Dudu no Shooto 33: muito risco e pouca recompensa

admin | 26/08/2012 às 02:56

O palco estava montado para uma noite perfeita. Shooto 33, dentro do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Rio de Janeiro, produção bem feita (com direito aos lutadores entrando em cena vindos de dentro do Caveirão e escoltados por integrantes do BOPE), ring girl famosa, transmissão ao vivo e um card com nomes de destaque do MMA nacional, como Ronys Torres e, o principal deles, Dudu Dantas, campeão do peso galo no Bellator, que faria o main event da noite.

O adversário de Dudu era o americano Tyson Nam, com um cartel até então de 11-4, mas desconhecido da maioria.

Teoricamente, a presa perfeita para o brasileiro mostrar porque era o detentor do cinturão do Bellator e fechar com chave de ouro o evento.

Só faltou combinar com Nam. Ainda no 1º round, ele acertou um gancho e… BOOM! Nocauteou Dudu! Ficou tão surpreso que saiu correndo! Zebrassa!

Agora, que mole do Dedé Pederneiras!  Lógico que nem passava pela cabeça dele essa ideia do seu pupilo ser derrotado; aliás, se Dudu e Tyson se enfrentarem mais 10 vezes, acredito que o brasileira vença 9.

Porém, o treinador, mais do que ninguém, deveria saber que no MMA, como diz o Dana White, “crazy shit happens”. Pra que colocar sua joia, campeão do segundo maior evento do mundo, diante de um adversário que NADA tinha a perder?

O americano entrou sem pressão e saiu do Brasil com a maior vitória da carreira, que deve lhe abrir portas. Já Dudu Dantas, apesar do futuro brilhante, sai com a moral um pouco baixa, especialmente para a defesa de cinturão contra Marcos Loro.

E o pessoal do Bellator, como deve estar se sentindo? Posso imaginar a “felicidade” de Bjorn Rebney após a luta. Agora, é capaz deles proibirem este empréstimo de lutadores para outros eventos.

Para encerrar, uma curiosidade: Dedé questionou Greg Jackson por não deixar Jon Jones enfrentar Chael Sonnen (segundo o treinador americano, alguém que não tinha nada a perder), mas ao casar seu pupilo também contra um azarão acabou pagando um preço caro.

Por isso que eu digo, MMA é estratégia dentro e fora dos cages, ringues e afins. Uma escolha errada e uma carreira pode ser prejudicada.

Tags: , , , ,