Rousey x Cyborg: rivalidade vazia ou a maior de todas?

Felipe Paranhos | 05/11/2014 às 01:34

Uma das rivalidades mais vazias do MMA ganhou mais uma etapa hoje. Ronda Rousey e Cris Cyborg duelaram de novo, só com palavras.

Chamo de vazia a polarização entre as duas, porque uma das lutadoras:

1) nunca pisou num octógono do UFC
2) nunca nem bateu o peso da suposta luta

Mas trata-se também de uma rivalidade com muito potencial. Não tenha dúvida de que Cyborg e Rousey protagonizarão, mais cedo ou mais tarde, o maior combate entre duas mulheres na história do MMA.

Só que, amigos, preparem-se para muito mais dirty talk até o dia D, porque é luta para segundo semestre de 2015 – e olhe lá.

Se a luta com a Cris Cyborg vai acontecer ou não, tanto faz. Lutarei e irei bater nela, mas, na minha opinião, ela deveria ser acusada de tentativa de homicídio. Entrar no octógono sob efeito de esteróides é a mesma coisa que lutar armada”. Ronda Rousey

Photo Credit Esther Lin/STRIKEFORCE

Cyba demolindo Gina Carano

Acompanhem comigo: Rowdy luta no dia 28 de fevereiro contra Cat Zingano — isso, claro, se a vassoura das lesões não passar pelo evento e golpear uma das duas.

Além disso, acredito que Ronda já ultrapassou a cota de eventos salvos no UFC ao lutar três vezes em seis meses entre o UFC 168 e o UFC 175.

Por isso, a lógica é a de que Ronda ganhe um descanso se derrotar — e deve derrotar — Zingano, o que automaticamente jogaria a luta, no mínimo, para meados do ano que vem.

Enquanto isso, Cyborg deve vencer no Invicta FC no início de 2015 (ela lutaria em 5 de dezembro, mas lesionou o tornozelo esquerdo) e só depois chegar ao UFC.

Mas será mesmo que vai ganhar o title shot de cara ou vai ser jogada para encorpar algum card antes disso?

Eu não tiraria de consideração a segunda hipótese, porque, se você perguntar a muita gente, mesmo aqui no Brasil, quem é Cristiane Justino, corre o risco de ouvir que é uma participante do Masterchef.

Ainda tem muita gente que precisa conhecer a brasileira, aqui e lá fora, para que Ronda x Cyborg seja o main event que o UFC sonha.

Até porque, pra correr o risco de perder a mina de ouro que é Rowdy, o combate tem que valer a pena financeiramente pro próprio Ultimate também.

Então, minha aposta é que Cris não chega direto pra disputar cinturão.

Que garota chata, todo mundo já está cansado dessa história. Vira a página, Ronda! Se você tem tanta certeza de sua vitória, por que mudou de categoria? Todos sabem e você sabe que comigo o buraco é mais em baixo. Sinceramente, não tenho tempo de ficar discutindo com uma menina mimada, que não conhece limites, já estou cansada desse joguinho de querer chamar a atenção”, respondeu Cyborg.

10532865_10152507414156276_4642725737379002188_n

Rousey derrubando Alexis Davis

E aí ainda coloque na balança o fato de que o MMA é imprevisível e muita coisa pode acontecer até o famigerado encontro entre as duas. O que sei é que quanto mais o tempo passa, mais Ronda evolui e menos gente desconfia da campeã.

A trocação de Ronda é perfeita? Não é. Mas os dois KO/TKO seguidos aniquilaram parte dos argumentos sobre a suposta total superioridade do striking de Cyborg frente à americana.

E ela ainda tem um ano de desenvolvimento pela frente.

