UFC 181: os palpites dos colunistas do Sexto Round

admin | 06/12/2014 às 01:42

O último pay-per-view de 2014 está entre nós! Nele, duas disputas de cinturões e movimentações interessantes nas categoria as até 120, 61 e 70kg.

Boa oportunidade para o público americano lotar o Mandalay Bay (resort/cassino em Las Vegas) e para os (nem sempre tão precisos) bicos de fora da área dos colunistas do Sexto Round.

Vamos a eles:

HEN_LAW

Alexandre Matos: Revanche da melhor luta do ano e eu espero uma guerra em moldes semelhantes. A diferença é que, desta vez, o campeão poderá usar mais seu wrestling de elite, já que a lesão no bíceps foi curada. Hendricks por decisão.

Felipe Paranhos: A despeito da confiança de Hendricks, não acho que essa vai ser uma luta fácil. Sua preparação deficitária (basta ver como ele estava gordo nos últimos meses) e a inesperada escalação pro UFC 181 podem cobrar seu preço. Mas Johny leva essa, apostando no jogo seguro de quedas.

Fernando Cappelli: O primeiro combate foi um ‘toma lá, dá cá’ de dar gosto. Lawler não deixa golpe sem resposta, e a luta ganhou em dramaticidade por causa da lesão no braço de Hendricks, ainda no primeiro assalto, que o obrigou a mudar os planos por não conseguir usar os pontos fortes no wrestling. Na nova empreitada, Lawler vem embalado por triunfos sonoros sobre Jake Ellenberger e Matt Brown. Hendricks ficou no estaleiro, se recuperando. Dá para esperar um novo desenho no octógono, com o campeão mais propenso a fazer valer a – teórica – vantagem nas quedas e no jogo de amassa. Outra decisão (bem) apertada. Mais uma vitória de Hendricks, na decisão.

Lucas Carrano: Como estou numa encruzilhada selvagem pra essas lutas principais, vou inaugurar uma nova modalidade nos palpites: o “pitaco express”, baseado na premissa “Porque sim!”. Bigg Rigg vence em decisão apertada e não conclusiva dos juízes.

Lucas Rezende: Primeira luta foi bastante disputada, mas Hendricks levou a melhor quando conseguiu impor seu wrestling no último round sobre Robbie. Com uma defesa de quedas evoluída, mas não perfeita de Robbie, o resultado pode se repetir, mas acredito no melhor preparo físico e nos contragolpes do Ruthless. Lawler por KO no quarto assalto.

Renato Rebelo: E aí, o que pesa mais: o ritmo de jogo de Lawler ou o bíceps reconstruído de Hendricks (que, dessa vez, não o impedidá de usar e abusar do wrestling fora de série)? Tendo a crer que Hendricks não é tão pragmático (e nem tão cerebral) quanto GSP e, mesmo podendo amarrar o rival no chão, a bigorna que carrega nos punhos o faz navegar em águas turvas. E é aí que mora o perigo. Com seus 1,78m de envergadura, Hendricks pode, a qualquer momento, cair na teia de aranha de um dos contragolpeadores mais marotos do MMA. Vou de zebra: Ruthless, TKO. 

PETT_GIL

Alexandre Matos: O desafiante é um lutador de ponta, capaz de deixar Pettis sob pressão, mas terá que lidar com o imprevisível. Como perder o foco e deixar brechas defensivas não é raro na carreira de Melendez, Pettis fica com vantagem para anotar alguma pettizice e manter o cinturão em Milwaukee.

Felipe Paranhos: Imprevisibilidade pode não ser tudo, mas numa luta tão equilibrada quanto promete ser essa, é o que pode definir. Pettis por decisão dividida.

Fernando Cappelli: O boxe angulado e de volume do desafiante contra a eficiência, arsenal de fintas e chutes ‘the Flash’ do campeão. Melendez provavelmente vai mesclar o striking com o jogo de clinches e quedas para não ser surpreendido. Mas Pettis tem guarda perigosa e já cravou sete vitórias finalizações. A tenacidade do desafiante é ponto a ser levado em conta com muita seriedade, mas Pettis novamente mostrará maestria na longa distância e vencerá por TKO.

Lucas Carrano: Pettis mantém o cinturão na decisão. Bônus: Há quase um ano e meio parado, esperem algum paranauê inédito “Showtime”, de chute voador a hadouken de fogo.

Lucas Rezende: Pela resistência, acredito que Melendez não cairá no primeiro assalto como os últimos oponentes do Showtime, mas a imprevisibilidade e a técnica de Pettis lhe garantirão uma primeira defesa de cinturão bem-sucedida. De preferência com algo inusitado. Pettis nocauteia no terceiro assalto.

Renato Rebelo: O campeão é mais jovem, rápido, longo, técnico e também bate mais forte. Não me entendam errado. Melendez é um dos lutadores mais viscerais e completos em atividade. Acontece que ele estará adiante de um fora de série, que não trocará na curta distância e fará de sua vida um inferno caso caia por baixo (graças à guarda pra lá de ativa). Nem todo o coração do mundo salvará Melendez de rounds e rounds de bate-sai e da criatividade sem precedente do pupilo de Duke Roufus. Pettis, decisão.

BROW_SCH

Alexandre Matos: Schaub é um lutador que tem mostrado evolução, especialmente na luta agarrada (esqueçam a vergonha do Metamoris), mas não tem queixo ou volume para passar de porteiro. Browne é bem superior em pé e iguala a questão de atleticismo. Hapa por nocaute no primeiro round.

Felipe Paranhos: “Toma aí, meu filho”, pensou Joe Silva quando casou essa luta pro Hapa. Embora Schaub tenha sido roubado na luta contra Andrei Arlovski, claramente não evoluiu suficientemente pra chegar ao top-5. Browne por decisão.

Fernando Cappelli: Boa chance para Browne apagar de vez a derrota para Fabricio Werdum, que o tirou da chance direta de cinturão. Schaub tem se mostrado menos confiante do que um Doberman banguela, e certamente tem a última chance antes de cair no estereótipo de ‘escada’. O chão é o melhor caminho para evitar a contundência de golpes de Browne, mas o havaiano tem média de defesa de quedas de mais de 80%. Prevejo clinches, cotoveladas e dirty boxing à vera. E vitória de Browne, por nocaute.

Lucas Carrano: De camp novo, Browne vai levar pro octógono toda a birra descarada de Edmond Tarverdyan com Brendan Schaub. Azar do ex-jogador de futebol americano indoor, que sucumbirá após uma saraivada de golpes do gigante havaiano. Browne por TKO.

Lucas Rezende: A não ser que Brendan consiga a queda e amarre Travis por todos os rounds, não o vejo com muitas chances de vitória. Acredito ser mais provável que o queixo duvidoso de Schaub o traia mais uma vez. E cedo. Browne por KO no primeiro round.

Renato Rebelo: Mais suspeito que gordinho em sumiço de bolo, o queixo de Schaub será testado novamente. Digo isso porque dificilmente o faixa-marrom de jiu-jítsu conseguirá burlar a defesa de quedas de um rival maior e mais atlético. Browne não é essa cocada toda, é verdade, mas Schaub é conhecido por se apequenar perante rivais pegadores. É só Hapa manter pressão constante… Browne, TKO. 

FER_TRU

Alexandre Matos: Mais uma candidata a pancadaria da noite. Trujillo é um ser humano violento que tem wrestling defensivo suficiente para um não-Nurmagomedov. Ferguson é bom na luta olímpica, mas talvez não seja capaz de manter Abel no chão consistentemente. Sendo assim, a chinela vai cantar no volume do vencedor do TUF 13 contra o queixo e a potência de Trujillo. Ferguson por decisão.

Felipe Paranhos: A reviravolta espetacular contra Jamie Varner talvez tenha escondido os defeitos de Trujillo. E o massacre sofrido diante de Khabib Nurmagomedov camuflou algumas qualidades. Power puncher, Abel não tem uma defesa de queda ruim, mas deve ficar perdido no variadíssimo jogo de Ferguson. El Cucuy por TKO.

Fernando Cappelli: Ferguson tem mostrado evolução nas últimas lutas, e com isso adquire mais caminhos para vencer. Para este compromisso, conta ainda com handicap no wrestling. Trujillo é um golpeador incisivo, que usa sequências longas de golpes e tem jogo bastante físico. Palpite complicado. Vou de Ferguson, na decisão.

Lucas Carrano: Confiarei na minha impressão de que o Ferguson pode ser traído por seu ego, tentar trocar além da conta e acabar beijando a lona. Trujillo por TKO.

Lucas Rezende: Mais arredondado, caso Fergunson sobreviva trocar com Trujillo e seja esperto para pôr Abel de costas no solo, ele não deve ter maiores problemas, como Nurmagomedov já mostrou. Partindo daí, é só sucesso para El Cucuy. Tony por finalização no segundo assalto.

Renato Rebelo: O “X” da questão nessa aqui será o ego do El Cucuy – wrestler de criação, striker por vocacão. Se recorrer ao feijão com arroz, pode decidir no chão contra o homem que foi quedado setecentas de vezes por Khabib Nurmagomedov. Se quiser se provar em pé, o Blackzilian, que bate feito um caminhão, tem grande chance de desequilibrar na ignorância. Vou confiar na inteligência do indivíduo – que pode, também, mesclar as ações. Fergunson, decisão.

FAB_CISCO

Alexandre Matos: Rivera é um trocador de mão cheia, dono de poder de destruição acima da média da categoria. Acontece que do outro lado terá um lutador completo, ainda em forma invejável aos 35 anos e com fome de vitória. Faber continuará invicto na carreira em lutas que não valem cinturão com uma finalização no segundo round.

Felipe Paranhos: Faber é favorito, mas não dou sua vitória como certa. Alguns “brancos” que o California Kid deu em algumas lutas, como contra Alex Caceres, e o punch de Rivera me deixam com certa desconfiança. Mas vamo lá: Faber no QI de luta e na decisão unânime.

Fernando Cappelli: Faber é favorito disparado e o poder de nocaute de Rivera é o quesito mais confiável para superar isso. Mas o ‘California Kid’ deve esbanjar regularidade, passear nas transições e vencer por finalização.

Lucas Carrano: A regra é clara: a luta não vale cinturão, então Faber não perde. O California Kid evita a potencia dos golpes de Cisco e fatura por finalização.

Lucas Rezende: Cisco é um striker perigoso, mas Urijah já viu isso antes nessa vida, e já venceu outros melhores que o próprio Rivera. Mais uma guilhotina para a conta do Califórnia Kid ainda no primeiro round.

Renato Rebelo: Curto e grosso: Rivera é o melhor striker entre os dois e pode, muito bem, botar Faber pra cochilar com a mãozada certa. Com isso dito, há um motivo pelo qual apenas campeões mundiais passam pelo Alpha Male. Além do mais, Takeya Mizugaki já apresentou ao mundo dossiê detalhado de como neutralizar Cisco. É só o inteligente loirinho explorar a deficiência isonométrica do rival. E é exatamente isso que ele fará. Faber, finalização. 

Restante do card (início previsto para as 22h):

Todd Duffee vs. Anthony Hamilton
Eddie Gordon vs. Josh Samman
Corey Anderson vs. Justin Jones
Ashlee Evans-Smith vs. Raquel Pennington
Matt Hobar vs. Sergio Pettis
Clay Collard vs. Alex White

Retrospecto dos colunistas em UFCs (acertos/erros):

Alexandre Matos: 14-7
Felipe Paranhos: 24-18
Fernando Cappelli: 7-4
Lucas Carrano:  27-15
Lucas Rezende: 30-12
Renato Rebelo: 25-17

E vocês, amigos, como veem as lutas principais transcorrendo?

Abraços.

  • Luiz Guilherme B.

    Muito bom.Vi que a decisão foi unânime na vitória do pettis mas eu acredito que o melendez vai dificultar pro campeão, alem do jogo versátil melendez sempre entra com um bom game plan( tirando aquela ‘burrada’ que fez contra o sanchez depois de vencer 2 rounds e partindo pra trocação franca no último ). Melendez na minha humilde opinião tem boxe pra trocar com o pettis e tem wrestling pra leva-lo pro chão.. pra hoje acho que o el nino sai com o cinturão do octógono lutando de forma inteligente. Abraços

  • Diego Cavera

    Meus palpites: Lawler tko round 3, Pettis decisão, Browne ko round 1, Ferguson decisão, Faber mata-leão round 2.

  • Gabriel

    Estou torcendo pelo Anthony Pettis porque quero ver um show de capoeira.

