar a Budweiser durante seus treinamentos sabendo que ela também está na listagem dos proibidos… kkk! Foi decisão tua colocar ela dentro do teu corpo sabendo que era proibido, então concluo que as inexoráveis, a moralidade e a ética, foram corrompidas…

          • mazzaropi

            Olha bem o que você escreveu… Você está completamente equivocado!

          • will

            Estava sendo irônico caso não tenha percebido.

          • mazzaropi

            Beleza… kkk!

            Coloca ironico modo on da proxima vez… kkk!

      • Tanto não fecham que proíbem em competição. Agora, não é uma entidade esportiva que vai punir o cara por cheirar pó em casa. Aí é parada pra código penal resolver.

    • Dan Mendes

      “muita gente passa a vida inteira usando cocaina e nego nem percebe a única coisa que o cara precisa ter p/ fazer isso é dinheiro pra sustentar o vicio”

      De onde você tirou,filho?! Que estudo você viu que pessoas podem usar cocaína (ou qualquer droga) a vida inteira e não apresentar colaterais.

      • Luiz De Marco Freitas

        tenho 3 amigos (e varios conhecidos) que gostam do negocio e levam uma vida completamente normal, no que diz respeito a trabalho, familia, etc… efeito colateral é claro que tem, só to dizendo que eles não viraram mendigos, zumbis, nem nada do tipo

        se fosse assim, não teria expediente em Wall Street, o maior ponto de uso de cocaína no mundo, rs

        e maconha eu faço uso faz uns 15 anos e to bem de boa ainda, obrigado (efeito colateral da erva claro que tem tambem, meu cardio fica bem pior quando to fumando demais, etc)

        • Dan Mendes

          “tenho 3 amigos (e varios conhecidos) que gostam do negocio e levam uma vida completamente normal,” Não acredito que isso seja verdade, por isso peguntei de estudos sempre vem neguinho com esse pago conheço um cara, que conhece um cara…Falar até papagaio fala.

          “se fosse assim, não teria expediente em Wall Street, o maior ponto de uso de cocaína no mundo, rs”
          Viu isso num filme? Já sei assistiu lobo de Wall Street.

          “e maconha eu faço uso faz uns 15 anos”
          Não lembra exatamente né? rsrs

          • mazzaropi

            O filme “O Lobo de Wall Street” é épico por sinal!

            Mas a maioria destas histórias o cara se dá bem mal no final…

          • Luiz De Marco Freitas

            cara, com cocaína existe um risco alto sim de a pessoa desenvolver um vício altamente bolante que suga a vida do cara completamente, mas isso ñ ocorre com 100% das pessoas que consomem cocaína com certa frequencia

            é mais ou menos o que acontece com o alcool; muita gente tem o habito de beber, mas nem todas desenvolvem o alcoolismo e se tornam alcoolatras. e o alcoolismo é uma predisposição genetica, uma doença. com a cocaína é relativamente parecido, mas cocaína é mais perigosa, obviamente

            e existem estudos científicos sim, varios, mas vc acha que vou ficar gastando meu tempo procurando isso só pra te mostrar? só de ficar te respondendo aqui ja to me sentindo idiota o suficiente

            sobre wall street eu vi num filme sim; um documentario que se chama ‘inside job’ e que mostra os basidores de wall street durante a crise de 2008, saca? e já li isso tambem em inumeros artigos de jornais e revistas como o le monde diplomatique, the economist, piauí e o caralho a 4… isso é senso comum nesse meio muuuuito antes do lobo de wall street

            agora, bicho, se vc acha que eu to mentindo… ñ posso fazer nada se vc vive rodeado por pessoas certinhas ou se vc é muito ingenuo, mas vc acha que o mercado de cocaina seria gigante desse jeito se só doente sem vida profissional usasse? e vc sabe o preço da cocaina?

          • Jonas Angelo

            Luiz, é aquela velha história da “luta do bem contra o mal”. E tem gente que ainda acredita nessa lorota…

          • mazzaropi

            Não tenha vergonha de contar suas histórias, pois você é uma pessoa fantástica e tem muito valor neste mundo!

            Abração amigo.

          • Luiz De Marco Freitas

            po eu já tinha te respondido aqui, mas por algum motivo parece que ñ foi postado, enfim

            sobre o potencial de dependencia da cocaína: é mais ou menos como o alcoolismo, o fator genético conta muito; muita gente tem o habito de beber, mas não desenvolvem o alcoolismo. com a cocaína é parecido:

            ” the risk of becoming cocaine-dependent within 2 years of first use (recent-onset) is 5-6%; after 10 years, it increases to 15-16% (..) a study of non-deviant[nb 1] users in Amsterdam found “relative absence of destructive and compulsive use patterns over a ten year period” and concluded that cocaine users can and do exercise control. “Our respondents applied two basic types of controls to themselves: 1) restricting use to certain situations and to emotional states in which cocaine’s effects would be most positive, and 2) limiting mode of ingestion to snorting of modest amounts of cocaine, staying below 2.5 grams a week for some, and below 0.5 grams a week for most. Nevertheless, those whose use level exceeded 2.5 grams a week all returned to lower levels.”

            sobre wall street: veja o documentario ‘inside job’, sobre wall street, de 2009. o uso de cocaina nesse meio sempre foi senso comum desde os anos 80, TODO MUNDO sabe disso

            e sobre pessoas que usam cocaina e mantem uma rotina normal, esse relato que achei aqui é excelente:
            http://www.xojane.com/it-happened-to-me/im-an-unrepentant-hard-drug-user-with-an-otherwise-normal-life

            bicho, quem vc acha que sustenta esse mercado bilionario da cocaina? os mendigos crackeiros da sua rua?

          • Dan Mendes

            Na minha rua não tem mendigos “crackeiros”. Até o momento não lhe ofendi tenha respeito. E não se esqueça nóia e cheio de amigos drogados é você não eu.

          • Luiz De Marco Freitas

            HAHAHA fera, acho que o nosso problema de entendimento é pq vivemos em dois mundos completamente diferentes mesmo…

            1- VC que me ofendeu me chamando de mentiroso, e depois acabou quebrando a cara

            2- eu ñ quis de forma nenhuma te ofender e te chamar de pobre (até pq, pra mim, ser pobre ñ é ofensa NENHUMA, se fosse esse o caso). eu tava dizendo dos crackeiros que existem em qualquer cidade média ou grande do brasil… ‘na sua rua’ foi força de expressao, eu quis dizer na sua cidade como um todo… mas pelo visto vc mora em algum bolsão de riqueza, bairro nobre, cidade rica, sei la, e nunca viu nóias de rua de perto, ñ sei… mas enfim, nunca quis te chamar de pobre ou te ofender com isso

            sério cara, sái dessa bolha, vc fala que nem um filhinho de mamãe que nunca viveu nada fora da redoma confortavel de familia de classe media alta… cuidado hein? são esses que costumam se perder mais quando conhece os prazeres da droga hahahah

            ah, e meus amigos que curtem cheirar: um trabalha na petrobras, o outro desenvolve sistemas de TI pra bancos e o outro trabalha comigo. um dos meus conhecidos que cheiram é vereador (esse é um marginal da escória mesmo, sem ironia, rs)

            o mais engraçado de tudo é que odeio cocaína e odeio 90% dos cheiradores que já conheci na vida… mas neguinho aqui é tão ignorante e desinformado que fica difícil

      • Jonas Angelo

        Dan, ele não disse que não tem efeitos colaterais meu caro, ele disse que tem gente que usa por muito tempo e sabe esconder isso e disfarçar os efeitos, sabe dosar.

        • Tipo o Fernando Tererê, do jiu-jítsu. Ele deu uma entrevista dizendo que tava cheirado em situações que não parecia de jeito nenhum.

        • Dan Mendes

          O que ele disse esta exatamente entre aspas. Ele não disse muito tempo, ele disse a vida inteira. Não se disfarça efeitos colaterais, eles são inerentes a vontade de quem usa.

  • Rodrigo Tannuri

    Mais um belo texto! Eu sou um grande fã do Jones, mas fiquei muito chateado quando recebi esta notícia. Na verdade, fiquei chocado/arrasado. De qualquer forma, não posso passar a mão em um marmanjo desse. Pra mim, mesmo sendo o campeão dominante que é, Bones deve ser punido exemplarmente. É óbvio que ele possui privilégios, mas não podemos esquecer que ele já foi preso por causa do álcool. Temos que ser justos. Esse é um dos maiores escândalos do esporte. Fico triste por companheiros de profissão tirarem sarro desse grave problema. É nojento você ver atletas fracos como Cathal Prended e malas como Ben Askren tentando tirar proveito do momento pra ganharem notoriedade. Agora mesmo que Jones terá a antipatia do público e, mais do que nunca, será chamado de sujo e de grande vilão do MMA. Contudo, também acho que mostrará a sua tão conhecida postura e mentalidade vencedora pra sair dessa. Creio que ele consiga se livrar do vício e torço pra que sua carreira continue sendo vitoriosa.

  • Junior

    2 coisas, uma boa e outra ruim:

    1 – Estão testando fora de período de lutas e tá pegando os caras, já pegou muito nome famoso, isso é prova de seriedade.

    2 – Isso prova que sempre existiu esses tipos de coisas aos montes, mas os lutadores se planejavam com as datas das lutas e os ciclos das diversas drogas que usavam, hoje em dia , isso tá ficando perigoso para eles continuarem, ainda bem.

    • Renato Rebelo

      Verdade, Junior. Ano passado, pegaram gente por GH pela primeira vez na história do MMA. Quem usa (e não é pouca gente), vai pensar duas vezes – por mais que ela saia do sistema mt rápido e seja de difícil detecção

  • Thiago Marques

    Muitos se perguntam se cocaína melhora a performance nas lutas. Sou policial e colegas contam que em confronto com bandidos drogados, geralmente são necessários não menos que seis tiros para conseguir parar o ímpeto da pessoa. Será que em lutas anteriores ele não estava sob o efeito de cocaína? Por isso não sentiu o arm-lock do Vítor Belfort? Por isso não sentiu o dedo do pé esfolado na luta contra o Sonnen? Não sentiu os golpes do Glover e do Cormier? Essas respostas nunca saberemos. Mas se ficar comprovado que estava drogado na luta contra o Cormier, acho que deveria perder o cinturão e ficar um bom tempo afastado.

    • Junior

      ele foi testado em todas estas lutas, provavelmente ele usa quando está em ‘off’.

    • Renato Rebelo

      Thiago, seu questionamento é mt pertinente. Mas vale ressaltar que se o Jones fosse apanhado com cocaína no dia da luta ele teria tomado gancho, multa e a luta tinha virado no contest. Ele foi flagrado “fora de competição” – uma mês antes, sendo que 15 dias antes, ele foi testado e voltou limpo. Além do mais, ele fez teste de urina após 100% de suas lutas no UFC e nada apareceu.

      • mazzaropi

        Mestre Renato não existe essa de ser pego no dia da luta, olhe, antes ou depois das lutas, não importa, por questões éticas existe a listagem e as regras devem ser cumpridas… A notícia na terça-feira à noite e a constatação de que o UFC já sabia disso pela Comissão mostra claramente tentativa de amenizar o acontecido… Se eles já sabiam do resultado positivo para cocaína logo a luta nem deveria ter acontecido. Tá tudo errado. Julgamentos diferenciados e tratamentos aos casos também… Pau que bate em Chiquinho não pega no Francisco… kkk!

        • Renato Rebelo

          Mazzaropi, logico que existe “essa de ser pego no dia da luta”. A NSAC e, principalmente, a WADA, não são paladinos da moral. Eles não tão nem aí para o que vc usa em festinhas e em períodos fora de competição. Eles querem saber se você usa drogas que podem melhorar sua performance na luta – inclusive, nos treinos, onde o trabalho é feito. Segundo uma vastíssima quantidade de estudos protocolados pela maior autoridade mundial em pesquisas sobre a influência do doping no organismo do atleta, a cocaína não é PED (substância que melhora o desempenho). E mais: ela só é proibida no dia da luta (algo que Jon Jones nunca foi pego) mt mais pq ela é novica ao atleta que fez uso da própria. Ou seja, com a cocaína, ele só tá se sabotando e não melhorando nada. Escrevi acima sobre os efeitos colaterais da droga a curto prazo e um rapaz que a usava deu seu testemunho. Leia.

          • mazzaropi

            Eu li mestre.

            Respeito seu comentário e o relato de caso do colega, inclusive merece vários outros questionamentos pertinentes ao treinamento e o uso concomitante da cocaína e outras drogas…

            O ponto é o seguinte, Jones fez uso de uma substância proibida e a Comissão fará vistas grossas ao caso, pois já está se tratando… Fim de papo.

            Agora você quer que eu acredite que a cocaina não é uma droga de rendimento, que é uma das substâncias proibidas pela WADA, VADA, COI, FIA, FIFA, CBF e seu lá qual outra… Se ela não interfere na fisiologia logo ela não estaria na lista, o que você acha não pode ser maior que toda a Medicina.

            Drogas estimulantes ou depressoras podem ser usadas de diferentes maneiras em diferentes situação e a performance muda…

            Também não estamos discutindo se Jones usou para desempenho ou não, precisamos de uma declaração dele… O ponto em questão é ético sim. Existe regras e regulamentos, não cumpriu perde o cinturão… Cormier campeão legítimo!

            Abraço mestre.

          • Renato Rebelo

            Não é proibida fora de competição, cara! Nem pra NSAC, nem pra WADA (que chancela os jogos olímpicos), nem pra ng! Eu disso o contrário, que ela exatamente interfere na fisiologia (de forma negativa!!) e por isso não é considerada PED (melhoradora de performance). Existem dezenas e dezenas de estudos que comprovam a degradação promovida pela cocaína, cara, por favor… Ele não pode ser punido por um orgão governamental por não ter burlado regra nenhuma! A única regra que ele burlou foi o Código de Conduta do UFC. E, realmente, nesse ponto passaram a mão na cabeça dele. Entenda: cocaína não é substância de rendimento. Ela é proibida pela WADA (em competição), COI, FIFA, CBF e qq outra sigla pq ela bota em risco a vida do próprio atleta que a consumiu! Dizer que treinar drogado ou bêbado é benéfico é de lascar!

          • mazzaropi

            Mestre Renato pelo amor de Deus, não pessoalize por favor… Eu estava tentando dizer que para o grande público leigo ficará a pergunta eterna porque Jon Jones continua campeão após o uso de cocaína…

            Abração.

          • André Guilherme Oliveira

            Que vista grossa cara ? Do que ce ta falando?
            O cara foi pego em um teste do dia 04/12, ele lutou no dia 03/01. Nesse meio tempo ele ainda foi testado duas vezes antes da luta e uma vez após a luta e estava limpo. Em período de competição o cara estava limpo. A comissão atlética vai punir ele porque ? Ele é o campeão legitimo.

            Ele feriu o código de conduta do UFC, o correto seria o afastamento por 9 a 12 meses com disputa de cinturão interino nesse meio tempo, mas isso é uma decisão do UFC. Eles podem muito bem considerar que uma mudança de ambiente – Ele anunciou a mudança pra Albuquerque – e a internação já sejam punições severas o bastante.

          • mazzaropi

            Você está completamente certo.

            Ele não será punido por nada.

            Me responda você…

            Alguém que acaba de ganhar uma luta fantasticamente e dois dias depois declara que vai se internar numa clínica de dependentes químicos está limpo?

            Como você acha que o grande público recebe esta informação?

            Você acha tudo isto normal?

          • André Guilherme Oliveira

            Não acho normal, mas acho que esse tratamento dele vem desde quando ele e sua equipe receberam o resultado do teste.
            Ele anunciou uma mudança de cidade antes da luta, e logo após a sua internação. Provavelmente fez o possível pra ficar limpo e não perder o cinturão, não acredito que ele deu esse mole.

            A NAC não tem o porque puni-lo ainda, depende do resultado dos testes da luta, mas acho que o UFC deveria ser mais severo e suspende-lo por um período de 9 a 12 meses, e promover um interino enquanto isso.

          • mazzaropi

            Pelo amor de Deus, dia 04/12 é considerado período de treinamento ou período de competição para Jones que luta dia 03/01.

          • André Guilherme Oliveira

            É considerado como período de competição as 12 horas que antecedem o combate assim como um breve período após o combate aonde os lutadores serão novamente testados.

            Sendo assim 04/12 é fora deste período, sendo que a WADA lançou inclusive uma nota dizendo que o teste foi um erro.

          • mazzaropi

            Sim amigão, você diz coisas que eu já sei… Tente entender o que eu escrevo como questionamentos filosóficos.

            Abração.

          • Marcelo

            Você fala de regras e regulamentos, mas você está colocando todas as regras no mesmo bolo, existem grandes diferenças na punição e na severidade entre quebrar uma regra e outra.
            O uso de EA ou outro PED, do ponto de vista esportivo, é algo muito pior do que o uso de cocaína, a punição é muito mais severa para o atleta e aí temos o aspecto legal fora da esfera atlética pro e os seus responsáveis, aonde o Jon Jones é considerado um usuário de drogas ilícitas, que também não é uma falta grave perante a lei civil.
            SE você acredita que o uso de cocaína deveria ser julgado de forma diferente e as regras mudadas, isso é outra questão e se forem mudadas essas regras, aí a gente vê como fica.

          • mazzaropi

            Existe uma lista de substâncias proibidas… Proibido é proibido!

            Você entra no site da WADA e vê 3 tipos de listas e possíveis situações… Realmente incrível!

            http://i.imgur.com/mFVNKQf.png

            Depois de olhar atentamente você percebe que a cocaína não é permitida em período de competição e depois em “Lista de Proibidos em Esportes Específicos” que o estimulante cocaína é proibido em TODOS OS ESPORTES!

            Se existe uma proibição da cocaína em todos os esportes e uma liberação da tal droga em uma situação de não-competição é possível que exista uma incongruência nas regras…

            Se eles vão punir severamente ou não, nem é o meu questionamento… O grande público vai lembrar eternamente do “melhor” lutador de todos os tempos que usou cocaína e foi ajudado por todos!

            Abração amigo.

        • A regra foi cumprida. A regra diz que cocaína não suspende ninguém fora de competição. Se estiver ruim de entender, posso tentar desenhar. Não sou bom como o David, mas dou um jeito.

          • Jonas Angelo

            huahuahuahuahuahuahua, não consigo parar de Rir,

            Alexandre mitando, só pra variar. hahaha. Eu digo que esse cara é o Pettis do 6º Round. hahaha

          • 🙂

          • mazzaropi

            Ele é um dos melhores jornalistas de MMA da atualidade!

          • Malk Suruhito

            Pois é. Dizem duas regras, duas medidas, mas não recordo de ninguém sendo retirado de nenhuma luta JÁ MARCADA antes por uso de sustâncias proibidas. Nem quem tenha ficado sem suspensão quando pego no antidoping pós luta.
            Não podemos modificar as regras (ou o passado) só porque não gostamos do lutador X ou Y.

          • mazzaropi

            Eu entendi grande amigo baiano, não estou contestando o mestre Renato. Até porque em nenhum momento confrontei o Renato como se ele estivesse errado (nunca esteve), apenas expressei minha opinião e pelo que percebo ela é bem importante aqui…

            Busco organizar e equacionar as informações, descobrir falhas, tabular fatos e talvez dirimir dúvidas subliminares, assuntos abordados nem sempre com tanta lógica e simplicidade ao qual você é gênio… Minhas abordagens estão pautadas nas quebras de regras da ética e o quanto de moral ainda resta neste jogo manipulador, chauvinista e puramente capitalista!

            Dizer o óbvio é reconfortante, mostra clareza na cabeça do mentecapto e até alívio na hora de cagar… David é um gênio dos quadrinhos! Você pode fazer quantos desenhos quiser…

            Abração amigo.

          • Eu sou carioca 😉

          • skill

            ;E por isso que o teu site tá caindo…vc se acha o cara…desenha um abismo e se joga dentro…cheio de bosta no fundo…assim ninguem te encontrará.

          • Valeu, cara.

          • mazzaropi

            Fale-me mais sobre o Alexandra Matos amigo…

            O que você sabe que não sabemos ainda?

    • will

      Verdade, é um absurdo que cocaína não esteja na lista de substâncias proibidas! Essa droga é estimulante e aumenta a resistência física absurdamente.

      • mazzaropi

        Esta na lista da WADA.

        http://list.wada-ama.org/

        • André Guilherme Oliveira

          De drogas proibidas em competição, ele foi pego fora desse período.

          • Felipe Paranhos

            Gente, informem-se um pouco. Estar na lista da WADA (sem falar que a lista separa proibições em competição e fora de competição, como o André falou) não quer dizer que é PED. Diuréticos não são PED e estão, por exemplo. Vejam bem: trata-se da Agência Mundial Antidopagem. Sério que vocês acham que a agência mundial especializada no assunto está errada em relação aos supostos benefícios da substância fora de competição?

          • mazzaropi

            A WADA é correta.

            Jones usou cocaína exatamente 30 dias antes de sua luta e a WADA proíbe o uso da cocaína… Quantos dias compreendem um período pré-competitivo?

            Você diz que diuréticos não são PED e estão na lista, porque são agentes marcaradores de EA e potencializadores de beta-agonistas que tem propriedades anabólicas e lipolíticas, logo são PED…

            Abração amigo.

          • Felipe Paranhos

            Doze horas antes do evento esportivo é o período de competição. Tudo o que não for isso é período pré-competição. Só pra confirmar, consultei um amigo fisiologista e não, diuréticos não são PEDs, justamente porque são os mascaradores dos PEDs.

          • mazzaropi

            Show de bola!

            Realmente existe uma interpretação do que representa as substâncias… Em um trabalho divulgado qualquer substância que modifique fisiologia considera-se doping (dopagem)… Estão criando siglas para possíveis situações, nada muda, substâncias ilícitas continuam ilícitas e o jeitinho brasileiro parece não ter fronteiras…

        • Está na lista da WADA pra testes em competição. Jones estava fora de competição. O teste de cocaína sequer era pra ter sido feito fora de competição.

      • A cocaína está na lista de substâncias proibidas em competição. Jones estava fora de competição.

        • will

          Ok, mas deveria estar proibida em qualquer circunstância! É um absurdo essa distinção. A própria integridade física do atleta fica em risco, pois a cocaína destrói o corpo do atleta colocando-o em um situação perigosa em competição. Os atletas são tratados como galos de briga e sem nenhuma segurança por essas comissões atléticas.

          • André Guilherme Oliveira

            O cara faz o que quiser da vida dele. Desde que ele consiga balizar a sua vida pessoal com a vida profissional. Daqui a pouco ces vão tar pedindo um agente da S.H.I.E.L.D todo o dia com os campeões pra garantir que eles só comam treinem e durmam.

          • mazzaropi

            O cara pode fazer o que ele quiser da vida dele sim e quando ele infringir algumas leis será penalizado veementemente pelas suas ações…

            Os Vingadores 2 ficou muito bom por sinal… kkk!

          • André Guilherme Oliveira

            Ele só infringiu o código de conduta do UFC até agora.

          • will

            O uso de drogas coloca a vida dele e de outros em risco. Esse é o ponto principal. Eu não me importo com o que ele faz da vida. Mas se ele morrer no octógono por causa da droga ou matar alguém em função de estar drogado, o esporte vai ser banido dos EUA! Em alguns estados ele já foi banido.

          • mazzaropi

            Bingo.

            (Deveria ser proibida em qualquer circunstância!)

            Parabéns Will, você entendeu direitinho a situação!!!

    • mazzaropi

      Excelente observação mestre Thiago!

      A cocaína é um estimulante psicomotor poderoso que tem ação no sistema nervoso central e no hipotálamo. O uso desta substância faz aumentar os limiares da dor, ou seja, o atleta sob uso da mesma durante a luta pode se tornar mais resistente… Tanto é verdade que ela é inclusa na lista das substâncias proibidas pela WADA e se não fosse uma droga de desempenho ela não estaria lá…

      • Renato Rebelo

        Ela é proibida em “competição” (mt mais pela influência negativa no próprio usuário do que para com o adversário), ou seja, até 12 horas antes da luta ou logo após. Não é proibida “fora de competição”. E sobre ela ajudar de qq forma o atleta, isso é uma falácia das mais grosseiras. Ela só degrada o ser humano – a curto e a longo prazo. Para de chutar, Mazza!

        • Felipe Paranhos

          Mazzaropi, lê um pouco, cara, por favor. Nem toda substância proibida pela WADA melhora desempenho. Diuréticos, por exemplo, são proibidos porque, muitas vezes, são usados para agilizar a dispensa de uma substância ilícita pelo corpo. E há narcóticos proibidos, entre outras razões, porque é surreal permitir que alguém cuja percepção está alterada participe de um evento esportivo. Não fala besteira.

          • mazzaropi

            Você precisa interpretar melhor o texto Paranhos.

            Os diuréticos também tem efeito fisiológico e por isso estão na lista.

            A cocaína é uma droga e está na lista, em nenhum momento eu fiz a abordagem de como ela seria usada para melhorar performance… Eu poderia citar que corredores maias que mastigavam a folha da coca para aumentar a resistência de força nas provas pedestres de corrida, mas não o fiz…

            Cara, pelo amor de Deus escuta, uma declaração de Jones e tudo seria resolvido, mas agora se ele vai ter punição ou não (acredito ser a motivação de toda esta discussão) não faz mais diferença…

            Como o outro cara falou, quais os reais motivos de um teste para cocaína 30 dias antes de sua luta? Quem pergunta quer saber… lembra.

          • mazzaropi

            Um adendo… Depois do imbróglio com Wand ele fez um video dizendo que fez uso de diuréticos por conta de um inchaço na mão, oras, uma inflamação seria tratada com anti inflamatórios e não diuréticos… A comissão não tinha os testes do Wand realizados, mas teve posteriormente uma prova testemunhal de que usou diuréticos que também constam na lista das substâncias proibidas.

        • mazzaropi

          Não fiz a abordagem do desempenho mestre Rebelo.

          Abração.

      • Pô, Mazza! Daqui a pouco
        você vai falar que proibiram o Ben Henderson de ficar com um palito dentro da
        boca por que o palito o beneficiava, assim como o pulo que o Anderson deu de
        cima das grades do octógono e levou uma advertência..rs..

      • Jonas Angelo

        Meu caro Mazza, como já dizia o Senhor Miyagi: “Pode-se levar o cavalo à fonte, mas não se pode obrigá-lo a beber.”

        Para refletir.

        • mazzaropi

          Eu deixarei uma pra você também do meu mestre Chong li:

          “Muito bom, mas tijolo não revida!”

          (risos)

    • Marcelo

      Eu acredito que existem benefícios se usada a cocaína alguns minutos antes. O uso contínuo e rotineiro, o vício, trás mais problemas do que melhorias, mas eu acredito que o uso em pequena quantidade um pouco antes da luta pode trazer algumas vantagens, sim e algumas desvantagens também, mas é algo que se torna subjetivo e o cara pode escolher essas vantagens e achar que pesam mais que as desvantagens.

  • Maxsupremo

    Olha, Eu confesso que sou Hater do Jones pela sua personalidade,Mas independente do meu haterismo, sei que ele faz lutas boas e é um bom lutador, Mas essa postura do UFC mostra que a organização tem um “protecionismo conveniente” porque se fosse outro campeão que vende menos ppv seria destruído pelo Dana White, Wanderlei Silva tava dopado e foi engolido pela Comissão atlética e o UFC detona o cara e proibe ele de lutar, enquanto Vitor estava se dopando no Brasil e acabaram com o TRT pra ele lutar com Weidman e não ser suspenso por um ano.

    Outros lutadores pegos no Dopping foram demitidos e esculachados pelo Dana e nada acontece pro Jones?! Ao que me parece Jon Jones só está se internando para limpar sua imagem, porque se essa bomba não estourasse ele continuaria dando uma cheiradinha e massacrando seus oponentes como nada tivesse acontecendo, Não que eu esteja torcendo pro cara se fuder… (Pelo menos não muito) Mas o UFC não fazer nada vai manchar um pouco mais a credibilidade do evento.

    Desejo boa sorte pro Jones, e torço pra ele voltar, porque ainda falta uma luta importante pro cara, O vencedor de Gustafsson vs AJ, depois ele pode se aposentar e sentir aquele cheirinho peculiar a vontade.

    • André Guilherme Oliveira

      Na verdade, se ele não tomasse a frente de se internar, provavelmente nunca saberíamos que ele foi pego no teste surpresa, uma vez que estes só são liberados com a permissão da pessoa testada.

      • mazzaropi

        Alguém sabia e alguém iria contar… A medida cautelar é apenas uma procrastinação…

        • Esse “alguém” só poderia fazer com permissão do Jon Jones ou seria processada. A única maneira disso vazar sem o Jones autorizar seria na próxima vez que ele pedisse licença pra lutar em Nevada.

  • Maxsupremo

    E ainda digo mais: GSP está certo, depois que o cara saiu quantos casos de dopping não estouraram aí?! teste padrão Wada ia pegar geral.

