Shogun e o assassinato da própria reputação

Felipe Paranhos | 11/11/2014 às 14:10
Fedor por baixo de Pezão

Fedor por baixo de Pezão

Um amigo conta uma história de Fedor Emelianenko que não vou esquecer tão cedo. Namorada gostava de MMA, mas era fã recente.

Aí o russo assinou com o Strikeforce. Luta marcada com Fabrício Werdum, toda aquela expectativa, amigos reunidos e… O maior de todos os tempos finalizado.

Ok, acidente de percurso, acontece. Tá todo mundo sujeito a isso. Vem Fedor x Pezão. E de novo o herói do namorado perde. Vareio.

E eis que a namorada provoca: “Esse que era o fodão que você dizia?”

Pois bem: no último sábado, em algum lugar desse Brasil, uma namorada — ou um namorado — perguntou “esse que era o fodão que você dizia?” pro seu companheiro.

34 segundos, e Maurício Shogun nocauteado.

E contra o mais superestimado dos meio-pesados, alguém que nem em sonho vai chegar ao talento inato do paranaense e à técnica primorosa que ele um dia executou.

Foi naquele avançar trapalhão rumo ao cruzado esperto de Ovince St. Preux que Shogun deu o último passo para colocar definitivamente em risco a sua própria reputação.

Isso porque – há algum tempo, aliás – não há qualquer indício de que o mais novo dos Rua voltará a ser o que foi.

Luta é luta, e eu sei que nesse peso qualquer mão que entra no começo de luta pode custar muito caro” – Maurício Shogun.

Randy nocauteando Belfort com 33 anos

Aos 33, Randy fazia sua 3ª luta – contra Belfort

E Shogun tem só 32 anos.

Aos 32, Anderson Silva estava iniciando seu longo reinado com o cinturão dos médios. Chuck Liddell começava sua passagem vitoriosa pelo UFC.

Randy Couture sequer era lutador de MMA. E eu poderia citar inúmeros outros casos aqui para mostrar que a descendente aos 32 – e a ladeira desce não é de agora – é exceção, não regra.

Nesta idade, em geral, o atleta profissional está no seu pico técnico e muitos deles ainda no auge físico.

Querido fã de MMA que acompanha estas linhas, responda-me: quantos anos você tinha em 2005, quando viu – se viu – Shogun ganhar o GP dos médios do Pride?

Eu, 18. Agora corta pra 2014. É só você ir a um bar em noite de UFC pra ver quantos moleques de 16, 18, 20 anos estão lá torcendo.

Eles são o presente e o futuro do MMA no Brasil. É pra eles que as TVs falam e que os patrocinadores se exibem.

mauricio-shogun-vs-ricardo-arona-no-pride

Shogun atropelando Arona há nove anos

E eles, amigos, tinham 7, 9, 11 anos quando Shogun derrotou Ricardo Arona. Desafio você a chegar num desses caras e falar de como Maurício era incrível nos ringues do Pride.

Provavelmente, vai receber de volta, no máximo, aquela atenção difusa que dedicam às aulas de história do colégio ou do cursinho.

Porque, pra eles, Shogun é o cara que leva uma guilhotina do Chael Sonnen, que dá a Dan Henderson as duas únicas vitórias dele em três anos e é nocauteado aos 34 segundos por OSP, ex-jogador de futebol americano, lutador de pouco requinte e alvo de um hype absolutamente injusto.

E, exatamente por isso, não se pode dizer que Shogun “foi pego” por OSP. Ou que o TKO de sábado passado foi uma fatalidade do esporte. Não foi.

Cometi um erro técnico, talvez por ansiedade e muita vontade de conquistar essa vitória no Brasil e num momento tão importante da minha carreira, e paguei o preço. Méritos pro St. Preux, faz parte da luta e ele mereceu a vitória.”

shogun-roach1

Pq parou?

E, exatamente por isso, é muito difícil acreditar numa reviravolta na carreira do paranaense – cuja preparação, nos últimos anos, tem ido na contramão do que é o estado da arte do MMA.

Shogun é um dos lutadores com maior talento natural na história das artes marciais mistas. Mas, com a profissionalização plena do esporte, foi-se o tempo em que só talento era suficiente.

Parou pq?

Parou pq?

E quem consegue enxergar, em atitudes e decisões, alguma motivação do ex-campeão em deixar seu talento a serviço de um grande camp com grandes treinadores?

Não queria ir pra Kings, de Rafael Cordeiro? Tinha AKA, tinha Serra-Longo. Era caro? Tinha a American Top Team, que reuniu a alta classe do MMA mundial a preços módicos.

Pois: os resultados de Shogun ao longo dos últimos anos refletem exatamente as suas escolhas.

Rafael-Cordeiro

Pq parou?

Pela idade, pelo talento e pelas conquistas do passado, Shogun tinha tudo para ser o elo definitivo entre a geração vale-tudo e a geração MMA na Globo.

Não foi. Não será. Nem com o cargo de técnico do TUF Brasil 4, que caiu em seu colo.

Em seu Facebook, Maurício acena com a possibilidade de descer dos meio-pesados, categoria esvaziada e com lutadores medianos no top-15, para os médios, divisão cada vez mais profunda, com pedreiras de todos os lados.

Seria uma decisão à altura do seu presente.

  • Lucas Corrêa Braz

    Como mencionei em outro post, a luta do shogun foi igual Brasil x Alemanha. Cada soco eu sentir a mesma coisa que tivesse levado gol. Aí se ficar na mesma só vai tomar vareio.

  • Matheus

    Texto forte, porém preciso. Acho q se não mudou até hj, já era…

    • Felipe Paranhos

      Também acho.

  • Ótima análise, Felipe.
    Lamentável mesmo, acho que é como o Ivan Raupp disse, falta motivação para ele.

    Acho que nos resta apenas esperar o Tuf para tentarmos entender o porque terem o escolhido (já que, se não era para lutar com o Anderson, pq não colocaram o Lyoto? Seria demais), bom…

    …Bora ligar a SAP e curtir (rs)

    • Renato Rebelo

      Hehehe suas charges são as melhores, meu amigo!

      • Thiago de Carvalho

        Renato Rebelo, já pensou em ter um espaço semanal para uma charge?

        Clichê de jornal, mas seria bem maneiro!

        • Renato Rebelo

          Ótima idéia, Thiago. Vou dar uma meditada sobre onde encaixar

          • Fabricio Alves

            Charges seriam demais!

        • Nelson Junior Ticaum

          POderiam botar em um dia sem postagens, com as 3 ou 4 melhores charges enviadas pelos leitores, ou de participa;oes especiais de cartunistas… Alem de darmos risadas, ainda descobriremos um monte de talentos aqui…

      • Rs.. Valeu Renatão, tamo junto.

    • Felipe Paranhos

      hahahahahaha, foda, David!

    • Danyel P Lorenzo

      rs rs rs demais !!!

  • will

    Aposentar, curtir a família e ser feliz trabalhando como treinador. Esse é futuro do Shogun. Se for insistir em lutar, prevejo dano cerebral seguido de Parkinson.

  • Danyel P Lorenzo

    Dois pontos interessantes, o treinamento e acreditar que a solução está em outra equipe. Acompanho os treinos do Shogun na Vila da Luta, além ver de perto sua preparação física feita pelo Diego Andriello meu amigo pessoal. Desde que o Shogun chegou pelo primeira vez em SP sua evolução na preparação física foi notória, já puxando a sardinha mesmo, mas sua evolução fisicamente ficou clara nas 3 pesagens que fez utilizando o camp aqui em SP. Não podemos esquecer que fazer a preparação na AKA , Kings ou na ATT isso implica em um outro problema, mudar de País, ficar longe de filhos pequenos, esposa e etc. Sendo que hj na Vila apesar de não ter nomes tão famosos há lutadores de peso que fazem um trabalho sério. Obviamente não sei se meu comentário é movido pela razão ou mais pela emoção da proximidade, mas acredito que nessa luta foi um erro pontual de um contra golpe que entrou. Simples assim !!! Mas muito boa toda analíse e como sempre vcs mandando bem. Abração.

    • Felipe Paranhos

      Danyel, legal seu ponto de vista. O meu ponto não é dizer exatamente que se ele treinasse em outro lugar seria campeão de novo, mas que, se as coisas não estão dando certo e ainda há motivação, o natural seria tentar mudar a preparação. Sobre ir pra uma academia fora do país, entendo que faz parte do esporte: quantos atletas brasileiros, casados e com filhos, fazem seus camps lá fora? E valeu pelo comentário! O contraditório é o que faz o debate. Abraço!

      • Danyel P Lorenzo

        Vamos aguardar p ver sua decisão, mas não vejo tão errada assim sua preparação, o que vejo foram erros pontuais, na luta mesmo com o Hendo, foi um lutão. Tb não estou dizendo q ele é perfeito, q perdeu por falta de sorte, muitos ajustes precisam ser feitos mas são detalhes q no nível que está o esporte tem feito a diferença.
        Alias, esqueci de comentar, a parte do texto fazendo uma analogia com sua idade ficou perfeita, vai de encontro com o “aposentadores” de plantão rs rs rs . SENSACIONAL

        • Muito bom ter alguém mais próximo para esclarecer algumas coisas por aqui, Danyel.
          Quanto mais leitores deste nível melhor para não deixar fãs comuns, como nós, nos deixar levar pela emoção nos comentários.

          • Danyel P Lorenzo

            Lembrando que não sou lutador profissional heim, sou um reles faixa preta de Jiu Jitsu, que tem uma agência de viagens Rs Rs Rs que ama lutas e é fã c todos por aqui. Só que gosto de “brincar ” um pouco mais sério. Abs

  • Gustavo

    Nossa, e pior que eu tenho um amigo exatamente assim…hahaha sempre falei como o Shogun era foda, como atropelou inúmeros TOPs. Mas, o que ele viu, foram esses altos e baixos… Não tem jeito, ou ele para e aceita que não está bem e muda o rumo da carreira, se entregando de vez a algum camp profissional, ou fica isso aí. Vai tratorizar alguém de vez em quando, perder na raça de vez em quando, tomar um atropelo de vez em quando…triste.

  • Rafael Cunha Caroline Reis

    Que baita texto!

    essa história da namorada ai, aconteceu comigo quando um tal Chris Weidman lutou com o Anderson Silva. “Amor, quais as chances do americano ganhar? Zero!”

    Eu sinceramente acredito que o Shogun esteja com o burro na sombra e queira somente cumprir tabela, o problema é que está fazendo isso da forma errada e servindo de escada.

    Enfim, chutar cachorro morto é fácil, tenho certeza que ele tem potencial para mudar essa situação, a grande questão é até onde ele está disposto a ir.

    • Fabricio Alves

      Acho que seria melhor pro Shogun se ele tivesse feito igual ao Arona e se aposentado no auge. O Arona viu que os tempos estavam mudando e se preservou.

    • Malk Suruhito

      Quase aconteceu comigo no AS x Sonnen 1: “Ué, tu não falou que ia ser molinho? Ele só tá apanhando…” e eu com aquela cara de “que porra é essa???”

      • Felipe Paranhos

        É o que faz o MMA ser tão sensacional, né?

  • Pedro Duarte

    Acho que existe um ponto pouco citado nos textos que tenho lido sobre o Shogun. A mudança de regras durante a transição do Pride > UFC tirou alguns anos de êxito não só dele, como de outros lutadores que foram bem sucedidos no evento japonês. E o fator não é só técnico, mas também psicológico. Uma vez que você é considerado o melhor do mundo, passando o carro em lutadores sensacionais, dificilmente você irá mudar efetivamente sua maneira de lutar mesmo com a mudança de regras e formato do cage/ringue. Isso por si só, já gera um atraso na preparação do lutador a médio prazo e tende a favorecer um cenário inédito de derrotas, abalando o psicológico para lutas futuras. Daí, desenrola-se um cenário de crises, mudanças de camps e por aí vai. Ainda que o Shogun tenha sido campeão no UFC, acredito que isso tenha sido um fator importante para o desenrolo de sua carreira. E não me parece coincidência que Minotauro, Cro Cop, Wand, Fedor e Gomi não tenham conseguido se manter no auge durante essa transição.

    • Juan

      Concordo contigo, amigo. Tratando-se do pessoal que veio do Pride, esses fatores são muito relevantes.

      E no caso do Shogun, já imaginou você com as duas cintas mais cobiçadas da época e todo mundo a sua volta repetindo que você é o melhor, campeão de tudo etc… e o pior é até perder para o Jon Jones essas coisas não eram nenhuma mentira.
      Por essas e outras é que temos reconhecer a capacidade psicológica de caras como Aldo, Anderson e outros, que mesmo estando no topo, conseguem evoluir, chegar lá no dia em forma e se sair melhor que o desafiante faminto.

    • Fabricio Alves

      Voce se esqueceu de mencionar o “suco magico”. A falta do “suco” travou o gás de muitos lutadores que vieram do PRIDE, nao é atoa que a falta de gás é um dos principais problemas da galera que veio do Japão.

  • Nando Zim

    Seja esperto como Cigano foi e vá treinar com o Dedé na Nova União.

  • Hebert Jr

    Eu, definitivamente, não concordo com essa comparação de idades entre os lutadores e seus momentos, olhem para o Wanderlei, Shogun e Minotauro, que tao c as carreiras proximas do fim, vejam por tudo oq eles passaram no mma, e reflitam se é justo comparar alguém que em certa idade nem pensava em estreiar no mma com alguém que ja estava em ringues improvisados levando cabeçadas e sofrendo lesões.

    • Felipe Paranhos

      Como assim? Não entendi.

      • Yuri

        Acho que ele está se referindo ao abismo entre o que encontraram no início da carreira Wand, Minotauro e outros que competiram nos primórdios, lutaram sem luvas, sem regras, sem estrutura profissional, em relação aos jovens de hoje já tem todo um esporte estruturado e acompanhamento profissional para eles se desenvolverem.

        • Felipe Paranhos

          Entendi. E sofreram muitos danos em decorrência disso. Sem dúvida, é um ponto a ser destacado na queda do Shogun.

          • Lero

            Mas o Anderson também faz parte dessa generacao né? e o Belfort também.

  • Gabriel Guimarães Calefi

    Talvez eu seja até muito otimista, vamos aos cálculos. Hoje o Shogun tem 32 anos, já foi campão do Pride e do UFC na casa dos 20. Ainda há tempo para uma reinvenção, talvez apenas mudando de categoria dê jeito, pois, potencial ele tem, todos nós sabemos disso, o ruim é essa fase desastrosa que ele atravessa. Comparando a ele, vamos usar o Vitor Belfort, aos 19 anos em 97 campeão do GP do UFC, e em 2004, aos 26 anos, campeão dos Meio Pesados do UFC (vivendo um drama familiar) e a partir dali, viveu um declínio terrível na carreira. Me recordo em sua derrota em 2006 para o Overeem, cheguei a dizer: “que pena, o Belfort acabou tbm…”isso ele estava na casa dos 28 anos. Tempos mais tarde, ele me aparece no Cage Rage (até campeão por lá foi), lutou no Aflitcion, e eis que, em 2009, aos 31 anos, retorna ao UFC em grande estilo (estuprando o ex-campeão Rich Franklin), e hoje, 2014, aos 36 ou 37 sei lá, aguarda a disputa de cinturão dos médios (sem contar a perda para o Anderson e Jon Jones e os nocautes espetaculares mostrando sua evolução). Então, usando esse comparativo, ainda acredito que o Shogun possa reverter esse jogo, se o Belfort conseguiu (fazendo mudanças, de categoria, estilo, equipe), o Shogun também consegue, estamos falando de dois monstros do MMA nacional.

    • Jonas Angelo

      Só precisamos destacar a diferença de foco e obstinação entre o pastor Belfa e o Shogun, que é bem considerável.

      • Felipe Paranhos

        É isso. Dá tempo. Shogun tem capacidade técnica pra isso. Mas não me parece que ele esteja disposto a uma reviravolta tão grande. Espero estar enganado.

  • Nelson Junior Ticaum

    AHIAuhiaiAHiA NEm acabei de ler o texto, mas o inicio foi IGUAL AO QUE ACONTECEU COMIGO!!!! Estava no meio do processo de catequiza;ao da minha esposa, e, claro, como amante do PRIDE, tenho Fedor como idolo maximo… Eis que fomos ver ao vivo no PC Fedor X Werdum… Sei la quantos segundos depois, Werdum com bra;o levantado… Eu com cara de c*…. E ela me olhando com a pior das caras: aquela com risinho de canto de boca, do tipo “era esse o fodarastico de todos os tempos???” … iAUHUiaiAiaIHAuha PERFEITO!!!

    • Felipe Paranhos

      Acontece muito mesmo! Mas faz parte do charme do esporte, haha. Abraço!

  • Bart Simpsons

    hhahaahahaha.. incrível como todo mundo tem uma história tipo essa contada la no inicio sobre o cara com a namorada.
    Eu sempre costumo assistir MMA com mais dois amigos. Todos assistimos desde os tempos do pride. Mas um deles não é fã hard core, conhece lutadores, mas não é tão ligadaço assim. Aí fomos assistir a luta Overeem vs Pezão. Eu apostei em Pezao, meu outro amigo é fãzaço do overeem e claro apostou no holandes. O outro que não é fã hard core, já conhecia pezao, mas disse que acha o brasileiro ruim e tal. Meu amigo fã de overeem fez logo a maior propaganda, que o holandes era ex campeão do K1, ex campeão do strikeforce, essas coisas. Quando a luta rolou, pezao mandou nocaute. Ok! Meu amigo fã de overeem logo fez a defesa e tal, então ficou naquela que poderia ser um “acidente de percurso”. Aí chegou a próxima luta, contra Travis Browne. Meu amigo fã de overeem fez todo aquele jogo de novo, dizendo que overeem era “O CARA”. Eu, como bom hater do holandes, torci pelo browne. Quando a luta rolou, Browne nocauteou o holandes. Aí meu amigo que não é fã hard core de MMA virou para o fã do overeem e disse algo do tipo:- Aaaaah, vai te fudê com esse teu lutador. Esse negão é só bomba, não luta nada.
    Depois da vitoria contra Mir, o fã de overeem ainda tentou uma argumentação de defesa ao seu ídolo, mas depois da derrota para Rothwell, ele mesmo desistiu do holandês.
    uehueheuheueheuheuehuehuheueh

Tags: