Podcast: FN 57 / Exames de Belfort / MMA no México

Renato Rebelo | 25/11/2014 às 16:18

Está no ar a quadragésima primeira edição do nosso podcast!

Nesta semana, tive a companhia dos jornalistas Marcelo Russio (editor do Combate.com) e Bernardo Edler (tradutor e produtor do SporTV).

Em pauta:

– Popularidade do MMA no México
– UFC Fight Night 57
– Os exames recentes de Vitor Belfort
– Perguntas dos ouvintes

Espero que gostem!

*Para baixar o programa, basta clicar na setinha apontada para baixo na parte superior do “player” à direita.

**Para receber o “feed” do podcast, clique aqui.

*** Para escutá-lo no Itunesclique aqui.

  • Rodrigo Carvalho

    A minha dúvida quanto ao Belfort é quão em dia está o
    gás ele – não só a explosão dele (que cada momento que usada vai gastar mais o
    cardio), mas até indo para o chão, lembrando que a envergadura do Chris é pelo
    menos 10 cm maior, somando isso ao wretling, acho que se a luta for para o
    chão.. vai ser o Belfa de costas, e brincar contra o GnP do americano é
    complicado – Esperar que ele encaixe um Armlock como fez no Jones, sem a força
    e a explosão (citada a cima, que vai sendo minada pouco a pouco), para manter a
    posição e oferecer real perigo. Tenho certeza que ele pode vencer o Weidman em
    um round, o segundo round já não sei – vai depender de quanto gastou no
    anterior.

    Na boa, sendo muito sincero, o Belfort só passa do
    Weidman no primeiro round colocando tudo pra fora, se não for assim..só na
    sorte. E tem que ter muito sorte.

    Estava conversando com uma galera sobre o Jones em 120kg, com uma galera num
    grupo esperto do facebook. Acho que o pior de tudo, para ele, é perder a
    agilidade que é um aspecto forte do jogo dele – porque toda aquela movimentação
    para manter a distância não se faz com gente estática ou lenta, vai ser o pior
    de tudo para ele. Jones ganha um pouco de resistência (mas convenhamos, ele
    chora pra golpes da 93kg, ganhar massa não vai salvá-lo das dinamitadas), ganha
    um pouco de potência (Jonas já apagou alguém com um golpe? Ele não tem punch,
    tem cotovelos hahaha). E tem o gás, não sei a que ponto ele estaria em dia com
    o cárdio, ele estaria mais pesado e tals, já é uma incógnita.

    Pra resumir toda a minha avaliação – super
    desnecessária porque eu adorei o podcast e to falando aqui de fanfarrão, porque
    vocês falaram tudo – acho que a história do Jones nos pesados seria mais ou
    menos assim – se fossem espertos ao casarem as lutas:

    1) Jones pega um Pesado desconhecido – ou talvez o
    top 15 (o último do ranking) – uma vitória relativamente fácil para ele vencer
    e ganhar um hipe no público médio. Vulgo “O jones apagou um pesado, ele é
    foda”.

    2) Ele então
    pega um Top 15 ou o próprio Top 10 – Convenhamos, um duelo entra o cara do
    nível do Nelson (ou até o Hunt) contra o Jones é basicamente vitória certa para
    o Bones, ele mantem distância com facilidade, ainda mais com os coleguinhas,
    citados, não serem capazes de se movimentarem muito – por serem bolas.

    3) Ai ele cai contra um cara do TOP 5, porque vem
    super hipado – “Jones apagou dois pesados (supondo… ) Um deles o
    Hunt!”. Bang, ele pega um cara brabo do top da divisão e é destruído.
    Poder de nocaute, resistência, volume, qualidade e quantidade de técnicas a
    disposição.

    E ai, como ficaria o Jones? Além de ter o Ego cuspido
    no chão.

    • Renato Rebelo

      Nada desnecessária, Rodrigão. Belo complemento. Obrigado

  • Fabricio Alves

    O Belfort vai amassar um caminhão de uvas pra vencer o Weidman.

  • Gefferson Nesta

    Belfort não só vencerá como nocauteará o jovem weidman…Tem a experiência necessária e toda qualidade técnica pra finalizar, vejo também o Vitor tomando a queda do weidman e levando um bracinho Alá durinho! Tipo aquele bracinho do Jones, só que dessa vez ele leva.Caso isso não acontece não vejo mais ninguém fazendo páreo com weidman a não ser o jacaré, ele passado do jacaré nem o próprio spider tira mais a cinta do jovem… Mas as uvas estão sendo amassadas e até uva passas, então Belfort ganhará seu terceiro cinturão! E logo em seguida enfrenta o jaca.

    • Lero

      Weidman é tipo um Couture, mas com Jiu-Jitsu muito afiado (não vai doar o braco que nem o Jones), jovem e 2 vezes mais forte… E já sabemos Como o pastor se comporta contra lutadores tipo Couture…

      • Gefferson Nesta

        Já vi tudo, fã do Chris Weidman alá Alexandre Mattos.

        • Rafa FriAll

          Putz, que argumento. O Lero falou uma parada técnica e você manda essa? Não é questão de ser fã, é questão de que o jogo não casa…simples assim.