Algo me diz que, ao fim de 2015, vai ficar difícil dizer “Ah, mas ela só ganha de todo mundo assim porque não pegou a Cyborg…”

  • Jonas Angelo

    Boa análise Felipe. A evolução da Ronda desde os tempos do Stikeforce (quando só esperava o árbitro autorizar para voar em cima da adversária e pegar seu braço) é consistente e bem grande. Soma-se a isso o fato de Cyborg ter que fazer um corte de peso violento para se manter na categoria, e já temos um cenário de uma luta que promete, amigo! (como diria Galvão Bueno…hehe). Porém, uma coisa que eu gostaria de destacar: Rousey se incomoda demais com a Cris, demais mesmo. Toda essa questão de doping da Cyborg ( e não só isso) causa uma revolta fora do comum nessa menina. Cyborg não fala da Ronda, se não for pra responder besteiras como “é o mesmo que entrar armado lá dentro”. Fato é que temos uma campeã, que em vez de incomodar as demais, se incomoda com as demais (vide Miesha, Bethe, e sobretudo Cyborg- que nem está no UFC ainda e nem é da categoria dela). E quando alguém se sente incomodado, não costuma ser um bom sinal, para o incomodado.

    • mazzaropi

      Chis Cyborg não fará corte violento como das outras vezes… Eu acredito que não!

      Se tudo ocorrer bem ela estará fortíssima e no peso para a luta. Nada acontecerá à não ser a vitória de Chis!

      • Jonas Angelo

        Cara, como não fará corte violento? São 61 KG!!! Dos penas para o galo dá uma diferença boa. Ela tem muita massa muscular.

      • O próprio Tito Ortiz, que empresariava ela até certo tempo, disse que se ela tentasse descer de categoria ela correria o risco de morrer. Exagero à parte, ele não disse isso a toa.

      • Bart Simpsons

        O corte é violento de qualquer forma, filho. Não estamos falando só daquele corte de peso em uma semana que antecede a luta, mas sim de perder peso mesmo, pra poder pertencer a categoria dos galos. De qualquer forma ela será afetada por essa baixa de peso

  • Engraçada esta perseguição, Ronda desce de categoria para fugir de Cyborg e a brasileira descendo para pegar de vez a loirinha..rs.

    Ótima análise, Felipe.
    Mas uma coisa é certa, se a Ronda anda melhorando sua trocação, ela será cada dia mais necessária com a vinda da Cris e Holm torna ainda mais necessária essa melhora.

    Sobre a Cyborg, acho que ela deva sim, vir e fazer uma luta até duas, mas precisamos ve-la na categoria. Já pensou em algo como aconteceu com o Barão na ultima luta dom o TJD?

    • Felipe Paranhos

      Pois é. Eu tenho bem pé atrás com essa suposta chegada arrasadora da Cyborg no UFC. Tem o corte de peso, que é violento, tem a própria pressão de estrear para milhões (muita gente se abala, muita gente mesmo), e tem a superestima que tantas vezes acontece no MMA. Vide Alistair Overeem, que ia chegar como um monstro nos pesados e tá aí perdendo pro Ben Rothwell.

    • Dan Mendes

      Quando foi que a Ronda desceu de categoria? Quando foi que ela lutou nos penas?
      Pelo que li no cartel dela só consta uma luta em peso casado.

      • Bart Simpsons

        Cyborg é campeã peso pena do invicta fc. A brasileira baixou para os galos e faria sua estréia no final desse ano, no entanto ela se lesionou. Se cyborg deseja um dia lutar contra Ronda, então tem que descer para os galos mesmo.

        • Dan Mendes

          ??
          Estou perguntando da Ronda não da Cris

          • Bart Simpsons

            Ela não lutou MMA nos penas, apenas chegou a lutar na categoria de 70 kg do judô.
            Fora isso, desconheço qualquer coisa sobre o assunto.

          • Pois é… mas comparar Judô com MMA no quesito categoria de peso é sacanagem, se a Cyborg fosse judoca poderia competir tranquilamente no meio pesado ou até mesmo no pesado ja que o peso normal dela sem preparação para MMA é 75 kg

    • Eric cdl

      Pois é, o correto seria a cris descer alguns quilos e a ronda subir um pouco pra ai ficar igual. O que a conteve é que a ronda que a mídia protege tanto por causa de seu rostinho bonito tem é muito medo de encarar a cris pois ela sabe que se casar o peso ela leva uma sãs maiores surras do mma. Pois ela não pode com a cyborg e qualquer um que entende de mma sabe disso!

  • Cauã Albuquerque

    Vai me desculpar, mas querer comparar a Cyborg a Ronda é um crime. A Cyborg é bem maior, já lutou thai e disputou campeonato de jiu, – vencendo-o, – somado a experiência da cris no MMA, eu, considero IMPOSSIVEL a Ronda vencer a cris.

    • Felipe Paranhos

      Pois eu considero bem possível. Inclusive porque, enquanto a Cyborg se viu às voltas com doping e enfrentou adversárias de menor nível técnico ou em matchups muito favoráveis (como a Coenen), a Ronda vem sendo testada repetidas vezes em alto nível. A curva de crescimento da Ronda é muito mais acentuada nos últimos anos. Se isso será suficiente para vencer a Cyborg, não sabemos. Mas que não é impossível, ah, não é mesmo.

      • Yuri

        Cris pode ter esse Muay Thai e JJ todo, mas a Ronda controla o meio de campo com o Judô de nível olímpico dela.
        Ela tem uma aproximação muito agressiva e quando cola é bem perigosa. Será que o JJ defensivo da Cris é suficiente pra segurar esse ímpeto que já rendeu medalha olímpica? Eu tenho minhas dúvidas.
        E se levar em consideração a evolução muito mais clara dela, como o Felipe bem observou, a situação fica feia. Mas torço muito pela Cyborg e espero sinceramente que ela esteja trabalhando muito o grappling defensivo pra encarar a Ronda.

    • Bart Simpsons

      Campeonato de thai é campeonato de thai, campeonato de jiu é campeonato de jiu. Não tem comparação com MMA não. Um exemplo é que a propria cyborg perdeu sua ultima luta disputada, uma luta de muay thai. Se fosse de MMA, você acha que ela teria perdido? Lógico que não. Cyborg, hoje, só perde para alguma lutadora dentre as tops do UFC.
      Ronda Rousey, tá trocando bem porrada, mas claro que ela não vai usar isso a luta toda, ela vai usar apenas para encurtar, como sempre, e depois vai colar e usar o judô pra botar p chão. Já no chão, talvez ela não finalize a brasileira, mas vai jogar no ground and pound, outro ponto forte da americana, e convenhamos, rousey tem a mão pesada também

      • sanguenosoi

        Ronda é limitada na minha opinião, as lutas dela são muito PAIA, assisto as de UFC..MMA etc..pelo grande espetáculo que dá! Se for pra ficar nesse lenga lenga de finalizar aff…Cris cyborg SIM sabe dá um VeRdAdEiRo ESPETÁCULO ! Ronda se for ficar so nisso volta pro judô e volta pras olimpiadas .Parabéns pelas vitórias não são emocionantes! Não sou expert en lutas e tal mas aos meus olhos a Ciborg é que dá o verdadeiro SHOW 🙂 . Na boa a cris tem tudo e mas um pouco pra dar uma paliza nela!

  • mazzaropi

    Ronda orientada por algum marketeiro inteligente capitalizou em cima do nome da Chis claramente… Melhorou seu boxe com certeza, mas eu acredito que o caminho é vencê-la na porrada ou torcer para uma possível finalização da Cat Zingano. No mais, Ronda fugiu da categoria e evitou o confronto direto sim!

    • Bart Simpsons

      Ronda pode até ter fugido algum dia, mas hoje a história é bem diferente, hoje a situação tá bem diferente.

  • heitor

    ela tem medo da crys, fato, e com rasão, qdo a mão da cris entrar, ja era, o soco dela é bem mais forte do q qualquer uma da categoria.

    • heitor

      razão* =D

      • Felipe Paranhos

        Rapaz, a Ronda foi “clipada” algumas vezes pela Miesha Tate na segunda luta. E parece que o queixo da loira é bem bom. Mas vamos ver!

    • Bart Simpsons

      Em primeiro lugar, a mão da Ronda é bastante pesada para a categoria. Em segundo lugar, Cyborg é muito forte na categoria de peso dela, mas ninguém sabe como ela vai chegar para essa nova categoria, depois de tanto peso perdido. Vai chegar com menos velocidade, menos explosão, menos força, enfim, tem muitos detalhes que podem afetar seriamente a brasileira fazendo com que ela não tenha tão bom rendimento como se estivesse na categoria de cima.
      Bom, de qualquer forma, p mim, mesmo que a cyborg chegasse 100% na categoria, sem nada afetando ela por esse fator de perda de peso, mesmo assim a Ronda seria extremamente favorita, é muito mais completa.

  • Paulo Melo

    Acho que realmente a Ronda está com receio de enfrentar a Cris , e com razão pelo poder da brasileira , e também vindo ainda com esse papo de dopping Rowdy quer sim evitar essa luta ou quem sabe adiar , já que está em constante evolução e conforme o tempo passa as chances da Ronda aumentam , já a Cris , acredito que ela está na dela, tentando o possível pra pegar a Ronda pois sabe que uma vitória sobre a mesma acrescentaria muito$$$$$ na carreira dela em vários sentido .
    Acredito que se a luta fosse no 66 kg , Cris venceria , mas não acho que tenha tanto favoritismo , a Ronda podia muito bem “enrola” a luta e cansar a Cris e ai no final , já sabemos , mas com o tempo esse favoritismo da Cris vai diminuindo
    Acho muito , mas muito difícil a Cris bater 61, ela já lutou em peso casado de 68 , o pessoal que assiste luta comigo brinca que a Cyborg tem a estrutura do Bendo rs ou seja muito forte pro peso , e caso ela bata 61 creio que vai perder muita potencial , ai é prato cheio pra Ronda .
    Felipe, vc acredita que a Cyborg bate os 61 kg ?
    Espero que sim , eu quero ver essa luta , mas sinceramente acho não vai rolar ,,,

    • Juan

      Amigo, Ronda é medalista olímpica. Ela foi criada em um ambiente onde dopping é tratado com muito mais severidade do que no MMA. Então ela vai bater nessa tecla mesmo e com razão.

      • Jonas Angelo

        Certo. Concordo contigo sobre ela ter razão, mas sem exageros, ninguém é o dono da moral e dos bons costumes (como a Ronda julga ser) pra querer dar lição de moral em que se dopou. Esse papel de autoridade não cabe à ela.

        • Felipe Paranhos

          Jonas, desconta a parte do dirty talk. Essa coisa de que deveria ser acusada de homicídio é aquele exagero pra gerar manchete que o atleta americano sabe fazer (e que, inclusive, o brasileiro, em geral, não sabe). Ronda é PHD em media training. hahaha

    • Felipe Paranhos

      Paulo, bate sim. A questão é como vai se apresentar no dia seguinte. Por isso que eu tenho pé atrás em relação a essa certeza do pessoal de que ela detonaria a Ronda. Se eu sou o oddsmaker, a Cyborg chegaria como azarão. E acho, sim, que provavelmente a Ronda teria vantagem à medida que os rounds passassem. Mas uma coisa é certa: se a gente tá discutindo tantas variáveis, é porque realmente a luta merece o hype que tem. Abraço!

  • Saulo

    Excelente texto Felipe! Concordo 100% com vc. Ao Contrário do McGregor, que pode sim perder pro Siver, a Cyborg é vitória garantida e pode mt bem rodar um pouco antes. Enquanto isso, se constroi ainda mais a rivalidade. Pode ser o maior ppv de 2015 quem sabe

    • Felipe Paranhos

      Pois é. Se jogarem a Cyborg contra uma adversária que o jogo case, é praticamente certo que teremos um KO, uma provocação nos microfones, tudo aquilo que a gente conhece.

  • Leo Corrêa

    Na real, esse comentário de que a Ronda ganha porque não pegou a Cyborg deu no saco já. Além do mais, a bem da verdade é que a Cyborg nunca pegou ninguém do nível da Ronda também.

    • Felipe Paranhos

      É um fato. As últimas adversárias da Cyborg têm nível questionável quando se compara com o top-3 do UFC. E ainda coloque na conta o tempo de inatividade dela ao longo desse período. Duas lutas de 2011 pra cá é muito pouco.

  • Maldonado Pepey

    Concordo,msm antes do KO/TKO eu já achava que ronda vs cyborg não seria essa baba toda a favor da cyborg,é uma luta muito equilibrada não me arrisco a dizer quem venceria,até pq a ronda vem lutando e evoluindo constantementeé a cyborg vem de 3 lutas nos últimos 3 anos é ainda tem a questão do peso ninguém sabe como a cyborg vai ser portar na categoria de baixo,enfim existem muito fatores que dizem que a luta n seria uma baba pra cyborg,muito pelo contrario…

  • Dan Mendes

    Muito bom você tocar neste assunto, Felipe. Eu mesmo acho que esse Trash talk das duas é vazio e já encheu o saco. Torço para que elas lutem só para parar com esse Lixo.

    Engraçado é que no tópico de previsões do Renato eu falei o mesmo que você: Cyborg terá que lutar 1 ou 2 vezes para enfrentar a Rowdy…Para arrisca perder a lourinha a luta dela contra a Cris tem que valer muito a pena. É claro que fui “apedrejado”, mas quando alguém com mais NOME diz as pessoas respeitam. 😀

    Valeu, Felipe!

    • Felipe Paranhos

      hahahaha, eu acho que é isso. O UFC achou um tesouro na Ronda — sobretudo num momento sem Anderson, Lesnar e GSP. Do ponto de vista do negócio, não dá pra jogar uma pessoa que realmente pode vencê-la direto nos peitos da campeã. Jogar a Cris num co-main event antes ou encorpar um evento grande com ela é muito mais negócio pra eles. Eu faria isso.

  • Fã do 6Round

    Mas que é gata demais essa Ronda ninguém discute, qué isso

  • Bart Simpsons

    Com a perda de peso, Cyborg vai ficar menos forte, vai ter menos agilidade, menos punch, menos força, enfim, menos tudo. Bom, em condições normais, eu já acharia a Ronda amplamente favorita por ser mais completa do que a brasileira, agora, imagina com todos esses problemas extras que a brasileira terá que enfrentar.
    Ronda vence by atropelo.

  • Rodrigo Purgato

    Sou totalmente contra o doping no esporte, quando o esporte está em constante crescimento então, como é o caso do MMA, me dá nos nervos pensar que atletas põe tudo em risco se dopando. O MMA ainda é visto com maus olhos por grande parte da população mundial, pra muitos é pura selvageria e isso não é exagero meu, reúnem suas famílias e pergunte aos mais velhos sobre MMA, enfim. A Cris cometeu esse grande pecado, pagou por isso? Talvez, 1 ano parada e o retorno como se nada tivesse acontecido não é o bastante para mim, mas não sou que imponho as regras. De toda forma, o esquecimento pode partir dela, dos seus fãs, até do seu povo, mas para seus adversários esse pecado sempre será lembrado. O que a Ronda faz é provocação, é intimidação, é deboche, e não acho que ela esteja errada, afinal, faz parte do show. Quem se incomoda. não se incomodaria se o doping não tivesse acontecido, então vale escutar, mesmo que enfurecido. Não vejo nenhum pouco de medo na Ronda de enfrentar a Cris, até porque ela tem uma técnica muita apurada e é capaz de finalizar qualquer um, prova disso são suas 8 lutas terminadas dessa forma. Entendo que o brasileiro sempre puxa a sardinha pro seu compatriota, mas me incomodo com todo o favorecimento a Cris em detrimento a Ronda, nessa história pra mim, a culpa foi só a brasileira que arcará pro resto da sua vida com as gozações de seus adversários. Me impressiona muito é que quando falamos de uma luta entre Werdun x Hunt, a nobre arte é destacada e uma suposta derrota seria fatalidade para o brasileiro, quando falamos de Ronda x Cyborg, o que importa é a mão pesada da brasileira. Sinceramente, só faço questão que essa peleja aconteça, pra ver a americana finalizando a brasileira.

  • Roberto Ferreira

    Pessoal, a chave para vencer a ronda é trabalhar com ela todo tempo perto da grade, a Ronda sempre procura um espaço para seus golpes de judô, quando ela está trabalhando próximo a grade não sabe o que fazer, por que não encontra espaço para as suas quedas, e torna-se uma lutadora comum. Assistam as lutas dela e vejam que todas as vezes que ela vai para a grade não consegue desenvolver o seu judô. Qualquer lutadora teria mais chances de vencer a Ronda trabalhando a trocação nos primeiros rounds com as costas na grade, observando que a Ronda dá muita joelhada quando está na grade imprensando sua adversária. Esse é o caminho para neutralizar o jogo dela, fazendo ela se desgastar e perder parte do impeto que ela tem sempre no primeiro round. avisem para Ciborg e para Bethe 🙂

Tags: ,