Alô, Joe Silva, onze vitória consecutivas não bastam?

Renato Rebelo | 26/08/2012 às 20:52

Ronys Torres na pesagem do UFC Fight Night 21

Depois de assistir a 11ª vitória consecutiva de Ronys Torres fiquei imaginando o que ele fez de errado ao UFC para que seu retorno ainda não tenha sido providenciado. Será que ele pisou no pé de Joe Silva? Abraçou Dana White suado e deixou o careca puto? Bagunçou o camarim do Lorenzo?

Porque Patrick Cote, Michael MacDonald e Rafaello Trator retornaram à organização após três, quatro e três vitórias, respectivamente, e Ronys não?

Falei com o manauara recentemente e ele me disse que a justificativa dada foi que o peso leve estava abarrotado, especialmente após a incorporação do WEC.

Como Ronys pesa em ‘’off’’ quase 90 quilos, ficaria inviável baixar para os penas e os 1,70m de altura também não o permitem estar entre os meio-médios.

Sua vontade se exibir no famoso octógono é tão grande que ele rejeitou proposta do segundo maior evento do mundo, o Bellator.

Há quem reclame da qualidade dos últimos 11 adversários batidos. Mas o que o cara pode fazer? Desde a ida de Adriano Martins para o Strikeforce, falta concorrência para o faixa-preta da Nova União neste peso. Pensando rapidamente, lembro-me do Ivan Batman e do Diego Braga para fazer frente.

Mesmo que não tenha feito exibições brilhantes contra Melvin Guillard e Jacob Volkman no UFC, fica a torcida para que justiça seja feita. Afinal, quem não merece uma segunda chance?

Tags: , ,