Pensando alto: a análise
informal do UFC Fight Night 108

Felipe Paranhos | 23/04/2017 às 04:09

Como o bróder Thiago Sampaio bem escreveu no Vale Assistir? desta semana, o UFC Fight Night 108 era muito mais do que uma luta principal aleatória.

O evento, realizado em Nashville, no Tennessee, foi marcado por lutas movimentadas, belos nocautes e uma finalização rara.

Um bom programa para o sábado à noite, apesar do main event pouco chamativo. Vamos aos destaques.

Cub Swanson vs Artem Lobov

Até que teve graça. Claramente subestimando Lobov (e, falando sério, quem na situação dele não subestimaria?), Swanson perdeu o primeiro round ao cair repetidas vezes no contra-ataque da mão esquerda do russo. Aos poucos, o Filho do Cisne se soltou e voou em altitude de cruzeiro até o quarto round, quando cansou e esqueceu dos chutes altos que entraram desde o início da luta. Dando a impressão de que treinou pouco, Cub mostrou mãos mais lentas e cardio menos apurado do que de costume, o que tornou sua missão um pouco mais difícil. Mas, com direito a chutes giratórios, quedas plásticas e cotovelada rodada à Jon Jones, Swanson botou a grana no bolso com dois 49-46 e um injusto 50-45. Nada que mude a cotação do dólar.

Al Iaquinta vs Diego Sanchez

Na disputa entre um ótimo lutador parado há muito tempo e um decadente sempre em atividade, a mão que seria levantada ficou clara logo nos primeiros segundos. A interrogação (se Iaquinta iria voltar com ritmo e volume suficientes para anular as armas do ex-Pesadelo) logo virou exclamação. Veio o knockdown e depois, o nocaute, ambos com cruzados de direita. Sanchez ainda tem apelo pra pegar lutas boas, embora já saibamos o desfecho desde já, e Al se recoloca entre os grandes da categoria. Devidamente aquecido, é hora de se testar contra um lutador ranqueado. Difícil vai ser melhorar o carisma, depois de ser vaiado de novo…

Ovince St. Preux vs Marcos Pezão

A única coisa que era certa nesta luta era o fato de que ela não chegaria às mãos dos juízes. Num casamento que privilegiava Pezão no primeiro round e OSP a partir do segundo, deu o esperado. O brasileiro foi melhor nos primeiros cinco minutos, mas o gás e a ineficiência no jiu-jítsu defensivo logo deram as caras. A insistência nos chutes altos sem finta prévia e o abandono dos socos cobraram seu preço, e no segundo round o St. Preux emplacou seu segundo Von Flue choke, que Pezão não notou apesar dos gritos de Marcos Parrumpinha para que ele soltasse a mão da guilhotina e fosse se defender. OSP ainda mandou um “Dana, você sabe do que eu tô falando. Manda o contrato! Show me the money!” no fim. Cheio de onda pra quem vinha de três derrotas, hein?

Thales Leites vs Sam Alvey

Que apresentação segura de Thales Leites. Se já ficou claro que o top da categoria representa águas profundas demais para o atleta da Nova União, a luta diante de Sam Alvey mostrou que o niteroiense ainda tem muito gás para gastar com a base do ranking. Com eficiência aplicada desde o primeiro chute baixo (que inclusive inchou o joelho de Alvey), Thales anulou os contra-ataques do adversário e conseguiu quedas importantes para garantir os rounds. Ok, tomou um susto no segundo assalto, mas a maneira com que encaixou o golpe mostrou que o queixo continua bom apesar das batalhas. De negativo, só a insistência na trocação (território mais perigoso) no terceiro round quando Alvey mal conseguia se equilibrar. Risco desnecessário, mas deu tudo certo. Quem sobrou foi Alvey, que ia pedir uma luta contra Anderson Silva caso vencesse Thales. (Ei, eu ainda aceito ver essa luta, hein?)

