O céu é o limite para a jovem Paige VanZant

Lucas Rezende | 26/11/2014 às 15:38

Bela, jovem e talentosa. Um trio de qualidades deveras convenientes para se destacar nesse misto de esporte e espetáculo que é o UFC.

E, para a sorte de Paige VanZant, ela preenche todos os requisitos com maestria.

Ex-líder de torcida, VanZant buscou as artes marciais aos 15 anos de idade por pura falta do que fazer, como a própria assume. Mas quando se deu conta, já era uma lutadora profissional atuando em eventos renomados, como o Invicta FC – aos 18 anos de idade.

Comecei a treinar por causa do tédio mais do que qualquer outra coisa, estava procurando outras coisas para fazer e comecei com o boxe, mas meus técnicos viram potencial no MMA e me disseram que eu deveria tentar uma carreira. Eu pensei ‘tanto faz'”, disse.

Paige VanZant Destroys Kailin Curran UFC Fight Night 57 AustinTamanho descaso não é incomum quando se trata de adolescentes, felizmente a fagulha se despertou antes que a fase fosse substituída por outro passatempo.

O fato d’a atleta ter estreado no UFC em uma batalha que lhe rendeu o bônus de “Luta da Noite” ao nocautear Kailin Curran também não atrapalha – lógico – mas os fatores que podem transformar Paige em uma estrela diferenciada vão além.

Enquanto boa parte da divisão se engalfinha nas segregações do TUF 20, VanZant – a mais jovem entre todas as lutadoras sob contrato com o Ultimate – não pôde participar do reality show por ainda não ter completado 21 anos de idade.

No entanto, o empecilho não impediu a alta cúpula da empresa de conceder uma oportunidade para a moça de qualquer forma, sem precisar aguentar as tribulações do confinamento.

Claro, Vanzant logo se tornou carta fora do baralho quanto ao título – excluída da edição que coroará a campeã da categoria em sua final – mas há males que vem para o bem.

Esse é o melhor caminho para mim, agora. Vejo como uma bênção disfarçada. Pude retornar para o camp onde comecei a treinar MMA e pude me apaixonar pelo esporte novamente”, confessou, otimista após ser barrada no TUF.

Campanha publicitária

Campanha publicitária

Para alguém com somente duas décadas de vida e um ainda modesto 4-1 no cartel, VanZant pode desfrutar muito melhor desse tempo passando despercebida pela vanguarda da divisão, fortalecendo suas habilidades entre um confronto e o próximo.

Problema que boa parte das contestantes do programa terá que enfrentar.

Com todos os olhos voltados para a próxima campeã do UFC – por mais imponente que ela possa parecer – a pressão de estrear na maior liga de MMA do planeta já como a número 1 de sua categoria acarreta responsabilidades árduas de se combater.

A não ser que você seja um fenômeno como Ronda Rousey, o que não parece ser o caso de nenhuma das participantes.

Observemos uma das integrantes mais destoantes da casa: Rose Namajunas.

Talento promissor – mas novata ao esporte – 22 anos e 2-1 no cartel, Rose pode vir a vencer o programa e entrar para a história como a primeira campeã peso-palha do UFC.

Entretanto, o tamanho do alvo nas costas de Rose (lutadora pra lá de emotiva) também poderá lhe impedir de se adaptar apropriadamente caso a chance de se desenvolver melhor até este ponto lhe fosse apresentada em uma situação diferente.

Em resumo, executar tamanha tarefa tão precocemente pode impedir que a atleta atinja seu completo potencial.

Mas Paige não precisará sofrer com isso.

Então, para a garota que começou a treinar artes marciais aos 15 anos, profissionalizou-se aos 18 e chegou ao UFC aos 20, o céu é o limite acerca de seu potencial – desde que o carro não seja posto à frente dos bois – Paige VanZant pode e deve aproveitar ao máximo as possibilidades para se aprimorar enquanto ainda não está sob os holofotes principais.

Pois se continuar a se apresentar como em sua estreia – logo o nível da concorrência se elevará -e em uma divisão árida, o title shot será inevitável.

Então treine, Paige, pois o resto você já conseguiu.

