UFC on Fox 13: os palpites dos colunistas do SR

admin | 12/12/2014 às 18:59

UFC on Fox já virou sinônimo de eventão.

Afinal, não seria prudente xuxar qualquer produto meia-bomba numa das maiores TVs abertas do mundo, certo?

Na edição de número 13, portanto, teremos lutas-chaves entre alguns dos mais excitantes nomes das categorias até 120 e 70kg masculina e 51kg feminina.

Boa oportunidade para o público americano encher o US Airways Center (em Phoenix, Arizona) e para os (nem sempre tão precisos) bicos de fora da área dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles:

CIG_MIO

Felipe Paranhos: Em tese, o casamento com Miocic pode ser ruim para Cigano, até porque enfrentar um lutador que une bons boxe e wrestling deve dar arrepios no catarino-baiano. Mas Cigano tem muito mais recursos em pé, onde a luta deve transcorrer. TKO lá pelo terceiro round.

Fernando Cappelli: Luta com um quê especial de ressurreição para Cigano, em todos os aspectos. Tomara que a prioridade seja em pé, onde ambos funcionam pela cartilha da boa movimentação e mãos de chumbo pra todo lado. O brasileiro aposta mais na carga bruta, Miocic é mais um cara de combinações, e – talvez para desespero do catarinense – também gosta de clinches e amassamentos generalizados. Vou na fé. Cigano, por nocaute.

Lucas Carrano: Na minha opinião, Cigano ainda é o número dois da categoria de pesos pesados. Como aposto até mesmo em um quarto capítulo para JDS x Velasquez, vou de Cigano por nocaute técnico no R1.

Lucas Rezende: Acredito no potencial de Miocic e não me surpreenderia se este superasse Cigano, mas ainda creio que o brasileiro é o número dois dessa categoria e usará Stipe para nos fazer lembrar disso. Cigano por nocaute no segundo assalto.

Renato Rebelo: Muito se fala sobre a defesa de quedas de Cigano, mas poucos lembram que apenas o melhor wrestler da categoria foi capaz de mantê-lo no chão. Com isso dito, Miocic não é Velásquez. Não só tecnicamente, mas em termos de estilo. Enquanto o campeão parece estar ligado na tomada 220v ao aplicar pressão constante, o descendente de croatas é mais sossegado – apostando em bate-sai, jabs espertos e quedas para pontuar. Jogo perfeito para um bom counter-wrestler cujo boxe (pegador nato) é o melhor da categoria. Cigano, TKO.

RAFA_DIAZ

Felipe Paranhos: O nocaute arrasador sobre Ben Henderson queimou a língua de muita gente — inclusive a minha. Não sou louco de palpitar contra ele agora. Dos Anjos tem striking melhor e mais apurado, ritmo de luta e jiu-jitsu pra não se deixar levar pelas finalizações de Nate. TKO com a marca de Rafael Cordeiro.

Fernando Cappelli: O brasileiro segue a jornada interminável para provar ao UFC que é um contender de verdade. Com a tarja da Kings MMA estampada no peito, tem demonstrado técnicas cada vez mais confiáveis e precisas. Diaz vai ser a displicência ensaiada de sempre: volume de golpes, queixo alto e provocações. Às vezes funciona, às vezes não. Dos Anjos na decisão.

Lucas Carrano: Rapaz, o brasileiro passou por uma das transformações mais assustadoras de que se tem notícia, sob o meu ponto de vista. Isso somado ao longo tempo de inatividade de Diaz me faz crer que Rafael levará a melhor na decisão dos juízes.

Lucas Rezende: Bem equiparados no solo e em pé, decido dar a vantagem para o brasileiro por vir em maior atividade que Diaz, e em melhor sequência, também. Os chutes que tanto atrapalharam Nate no passado serão essenciais mais uma vez. Dos Anjos por DU.

Renato Rebelo: Difícil (pra não dizer impossível) palpitar a favor de um cara que lança a seguinte frase a dois dias da luta: “Eu não gosto mais de fazer isso. Faço só para pagar umas contas e uns jantares. Na verdade, nem sei o que estou fazendo aqui”. E não é só isso. Por mais que, a grosso modo, eles se equivalham em pé e no chão (ambos são faixa-pretas de jiu-jítsu de alto nível, Dos Anjos tem muay thai melhor e Diaz mais envergadura e boxe), o brasileiro é soberano o meio-campo. Ou seja, se por algum motivo o volume do americano na trocação incomodar, esfria-se a luta com quedas forjada na Cavalry Chapel Wrestling. Dos Anjos, decisão unânime. 

OVER_STRU

Felipe Paranhos: É a chamada “gimme fight”. Struve vem de uma longa inatividade, não tem lá muito punch pra divisão dos pesados e seu queixo é ainda pior do que o de Overeem. Ok que Alistair hoje pode ser nocauteado até por Demetrious Johnson, mas a profecia do holandês — nocaute rápido — deve se concretizar. Overeem por KO devastador.

Fernando Cappelli: Colisão holandesa e fase nebulosa mútua. Struve passou recentemente por sérios problemas de ansiedade. Overeem luta também para afastar o estigma de‘pipoqueiro’. Tá, vou de Overeem, por nocaute.

Lucas Carrano: O matchmaking do UFC foi generoso com o holandês nessa e lhe deu uma luta na medida para se recuperar do recente 1-3 em quatro lutas. Aliás, se perder novamente (e não ignoro as chances de um socão desligar o fraco queixo de Overeem), o próprio The Reem deveria ter a decência de pedir o boné. Mesmo assim, temeroso por ter acreditado nele da última vez, vou de Overeem por nocaute.

Lucas Rezende: Duelo de holandeses do queixo duvidoso. O que impera aqui é a dúvida: estaria Stefan totalmente recuperado? Overeem ainda consegue absorver golpes sem cair? Vou arriscar no Arranha-céu. Struve por nocaute técnico no segundo round.

Renato Rebelo: Após quebrar a cara na luta contra Ben Rothwell, prometi a mim mesmo nunca mais apostar do Homem Demolição. Mas que culpa tenho se, na sequência, o cara recebe o desafio mais à feição possível (não acredito em concidências, tá?). Struve é um dos raros não-pegadores que habitam o peso-pesado (o queixo do holandês agradece), não jabea bem (negligencia a própria envergadura) e, no chão, não tem muito a oferecer a um campeão de seletiva do ADCC. Contradizendo-me: Overeem, TKO.

NAP_MATT

Felipe Paranhos: Napão tem todas as ferramentas pra vencer Mitrione, mas acho muito difícil que ele ganhe se a luta passar do primeiro round, quando seu cardio muitas vezes falha. Por isso, vou de Mitrione, embora o Meathead esteja na descendente. KO.

Fernando Cappelli: Mittrione sempre dá bons lampejos de evolução, mas sempre trava quando encara algum top 15 da categoria. Napão é mais completo, e se o norte-americano quiser sobreviver aqui terá de adotar estilo dinâmico, com entradas e saídas precisas para evitar as bombas disparadas e as finalizações bem treinadas do carioca. Napão, por finalização.

Lucas Carrano: Se tem uma coisa que dificilmente você vai me ver fazendo é apostar a favor de Matt Mitrione – um dos atletas por quem menos tenho apreço no octógono. Napão vence por finalização.

Lucas Rezende: Gonzaga e Mitrione batem muito forte, mas somente um deles é um faixa-preta de jiu-jitsu perigoso. Se Napão não tombar antes de pôr Matt para baixo, não deve demorar até imobilizar um braço ou apertar o pescoço. Gonzaga por finalização no primeiro round.

Renato Rebelo: Considerando que Mitrione foi apagado pelo faixa-marrom Brendan Schaub no primeiro round, seria bem lógico botar as fichas num faixa-preta campeão mundial, certo? Errado. No MMA, Napão confia demais na potência de seus golpes em pé e, por ser estático e lento, acaba suplantado por adversários móveis. Esse é Mitrione que, apesar de mais velho (36 versus 35), é mais atlético e polido que o rival de Niterói. TKO e maior vitória da carreira de Meathead (Boçal). 

Restante do card (início previsto para as 19h):

Willie Gates vs. John Moraga
Claudia Gadelha vs. Joanna Jedrzejczyk
Joe Riggs vs. Ben Saunders
Drew Dober vs. Jamie Varner
Derek Brunson vs. Ed Herman
Bryan Barberena vs. Joe Ellenberger
David Michaud vs. Garett Whiteley
Henry Cejudo vs. Dustin Kimura
Anthony Birchak vs. Ian Entwistle

Retrospecto dos colunistas em UFCs (acertos/erros):

Alexandre Matos: 18-8
Felipe Paranhos: 28-19
Fernando Cappelli: 11-5
Lucas Carrano:  30-17
Lucas Rezende: 35-12
Renato Rebelo: 30-17

E vocês, amigos, como veem as lutas principais transcorrendo?

Abraços.

  • AK

    JDS. RDA. Reem. Napão. Claudinha.

  • Raphael Seiji

    Junior dos Santos. Nate Diaz (!) Alistair Overeem. Gabriel Gonzaga.

  • Kaue Macedo

    Alexandre Matos não participou dessa vez porque ta se preparando pra enfrentar o CM Punk no PPV de 11 de Julho, vamo que vamo Alexandre hahahah

    • will

      O Alexandre recebeu uma punição de 2 jogos por errar repetidamente os palpites. Ele só acerta quando é luta do Weidman!

  • Matheus

    Q vergonha o Nate maconha ficar cinco pounds acima heimm. Tomara q tome uma surra!

    • Renato Rebelo

      Complicado msm. Quase 2,5kg acima. Papo de, se ganhar do terceiro do mundo, nem avançar mt ranking (afinal, não é uma luta de pesos leves).

      • Deivis Chiodini

        Eu acho o Nick Diaz louco, insano mesmo, e por isso ele faz as presepadas dele. Já o Nate acho que força essa imagem de bad boy, tentou agredir o Rafael depois da pesagem e tal. Vou continuar achando o que já achava dele: Bom lutador, mas super estimado e um baita de cuzão.

      • Raphael Seiji

        Na quinta o Nate deu entrevista dizendo que estava 2.50 kg acima do peso… pesou 2.10 kg acima! Então o cara em um dia perdeu 0.40 kg? hahahahaha Realmente não dá pra compreender o que se passa

    • will

      Mas não é um super atleta comedor de capim?! E o Renato enche a bola desse Dias. Vergando, tri-atleta, e blá, blá , blá … O único capim que ele come é canabis!!!

      • Renato Rebelo

        Hahahha “vergando” é ótimo

  • Rodrigo Tannuri

    Ajayô!
    Cigano KO R2
    Dos Anjos UD
    Overeem KO R1
    Mitrione TKO R1

  • Deivis Chiodini

    Cigano no 3° round por KO, Rafa na decisão unânime, Overeem TKO no terceiro e Napão finalizando no 1° round

  • Paulo Melo

    Bora chutar a lá Roberto Carlos !

  • jailes

    Essa do cigano vcs erraram…

    • Matheus

      Botaria seu dinheiro no Miocic?

  • Andre Fausto

    Cigano, Dos Anjos, Struve e Napão.

  • Depois da ultima com Velasquez, percebi que, para nocautear o Cigano precisa entrar armado no cage.
    Miocic só vence se depender de bate+sai+queda+amarrar no chão.
    Aposto em Cigano KO no segundo.

    Diaz queimou um, bateu a lara e correu para o rodízio, resultado, 2,5 quilos a mais.(sacanagem)
    Palpite: Será finalizado pelo dos Anjos.

    To achando que essa vai ser dura de assistir, pré-vejo que dará former-Overbomba por split decision.

    Olho para o Mitrione e ainda vejo seu cartel de um simples Candidato à Ultimate Fighter. Aposto em lapada do Narigudo no primeiro round.

  • Raphael Seiji

    E as expectativas para Claudinha Gadelha e Joanna Sopa de Letras ?

    • Lucas Rezende

      Vou de Joanna.

    • Renato Rebelo

      Acho que a Claudinha espreme uma decisãozinha via encurtamento de distância!

Tags: ,