Pensando alto: a análise informal do UFC 180

Lucas Carrano | 16/11/2014 às 05:21

Olá, amigos do Sexto Round,

Enquanto nosso guru Renato Rebelo palestra na reunião do G-20 como convidado especial no painel de mudanças climáticas, sou eu, Lucas Carrano, o responsável por trazer a vocês as impressões do UFC 180.

Portanto, sem mais delongas, vamos então à análise do card de estreia do octógono na terra da goma de mascar, do Chaves e da Pelota Purépcha.

FABFabrício Werdum x Mark Hunt

Esqueça as circunstâncias ou qualquer detalhe. Grosso modo, meu camarada, é um feito e tanto para um faixa-preta 2º grau de jiu-jítsu com quatro títulos mundiais mandar pra lona um veterano da trocação e campeão do K-1. E mais, fazer isso com uma joelhada de cinema. Dito isso, foi possível comprovar que Werdum teve todos os motivos do mundo pra respeitar, e como, aquela direitinha do Super Samoano. Porque, se no primeiro momento me pareceu que o gaúcho dava um “migué à la Fedor” pra tentar levar a luta pro chão, no replay deu pra perceber que aquele overhead no primeiro round o fez virar os olhos na real. Uma cena que também só pude perceber no replay em câmera lenta, e que mostra o quanto Werdum tem respirado muay thai com Rafael Cordeiro, foi que não satisfeito em soltar aquele joelhaço na fuça de Hunt, Vai Cavalo ainda levou as mãos, quase que instintivamente, para clinchar no neozelandês em seguida. Mesmo que não tenha obtido sucesso, diante da estatelada do rival, não deixa de ser sintomático. Por fim, a pergunta de um milhão de dólares não será respondida por mim, mas por vocês, amigos do Sexto Round: pelo que foi apresentado, e também pelo resultado final, Fabrício Werdum ganhou motivos para se animar ou se preocupar para a unificação de cinturões contra Cain Velasquez?

Eu tenho muito respeito pelo Velasquez, mas eu quero que essa luta pela unificação aconteça aqui no México ou no Brasil, na minha cidade Porto Alegre“, cavou Vai Cavalo em entrevista a Joe Rogan.

KELVINKelvin Gastelum x Jake Ellenberger

Esta luta era exatamente o recado que Kelvin Gastelum precisava, e gostaria, de passar para seus rivais de divisão. O “mini-Velasquez” foi a última escolha do TUF 17, venceu todas as suas lutas no reality show como azarão e subjugou o temido Homem-Ambulância Uriah Hall na decisão. Com muita técnica e um QI de luta altíssimo, Gastelum passou o carro em Jake Ellenberger. Após trocar com o vilão dos X-Men por alguns minutos, Kelvin sentiu a desvantagem e tratou logo de levar a luta para o solo. De volta em pé, ele foi surpreendido e acabou quedado por Ellenberger, mas reverteu a posição com muita agilidade, pegou as costas do rival, abriu caminho com alguns golpes duros e finalizou com um mata-leão justíssimo. Top 10 para Gastelum já!

Esta é a maior vitória da minha carreira,uma grande luta e eu estou muito feliz de poder fazê-la aqui no México, em frente a esse público”, disse um animado Gastelum, ainda no octógono.

RICRicardo Lamas x Dennis Bermudez

Rapaz, essa pegou muita gente de surpresa. Muitos, como eu, esperavam que o produto da MMA Masters pudesse por fim à impressionante série de Dennis Bermudez, mas creio que poucos ousaram cravar que isso se daria da forma como acabou acontecendo. Lamas teve tempo suficiente para dar uma palhinha da eficiência do seu clinch e impor seu wrestling, mas levou Bermudez ao chão com um jab certeiro e finalizou o rival com uma guilhotina indefensável àquela altura, que obrigou o vice-campeão do TUF 14 a bater em desistência nada menos do que duas vezes.

Eu sabia que eu tinha o domínio da distância e então eu usei meu jab. E essa guilhotina, eu a tenho treinado na academia o tempo todo e ela é mortal”, comentou Lamas.