  • Alexsandro Holdefer

    Já imagino a galera com aqueles cartazes.. “CASA COMIGO”.. kkk

  • Carlos Montalvão

    Apesar de ter feito uma ótima luta contra a Kailin Curran e vencido de forma dominante, ainda que na minha opinião tenha sido culpa da própria Curran não ter conseguido soltar o jogo, como o fã de WMMA que sou e conhecendo mais as lutadoras do TUF20 do que ela, acredito que a Paige ainda está aquém do nível das meninas da casa. Óbvio, quem não assistiu mas tem a curiosidade de ver a luta dela contra a participante do TUF Tecia Torres, ano passado no Invicta FC, procurem Youtube e verão como a evolução da Paige foi monstruosa em um espaço de 1 ano ou coisa assim. Ela literalmente serviu de saco de pancadas da Tecia A.K.A “Tiny Tornado” e a forma como ela se movimentava na luta, a postura e tudo, parecia uma galinha (sem brincadeira) ou uma pomba andando, era muito feio, ela melhorou uns 300% depois daquela luta, merece os parabéns.

    Falando de cinturão, acredito que as concorrentes (além da Claudia Gadelha) legítimas ao ouro são a Carla Esparza (que eu gostaria muito de ver perder), Randa Markos (muito subestimada, talvez tenha sido a maior surpresa da temporada), Tecia Torres (apesar dela ser fraca no chão, em pé é uma monstrinha), Joanne Calderwood (ao meu ver, se não a melhor, uma das melhores strikers de todo o WMMA, mas que também não tem o chão como uma parte forte), a Rose Namajunas (muito boa em pé e melhor ainda no chão mas que, como citado no texto, extremamente fraca psicologicamente) e talvez a Jessica Penne, a VanZant tem que comer muito arroz e feijão ainda pra chegar no nível dessas meninas, mas já pode ensinar à nossa brasileira Juliana Lima com se faz uma luta DECENTE, porque pelo amor dos céus, como a Ju é limitada e luta mal (também não deveria ter “Thai” como apelido porque a trocação dela é fraquíssima) haha

    Eu acredito em algo como Carla Esparza vs Joanne Calderwood/Rose Namajunas na final (a Randa deu sinais em entrevistas que pode ter perdido na semifinal) e a Rose pode ser um perigo pra JoJo no quesito grappling, quanto a Tecia acho difícil ela passar pela Carla caso a luta vá pro chão (fingindo que as lutas não aconteceram ainda). Mas a luta dos meus sonhos no #TUF20Finale valendo a cinta é Calderwood vs Torres. Meu amigo…seria o Sarah Kaufman vs Alexis Davis (Strikeforce) das peso-palha ou algo como Jessamyn Duke vs Raquel Pennington (TUF18) ou Stephan Bonnar vs Forrest Griffin (TUF1 Finale), coisa de luta da noite fácil!

    • Lucas Rezende

      Muito bem analisado, Carlos!

      Não só a técnica, mas também a experiência de boa parte das lutadoras do TUF 20 ultrapassa as da Paige, por isso que ela tem mesmo que agradecer por ter ficado de fora.

  • Rodrigo Tannuri

    Eu virei fã dessa bela moça. A garota é uma legítima contender. De fato, as mulheres do TUF são mais experientes, estão competindo faz tempo, mas, com 20 anos, ela vai evoluir muito. Tem potencial pra ser campeã. É como a Paigezinha falou, talvez, se ela estivesse na casa, sua passagem poderia não ter tanto brilho quanto teve a sua estreia. Ela tem tudo que os fãs gostam e já podemos dizer que será uma das queridinhas do UFC. O legal dessa categoria palha feminino é que as competidoras tem muito hype, status. Elas também são mais celebridades do que as companheiras do galo feminino.

    • Lucas Rezende

      Isso aí não é à toa, Rodrigão. Elas sabem que campeãs precisam ter mais personalidade para ajudar nas vendas, né? O TUF já ajuda a aflorar esse lado.

      • Rodrigo Tannuri

        Aliás, belo TUF por sinal. Estou gostando muito dessa edição. Bem competitiva mesmo. O UFC mandou bem em fazer uma sociedade com o Invicta.

  • Renato Rebelo

    Repararam no pisãozinho malígno antes da queda? Menina Vanzant buscando o apelido “Rowdy”!

    • Luis Felipe Fabricio

      Sai dessa menina espírito de Marco Ruas, rs!

  • Matheus

    Podem me zuar mas nem achei ela nada demais tecnicamente (como disseram aqui, mts meninas no TUF sao melhores q ele e tb a Claudinha) e nem tao bonita assim. Mas ela só tem 20 anos né?

    • Rafa FriAll

      Ela ainda tem muito que melhorar realmente, mas das mulheres que lutaram até agora, ela foi a melhor. Mas tem muito chão ainda pra evoluir. Poderiam dar a Ju ex-Thai pra ela.

  • Guilherme Nixon

    umas 3 lutas e disputa o título

Tags: