Sem grande anúncio, UFC prepara 2015 espetacular

Felipe Paranhos | 18/11/2014 às 13:46

…E o grande anúncio não era nada tão grande assim.

Conforme bradava Alexandre Matos no famigerado grupo do WhatsApp do Sexto Round, e ao contrário do que previam os colegas de site, tudo o que o UFC tinha pra entregar neste 17 de novembro era o calendário de 2015.

Claro que lançar as datas exatas de cada evento é algo importante — sobretudo para o Ultimate no seu posicionamento diante de outras ligas esportivas.

Mas ficou uma sensação de que algo faltou. E o próprio Dana White deixou isso claro quando insinuou que havia algo grande planejado, mas não finalizado:

Odeio decepcionar a todos, mas não conseguimos fechar a tempo”

Serão 45 eventos em 2015, o que reforça a intenção de manter a expansão mundial sem deixar a coisa degringolar demais.

As datas...

As datas…

O Brasil recebe novamente sete cards e continua soberano nos investimentos do Ultimate fora dos Estados Unidos.

As novidades são Coreia do Sul, Polônia, Suíça e, finalmente, Rússia — que pode ter em breve Khabib Nurmagomedov sendo o que Conor McGregor é para o UFC na Irlanda.

Dito isso, vamos ao que interessa. Se as lesões maneirarem um pouco, teremos um início de 2015 fantástico.

Vamos ver Jon Jones x Daniel Cormier e Donald Cerrone x Myles Jury no dia 3 de janeiro, Conor McGregor x Dennis Siver e Ben Henderson x Eddie Alvarez no dia 18, Alexander Gustafsson x Anthony Johnson e Dan Henderson x Gegard Mousasi no dia 24 e Anderson Silva e Nick Diaz no último sábado do mês.

Pra completar, Matt Brown x Tarec Saffiedine em 14 de fevereiro, e Chris Weidman x Vitor BelfortRonda Rousey x Cat Zingano e Ronaldo Jacaré x Yoel Romero no dia 28 do mesmo mês.

Tudo isso em 60 dias.

Tratam-se de dois meses que vão, com certeza, alterar bruscamente os cenários de três categorias — penas, leves e meio-pesados — e podem embolar as coisas nos médios e no galo feminino.

Junte a isso um fim de 2014 com Frankie Edgar x Cub Swanson, Johny Hendricks x Robbie Lawler, Anthony Pettis x Gilbert Melendez, Urijah Faber x Francisco Rivera, Júnior Cigano x Stipe Miocic e Rafael dos Anjos x Nate Diaz.

Dá até pra esquecer as bizarrices a que assistimos em 2014.

E para projetar um 2015 incrível — afinal, que azar infeliz seria outro ano sem Cain Velasquez, Anthony Pettis, Georges St.Pierre e Spider e com só uma luta de Jon Jones.

  • Jonas Angelo

    Os próximos meses prometem mesmo, corre um gelo na espinha só de imaginar.

    Temos ainda Machida X Dolloway e Barão X Gagnon, Rafael X Nate e Pezão X Mir.

    Mas pra mim, o que está se desenhando mais “cabuloso” é o UFC 184, até agora só foram anunciadas lutas nervosas para esse evento:

    Peso-médio: Chris Weidman x Vitor Belfort
    Peso-galo: Ronda Rousey x Cat Zingano
    Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Yoel Romero
    Peso-pesado: Antônio Pezão x Frank Mir

    • Pedro Duarte

      Card sensacional, mas a inserção de Jaca x Romero me parece mais uma jogada de segurança em caso de ausência do Weidman ou Belfa do que simplesmente uma luta para rechear o evento. Como o combate já foi adiado duas vezes, o Jacaré já tá ali pronto pra abocanhar o cinturão linear ou interino, em caso de lesão/doping dos lutadores do main event. Porém, se tudo transcorrer bem, já saberemos qual será a próxima luta dos médios de acordo com os resultados do dois combates.

      • Jonas Angelo

        E que bela jogada de segurança, hein! hehe. Podia botar o Thomas Almeida ou o Durinho nesse card também.

      • Felipe Paranhos

        Mas, xô te falar… Eu passaria o vencedor de Jacaré x Romero na frente do Luke Rockhold FÁCIL. Mal ou bem, o Segura Pedra perdeu pro atual desafiante tem pouco tempo, e Ronaldo e Yoel vão meio que “se eliminar” nessa porradaria. Quem levar merece o desafio pela cinta.

        • Malk Suruhito

          Mas nos EUA quem é mais vendável atualmente? Rock ‘n Roll ou Romero/Jaca numa provável disputa de cinta contra o campeão?

          • Jonas Angelo

            A questão é que hoje em dia o lucro e o interesse maior do UFC está em PPV e não em bilheteria. Tendo isso em vista, temos Rockhold e Jacaré, no mínimo, em patamar de igualdade, em termos de audiência e venda. Jacaré é bastante conhecido mundialmente.

  • Carlos

    “Dá até pra esquecer as bizarrices a que assistimos em 2014.”

    Quais seriam essas bizarrices?

    • Luciano Andrade

      As lesões (?)

      • Jonas Angelo

        Luciano Andrade, é você?! haha

    • Jonas Angelo

      Lesões, doppings, fugas de exames, eventos cancelados, lutas e cards fraquíssimos, etc.

    • Felipe Paranhos

      Miocic x Maldonado, Dillashaw x Soto, Johnson x Cariaso, Tibau de co-main event, co-main event casado entre OSP x Bodão, UFC 176 cancelado… Várias coisas bizarras e inesperadas

  • Matheus

    Cara to ansioso demais por janeiro (Jones x Cormier e Diaz x AS). Se ng se machucar vai ser o melhor mes de lutas da minha vida (tenho 16 anos)

    • Felipe Paranhos

      haha, que massa, Matheus! É assim mesmo. Tomara que você aproveite janeiro do jeito que a gente espera!

  • Neil Magny

    Acho que o UFC tinha que otimizar algumas coisas no calendário.
    Meu ponto de vista é o seguinte, quando você abre um shopping o que você precisa são lojas âncoras, que são lojas de grande porte e tem em todos os shoppings. Essas lojas alavancam a visitação do shopping, as vendas e a visibilidade das lojas próximas a elas.
    Então, o que eu acho que o UFC deveria fazer era produzir quatro eventos âncoras no ano, um em cada trimestre, com esses eventos tendo a mesma produção do card do feriado de julho. Tendo em vista atrair o público médio e criar interesses para que eles acompanhem os eventos subsequentes.
    Lembrando que, é muito difícil criar interesse do público médio sem um Anderson, Jones, Ronda e etc… Então o UFC tem obrigação de em 2015 tentar mesclar os cards de forma mais coerente, não nos brindando com main event da estirpe de ‘Bader vs OSP’.

    • Felipe Paranhos

      Sem dúvida, mas 2014 não foi assim não por conta de um planejamento ruim, mas por causa da quantidade de lesões e ausências de grandes nomes. Como eu disse lá no texto, imagina ficar sem Cain Velasquez, GSP e Anderson Silva um ano inteiro. Fora todos os outros perrengues — sobretudo porque o público médio não dá muita moral pros lutadores dos pesos mais leves.

      • Neil Magny

        Essa inatividade de alguns campeões é que me deixa puto!
        Acho que o UFC deveria dar um prazo máximo de 6 meses pra cada campeão, e se não estivessem aptos, metia um interino mesmo.
        A maior prova disso são os leves, que tem um campeão que nunca defendeu o cinturão!

  • Rubens Rodrigues

    Como diria a expressão “falou pouco, mas falou bonito”. O texto que acabei de ler foi fantástico para deixar minhas papilas gustativas em êxtase com esse começo de ano maravilhoso!

    Parabéns pelo excelente trabalho de vocês!
    Grande abraço.

    • Felipe Paranhos

      Valeu, Rubens!

  • Bruno P.

    Façam suas apostas: quais (sim quais) dessas lutas citadas no texto serão canceladas/adiadas por lesão (ou por doping, se é que me faço entender…..)

    • Renato Rebelo

      Sem secar o calendário, Brunão, pelo amor de Deus hahaha

    • Felipe Paranhos

      NENHUMA! (energia positiva, pô. hahaha)

  • Malk Suruhito

    E qual era a grande aposta para o anúncio misterioso? Lesnar? Cyborg? Comprarem o WSOF??

    • Felipe Paranhos

      Pra mim, eram as luvas novas, aquelas que impediriam o dedo no olho.

  • Rodrigo Tannuri

    Esse tal grande anúncio me lembrou do papelão que o Grêmio fez ao anunciar a contratação do Ronaldinho Gaúcho. Prepararam a maior festança pra nada. O UFC fez um papelão! Fez um baita alarde e frustou todo mundo. Lamentável! Ainda bem que já estamos vacinados quanto a isso.

    • Renato Rebelo

      Hahaha bem lembrado. Como Flamenguista, se pudesse voltar no tempo, preferia que ele tivesse fechado com o Grêmio msm hehe

  • Davi Sean Ribeiro

    65% dessas não vão rolar por lesão e o resto dos mimimi

    • Felipe Paranhos

      Ôoooooo, rapaz! Energia negativa! haha

  • Lero

    *E se o grande anuncio tinha alguma coisa a ver com o card da Russia? estão pensando o mesmo que eu?

    *Em teoria, Romero é melhor wrestler e de repente melhor pugilista que o Weidman. Então eu acho que ele pode ser o cara a bater o all american.

    OFF: Bate-papo no whatsapp é horrível, sem versão web. recomendo o Groupme https://groupme.com app muito maneira para android/ios/wp e ótima versão web para seguir o bate-papo no navegador de Internet.

    • Jonas Angelo

      Cara, Romero tomou um puta atraso do Kennedy, não tem cacife pra Weidman não.

      • Lero

        também eu posso falar que Romero tem sido o único a nocautear o Kennedy, nem Jacaré ou Rockhold nocautearam ou finalizaram ele.

        • Felipe Paranhos

          O problema é que Romero, apesar de ser credenciadíssimo no wrestling, não é impenetrável na defesa de quedas. Derek Brunson e Ronny Markes o quedaram, por exemplo. Além disso, o striking do Weidman é melhor, embora Romero tenha mais punch.

  • will

    O grande anúncio era a volta do Tito Ortis. Por isso o Dana estava tão chateado. Ele queria muito o Tito de volta. A luta da volta seria Tito vs Shogun. Milhões de viúvas do Pride venderiam a alma pra ver essa luta. Milhões !!!

Tags: , ,