Finais e campeões do TUF

Não chega a ser um TUF China, mas a decisão (portanto, presume-se a nata) do torneio da primeira incursão do reality show oficial do Ultimate na América Latina não me deixou uma impressão lá muito positiva. É bom que se diga, se analisarmos todas as edições, é raro termos finais que impressionem pelo primor técnico, porém o trio mexicano e o nicaraguense que subiram no octógono exageraram na correria, toda hora entrando no modo “maratonista”. Por outro lado, sobrou vontade. E vocês sabem que as coisas podem ficar meio bizarras quando essa combinação ocorre. Resultado: show de golpes baixos, escorregões e uma cabeça injustificável e deplorável de Jose Quiñonez, derrotado na decisão dos galos – de longe o ponto mais baixo da noite. No fim, os resultados foram justos. Yair Rodríguez e Alejandro Pérez foram melhores, mas se mostraram atletas ainda bem unidimensionais, o primeiro dependente do jogo de solo e o segundo da trocação da média para a curta distância. Como boa parte dos vencedores de edições regionais, ou internacionais, do TUF, a dupla deve fazer um intensivão em eventos locais para ganhar casca – ou se perder de vez.

Outros resultados da noite:

Augusto Montano venceu Chris Heatherly por TKO no R1;
Hector Urbina finalizou Edgar García com uma guilhotina no R1.
Jessica Eye venceu Leslie Smith por TKO (interrupção médica) no R2;
Gabriel Benítez finalizou Humberto Brown com uma guilhotina no R3;
Henry Briones finalizou Guido Cannetti com um mata-leão no R2;
Marco Beltrán venceu Marlon Vera por decisão unânime dos juízes.

Abraços.

  • Gabriel

    Não sei se vão concordar comigo mas acho que a vitória de Werdum sobre Mark Hunt só mostra que Cain Velasquez está muito acima de todos na divisão. Se Fabricio lutar como lutou contra Mark irá ser nocauteado no primeiro round pelo campeão linear.

    • Rafael Conto

      Tenho a mesma opinião… É uma distância até maior que o Jon jones tem na categoria 93kg…

    • Dan Mendes

      Tive a mesma impressão e tive a impressão que se o Mark tivesse feito o camping completo o final poderia ter sido diferente.

    • Vitor Halk

      Vai ver que era por isso que o Cain estava até rindo ontem.

    • Bruno P.

      Infelizmente tenho que concordar..

  • Glauco Moraes

    Difícil avaliar o desempenho de um lutador avaliando as suas últimas aparições no octógono, vide TJ diante do Renan Barão, ninguém imaginava aquilo. Engraçado ver que a atuação do Werdum diante do Travis foi muito melhor do que diante do Hunt, acho que o fator psicológico contou bastante, ele sabia que essa era a maior oportunidade que ele teria de conquistar o cinturão na sua carreira. Se o Velásquez que voltar em Março for o mesmo que já vimos em outras aparições é muito difícil aguentar aquele ritmo, porém uma coisa eu não vi muita gente falando, eu gostaria de ver o desempenho do Velásquez na altitude da Cidade do México, mesmo sendo descendente de mexicanos, essa não é a realidade dele do dia-a-dia, portanto também sentiria e talvez não víssemos o campeão com aquele ritmo alucinante de sempre nesta luta. Pelo discurso da equipe e do próprio Velásquez, ele não retornará muito em breve, provavelmente veremos uma nova luta entre Cigano e Werdum, será interessante para entender aquela primeira luta entre eles, que no mínimo foi diferente, já que Cigano um recém contratado do UFC venceu por nocaute um dos caras que estava indo em direção a uma disputa de título na época.

  • Edson Mariano

    Hunt não teria a menor chance, senão acertar um certeiro e derrubar werdum definivamente….achei q foi justo o final….mais queria muito ver essa luta com Velásquez… Pois acredito não ser tão fácil para.o campeão como foi ganhar(massacrar) do cigano…werdum está a cada dia q passa um lutador mais completo…. #vaicavalo

  • Cristiano

    1. Werdum enfrentou um lutador mais velho, mais gordo, mais lento, quase sem camp, e que já entrou com gás na reserva. Mesmo assim, teve pouca movimentação, levou duas chapuletadas na orelha e quicou de bunda no chão.

    2. Aspirante a campeão que já no primeiro round se joga nos tornozelos do adversário tentando desesperadamente um queda, me fez lembrar aqueles jiu-jiteiros unidimensionais de antigamente, que ganhavam mais pela ignorância do adversário.

    3. A joelhada entrou e foi bonita, mas não consigo ver pedigree de campeão no Werdum. Falta alguma coisa. Ou algumas coisas. Acho que o cigano é melhor. Velásquez nem se fala, deve ter dormido feliz da vida.

    • Dan Mendes

      Concordo com as 3 colocações. Cigano deve tar feliz e puto ao mesmo tempo.

    • will

      Vocês subestimam o Hunt. Ele derrubaria até o Velasquez com um soco bem dado. Quase derrubou ontem e sem um camp adequado. O Velasquez tem queixo de vidro.

      • Cristiano

        Pois é, rapaz…eu também pensava que o Velásquez tinha queixo de vidro até rever a terceira luta dele com o cigano. Veja que logo nos primeiros segundos, na primeira troca de sopapos entre eles, o Velasquéz leva um soco de encontro muito forte na cara e parece nem sentir. Da margem pra dúvida…

        • Malk Suruhito

          Cain levou um soco do Cigano na têmpora, ali não tem queixo que segure. Qualquer um desliga o disjuntor…

          • will

            Um soco do Hunt derruba se pegar no ombro! Na cabeça é traumatismo craniano.

          • Bart Simpsons

            Werdum não seguiu essa, aguentou firme socos que entraram legais

      • Bruno P.

        A luta dele com o Kongo mostra o quanto ele tem queixo de vidro e poder de recuperação ao mesmo tempo. Definitivamento a primeira luta dele com o Cigano foi o ponto fora da curva da carreira dele.

      • Rafa FriAll

        Um pesado socar o outro e faze-lo balançar é normal, mas isso não significa que só por balançar tem queixo de vidro. Alias, os unicos nos pesados que tem queixos de vidro são Overeem, Struve e Minotauro.

        • Luis Felipe Fabricio

          Entendam que o minotauro esta em fim de carreira, não é mais um garoto, agora chamar o homem de queixo de vidro é demais pra mim.

          • Rafa FriAll

            Infelizmente o queixo já foi, amigo.

    • Tiago Nicolau de Melo

      Concordo que o Cain é anos luz à frente do Werdum, mas o Chicano se jogou nos tornozelos do Cigano tbm e se viu frustrado. Acabou ganhando e muito bem, como todos sabemos.

    • Malk Suruhito

      Sinceramente? Acho que a entrada atabalhoada fazia parte da estratégia para deixar o Hunt preocupado com ela e estar apto a receber a joelhada que recebeu. E acho também que esta estratégia estava guardada para o Cain e ele queimou a mesma.
      P.s.: Cigano quase arrancou a cabeça do Carwin e o Hearb Dean ficou olhando, mas com o Hunt, na minha opinião super inteiro na luta, ele vai e para a luta…

  • Deivis Chiodini

    Werdum tem que se mover mais, ontem acho que estava nervoso e isso afetou. Mas hoje ele é perigoso, se você não respeitar o jogo de pé dele e só se preocupar com o chão, acaba nocauteado. Outro fator importante é o queixo. Se aguentou patada do Hunt, pode aguentar do Cain. O chicano é favorito, mas Werdum pode chocar o mundo de novo, ainda mais com o tempo de inatividade do Cain que pode sentir a falta de ritmo.

    • will

      Se o Hunt melhorasse seu físico ele seria impartível. Aquele soco derruba até estátua de concreto. Foi por pouco. O Werdum quase apagou.

  • Rodrigo Tannuri

    Sinceramente, apesar da importante vitória, não gostei da atuação do Werdum. Ele fez o que pôde pra perder. Se ontem o adversário fosse o Velasquez, o resultado seria diferente. Quem pode se dar muito bem nessa história toda é o Cigano. Pra mim, Gastelum e Lamas brilharam. O primeiro caminha a passos largos rumo a elite dos meio-médios. O cara é talentoso e melhora a cada luta. Precisava muito enfrentar e vencer um adversário desse nível. Já o Lamas só comprovou o quão monstro é o Aldo. O Bully é ótimo e tirou um cara duríssimo e que vivia ótima fase pra nada. Mostrou muita calma, quando foi pressionado e perspicácia pra aproveitar o momento e finalizar. Pode perfeitamente enfrentar e vencer os melhores dos penas, mas ficou claro que nunca vai superar o brasileiro. Essa é a diferença entre um fora de série e um ótimo lutador. Gostei muito da Jessica “Lindinha” Eye e do Augusto “Pica Pau” Montaño.

    Os vencedores do TUF América Latina são fracos. Fiquei bem chateado com a cabeçada intencional do Quiñonez. Ele tem cara de mau-caráter e merecia ser punido pelo UFC sim. Ato sujo de um lutador que deve ficar visado.

  • Alex

    ainda quero ver o Cain lutar após essa blitz do Antidopping.
    Aquele gás inesgotável pra um cara do tamanho dele só me cheira a EPO.

    • Bart Simpsons

      Mano, não posso afirmar ou não afirmar se o cain usa alguma coisa, mas tipo assim, eu treino muay thai e, na minha academia eu sou o atleta mais pesado, tenho 110 kg, mas modéstia à parte, meu gás não fica atrás de nenhum outro lutador da minha academia. Até os meus 18 anos, joguei futebol pelo time das escolas que passei e, mesmo sendo mais pesados do que todos os outros jogadores do time, também era a mesma situação, meu gás sempre foi um dos melhores senão o melhor entre todos. Por isso que eu não me espanto do Cain ter esse gás melhor do que boa parte da maioria dos lutadores de pesos mais leves.
      Ah, só p constar, meu gás não chega a ser igual ao dos velasquez, mas dada as devidas proporções, sou o “velasquez” da minha academia…. heuheueheuheuheh… claro que tô comparando só a questão física, na técnica ainda tô um pouco distante, mas continuo trabalhando, quem sabe uma hora eu não chego lá, né!?
      Vlw mano!

      • Bruno P.

        Mesmo assim Bart, estamos falando de atletas de ponta e ele e o Cormier, com aquele fisico, sobrarem como sobram, é muito estranho pra mim.. Ambos com físicos “avantajados” e muito acima do resto… sei não…

      • Malk Suruhito

        Mas usar força isométrica é diferente de ficar desferindo golpes, e o jogo do Cain é baseado em ambos. Tanto que é este o motivo pelo qual o Belfort sempre teve problemas com Westlers…

  • Raphael Seiji

    Werdum teve um primeiro round desastroso, jogou plantado, não saiu pela direita e acabou por passar maus bocados na mão do Hunt. Tem de tirar de lição para não repetir um round desses contra o Cain, pois ai o “buraco é mais embaixo”.

    Eu achei a entrada de quedas muito falha, talvez por que Werdum estava lutando só na média distância. Contra Cain, como a tendência é de que a luta se desenrole na curta distância, talvez essa situação possa ser corrigida. No mais, o muay thai do Vai Cavalo está muito afiado, incrível como dá pra ver o dedo do R. Cordeiro no jogo dos seus lutadores.

  • Leandro Coimbra

    Minha opinião sobre a luta de ontem: aaaaannnnnnnnnddddddd stiiiiiiiiiiiillllllllllllll…..

  • Renan Trigueiro

    MMA não é receita pronta, gente. Td mundo tb achava q o Fedor mataria o Werdum

  • will

    O Cavalo está com queixo de concreto. Levou 2 pedradas do Hunt e não desarmou o disjuntor. Tirando as músicas ruins e os terríveis lutadores do Tuf, esse foi um grande evento. Principalmente por ver o Alexandre Matos subestimar o Lamas e ver o Bermudez ter um choque de realidade!

  • Crownck Vanko

    3 eventos em uma noite, no aguardo por um podcast com no mínimo 3 horas de duração!!!

    • Renato Rebelo

      Hahaha será um pouquinho maior sim, feroz

      • will

        Não esquece de lembrar ao Alexandre que o Bermudez não é páreo para o Lamas. Ele anda errando todos os palpites.

        • Bart Simpsons

          Eu falei desde o início que o Lamas iria passar o carro em cima do Bermudez. Teve um que eu falei isso e ele disse que nem o próprio Lamas acreditaria nisso. Eu acreditei e falei, tenho até as provas. Mesmo ganhando uma boa sequencia de lutas, Bermudez só ganhou de lutador mais ou menos como clay guida e ganhou na decisao dividida do talentoso Max Holloway (luta que acredito que se fosse hoje, ele nao venceria de jeito nenhum), mas quase foi nocauteado no primeiro round. Os outros lutadores foram só fracos.

  • Bart Simpsons

    Olha, analisando friamente, claro que o Werdum não foi tão monstruoso quanto na luta contra o Travis Browne, mas eram situações diferentes. Browne vem do muay thai, mas werdum começou a trocar porrada e se sentiu confortável, contra o hunt, na verdade o brasileiro já veio com a ideia de que não poderia arriscar, afinal o samoano é tecnicamente um dos melhores strikers do Ultimate, além de ter aquela marreta na mão. Assim como claramente o Hunt estava com medo de ir para o chao com Fabricio, o brasileiro também não estava se sentindo muito a vontade para trocar porrada com o ex campeão do K1. A joelhada entrou lindamente e, numa defesa incorreta do super samoano. Vi muita gente dizendo que se o brasileiro lutasse assim contra o Velasquez ontem, ele seria atropelado. Bom, isso é verdade, mas o cain estaria voltando de lesao, com um bom tempo de inatividade, então quem garante que ele voltaria de forma monstruosa como nas ultimas lutas que ele fez? E se o Werdum lutasse como mitou contra Browne? Ou como seria outra luta, se o werdum lutasse de uma forma que a gente nunca viu, de forma espetacular e assim conseguisse ser campeão? Bom, cada enxerga o que quer. Logicamente que, em condições normais, o Cain realmente tem grandes chances de atropelar, mas diante das circunstancias negativas para o “mexicano” e a constante evolução do brasileiro a cada luta, não será surpresa se o brasileiro chocar o mundo novamente, mas também não será surpresa se já nessa volta o Cain passar o carro e mostrar que é realmente um monstro, que tem tudo para se tornar o maior HW da história.

    • will

      Cain venceria e vencerá o Werdum. A única forma de ele perder é um com uma marretada em cheio. Os únicos com esse poder de nocaute são o Hunt e o Cigano. Acredito mais no Hunt que no Werdum.

      • Bart Simpsons

        Não, não. No peso pesado, alguns tem mais força, casos desses que você citou e mais o Roy Nelson, mas todos os lutadores, se pegar de jeito, já era. Tudo bem, cada um acredita em quem quiser, mas nunca que Hunt oferece mais perigo para Cain do que Werdum. Primeiro pelo fator gás, fator no qual Cain vence qualquer, mas numa luta contra um cara gordinho, de 120 kg, seria uma diferença enorme. Segundo que para alguém do nível de wrestling de Cain, não seria problema algum derrubar o Hunt e amassá-lo até o final de cada round, isso é claro se a luta não acabasse depois de um ground and pound violento do “mexicano”. Werdum tem o fator jiu jitsu, fator no qual Cain pensaria um pouco antes de derrubar e tentar trabalhar por lá. Enfim, Cain é o favorito contra qualquer lutador. É muito complicado dizer qual lutador teria menos chance de perder para ele quando ele está 100%, mas é claro que Hunt teria a menor chance dentre todos os lutadores que hoje estão no top 5 do UFC.

  • Bart Simpsons

    Confesso que torci pelo Ellenberger porque não quero vê-lo correr o risco de ter que passar no RH e acabar dispensado, mas sabia que a missão dele não seria das mais fáceis e falei que o Gastelum era o favorito. Tenho um amigo que dizia que achava o Gastelum um lutador “sem sal”, mas depois de ontem, ele deu o braço a torcer e concordou que esse moleque é o futuro da divisão junto com rory mcdonald.
    Sobre Ricardo Lamas, eu apostei na vitoria do “mexicano”, aliás não só na vitória, mas falei com todas as letras “LAMAS VAI PASSAR O CARRO NESSE CARA”. Não acho que o Bermudez seja todo esse lutador. Tinha uma sequencia de vitorias boas, mas com lutadores meia boca, com exceção do Clay Guida que não é ruim, mas tb tá longe. O melhor lutador que Bermudez pegou foi o garoto que é o futuro do penas, Max Holloway, onde acabou ganhando por decisão dividida, mas no primeiro round ainda chegou a balançar e quase foi nocautedo pelo havaiano, se nao estou enganado foi até com um chute rodado, e sinceramente, se essa luta fosse hoje, eu apostaria numa vitoria facil do Holloway.
    Montaño lutou bem e fez bonito, para o delírio dos mexicanos. Esse realmente representou o México.