    • Dan Mendes

      Bem lembrado.

  • Jonas Angelo

    Pra mim, a ópera se resume da seguinte forma:

    Para o UFC: SE EXISTE uma regra interna clara da empresa em punir seus atletas (e os mesmos estiverem cientes disso) diante do uso de substâncias, Jones deve ser punido. Se não existe, cairá cai na subjetividade do dois pesos e duas medidas, e o lucro falando mais alto, o que não condiz mto com o termo “organização”.

    Para mim: Cocaína melhora o rendimento de um lutador? Não sou especialista, e até onde sei não melhora, muito pelo contrário. Sobretudo porque ele não estava em semana de luta, portanto a celeuma não se justifica, na minha opinião. Cada um faz de sua vida o que bem entender. Drogas não são o problema, problemas são as formas que as pessoas lidam. E não, isso não é uma apologia, a sociedade já faz isso bem melhor que eu.

    Para Bones: Não sei se é viciado, se utilizou somente uma vez, ou duas ou três. De fato não me importa muito. A questão é saber onde está apertando seu calo e estar ciente do peso que isso pode ter em sua vida. Vai para reabilitação? Excelente. Mas é preciso mais do que isso. É preciso ir além da reabilitação e ver onde está a raíz do problema, se é o peso da fama ou outro aspecto.

    Pra refletir: “Aqui é cada um com a sua coroa de espinhos: qual a sua droga? Tv, erva? Qual a sua droga? Solidão, cerva? Onde você se esconde? Onde se eleva ein?”

    Emicida

    • Lucas Rezende

      Excelentes questões levantadas, Jonas.

      Concordo que é muito fácil apontar o dedo e sair chutando quem já tá caído.

      De qualquer forma, só é frustrante ver o UFC não tomar nenhuma atitude mais drástica a respeito. Ainda assim, isso é com eles. Nós, como espectadores, deveríamos torcer para que o cara dê a volta por cima e supere isso o quanto antes. Pelo menos é como eu encaro.

      • Jonas Angelo

        Exato Lucas. Se o UFC realmente deseja que seus atletas não utilizem drogas, deveria passar a mensagem clara, e depois sim dar o apoio que fosse necessário ao cara. O que fizeram abre precedentes bem perigosos, a não ser que não se importem muito se eles usam ou não, o que não me parece ser o caso. Começam o ano do mesmo jeito (ou pior) que terminaram 2014.

    • Jonas Angelo

      Caralho, já tem gente declarando Cormier campeão… hahaha.

      Só tenho uma dúvida: isso vale pra quem bebe cerveja fora de competição também, ou é só para a cocaína?

      • Malk Suruhito

        Se for declarado No-Contest, acho que o cinturão fica vago, não?

        • Jonas Angelo

          Faço nem ideia, Malk.

          • Malk Suruhito

            Pois é. O último No Contest que eu lembro também, (Pezão x Hunt), o Pezão ficou com No Contest no cartel e o Hunt ficou com empate. UFC critérios… :v

  • Pcb

    Pra mim é simples. Vicio em narcóticos não é doença, visto que opção do usuário. Ainda mais de um esportista de alto rendimento com sucesso na profissão.Apoiar a reabilitação do JJ ok, mas nada de trata-lo como pobre coitado vitima de uma doença grave.

    • marco antonio

      Não é uma doença,pra quem nunca usou,porque para um viciado,se torna uma doença sim!E digo mais,é uma doença QUE NÃO TEM CURA,o tratamento é pro resto da vida,o máximo que um ex drogado consegue e estacionar a doença,usei durante 15 anos fera,de tudo que vc imaginar,fiz um tratamento e hoje estou limpo a quase dois anos,mas estou ciente que se eu não continuar me cuidando e seguindo oque o programa de tratamento diz,que é no minimo mudar os habito,lugares e pessoas,com certeza vou recair,e se passar 30 anos limpo e eu me descuidar vou recair também,não quer dizer que sou um coitado ou não levo uma vida normal,pelo contrário hoje sim tenho uma vida normal,mas sou ciente que pro resto da vida tenho que me cuidar,e achar que foi ou está curado é o primeiro passo pra recaída,então ele não é nenhuma vítima,mas tem sim uma doença grave

      • mazzaropi

        Ótima observação e parabéns pela tua luta diária!

      • Muito maneiro seu depoimento, cara. Força na luta e parabéns pelo esforço.

      • Dan Mendes

        Pera ai, você tinha uma vida normal durante o tempo que usava cocaína?

        • marco antonio

          Achava que tinha,pois o meio em que eu vivia (amigos) era normal,mas não falei que tinha uma vida normal,falei que o vicio é sim uma doença,e sem cura,mas que mesmo me tratando pelo resto da minha vida não sou nenhum coitado ou menor ou maior que ninguém,e hoje sim,eu tenho uma vida normal.
          Na época eu achava que era normal pelo fato de eu trabalhar(mas nunca ficava mais de um ano na mesma empresa) e ter uma vida social quando não estava sob efeito(achava que tinha,hoje sei que não era nada daquilo que eu pensava.

  • Jônatas Freitas

    Não ficava triste por um acontecimento esportivo desde que o Vasco caiu pra segunda divisão pela primeira vez.

  • will

    O comportamento de Jones é um reflexo do uso de drogas. Irresponsável (poderia ter matado alguém com o carro) e perigoso. Se o UFC não puni-lo agora, vai perder toda a credibilidade com o público! Como muita gente repete por aqui, MMA é entretenimento e não um esporte. O público que ver o vilão punido! Perda de cinturão já!!!!

    • mazzaropi

      Não senhor… O grande público adora novelas!

      As vezes eles torcem pro domador as as vezes torcem pro leão… kkk!

    • hahahaha se acalme!

      • will

        Eu to calmo. Só fico indignado com essa tendência das pessoas em tratar viciados com vítimas. Não são! Ele dirigiu um carro sob o efeito de drogas. Isso é gravíssimo! Podia ter matado alguém. Essa condescendência está destruindo a nossa sociedade. Olhe ao seu redor!

        • É grave mesmo, mas se acalme pro bem da sua saúde coronariana.

        • Jonas Angelo

          Will, com todo respeito cara, mas tá difícil não taxar você como folclórico.

          • will

            Pois é Jonas, pessoas como eu estão em extinção!

  • André Guilherme Oliveira

    A NAC não pode puni-lo, ele entrou limpo pra luta e não pode perder o cinturão por isso. Está procurando ajuda e começando um tratamento. Agora ele tem dois caminhos, seguir o tratamento se livrar dos tóxicos e criar uma imagem nova, ou abraçar a figura de bad boy, continuar dominante e ser pego como reincidente.
    Espero que ele se recomponha e tome o caminho certo.

    E que não tenha dividido uma carreira com o Spider.

    • doujhou

      garanto que se eles quisessem achavam qualquer furo nas regras para tirar a cinta dele e mandar embora,se fosse um Brasileiro ia ser um marginal etc.

      • Lucas Rezende

        Fosse um brasileiro da estirpe do Jones, como o Anderson Silva no auge da carreira, você acredita que ele seria tratado diferentemente? Não sei, não, hein…

    • Lucas Rezende

      Também torço por isso, André.

    • mazzaropi

      O legítimo campeão pra mim é Cormier!

      • Que perdeu por 50-45? Entendo…

        • mazzaropi

          Cormier usou cocaína?

          • Não sei, ninguém sabe, ainda não saiu o resultado do antidoping pós-luta, que é o único que vale no que diz respeito a cocaína.

    • A gente ainda não sabe se ele entrou limpo na luta, o resultado do exame ainda não saiu. Ele tava limpo no exame feito no dia 19 de dezembro.

  • Caio Abreu

    Lucas houve algum precedente em relação ao uso de drogas do jones?, principalmente relacionando esse comportamento tão criticado dele..

    • Lucas Rezende

      Com drogas, não. Só mesmo o caso de ter dirigido embriagado, em 2012.

  • Luiz De Marco Freitas

    é, amigos… agora parece que o buraco é mais embaixo: os resultados dos teses q o JJ fez em dezembro mostraram taxas loucas e duvidosas de testosterona e epitestosterona e a comunidade do mma ja ta em polvorosa de novo, rs… aquele médico victor conte ta no twitter fazendo varias especulações e pedindo pra reexaminarem os testes com outro protocolo

    • André Guilherme Oliveira

      Aonde cê viu isso cara ?

    • A taxa de testosterona tava baixa, não alta. E eu andei pesquisando que talvez o uso contínuo de cocaína possa baixar a testosterona.

      • Luiz De Marco Freitas

        eu disse que as taxas eram loucas e duvidosas, nao que eram altas

        pelo que andei vendo nao tem como tirar conclusao nenhuma desses testes, pois muita coisa diferente pode explicar esses resultados estranhos… inclusive o uso de PEDs

        victor conte disse no twitter que reexaminando os testes com outros protocolos (nao sei direito como se referir a isso, nao entendo lhufas) seria possivel determinar o uso de PEDs ou nao… dah uma olhada na timeline dele

        • Eu entendi o que você falou, tava só complementando com a informação que as taxas estavam baixas.

          Eu vi a timeline dele. Por exemplo, um teste com isótopo de carbono (CIR) pode detectar se essa epitestosterona a mais do que a testosterona é relacionada a uso de esteroide (se é exógeno) ou se o cara tá com problema de produção de testosterona (parece que a cocaína acarreta isso).

  • neylon

    Na boa, é claro que o Jones não é dependente de cocaína. Esse papo dele é só pra a galera ficar com pena dele. E o UFC, como sempre, protegendo suas galinhas de ovos de ouro…

  • João Marcos Damasceno

    Já estou vendo alguns caras de Hollywood trabalhando num roteiro futuro com essa história. Um cara novo, ganha o cinturão da maior organização de MMA do mundo, percorrendo o caminho pra virar o P4P all time, e, em algum momento encontra as drogas, se perde, e vê sua imagem arranhada…. Bom, isso é o que vivemos agora.

    Vamos agora fazer um exercício futuro, nem tão utópico assim:

    Com a capacidade natural absurda que esse cara tem pro MMA, dá a volta por cima, se livra do seu vício, defende seu cinturão mais algumas vezes, se torna uma ser humano melhor, e cai nos braços do povo! Como Hollywood adora isso! Ainda falo mais, vai ganhar o Oscar de Roteiro Adaptado, pois o menino Janjão vai escrever sua biografia em cima disso!

    Alguém duvida?

    Abraços, galera do Sexto Round! O melhor site de MMA que eu conheço!

    • Lucas Rezende

      Hahaha, nunca duvide de Hollywood! Nada é impossível.

  • Thiago Arruda

    Será que ele tava ligadão quando brigou com o Cormier em agosto?

    Eu não me importo com o comportamento pessoal de pessoas q admiro profissionalmente, fiquei chocado qdo vi essa notícia, mas pensei cmg msm q o jones pode reverter essa situação, ele tem uma mente fantástica, mas uma coisa me deixou encucado nesses dias.

    Eu nunca vi, um nome de um lutador de mma ser tão divulgado na imprensa como o nome de jon jones agora, nem qdo cigano ganhou o cinturão ou qdo anderson perdeu a 1ª luta contra Weidman. Eu penso, msm q pouco, q esse lance de cocaina do jones pode afetar a imagem do mma. Não to falando com questão a imagem da organização UFC (Se o ufc for rigoroso como tem sido, acho q poderia tirar a cinta dele, maaaas como dana e fertittas adoram dinheiro né…), mas sim em relação a imagem do esporte MMA.

    • Sobre a primeira linha: lembra do Jones comemorando e urrando como um louco depois da briga?