          • Gefferson Nesta

            Couture vs Belfort…Duas Lutas duas historias diferentes 1 vitoria pra cada lado, independente do jogo casar ou não luta é luta e ser fã influencia no argumento sim, entendi o argumento tecnico do lero e nesse ponto de vista ele ta certo , realmente o jogo não casa e vai ser uma parada dura pro Vitor, mas acredito que essa cinta volta.

          • Rafa FriAll

            Vitor e Couture lutaram 3 vezes, em duas o Vitor tomou um passei gigantesco e na outro levou sorte pelo corte que fez o juiz encerrar a luta precocemente. Torcerei muito para o Vitor, mas infelizmente só um milagre dará a vitória.

          • Gefferson Nesta

            Verdade, foram três.

        • Malk Suruhito

          Ser fã e trabalhar com a lógica são coisas diferentes. Ninguém nocauteou o Weidman até hoje, e o Vitor não colocou nenhum westler nos últimos tempos para dormir no primeiro round com ou sem TRT. Os retrospectos de cada um falam por si mais do que qualquer preferência por lutadores.

    • Dan Mendes

      Estou com medo de pergunta mas…Por que “terceiro cinturão”? Quais foram os outros dois? Só sei do meio pesado

      • Gefferson Nesta

        ehehehhehehehe… conto com primeiro titulo do ufc quando era torneio, ai tem o dos meio pesados e o dos médios agora depois de colocar weidman pra dormir ! eheheheh

        • Dan Mendes

          Ah tá. Mas ele nunca ganhou o cinturão dos pesados, foi só um torneio.

          • Gefferson Nesta

            isso isso isso…

  • rodrigo

    o americano nao tem todo esse gaz nao .

  • rodrigo

    parabéns pela tradução, e concordo 80% não fala ingles e precisa dessa tradução para entender oque esta sendo falado e tem 28% que acha que entende ingles e fala muita besteira da tradução e só escolher o audio original. mas realmente só 2% consegue ouvir audio original e realmente saber oque esta sendo falado mas a maioria não admite isso poi isso meus parabéns veio sucesso.

    • Bernardo Edler

      Valeu, meu amigo! Não sei os números são esses, mas te agradeço o carinho de toda forma!! Grande abraço!

  • Rodrigo Yokoo

    Bernardo, depois que abaixaram o áudio dos lutadores, a sua tradução ficou muito melhor, taca o foda-se nesses guerreiros de teclado.
    No mais, o podcast está a cada dia melhor.

    • Bernardo Edler

      Obrigado Rodrigo!

      • Marcelo Siedler

        Acho que o esquema de tradução do Combate evoluiu mais que o Muay tai do Werdum, hehe. Parabéns pelo trabalho, essa tradução só foi ruim pq eu treinava meu inglês mediano nos intervalos.
        Abraço

  • Yuri Yamaura

    Pela primeira vez em muito tempo não ouviremos o Renato soltar o clássico “Quê iiiiiisso Alexandre…” hahahah Mas tanto o Russio quando o Bernardo são feras também. Ainda não ouvi o podcast, mas não passa de hoje.

    • Renato Rebelo

      Hhahaha ñ sabia que tinha virado clássico

      • Yuri David

        Hahahaha, já tinha reparado nesse ‘que iiiisso, alexandre’ também

        • Crownck Vanko

          E também tem o “BIZAARRO” do Alexandre!!!

          • Marcelo Siedler

            Cara o BIZARRO do Alexandre já deu problema pra mim. Escutei um podcast que ele estava inspirado e no outro dia acordei e mandei um email dizendo que o resultado da reunião tinha sido BIZARRO e repeti bizarro três vxs, ou seja, foi BIZARRO, heheehe

  • Muito bom!!

    Adoro quando o Alexandre Matos está no podcast, mas desta vez agradeci, pois com o “Matt Brown do sexto”, Bernardo e Renato tivemos de uma análise boa dos pesos pesados!

    Sobre o Vitor vs CW, cara, se o Vitor vencer… puts… rs.. ele vai ter que citar Zagalo: “Vocês vão ter que me engolir”.

    Não gosto do Vitor, mas torço para que a cinta venha para terras Tupinikins, acho que só teremos chances de ve-la por aqui com o Jacaré, isso se o mesmo passar pelo Romero, não tenho opinião de quem vença, mas que será uma baita luta, será.

  • Evandro F.

    Muito bom, o podcast. Acabei de conhecer e gostei muito.

    Mas hey, já pensaram eu colocar uma trilha de fundo, só pra não ficar tão monótono?

    Fora isso, parabéns pelo cast. Nota-se que são pessoas que REALMENTE sabem o que estão falando.

    • Renato Rebelo

      Obrigado, Evandro. Quanto a trilha, em breve teremos uma bem legal – junto com um podcast mais “profissa”

  • Marcelo Siedler

    Muito bom o podcast, é bom variar os convidados, agora por mais que o Vitor não esteja grande ele n tem como tá com 80 quilos né?

    • Renato Rebelo

      Adoraria ter o Cappelli no podcast td semana. O problema é que segunda à noite é exatamente o único tempo que ele tem para ensaiar com a banda dele (ele é batera).

Tags: