Números pedem e Rory tem title shot revogado

Renato Rebelo | 18/12/2014 às 15:46
UFC Fight Night: MacDonald v Saffiedine

Nocaute sobre Tarec Saffiedine não bastou

Lembram que falei aqui sobre a paulada de cerca de 30% que o UFC levou no lombo em 2014?

Pois é.

Por mais que 2015 prometa fogos de artifício – com Nick Diaz x Anderson Silva, Jon Jones x Daniel Cormier, CM Punk, José Aldo x Conor McGregor em estádio, etc- o risco de um nova epidemia de lesões está sempre entre nós – e, por isso, os caras não darão mole pra Kojac.

Essa linha de raciocínio vai de encontro com a declaração do Rory MacDonald no UFC Tonight da última quarta-feira e, de quebra, com os números do UFC 181.

Explico.

O canadense, em bom espírito, compartilhou com o ex-lutador – e agora apresentador- Kenny Florian a informação de que sua próxima luta não será pelo cinturão da categoria até 77kg.

Tá tudo bem. Não vou ficar abatido. Eu apenas vou passar por cima do próximo. Como sempre”, disse Ares.

Horas depois, Dave Meltzer, representante do MMA Fighting.com, divulgou que o UFC 181 alcançou 400 mil pacotes vendidos.

Em tempo de vacas magras, caros amigos, tal marca representa um sucesso retumbante (segundo pay-per-view mais rentável do ano, aliás).

Só pra base de comparação, o UFC 180, com Fabrício Werdum x Mark Hunt não passou de 185K…

Sendo assim, o argumento primário a favor da trilogia entre Johny Hendricks e Robbie Lawler está dado – as decisões pra lá de controversas nas duas lutas também ajudam.

Ah, claro… O robusto co-main event Anthony Pettis x Gilbert Melendez contribuiu –e muito- para o êxito da 181ª edição.

Considerando que o próximo adversário de Showtime (Rafael dos Anjos) não é exatamente um popstar nos EUA, que tal repetir a dobradinha?

Certo mesmo é o pragmatismo voraz que pautará o Ultimate em 2015.

Pobre Raphael Assunção

Abraços.

  • William Amaral

    O Assunção pode não ter chamado a atenção do grande público para uma luta de cinturão, mas você só lembra dele quando o assunto é a cinta.. haha

    Ah, Rory x Condit 2 já.

    • Renato Rebelo

      Hehehe verdade

  • Paulo Melo

    Renato fez a transmissão de pensamento , abri o site do Sexto Round no exato momento que saiu o texto rs
    “Como sempre” dito pelo canadense , até meu dó alheira rs Essas 2 palavras matam o enigma , money talks , porém eu não sei não se essa trilogia ia vender muito mais que Ruthless x Ares , tendo em vista que o nível da segunda luta ficou muito aquém da primeira e teve um resultado muito controverso , por mim , eu não estou animado pra ver a trilogia não …
    Eu tenho o pensamento que o UFC está devendo e muito nessa parte de promoção , como pode ter um atleta do nivel do José Aldo ou Demetrious TerraSamba Johnson por exemplo , e as lutas do cara não venderam tanto …
    Ok não são caras muito falantes , trashtalkers ou coisa do tipo , mas são atletas excepcionais , eles fazem muito bem feito dentro do 8 , e cadê alguém no Ultimate como visão pra a tal divulgação , um cara que faça highlights de qualidade pegue partes legais/engraçadas/interessantes da vida dos caras , eventos e divulgue ( Countdown não é tudo )
    Isso tb deve ser feito para “newcomers” no evento, tem muita gente que tem currículo e é novato no evento e sempre muita gente se pergunta ” Quem é esse ae?”
    Os chefões do Ultimate são muito competentes , mas idéias novas farão muito bem para o evento parar de “tomar paulada” financeira quando houverem imprevistos e outras coisas …

    • Jonas Angelo

      Concordo Paulo. E refletindo sobre o que você falou, cheguei à conclusão de que popularizar um esporte (ou no caso a marca “UFC”) é muito mais do que vender PPV e camisetas. É acima de tudo tornar popular e acessível, traduzindo: Transmissões mais abertas e menos restritas, conteúdos mais abertos, mais liberações de lutas e conteúdos relacionados à essas lutas, sobretudo em vídeo. E isso pouco se vê.

      PPV é oposto de popularidade!

      • Paulo Melo

        Isso mesmo Jonas !
        Muito interessante isso que vc citou de ser acessível ! Pô UFC num deixa nada disponível no youtube por exemplo , acho isso errado
        E é aquilo , os caras querem que o atleta ” se venda” e a parte de “eles venderem” o cara ?!?!!?!
        CM Punk tá ai pra comprovar isso !

        • “Wanderlei Silva curtiu esta conversa”

          rsrs

        • will

          CM Punk vs Ibraimovic (o jogador) na Suécia. Já pensou que massa?

          • Renato Rebelo

            Ibra é faixa-preta de taekwondo. Leva vantagem hehehe

          • will

            Pois é. Sem contar que o cara é enorme. Deve pesar uns 100kg fácil!

  • Imagine a grana que o UFC perderia (ou melhor, oportunidade de ganhar grana) Caso o Rory vencesse o Lawler em uma primeiro titleshot!

    • Bruno P.

      Também não entendi justamente por causa disso… acho que seria ótimo para o UFC um queridinho do GSP conquistar o cinturão de volta.. PPV no Canada iria bombar novamente.

  • Raphael Seiji

    Estava escrito nas estrelas (vide a própria reação do Rory). Pra mim essa cinta vai queimar na mão das três cabeças da categoria!

  • Carlos Montalvão

    EX-Ares hehe. Mas acho que deviam dar um descanso pra ambos Robbie e Johny, fechar uma trilogia com 3 lutas seguidas fica muito forçado

    • Thiago Marques

      CM Punk ganhou o TS! 😀

  • Matheus

    Uma pena. Gostei da vitória do Lawler exatamente pra dar um dinamismo a divisão.

    • Renato Rebelo

      Penso exatamente o msm. Não tanto dinamismo como quando o GSP pediu as contas, mas um certo dinamismo. Lawler x Condit, Lawler x Woodley, Lawler x Lombard (msm treinando juntos). Até Lawler x Demian é interessante.

  • Pedro Duarte

    Cara, desde a aposentadoria do GSP, o Rory é a maior estrela canadense no momento. Considerando que o número de PPVs vendidos também considera os assinantes de lá, não sei se o TS pro Rory é uma incerteza tão grande economicamente para o UFC. Acho até que teria mais potencial do que uma trilogia entre Lawler x Hendricks, levando em conta a popularidade do esporte entre os canadenses. Sei não, mas eu não pagaria pra ver essa trilogia agora…

  • Yuri David

    Meio inacreditavel o Rory nunca ter disputado a cinta. Em várias categorias o title shot vive caindo no colo de alguns.

    Enfim, a luta aquém do esperado entre Hendricks e Lawler no UFC 181 e o fato do Lawler não ter recebido revanche imediata, na primeira luta, me fazem perder um pouco de interesse nela.

    Dizem que vai rolar um card grande no Canadá…será mesmo que Hendricks x Lawler 3 vende mais que Rory Mcdonald x Lawler 2? Os canadenses adoram o GSP e o Mcdonald tem um ar de ‘sucessor’ dele, não?

    Enfim, qualquer luta dessas vai ser bem da hora.

    • Renato Rebelo

      É a categoria mais populosa do UFC, né? Mais difícil cair no colo. Essa é uma boa pergunta. De repente, eles identificaram o Rory apenas como um sucesso local – ao contrário do GSP, que era global. Vai sair. Ainda podem botar Hendricks x Lawler III e Rory no co-main

      • Yuri David

        Sim, eu sei. Não tem nem como comparar a quantidade de pessoas dessa categoria com os pesados ou moscas, por exemplo. Mas é que sempre tem algo impedindo ele, antes era o GSP que era parceiro de treino não podia lutar.

        Acho um baita lutador. Se o Hendricks e o Lawler lutarem igual no 181, o Rory Mcdonald vence eles.

  • Dan Mendes

    Que mer#@$

    Se eu fosse o Rory xingaria meio mundo. Se eu tivesse que pagar para ver não compraria Robbie x Johny III.

    Só uma observação: Segundo Dave Meltezs o UFC180 vendeu entre 185-200k, e UFC181 vendeu entre 375-400k; por que você pegou o menor número do UFC180 e o maior UFC181?

    • Renato Rebelo

      Calma, Dan. Eu os tirei de uma análise citando a matéria do Meltzer. Esses eram os números apresentados. Apesar de ambas estarem dentro da margem, obrigado pelo complemente msm assim.

  • will

    A nem. Tava doido pra ver Rory vs Lawler. Daria muito mais dinheiro essa luta no Canadá. Baita vacilada do UFC!!!

  • Tiago Nicolau de Melo

    Sem torcer contra: no aguardo de algum “probleminha” com o Barba.

    • Renato Rebelo

      Hahah imagina se tivesse torcendo, Tiagão

  • Marcelo Silveira

    E aquele do Soto x Dillashaw vendeu quanto? :p

    • Renato Rebelo

      125k, feroz

  • Gefferson Nesta

    É lovavel uma terceira lutas em Hendricks e Lawler, pois sempre vai ficar no ar a questão que ninguem venceu ninguem ainda, e agora sabendo os numeros vendidos de pay-per-view é mais compreensivo ainda. Rory é um mostro e futuro campeão dessa categoria, então vamos deixa o barbudinho e Lawler se machucarem mais uma vez.

  • Andy

    Acho besteira a trilogia imediata.
    Rory Macdonald merecia muito o tittle shot.
    E fazer 3 disputas de cinta seguidas com os mesmos caras é ridiculo, ninguem quer ver essa luta novamente, pelo menos agora, creio eu.
    Rory é um cara que talvez possa ter um potencial de venda maior que de Lawler/Hendricks pelo fato de ser “substituto do GSP”, só que o menino canadense peca um pouco no carisma.
    Mas enfim, eu arriscaría no canadense para o próximo TS, e deixaría o Hendricks pegar outro adversário primeiro( talvez Woodley se vencer Gastelum) e correndo por fora colocaría Lombard(se vencer o Burkman) vs o vencedor de Brown/Saffiedine.

Tags: , ,