  • Rafa FriAll

    Ao que parece, o UFC não tem nenhum politica estabelecida sobre o assunto. Até entende que primeiro deve haver uma ajuda a pessoa e logo após uma punição, afinal esse caso de alguma forma não mancha só a imagem do JJ, acaba respingando também no MMA. O que um leigo deve pensar ao ver o maior lutador da atualidade (para mim de todos os tempos) sendo pego no doping por uso de cocaina e não acontecendo nada? Por mais que não tenha beneficio de performance, mas é uma droga, e como figura publica é péssimo para a sua imagem e para quem está em volta. Um leigo pode imaginar que o esporte não é sério ou que todos são sujos.
    É uma situação muito complicada, porem na minha opnião só passar a mão na cabeça é pior. O minimo seria estabelecer um cinturão interino e deixar o Jones sem lutar por esse ano. Até por que uma reabilitação total não acontece da noite para o dia.

    • mazzaropi

      Excelente comentário!

  • Glauco Lopes

    Acompanho o MMA desde 1995 quando ele ainda era o VALE TUDO, e uma coisa que me incomoda hoje, é que apesar da evolução do esporte em si, o UFC (evento) deixou de ser um organização de artes marcias e passou a ser um show que promove lutas, os conceitos de honra, respeito e vida saudável é praticamente nulo dentro da organização! as vezes parece que são apenas caras lutando pela grana (sei que é uma profissão e tudo mais) vc ve isso nas filas que são furadas, dos caras que ganham mais porque se promovem em vez de lutar, parece que a parte das artes marciais que traz paz e confiança para o homem não existe sobrando apenas promoção, provocação e etc.

    • mazzaropi

      Exato.

  • Glauco Lopes

    Excelente texto do Lucas, parabéns VC COMO SEMPRE ARREBENTANDO!! GRATO DEMAIS PELO TRABALHO!!!

    • Lucas Rezende

      Opa, brigadão, fera!

      • Glauco Lopes

        De nada irmão, sou viciado no podcast e axo sua análises muito precisas e claras parabéns pelo trabalho excelente!

        Sawadee Krap!

  • Rodrigo Muringa

    Lucas, qual é o tempo que se considera “dentro da competição” e “fora da competição”? Onde está escrito essa regra? Pra mim, no meu humilde entender, a partir do momento que o sujeito assinou o contrato da luta e tirou a licença pra lutar em determinado lugar, dali pra frente já entra em estado de competição. Que estão dando uma passada de mão legal na cabecinha do Jones, estão. Veja vc, Wanderlei, apesar de ter tomado uma atitude bem ridícula de ter corrido do teste, se formos analisar nos termos técnicos, ele não tinha assinado o contrato de luta ainda, como o Sonnen mesmo o acusou, e muito mesmo tinha dado entrada com pedido de licença na comissão para lutar naquele estado. Ou seja, ele ainda não estava sob as normas daquela comissão. Mesmo assim, vejam o que aconteceu: gancho perpétuo. Esdrúxulo essa diferença de tratamento. Outra coisa, porque a comissão não divulgou o teste assim que ele saiu, no dia 23 dezembro, divulgando só depois da luta? será que essas comissões são tão isentas assim ou sofrem influência do ufc? Na minhão opinião, quem manda nessas comissões é o ufc. Outro dia, Dana mandou um juiz embora no meio do evento porque não tava gostando da sua atuação. E o pior, o cara obedeceu! A máscara do ufc tá caindo a cada dia que passa. Sua credibilidade está se esvaindo a cada nova polêmica.

    • Guest

      De acordo com o apêndice 1 da Associação Mundial Anti Doping, é o prazo entre 12 horas antes da luta até depois da coleta das amostras pós-luta.

    • Lucas Rezende

      “Dentro da competição” são as 12 horas antes da luta até coletarem as amostras para o exame pós-luta, de acordo com a Associação Mundial Anti-Doping.

    • mazzaropi

      Anotado aqui… Rodrigo Muringa meu aliado… kkk!

      Ótima observação!

  • Fernando Reporta

    Pensava em escrever sobre caso Jon Jones mas Bruno Formiga, do Esporte Interativo, o fez por mim.

    UFC PROTEGE O PRODUTO E SE LIXA PARA O ESPORTE

    Matt Riddle foi demitido do UFC por ser reincidente no uso de maconha. Nick Diaz, pela mesma razão, tomou gancho de um ano. Toquinho teve o contrato cancelado por segurar demais uma finalização. E Jon Jones? Esse pode virar herói.

    Mesmo tendo caído no doping pelo uso de cocaína, o maior lutador de MMA da atualidade virou mártir. Tratou de reconhecer o erro e de se internar estranhamente em uma clínica de reabilitação – que teoricamente seria o caminho indicado para dependentes, o que não parece o caso.

    Dana White, normalmente duro, surpreendeu ao passar a mão na cabeça do seu mais valioso contratado e declarar apoio. O UFC, enquanto empresa, seguiu a mesma linha, assim como o patrocinador pessoal do lutador.

    Jon Jones não é um criminoso por ter usado cocaína. E nem deve ser tratado como tal. Também não merece julgamento como se tivesse burlado os conceitos do esporte e usado alguma substância para melhorar o rendimento. Não. O lutador fraquejou. Ok. Errou como qualquer um. Mas não pode ser protegido por uma redoma apenas por ser melhor e mais completo que os outros.

    Benevolente com Jon Jones, o UFC claramente tenta isolar seu principal produto hoje. E enquanto isso passa um recado bem ruim para a modalidade: Seja um qualquer e sofra as consequências. Seja o melhor e lhe protegemos.

    Business!

    Bruno Formiga, Esporte Interativo.

    • Lucas Rezende

      Capitão Óbvio, esse Bruno.

  • Nilo Júnior

    Será que a Nike vai lançar a campanha “Chael Knows”?

    https://pbs.twimg.com/media/B66XY_YCIAAwwjt.jpg

  • mazzaropi

    Olha que legal o que este forista escreveu…

    http://i.imgur.com/85emkgp.png

    http://prntscr.com/5rtb3f

Tags: