Jones x Cormier pode ditar o tom para o UFC em 2015

Lucas Carrano | 29/12/2014 às 13:55
UFC182 FOXSPORTS 16x9

Poster oficial

No próximo dia 3 de janeiro, o UFC retoma uma programação que só havia acontecido outras duas vezes em sua história (em 2009/2010 e 2010/2011): trocar o super evento antes do réveillon por um super evento logo no início do ano seguinte.

Claro que a decisão foi tomada por uma série de fatores logísticos, administrativos e comerciais por trás de tal decisão, mas não dá pra deixar de notar um tom cabalístico no movimento, já que retira de 2014, “o ano da zica”, uma das lutas mais aguardadas dos últimos tempos.

Por isso, a luta principal do UFC 182 e principalmente a forma como a situação será conduzida até o octógono nos dias que antecedem o combate vão servir como um bom termômetro para as expectativas visando 2015.

O primeiro indício disso é a forma como a parte promocional da organização tem se mobilizado, embora tenha também incluído na jogada os três eventos de dezembro.

Com o novo mote “The Time is Now” (ou “A hora é agora” em bom português), fica clara a intenção de virar a página do ano em que os campeões mal lutaram e a Zuffa, empresa que administra o UFC, teve queda de rendimento estimada em 40%, segundo avaliação da consultoria financeira Standard & Poors.

Briga!

Porém, digamos que “a hora” para Bones x DC não é exatamente “agora”. O timing perfeito era pouco depois da tão comentada briga entre os desafetos, no último mês de setembro, quando o duelo certamente bateria a casa dos seis dígitos de PPV vendidos.

O primeiro passo já foi dado. O UFC 182 ganhou um dos vídeos promocionais mais interessantes dos últimos tempos, que quebra totalmente aquela estética batida que vinha se tornando padrão nos últimos meses e refresca a memória do público para a intensa rixa entre os protagonistas da noite.

Além disso, um cuidado especial da organização pode animar ainda mais os fãs: o lançamento de um vídeo especial, além do Countdown, intitulado “Bad Blood: Jones vs Cormier” (alguém se lembra do último “Bad Blood” veiculado, Liddell vs Ortiz?).

O material é ótimo e te deixa realmente mais animado para ver os rivais acertarem suas contas com a grade fechada. Mas sempre existe um “porém”.

E neste caso é o alcance do vídeo, que chega majoritariamente aos fãs já iniciados e que, como nós, provavelmente já acompanhariam o evento.

O que então seria capaz de chamar a atenção do público médio, com mídia espontânea nas grandes redes de TV (fora a parceira FOX) e viralizar pelas redes sociais e internet? Acertou quem pensou em um “incidente” durante a Fight Week.

jones650Por isso, amigos, e só por isso, que tenho convicção de que Jon Jones ou Daniel Cormier vão aprontar alguma coisa entre os treinos abertos/coletiva de imprensa e a pesagem oficial do evento.

Não estou sugerindo que vá rolar um barraco homérico como em agosto passado, até porque acredito que Dana White será mais cauteloso que Dave Sholler e estará cercado por alguns leões de chácara, mas alguma polêmica que desperte a chama da rivalidade e aqueça a expectativa em fãs de todos os níveis de assiduidade.

Minha aposta pode parecer óbvia, pois se trata do momento em que as coisas tendem a ficar tensas normalmente, mas envolve a tradicional postura de Jones nas encaradas após a pesagem oficial, seu ombro e o rosto de DC. Vejamos…

Aliás, uma declaração recente de Jonathan Dwight até pode sugerir que o clima esteja mais ameno entre ele e Cormier, mas saliento aqui o uso da palavra “depois”, ou seja, nada de serem amiguinhos até saírem na mão.

Eu posso ver Daniel e eu tendo uma relação respeitosa depois da luta. Nossos problemas… Eles realmente não são tão pessoais, eles são meio bobos. Depois de lutar contra um cara você realmente desenvolve certo respeito por ele e se conecta a ele de alguma forma. Então, sim, eu posso ver-nos não tendo problemas depois dessa luta”, disse “Bones” ao site oficial do UFC.

Por outro lado, adotando a versão reversa do já famoso “morde e assopra”, Jones fez questão de dizer que pode tirar Cormier pra nada no wrestling e ainda fez promessas de executar algo nunca antes visto no octógono para este combate.

Como mais buzz sobre o UFC 182 é um cenário “win-win” para os lutadores e, é claro, a própria organização, o sucesso de Jones e Cormier poderá ser o sintoma mais claro de que 2015 chegou mesmo com o pé na porta, assim como uma decepção logo de cara pode suscitar os fantasmas de 2014.

Abraços e um feliz ano novo a todos!

  • Ramon Reis

    Cormier não ganha, falem isso ou aquilo, mas se ele ganhar, seja da forma como for, até da maneira mais simples ele irá me surpreender.

    Não estou menosprezando ele, mas estamos falando de um cara que tem duas lutas no meio-pesado – Eu sei que ele lutava nos pesados – e de outro que é considerado o melhor peso por peso da atualidade.

    • Malk Suruhito

      É a luta de um HW que foi para o LWH contra um campeão LWH que é naturalmente um HW. Bem equilibrada na minha opinião.

      • Ramon Reis

        Concordo.

      • Caio Abreu

        Cara na minha opinião isso é o x da questão quem leva vantagem um cara acostumado a lutar com lutadores maiores que ele e destroçou gigantes e possui um cartel 15:0, perdeu peso tecnicamente está mais leve o que é uma boa vantagem, mas só tem 2 lutas no meio pesado. ou um campeão com grande envergadura dominante no peso dele e mestre na manutenção de distancia. com muita versatilidade e nem tanto puch assim. ambos se setem confiantes pois eles são invictos e não enxergam muita diferença dos seus adversários anteriores. favorito é o o jones, mas vou no Daniel cormier. é esperar pra ver essa peleja sinistra.

        • Bart Simpsons

          Jones não é invicto.

      • will

        Jones não é peso pesado natural! Ele é muito pequeno perto de um Velasquez ou de um Cigano. Pode medir com a fita métrica!

        • Malk Suruhito

          Então o Hunt é um Peso Pena natural, né? :v

          • will

            Não to falando de altura jovem! Falo de força bruta! O Hunt pesa uns 130 Kgs é mais forte que um boi. O Jones é um cara esguio, alto e fraco para um pesado. Peso Pesado é pura força bruta!

          • Malk Suruhito

            Jones é “fraco” (tem menos massa muscular) pq precisa se manter no peso. Ele já sofre para bater os 93 e teve até hoje a quantidade de massa muscular necessária para bater todos os adversários, para que ser um Tibau do LHW sem necessidade? Um dos motivos que ele alega em querer subir, mais do que novos desafios é não ter a necessidade de cortar peso. E lá espere um Jones uns 10 a 15kg mais pesado em massa muscular, não em gordura como muitos da categoria.
            Quanto a ser fraco para um pesado, ele luta com peso de um HW (pós-pesagem) e treina com HW. E após este resultado contra o Cormier, que era um HW, tem que se rever este conceito de “fraco”.

          • will

            Depois do que eu vi no UFC 182 em me rendo. Esse miserável pode lutar até Sumô que ganha! Desisto de falar mal dele.

  • Pedro Duarte

    A última vez que estive tão empolgado para uma luta foi quando o Anderson pegou o Belfort. O cenário é até parecido, pois o melhor lutador do mundo vai enfrentar o cara que mais tem condições de derrotá-lo. Mas à parte disso, a grande verdade é que o UFC precisa sim de um pouco de circo. Não que devemos voltar à época do Pride, mas para cativar a atenção do público médio é preciso explorar mais as rivalidades e construir superlutas que chamem a atenção do público. Talvez tenha havido uma preocupação (até certo ponto necessária) em frear o aspecto violento com medo que isso impedisse a evolução do esporte (e aí entraram as regras mais rígidas, implementação de rankings, anti doping etc…), mas o excesso disso tem feito do UFC uma marca muito mecânica, que preza muito pelo lado competitivo mas sem grandes novidades ou pretensões de criar espetáculos. No fundo, principalmente se falamos de esportes de combate, competição e promoção precisam andar juntos. Cormier x Jones e Anderson x Diaz podem ser um passo importante para que Dana e cia enxerguem isso de maneira mais clara.

  • Matheus

    Pra mim é a melhor luta da história da categoria até 93kg (em termos de nível técnico). Jones dispensa comentários e Cormier é campeão do GP dos Pesados no Strikeforce, Invicto e já bateu Pezão, Barnett, Nelson, Mir e Hendo.

  • Renato Rebelo

    Pilha posta por Ben Askren hj no Twitter – que é amigo de DC do time olímpico americano de 2008: “Hey, DC, sabe o que é pior do que ficar em quarto nas Olimpíadas? Ser eliminado pelo Matt Riddle no campeonato estadual”.

    • Malk Suruhito

      Ainda acho que a maior vantagem do DC, é como dito pelo Leandro Vieira, ele aguentar fazer dois rounds de sparring com o Cain Velasquez. O resto depois disso é aquecimento!

      • will

        Depois que o DC vencer vai aparecer muito entendido dizendo isso. Um cara que treina com Velasquez não precisa temer John Jones!

        • gustavo

          chupa seu otario, manja nada MMA seu bossal, filho da puta!!!!!!

    • mazzaropi

      Ben “Icecream” querendo surfar com o pirulito dos outros… kkk!

      Recalcados modo on!

      Aff…

  • Maykon Douglas

    Não podemos menosprezar um cara com a força mental do DC, mas continuo achando que Gustaffson possui mais chances de vencer Jon Jones…

    • Renato Rebelo

      Maykon, concordo (e mt) ctg!

  • Thiago Marques

    DC irá ganhar esta luta. Encurtará a distância com suas mãos rápidas e poderosas. Depois tentará derrubar, se Jon Jones quiser medir forças levará um upper cut bem executado (assim como fez com Patrick Cummins), e se continuar medindo forças, evitando ser quedado, DC levará para o clinch na grade e ficará cozinhando a luta e acertando golpes na cintura (assim como fez com Mir e como faz Cain com Cigano). O árbitro voltará o combate para o centro do octógono e tudo se repetirá como descrito no começo. DC ganha por decisão unânime.

    • Vitor Halk

      Só acho que o JBJ está um pouquinho acima dos exemplos citados e mesmo se o que você descreveu acontece uma vez, JBJ tem capacidade de se adaptar a esta situação e evita-la.

    • will

      O DC vai ganhar essa luta porque é melhor wresteling que o Jones. É a primeira vez que ele vai enfrentar alguém melhor que ele nesse quesito. Ele vai quedar o Jones e cansá-lo bastante na grade. Vai ser mais ou menos como a luta do Glover contra o Daves.

      • Thiago Marques

        Concordo!

  • Raphael Seiji

    “‘As mãos dele são muito rápidas’. ‘O jiu-jitsu dele é muito bom’. ‘O wrestling dele é muito bom’. ‘Ele é muito rápido’. ‘Ele é muito experiente’. ‘Você não pode vencer o caratê dele’. ‘Não dá pra vencer seu tempo de luta’. Eu literalmente já ouvi de tudo. Tudo!”, JBJ

    Com todo respeito ao DC, mas estamos falando de um cara que poderá ser o maior nome da história do MMA. DC é muito casca, mas Jones é um monstro. Será uma surpresa muito grande, pra mim, se DC conseguir controlar Bones de costas no chão ou no clinch de grade.

    Jones chegou na etapa mais pedreira de sua trajetória na LHW. Deverá enfrentar DC, Gustafsson e AJ. Embora a etapa seja tortuosa, se Bones tiver êxito, terá seu nome escrito como o maior de todos os tempos.

    • Pedro Duarte

      A única coisa que pondero, e vejo poucos falando, é que o corpo do JBJ, aos poucos, vem absorvendo algum tipo de punição e a conta pode começar a vir. Desde o armlock do Vitor, passando pela séria lesão no dedo contra o falastrão, até guerra contra o Gustafsson e alguns bons cruzados aborvidos contra o Glover. É bem possível que o corpo do campeão comece a desacelerar e isso prejudique o andamento de sua carreira. Vamos ver…

  • Jonas Angelo

    Não consigo ver formas do Cormier ganhar essa luta. Pode até dar trabalho, mas ganhar é outra história.

    • Malk Suruhito

      Eu vejo uma (pocket boxing), mas claro que o Jones e o Greg Jackson também veem esta e vão se prevenir da mesma, logo DC TAMBÉM deve ter outra carta na manga, esta ao qual, não faço a mínima ideia ao qual seja…

      • Jonas Angelo

        Então Malk, mas a questão é que Jones tirou grandes caras à nada, muito graças a seu uso de envergadura+altura, e isso diz muita coisa. Cormier também ganhou de grandes caras, mas não os tirou para nada como Jones. A diferença de envergadura e altura ainda fará Bones ir muito longe, na minha opinião.

        • Malk Suruhito

          Ele tirou o Gustaffson para nada pouco antes da luta também e vimos o que aconteceu.
          E discordo. Ele fez pouco sim do Pezão e Barnett e jogou na segurança contra o Nelson e Mir, mas não passou um só segundo de perrengue. Contra o Hendo é até triste comentar.

  • Leo Ferreira

    O que não dá pra deixar de lado nessa luta é que, alem de cabuloso, JJ tem dois dos melhores estrategistas em seu corner. Tenho certeza que Greg Jackson e Mike Winkeljohn prepararam a receita certa pra bater DC e não me surpreenderia se JJ conseguisse sim, derrubar Cormier nos primeiros segundos de luta só pra mostrar o cartão de visitas. É claro que estamos falando de um desafiante que tem um wrestling world class e está treinando com um dos maiores de todos os tempos, Khadzhimurat Gatsalov, mas na primeira cotovelada no ground and pound que entrar, DC vai perceber que a diferença gigantesca de tamanho, conta muito.

    • emelianenko

      Cara , sei que o Jones é um monstro mas me surpreenderia se ele conseguisse derrubar o melhor wrestler do MMA .

      • Leo Ferreira

        Eu aposto que ele vai, parece loucura é claro, mas eu acredito que ele vá quedar DC nos primeiros minutos de luta

      • Leo Ferreira

        O que foi que eu disse?

  • mazzaropi

    Eu achei que o UFC deixou esfriar muito esta luta…

    Apesar de saber a importância dos dois atletas me parece que vai ser mais uma lutinha… (Claro que isto é uma visão deturpada da realidade, pois ambos são gigantes!)

  • Marcelo Silveira

    Nada a ver com o tópico mas gostaria e desejar um feliz ano novo para toda equipe do sexto round. Esse ano o podcast foi meu companheiro de viagem e o site está cada vez melhor. feliz ano novo e que 2015 seja de ainda mais sucesso para todos vcs.

    • Renato Rebelo

      Muitíssimo obrigado, irmão!

  • will

    Eu acredito que a animosidade entre eles é real e vem de muitos anos. Não é uma jogada de marketing. Acho muito difícil haver “respeito real” entre eles. Se o DC ganhar vocês vão ver a verdadeira face do Jones. Ele é falso e mau caráter! Na derrota é difícil manter as aparências!

  • Bart Simpsons

    Esse negócio de Bad Blood: Jones vs Cormier me lembra dos tempos que o ufc, assim como o pride, tinha título de filmes “hollywoodianos”… hehehehehe
    No mais, #WarDC

    • will

      O UFC ficou muito coxinha!

  • Thiago Marques

    Anotem, que depois da luta eu voltarei pra comentar. Vai baixar o Cain no Daniel Cormier e vitória por decisão unânime do DC.

  • Leonardo Neves

    Vejo dois desfechos para essa luta: 1) DC controla os rounds de forma cautelosa e mesmo sobre dedadas levará a luta. 2) Jones mantem a distância e vence nos pontos de forma razoalvelmente tranquila. O primiro round será decissivo.

Tags: , ,