  • Luiz De Marco Freitas

    sei não, ms acho que esses chutes cheios de graça do pettis podem acabar colocando ele por baixo e o melendez não vai dar o mole que o bendo deu… to indo de melendez por decisão. (pelo menos to torcendo por isso, rs)

  • Gabriel Viana

    O campeão ganhou a primeira com apenas “um braço”. O Lawler é o demônio em forma de pessoa mas é algo a se pensar.

  • Thiago de Carvalho

    Mas se o Melendez vencer hoje, será que o Pettis merece uma revanche imediata? Ele não terá defendido o cinturão nenhuma vez, e tem um cara chamado Nurmagomedov na fila que deve pensar igual.

    Meus palpites:
    Hendricks – KO – 4o Round
    Melendez – DU
    Hapa – Patada no primeiro round
    Ferguson – na decisão

    Fabber – Finaliza no segundo round

    • will

      Exato. Pettis é uma invenção da imprensa. Não fez nada que justifique tanta badalação. A casa dele cai hoje!

      • Thiago Marques

        kkkkkkkkkkkk…

    • Renato Rebelo

      Acho que não, Thiagão. Ele não tá no patamar de Aldo e Jones pra revanche imediata (em caso de derrota) ser algo garantido. É a primeira defesa de cinturão dele que sequer atuou em 2014. Só se for uma derrota realmente controversa…

  • Dênnys Dias

    Acho que o Lawler evoluiu desde a ultima luta deles e penso que essa evoluçao pode fazer diferença.Essa luta va ser muito apertada,mas o espetaculo eh garantido!Que bem fez a aposentadoria do GSP pra categoria…Nos leves acho que o Pettis leva uma ligeira vantagem,mas o Melendez eh muito perigoso.Esse evento promete ser um dos melhores dos ultimos tempos.

  • Bart Simpsons

    Robbie Lawler vem com sangue nos olhos, atravessa a melhor fase da vida, tecnicamente é melhor na trocação, mais técnico e tá um monstro. Sem contar que Hendricks vem de longo período de inatividade. O que conta em favor de “big rigg” é essa “marretada” que ele chama de soco e também o seu wrestling.. #WarLawler
    Entre Pettis e Melendez, vai ser um duelaço que com certeza não vai para decisão. Melendez com seu boxe afiadíssimo, Pettis fazendo jus a sua faixa preta terceiro dan de taekwondô (se eu não estou enganado é terceiro dan), conta com seus chutes surpreendentes, seus golpes espetaculares. Mesmo assim, essa eu vou de Melendez e, tô muito confiante que “El Niño” leva essa.
    Browne espanca o Schaub. Sem mais.
    Tony Ferguson vai fazer valer aquele kruang azul claro, vai impôr seu muay thai e levar essa em cima do cara que foi feito de “boneco de pano” por nurmagomedov.
    Faber vence por finalização. Sem mais.

    • will

      Apoiado! Assino embaixo.

  • will

    Lawler venceu Rory McDonald que é, na minha opinião, o melhor meio médio do mundo. Então não resta dúvida de quem vencerá? Lembrando que Lawler venceu a primeira luta e foi garfado pela banca julgadora. O Pettis vai perder o título na primeira disputa. Mostrando que ele é só mais uma enganaçao da imprensa golpista! Assim como McGregor, Nelson, Bermudez, Sr Pico, etc.

  • Dan Mendes

    O Renato uma pergunta OFF, mas você sabe se é possível bloquear alguém para não ver os comentários?

    • Renato Rebelo

      Fala, Dan. Se eu consigo bloquear ou se vc consegue?

      • Dan Mendes

        Se eu consigo.

        • Renato Rebelo

          Rapaz, dei uma vasculhada geral aqui no Disqs e não encontrei. Acho que terá que exercer a paciência, meu amigo

          • Dan Mendes

            Hahaha

            Tranquilo Renatão…Valeu!

  • Acho que os dois cinturoes hoje vao para o vinagre.

    Antes dá Browne e Faber.

  • Jardel Sousa

    To achando que os dois campeões vão perder.

  • Rodrigo Tannuri

    Como diz o Lyoto: óssom evento!

    Lawler TKO R3
    Pettis UD
    Browne KO R1
    Fergusson UD
    Faber Sub R1

Tags: ,