Menções honrosas:

  • Que cotovelada de Mike Perry. A luta tinha como script a porradaria, mas a maneira com que o Platinum nocauteou foi daquele jeito que dá pena do adversário. Apesar da personalidade absolutamente controversa e de ser um personagem que em nada contribui com a imagem do MMA, Perry é sangue novo nos meio-médios. Será que ainda veremos Perry vs Lawler um dia?
  • Iluminado o menino Brandon Moreno. O “Bebê Assassino” aproveitou um vacilo duríssimo Dustin Ortiz para acertar um chute alto e iniciar a jornada que culminou no lindo mata-leão. De quebra, usou o microfone pra fazer uma profecia: “Não vai ser amanhã ou daqui a um mês, mas ainda vou ser campeão do UFC”
  • Que fim teve Jessica Penne. De destaque do primeiro TUF feminino à demitida após quatro derrotas seguidas. A derrota para Danielle Taylor mostrou que Penne não evoluiu nada desde que entrou no Ultimate. Invicta FC pra ela.
  • Cindy Dandois tem um dos strikings mais horripilantes que eu já vi na vida. Talvez o pior do UFC inteiro. Tá explicado por que ela tentou tanto quedar Alexis Davis, grappler superior.
  • Hyuriel Constantino

    O striking de Dandois é tão bom quanto o de um boneco de madeira com tétano em plena crise de opistótono.

    Essa é a minha review desse card sem-noção.

    Ah, ia esquecendo…

    SIFUDEU, LOBOV!!! #ChuparOsOvosDoConorNãoDáSorte

    https://www.askideas.com/media/37/Funny-Laughing-Gif-Picture.gif

    • thai verdadeira

      Se fudeu mesmo rs, mas o que aconteceu com o “atropelo no primeiro round” ?

      • Lobov lutou bem, dentro de suas limitações, e foi guerreiro.

        • magnuseverest

          Para o Cub era perder ou perder,mesmo ganhando,só deve ter ficado a felicidade de um cheque maior “bônus” de luta,não sei se ele ganha uma grana por ser o evento principal.

      • Hyuriel Constantino

        Como vi no fórum, a única habilidade do Lobov é ter um queixo escroto. De resto, é um copycat fajuto de seu “deuso”.

    • magnuseverest

      Ronda já pode voltar para o UFC,sério esta luta seria épica.

      • Hyuriel Constantino

        AHUEHAUHEUAHEUHAUEHUAHEUHAEUHAUEH… Ri litros agora! HUEHUAHEUHAUEHAUEH…

  • bedotRJ

    Evento com bons highlights; Moreno, Perry, OSP e Iaquinta. Mas saí com a sensação de que faltou algo, mais emoção. Talvez tenha sido o mal costume provocado pelo evento aniquilador de respeito imediatamente anterior.

  • Gabriel Branco

    OSP é maluco mesmo com essa pedida de grana…

    • Renato Rebelo

      Merecia a demissão só por estar alheio à realidade…

  • Paulo Queiroz

    Quem já tinha visto a Dandois lutar sabia que ela tem zero de striking, talvez por isso a Alexis Davis era tão favorita nas casas de apostas. Pensei que ela ia tentar melhorar agora que foi contratada pelo UFC…
    Não sei se alguém aqui viu, mas o mais bizarro foi o Bruce Buffer anunciando ela como striker no início da luta
    Ahuahuhauhuahuhua

    • Tiago Nicolau de Melo

      E o pessoal do combate falando que a especialidade das duas era o Striking? iahsiuahisuhais

  • William Oliveira

    Decepcionado com a atuação da Dandois, que pra quem não sabe já derrotou: Megan Anderson (campeã do peso pena no Invicta), Jorina Baars (que derrotou Cyborg no kickboxing), Marloes Coenen (talvez a melhor atleta feminina a nunca lutar no UFC) e por fim Daria Ibragimova (9-2 MMA, só perdendo pra ela e pra Cyborg). O striking dela foi terrível e mesmo quando conseguiu quedar, até sem muita dificuldade algumas vezes, não trabalhou pra dar continuidade. Que pena.

  • Malk Suruhito

    Até agora não entendi como ela (Dunbois) nocauteou a Jorina Baars (sério, eu não vi a luta).

    • Vinicius Maia

      Rapaz, pelo que vi ontem a única coisa seria um TKO vindo por GNP kkk. Por que com aquela trocação horrível não tem como.

    • Lero

      Já tivemos Ernesto Hoost perdendo para Bob Sapp

      • Malk Suruhito

        Mas Sapp era um tanque (literalmente). Seria colocar hoje o DJ vs Derrick Lewis. Não importa se de um lado é uma lenda em resultado e técnicas, do outro tá um cara que mesmo sem saber socar, tem poder de nocaute em relação ao outro até se atingir a defesa.
        Baars e Dunbois lutaram com o mesmo peso.

  • Saulo Henrique

    Eventinho bacana. Poxa, não sabia que o Sanchez tinha lutado no Japão. Ex Dream né..
    … A mesma praça
    Desculpa. Não resisti..
    Grande nocaute do Perry. E por favor.. Alguém sabe o que é aquela comemoração do Osp? Até hoje não sei..

  • Vital Signs

    queria ver o Perry contra o Gunnar Nelson só pra ver o choque de realidade que ele iria tomar

    • Renato Rebelo

      Já levou um pouco contra o Jouban, né?

      • Vital Signs

        sim, mas esse nocaute no Ellenberger com certeza vai aumentar a confiança dele a ponto de se achar demais…

        • magnuseverest

          O Ellen…até estava bem no primeiro round,acho que marquei empate,mas na trocação levou a pior.

    • magnuseverest

      Se Masvidal perde do Maia,aí poderia ter Perry vs Cerrone,ou Perry vs Masvidal,não gosto do jeitão bad boy do camarada,mas as lutas são empolgantes.

      • Vital Signs

        Cerrone nocauteando o Perry via head kick ia ser maravilhoso hahaha

  • thai verdadeira

    Essa luta só mostrou que Thales é apenas figurante nessa categoria, nada demais

  • CAIPIRA DE AÇO

    Será que ainda dar pra casar Thales Leites vs Anderson Silva?

    • Lorenzo Fertitta

      Espero fervorosamente que não.

    • magnuseverest

      Sam “alves” vs Spider,eu acredito.

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Brandon Moreno é bom nome mesmo, excelente surpresa, ninguém botava moral no cara nem no TUF, o Schnell que também era do TUF tá sofrendo um pouco, mas até que com Pantoja, Elliot e Moreno serviu de alguma coisa, espero ver a categoria dos moscas com mais competitividade no topo, acho que o UFC tá tentando mais uma renovação de nomes do que fechar a categoria, não estranho mais a demissão de Makovsky e Bagautinov (Horiguchi ainda sim!!).

  • magnuseverest

    Eu tb marquei 50-45 para Cub…e agora fica na fila de Aldo e Max.
    Perry tem que pegar Barberena,o hype pode empatar aí.

  • Lorenzo Fertitta

    Jessica Penne foi demitida?

    • magnuseverest

      Espero que não,queria ver uma luta dela contra Grasso.

      • Lorenzo Fertitta

        Pois é, fiquei em dúvida pq o Paranhos postou:
        “Que fim teve Jessica Penne. De destaque do primeiro TUF feminino à demitida após quatro derrotas seguidas.”.

  • Tiago Nicolau de Melo

    Cub merece cair no ranking após esse vitória magra sobre um cara com cartel quase zerado.

    Von Flue Ogro Choke tá lado a lado com o Neck Crank como ogrices, hein?
    OSP voltando a ser porteiro.

  • Mateus Lopes

    Sou a favor de uma luta entre o Thomas Almeida e o Brandon Moreno!

  • Tairon de Oliveira

    Lobov evoluiu bastante em relação à última luta.
    Cub lutou em 3ª marcha.
    Iaquinta parece um Garbrandt mais pesado.
    OSP bizarrão no chão e Pezão fazendo jus ao apelido.
    Thales é muito ruim, meu chapéu.
    Perry é bruto, e só.
    Moreno é material pra cinturão, pós DJ.

    https://uploads.disquscdn.com/images/d71044c5cceef0cebe83a9ac4f8d6432f84dbda1957e7a094786338866c5a472.gif

Tags: , ,