  • marco antonio

    Parabéns ao werdum,mas se lutar dessa forma com o Cain ele vai ser tratorizado,ta certo que é difícil que alguém lute com o cain sem ser tratorizado,mas tenho certeza que o werdum pode render mais,e outra ele estava fino demais,claro que tem toda a questão do gás e altitude,mas ele com 105kilos?ontem foi nítida a diferença de força no clinche e na grade,se pegar o cain com 105kilos,quero ver ele sair da grade ou até quedalo,por mais que werdum tenha uma das melhores guardas do MMA,mas nem no Jiu Jitsu a luta começa no chão,e derrubar hunt é uma coisa agora derrubar Cain é outra história…
    Mas opiniões a parte,o importante é que eu fui dormir contente pra caramba.
    Parabéns Vai Cavalo…
    dei tanto soco no ar quando o hunt caiu,hehehehe

  • Jonas Angelo

    Vamos aos fatos (a là Nico Anfarri hehe):

    1º- Hunt aplicou Knockdowns que poderiam ter finalizado a luta se fossem seguidos de um Ground and Pound (como fez o Gaúcho);

    2º- Werdum Ficou muito plantado na frente de Hunt, mas isso não era à toa, não foi erro, foi estratégia para tentar quedar, mas as quedas não vieram e ele acionou o plano B. Ele precisou correr os riscos;

    3º- Muay Thai do Werdum tá ficando lindo, fintou lindamente para entrar com a joelhada;

    4º- Cada luta é uma luta, e cada lutador tem seus estilos e técnicas mais apuradas, não dá pra tomar a luta com Hunt como parâmetro para uma possível luta com Cain, não dá mesmo, são situações bem diferentes;

    5º- Que upper foi aquele que entrou no queixo do Fabrício??? O cara absorveu incrivelmente, tem queixo duro SIM. Hunt não iria nocauteá-lo com um só golpe;

    6º- Sim amigo, foi COM EMOÇÃO! haha

    • Jonas Angelo

      Aí está ele, o Monta…digo, o “cavalo de fogo”. haha

    • Malk Suruhito

      O último que deu um knockdown e foi para o GnP com o Werdum quase perdeu a cabeça, aka Fedor…

  • Paulo

    Hunt muito melhor mais efetivo
    Werdum teve foi sorte de entrar a joelhada

    • Jonas Angelo

      Sorte?

      • will

        Não foi sorte. Ele agüentou 2 socos do Hunt. Só isso já é um assombro. Mérito todo do Werdum. Só acho que o árbitro interrompeu muito cedo a luta.

        • Bart Simpsons

          Caro will, também tive essa impressao no momento da luta, mas logo depois, olhei o video por um angulo invertido, por uma camera que pega o momento por trás do Werdum e, dá p ver perfeitamente ele atuando no ground and pound. Foram muitas pancadas que entraram em cheio na frente do rosto e também muitas “marretadas” que entraram na lateral. Hunt já estava se defendendo mal, com pouca reação, pouca defesa e, só depois que o juiz interrompeu e o Werdum parou de bater é que o Hunt empurra ele com o pé. Além disso, se o juiz nao interrompesse a luta ali, nãoo ia mudar em nada, porque naquela posição, ele não ia parar de apanhar, ele só ia apanhar um pouco mais. Além disso, segundo Werdum, assim que a joelhada entrou e Hunt começou a apanhar no chão, o super samoano já teria pedido para parar.

          Olha aí o video que eu to te falando com a camera por trás do werdum, mostrando o hunt apanhando de frente.
          http://instagram.com/p/vcqLssrDHD/

    • Bart Simpsons

      Filhote, MMA é que nem futebol, ganha quem é o mais eficiente. Não tem essa de estar melhor ou ser melhor e bla bla bla. Hunt acertou duas patadas que derrubaram o brasileiro, mas o brasileiro nem sentiu, além de um upper que nem derrubou o brazuca. Werdum só precisou de uma,e foi totalmente consciente, não foi sorte nenhuma essa joelhada entrar, foi muito talento, lapidado por rafael cordeiro. Isso é eficiencia.

  • Malk Suruhito

    E outra: O Werdum é malandro pacas! A luta sendo no México (ou mesmo num estádio em Porto Alegre) vai arrecadar monstruosamente e ele tá se lixando se torcida vai ser contra, mas o cachê vai ser gordo!!

    • will

      No México é melhor pro brasileiro. Vai ganhar mais e pode lutar sem pressão. No Brasil ia ser uma pilha pra ele.

Tags: