Podcast: UFC on Fox 13 / Toquinho / Fight Night 58

Renato Rebelo | 16/12/2014 às 17:37

Está no ar a quadragésima quarta edição do nosso podcast!

Nesta semana, tive as companhias dos jornalistas Raphael Marinho (repórter do Combate.com), Luis Fernando Coutinho (editor do Lance!) e Luiz Felipe Prota (narrador esportivo).

Em pauta:

– TUF 20 Finale
– UFC on Fox 13
– WSOF 16
– UFC Fight Night 58

Espero que gostem!

*Para baixar o programa, basta clicar na setinha apontada para baixo na parte superior do “player” à direita.

**Para receber o “feed” do podcast, clique aqui.

*** Para escutá-lo no Itunesclique aqui.

  • Renato Rebelo

    Pessoal, por termos gravado um pouco mais tarde e termos passado do horário, preferi liberar os convidados assim que chegamos à marca de duas horas de programa. Por isso, as perguntas que vocês mandaram no Face não foram respondidas. Vou tentar compensar escolhendo cinco delas para a seção “Colunistas Respondem” dessa semana. Peço perdão a todos!

    • Gabriel Carvalho II

      Não pode perguntar pelos comentários mesmo?

      • Renato Rebelo

        Pode também.

    • Felipe Lemes

      logo quando consigo bolar boas perguntas…

      • Renato Rebelo

        Perdão, fera. Vou tentar escolher uma das suas pra sexta.

    • Yuri David

      Não vi o podcast ainda…mas responde essa Renatão: você acha que o resultado da luta da Gadelha pode ter sido uma represalha a sua atitude anti-desportiva?

    • Eraldo Junior

      Achei o que o cigano ganhou o primeiro round, mesmo assim a impressão que deu foi que ele involuiu, muito lento na movimentação e se deixando encurralar na grade constantemente… possa ser que os 14 meses sem luta ou a possível lesão no menisco ( segundo minotauro falou na hora da luta) tenha influenciado no seu desempenho… agora sobre a Luta de Claudinha foi quase um assalto! seria muito mais conveniente um 30×28 para claudinha do que um 28×27 para a Polonesa, mas vida que segue. e Renato parabéns do pelo ótimo trabalho do sexto round, e seu podcast é barril!!! Abraços meu velho e sucesso…

      • Renato Rebelo

        Obrigado, Eraldo!

  • Thiago Gon

    Como sempre esperando ligado o podcast da semana! Valeu, Renato!

  • Felipe Lemes

    pq o Alexandre Matos não está nessa Edição?

    curto muito PodCast com ele..

    • Kaue Macedo

      Eu também gosto dele nos podcasts, mas acho legal também variar os participantes pra ninguém achar repetitivo ou coisa do tipo.

      • Diego_TT

        Tb prefiro quando a rotatividade. Gosto de escutar outras opinioes

    • Dan Mendes

      Também sinto falta dos comentários. Ele tem os comentários mais relevantes e embasado.

      • Thiago Marques

        É bom variar a testosterona, num dos últimos ele foi chamado de “Sir”! 😀

  • Loyalty Bittencourt

    Opa, aquela podcast tão aguardado de terça! Partiu…

  • Bruno Conde

    Eu acho o Lentz uma boa pro Charles. A carreira dele até agora foi: bater um cara fraco, bater um médio, e perder pra um top. Sempre reclamamos de que o UFC não se preocupa muito em “criar” atletas promissores brasileiros dentro do evento, jogando eles para os leões muito cedo (vide Charles e Erick Silva). Acho que ele deveria pegar o Lentz sim que está ali no mesmo bolo dele, e se ganhar ainda não pegar um leão. Daria um Denis Siver que provavelmente virá de derrota pro Conor e que o Charles pode superar com a envergadura e movimentação. Daí sim tentar um top de verdade.

    • Yuri David

      Não vi o podcast ainda…mas responde essa Renatão: você acha que o resultado da luta da Gadelha pode ter sido uma represalha a sua atitude anti-desportiva?

      • Renato Rebelo

        Sinceramente, não. Acho que é incompetência msm. Até pq os caras já haviam preenchido as papeletas com pelos menos dois rounds quando o lance aconteceu. Não tem como rasurar e mudar com um evento no fim.

        • Bruno Conde

          Sobre a Claudinha não foi pois os três juízes marcaram o 3° Round para a brasileira. Sendo assim, segundo dois juízes a luta estava praticamente ganha para a Joanna já no segundo round se fosse para a decisão. Claudinha teria que anotar um 10-8 para empatar.

          http://www.mmadecisions.com/decision/5757/Joanna-Jedrzejczyk-vs-Cl%C3%A1udia-Gadelha

          • Renato Rebelo

            Pois é. Mais bizarro ainda, Bruno. A meu ver, não tem como dar o segundo pra Joana.

          • Bruno Conde

            Não mesmo. Foi um amasso.

  • João

    Não sei se vão falar disso no programa, mas antes de ouvir, queria ressaltar a performance do Nate Diaz discordando de todos os elogios dados pelo Renato Rebelo no último programa.

    • Renato Rebelo

      Pode discorda sempre, irmão. Os elogios que fiz a ele foram baseadas em lutas passadas. O que vimos no último sábado foi um vexame msm. Falei brevemente sobre no podcast.

  • Bruno Conde

    Temos carinho pelo Cigano e ficamos mais sentidos quando vemos ele apanhando também em vez de ter uma vitória tranquila, mas acho que a discussão fica meio tendenciosa por causa disso. Eles bateram no sábado o recorde de golpes significativos desferidos na divisão dos pesados. No UFC 181 mal estávamos aguentando de ansiedade para ver a luta pelo título do meio-médio, que bateu também o mesmo recorde no primeiro confronto (porém considerando as lutas por título). E olha que mão pesada para Lawler e Hendricks não falta. O Barba até superou o Mittrione em um teste de força que fizeram com aquelas máquinas. E não vejo ninguém preocupado com a massa encefálica dos dois. Roy Nelson também já tomou Meteoro de Pegasus de uma meia dúzia na categoria e ninguém se preocupa com ele. Vamos com calma. Ele pode se defender melhor? Com certeza, deve buscar isso. Mas acho que aquele podcast do Joe Rogan com o Schaub tá fazendo barulho demais.

  • André Felix

    Acho que essa questão levantada no podcast de proibir a chave de tornozelo/joelho não seria uma boa. Ao meu ver, seria como proibir o pisão no joelho que praticamente só o Jon Jones faz e que pra mim apresenta enorme perigo também. Imagina ele acertar um pisão desse em um cara que esteja com a perna totalmente reta no chão? É papo de fratura exposta! O Touquinho é o único que usa essa técnica (com maestria, por sinal), não seria um pouco de perseguição proibir a técnica dele?
    Como sempre o podcast tá ótimo, sempre deixando aquele desejo de ter mais 2 ou 3 horas de duração pois é sempre bom ouvir a galera que entende muito do assunto.
    Abraço a todos

    • Renato Rebelo

      Obrigado, irmão

  • Yuri David

    Nunca achei que o Toquinho demorasse pra soltar por má fé. Mas depois de até ser demotido do UFC por isso, ele continuarr a fazer isso é sacanagem. Quando um homem adulto fica cometendo os mesmos erros de forma seguida ou é má fé ou o cara é muito burro – desculpem o termo grosseiro, mas é verdade.

    O Pettis soltou o arm-lock na disputa de cinturão contra o Ben Henderson com uma desistencoa verbal. Enquanro isso o Toquinho não solta os caras dando mil tapas neles, tem que esperar chegar o juiz se jogar em cima e mesmo assim aind ada uma segurada.

  • Pedro Mendes

    Imagina o Toquinho treinando com o Rafael Cordeiro? Seria uma evolução absurda, não? Vocês acham que ele teria uma evolução como o Rafael dos Anjos? Abs!

  • João Motta

    Renato, no caso do Toquinho, ao meu ver é a problemática do golpe.
    Um Legloc ou a própria chave de calcanhar necessitam de muita força, mais do que o normal! Não acho que deva acabar com a chave não!

  • Thyerre Dias da Silva

    Existem várias técnicas perigosas no MMA que são mais comuns que as chaves de joelho e calcanhar. A famosa medição de distância com a mão aberta – muito comum entre os wrestlers – que resulta em dedadas no olho que não raro alteram o resultado de uma luta (taí a vitória do Faber na semana passada, pra não nos deixar mentir), e mais cedo ou mais tarde podem lesionar seriamente a córnea de um oponente.
    Dá pra citar também os pisões no joelho do Jon Jones, a chave de cervical do Weidman, as diversas chaves de omoplata, chutes na perna de apoio do lutador (principalmente se ele está chutando)…
    Qualquer uma delas pode lesionar gravemente um lutador, deixando o cidadão de molho um bom tempo. Acredito, porém, que uma proibição generalizada desses movimentos iria descaracterizar o esporte, que em sua essência já é perigoso para a integridade física dos atletas.
    E, aproveitando o ensejo pra tirar um sarro, uma pergunta pro Renato: se o Nick é “oito ou nove meses” mais velho que o Nate, isso quer dizer que o Nate é prematuro? =)
    Brincadeiras à parte, ótimo podcast.

  • Lucas Wilniski

    Renato, só uma dúvida: você não acha uma boa o Cigano mudar um pouco os ares? Beleza que ele já saiu da Bahia e foi treinar na Nova União, mas acho que seria melhor ele ir para alguma equipe americana.A grande pergunta é: qual equipe? O que você sobre isso?

    • Renato Rebelo

      Rapaz, a mudança dele pra NU é mt recente – considerando que ele passou boa parte do último ano lesionado. Em termos de aprendizado, ele vai encontrar mt coisa bacana por lá, sem dúvida. Minha ponderação é quanto a sparrings do top dele e à estrutura física. Ainda quero ver mais dele pra poder falar melhor sobre.

  • Gefferson Nesta

    O charles parece que vai morrer na pesagem, chega só o esqueleto!
    Tem umas lutas que sinceramente eu não sei como os arbitros enchergam, e uma delas foi a da Claudinha, porque foi foda!
    Essa luta do Overeem teve realmente um quê de Cagadinha e ele fala merda demais…
    Já o Rafael ta de parabéns, essa chance é merecidíssima e vejo surpresas surgindo com essa fase maravilhosa do Rafael.

    Nem vou comentar a luta do Cigano. Fiquei Puto! Sinceramente eu acho que já deu o Doréa no corner do Cigano, Chega! O Doréa é um otimo tecnico, mas quando ele ta no corner do Cigano ele só da instruções de boxe. Acho que o sonho dele é que o Cigano migrasse pro BOXE!
    Galera Toquinho sempre da uma segurada a mais até mesmo pra Garantir a vitoria…hehehehe.

  • Paulo Melo

    Bem legal essa variação dos convidados , pra a gente tb conhecer a “nata” da imprensa de MMA brazuca , parabéns !

    Muita coisa interessante pra comentar , então vamos lá :
    Charles pedir o Lentz , bom , não acho má idéia não , já que o “jogo chato” do Lentz é algo bem comum no topo do peso pena , claro que a galera wrestler do Top do peso pena ( Mendes , Lamas , Edgar ) é mais completa , então já seria uma boa , acho que uma boa pro atleta da Baixada Santista seria pegar o Bermudez tb , mesmo vindo de derrota , pra obviamente ir se testando contra bons wrestlers

    A derrota da Claudinha acho que por um lado teve uma coisa boa, que é fato de ela perceber que precisa melhorar em pé , aquele upper qse mandou ela pra lona, por muito pouco ali a luta não acaba no ground n pound e nem a decisão polêmica ( errada na minha opinião ) acabaria acontecendo .
    Esse lance do Cigano , eu acho que é aquela parada de gratidão com o Dórea , mas pra mim , o próprio Dórea deveria ter a hombridade/humildade/aceitação de que ele próprio não deve mais ser o head coach de MMA do Cigano , fazendo uma comparação , é igual qdo recebemos visita em casa e não queremos mandar ir embora , mas eles tem que ter a percepção de estarem fazendo hora extra ali ( comparação bizarra , mas a idéia é essa rs ) Isso tem que acontecer com o Dórea
    Sobre o “Paul Harris” juizada tem que entrar atenta , neguin pode usar a desistência verbal , mas banir a técnica que ele usa não é justo nem coerente , foi pego pra Cristo sem necessidade …. Se há recursos para evitar os danos ao atleta adversário ( desistência verbal , mairo atenção do juiz ) que sejam usados

  • Carlos Felix

    Dois podcasts que não perco por nada. MMA-Brasil e Sexto Round. 10!!

  • Rodrigo Loureiro

    (respostando aqui) Apesar de muita gente falar que o toquinho demorou pra soltar, quando você vê de outros ângulos fica evidente que logo depois que o juiz chegou ele soltou, em alguns ângulos não fica claro porque ele ainda estava com o corpo e perna por cima mesmo já tendo soltado a chave. A a respeito do Toquinho, tive oportunidade de fazer uma aula com o Brunão, que é professor de wrestling da team Nogueira, e ele por várias vezes me disse, que tirando a luta do Pierce é claro, o Toquinho “demora” a soltar a chave porque o nível de concentração chega a ser surreal, é um cara que quando pega a perna se desliga do mundo até conseguir a finalização, exatamente como o Renata teria sugerido. A ele pode começar a mudar isso, com certeza, mas vejo isso que nem golpes acidentais disparados pós gongo. Não é maldade mas sim o fato do cara estar 100% focado no que tem que fazer para ganhar a luta.

  • Shannon Lima

    Não achei notícias falando do atual estado do pai do Renan Barão, José “Netinho” Pegado. Alguém sabe alguma coisa.

  • Carlos Felix

    Outro podcast sensacional. Parabéns.

    O Renato resumiu bem minha opinião sobre o que acontece com o Toquinho.

    O cara pode até não ter a intenção de machucar os adversários, mas machuca e muito. Isso precisa ser evitado.

    O Yuri David deu um excelente exemplo de conduta esportiva:

    “O Pettis soltou o arm-lock na disputa de cinturão contra o Ben Henderson com uma desistencoa verbal. Enquanro isso o Toquinho não solta os caras enquanto o arbitro não chegar, mesmo eles dando mil tapas.”

Tags: