Podcast: bate-papo especial sobre o UFC 179

Renato Rebelo | 28/10/2014 às 19:40

Está no ar a trigésima oitava edição do nosso podcast!

Nesta semana, tive a companhia dos jornalistas Alexandre Matos (editor do MMA Brasil e colunista do Sexto Round) e Adriano Caldas (repórter do Combate.com). 

Em pauta:

– UFC 179
– Perguntas dos ouvintes

Espero que gostem!

*Para baixar o programa, basta clicar na setinha apontada para baixo na parte superior do “player” à direita.

**Para receber o “feed” do podcast, clique aqui.

*** Para escutá-lo no Itunesclique aqui.

  • Edgar Santista

    aí sim quase 2 horas, =]

    • Rafael Cunha Caroline Reis

      Agora sim, podcast ainda mais responsa!

    • Dan Mendes

      Eu achei curto 😛

  • Jorge Nojikoski

    Pô, o tempo voou ouvindo mermão. Concordei com as ideias, muito bom rapazeada!

  • WILLIANHVP

    Podcast ta muito bom

  • Rafa FriAll

    E o agente infiltrado está fazendo bem seu trabalho…rumo as 2 horas Agente A.

  • Engraçado esse podcast, a parte que o Alexandre fala que o Aldo ia da meia dúzia de bica no Nate eu ri alto! Penso a mesma coisa.
    É foda comentar podcast por serem muitos tópicos abordados, e nesse concordei com praticamente tudo, até fiquei pensando em alguém mais trocador que o Aldo, mais realmente é dificil.
    Quanto a minha pergunta, concordei com a resposta do Alexandre, e acho que o Patricio bate sim de frente com o TOP 5, e a partir dessa apresentação veríamos se ele toparia com Chad e Zé. Mais pra isso teria que suar bastante sem dúvida.
    Ja Aldo nos leves, assim como Renato falou acho que teria que fazer superlutas não necessariamente valendo título, podiam dar até o Bendo que é ex champ, mais teria que rolar a luta contra Pettis, que ao meu ver, mesmo se Anthony perder a cinta, seria uma das melhores lutas da história.

    • Crownck Vanko

      Cara eu acho que se o Aldo fizer uma luta na categoria de cima, só é valendo o cinta, não importa quem é que esteja com ela, pq não faz sentido ele subir de categoria apenas para se “testar”.

      • Eu acho válido, visto que Anderson ja fez a mesma coisa quando a sua categoria estava estagnada ou sem contenders renomados. E a dos leves está chegando nesse patamar, passando pelo magregor, sobra o vencedor de Swanson e Edgar, ambos ja batidos pelo campeão.

  • Crownck Vanko

    Hoje eu vejo apenas 3 pessoas na frente do Conor McGregor rumo a cinta que são Dennis Bermudez, Frankie Edgar e Cub Swanson, FE ou CS vai disputar a cinta caso vença a luta entre eles e, ai sobra o Bermudez que se vencer o Lamas fica com 8 vitórias seguidas na categoria, a pergunta é, não seria melhor casar Bermudez vs McGregor(isso se os 2 vencerem as suas lutas) para ver o próximo a disputar o cinturão?

    • Leonardo Neves

      Melhor pra nós, pro UFC não.

  • Braynner Motta

    Dica sera que rolava um grupo no whatsapp pra debatermos junto com vcs nos ouvintes do podcast seria uma honra para nos ^^

    • Renato Rebelo

      Boa sugestão. Vou estudar a proposta e, havendo quorum, de repente é uma…

      • havendo um quorum é sacanagem, Renatão!!..rs. Vai bombar!

      • Yuri David

        Os internautas daqui iam poder trocar ideia e discutir as lutas durantes os eventos, ia ser bem da hora!

      • Cayo

        Seria frenético! Sobretudo durante os eventos!

    • Dan Mendes

      Verdade. Mas por que você mesmo não cria um grupo e quem quiser entra.

  • Cauã Albuquerque

    Gostaria que os colunistas do sexto round analisem com olhar crítico essa minha observação sobre o Pettis:
    O ser humano é meio animal e, querendo ou não, somos persuadidos quando ouvimos a mesma opinião de várias pessoas quando se trata de um determinado assunto. O Pettis é muito badalado, porém, querendo ou não o seu cartel é fraco. Ele é tido como grande trocador, mas no seu cartel os melhores strikers que enfrentou foram, Cerrone e Stephens. MMA não é matemática e não gosto de olhar pelo lado que os leigos olham, tipo: João venceu Pedro, logo, se João enfrentar André que perdeu pra Pedro, João vence. Se eu for olhar por esse lado, Pettis venceu Stephens Pô SD que perdeu pra Swanson e Cerrone por UD, então, por essa lógica Cerrone deveria ter batido Pettis, né não? Guida perdeu por TKO pra Mendes, logo, Mendes venceria Pettis, né verdade?

    O Pettis é um exelente atleta, acima da média, porém, ao meu vê, ele tem que ser testado de verdade com um grande striker. Nem de longe enxergo Pettis como um dos melhores striker do MMA atual. E contrariando todas os especialistas, eu considero os penas de maior qualidade – apesar de em menor número – do que os leves. Aldo, Edgar, Chad, Swanson e Bermúdez, eles não são lutadores unidimencionais como vemos muito entre os tops dos leves. Pettis, Cerrone e Kabib são QUASE unidimencionais… Uq anula muito essa fraqueza do Kabib e do Pettis é que, uns não atacam o Kabib com medo de ser quedado e outros ficam na distância com o Pettis por medo de ser “canelado”. Ben henderson é bom em tudo e exelente em nada e Thompson tb é parecido com o Ben, só que, com wrestling melhor. Resumindo: Aldo vence pettis e quase todos da categoria de cima. Na minha opinião – que dificilmente falha diga-se de passage. Concordam?

    • Renato Rebelo

      Infelizmente, não concordo Cauã. O Pettis é um striker muito bom sim – baseado no taekwondo-, mas o que o torna excelente é exatamente a heterodoxia. MMA é planejamento e contra o Pettis tudo pode mudar a qq momento. Quando qq outro atleta tentaria dar um “beija-flor” no Ben Henderson? Esse, inclusive, é faixa-preta que disputa campeonato de pano a torto e direito (já foi terceiro no mundial de marrom) e foi finalizado pelo PEttis que era azul. Ele é talentoso e bizarramente criativo. O Aldo é o contrário. Ele faz talvez o melhor feijão com arroz do mundo. Por isso que é tão interessante esse casamento. A questão pra mim é o tamanho. O Aldo tem 1,70m e 1,78m de envergadura, enquanto o Pettis tem 1,78m e 1,86m. O Khabib, por sua vez, é um cara que, brincando, leva 10kg a mais do que o Aldo pro octógono – e isso é mt coisa pro nível de competitividade e contra alguém que vai grudar em 25 o tempo td. O Aldo é um monstro, mas não dá pra desprezar essa diferença física.

      • Cauã Albuquerque

        Como eu disse, ele é um grande atleta. Só não tiro conclusões pq meu lado “analista” (rs) não me permite fazer isso forçadamente. Ainda acho que o Pettis tem que si testar contra grandes trocadores para que eu possa analisar o seu real potencial na trocação. Juro que gostaria de ver Barbosa vs Pettis, mas o queixo do Edson faz com que minha expectativa baixe. Pra mim é óbvio que a finalização contra o Bendo foi fruto de três fatores: 1) Ben sentiu o chute; 2) Ben se descontrolou e 3) Ben fez a defesa errada. Óbvio que em uma luta de submission o Pettis JAMAIS venceria o Bendo. Pfv, não estou desmerecendo o Pettis, longe disso. Essa é minha opinião e por mais forsação de barra que eu faça, eu não consigo tirar conclusões precipitadas do Pettis. Até pq enxergo muitas brechas em sua trocação. Muitas.

    • Fera, muito obrigado por expor sua opinião, mas discordo de você em alguns pontos.

      Pettis não tem nada de unidimensional. O garoto tem um jiu-jítsu arisco, muito agressivo e de alto senso de oportunidade. Finalizou o Ben Henderson numa luta e quase tinha feito o mesmo na primeira, sem contar o desespero que a guarda dele deu no Clay Guida. Falando em guarda, ele pegou uns 3 ou 4 no WEC no triângulo.

      Na troca de golpes, ele é tão monstruoso que, mesmo se fosse unidimensional, seria um perigo constante. O arsenal de chutes e combinações do Pettis são tão versáteis que os adversários sempre ficam receosos, já que pode vir um rabo de arraia, um chute caminhando na grade ou uma estrela. O moleque é imprevisível e criativo, uma combinação mortal pra quem é técnico como ele.

      Pra fechar o balaio, Pettis ganhou do Stephens jogando no wrestling. Ou seja, o moleque faz de tudo.

  • Gustavo Menor

    Renato, segundo a transmissão do UFC, o Tony Martin é faixa-roxa de JJ e não preta como dito no podcast. Abs!

    • Nilo Júnior

      Qual frase combina mais com o Morango: “Não tem mais bobo na arte suave” ou “Que fase…”?

      • Gustavo Menor

        Com certeza a “que fase”. Morango defendeu o arm lock levantando contra o Jim Miller, o que é inadmissível pra um faixa-preta legítimo como ele e tomou uma Kimura de um atleta que abusa desse golpe, então era dever de casa ter se preparado pra tal situação. O pior é que a Kimura saiu de uma defesa/contra-golpe da Kimura que é muito manjada.

    • Renato Rebelo

      Rapaz, pelo que eu soube, ele era faixa-roxa em 2012. Deixa eu pesquisar aqui…

      • Gustavo Menor

        https://twitter.com/tmartinmma/status/397552344985907200 Ele ganhou a roxa no fim de 2013. No profile do UFC ele tá de roxa também.

        • Renato Rebelo

          Opa, então, tá dito. E olha que ouvi isso de alguém que conhece o cara hehe. Obs: pior ainda pro Morango, não?

          • Gustavo Menor

            Muito! Ser finalizado pelo Jim Miller não é vergonha pra ninguém. Mas, convenhamos, foi vergonhosa a forma como o Morango defendeu o arm lock do Miller e como caiu na armadilha do Martin. Abs!

  • Cesar Barros

    Prezado Rebelo, apenas para fortalecer a questão do “Discovery Channel”, a doença do Jorgensen, o vitiligo, se caracteriza pela incapacidade crescente de determinadas partes da pele em produzir melanina. Então, o que parecem ser manchas claras (se fosse uma micose) são na verdade a ausência de um tom normal da pele causado pela falta de produção natural de melanina. Desta forma, há procedimentos q conseguem inibir a produção de melanina pelas partes remanescentes de pele que ainda a produzem. Assim, no caso do Jorgensen, o que parece ser o resultado de uma mancha clara que se expandiu por toda a pele, é uma incapacidade global da pele dele em produzir melanina, dando este tom albino. Abs.

    • Renato Rebelo

      Opa, muito obrigado pela explicação, Cesar. Povo, viram a diferença de um semianalfabeto dizendo que o cara “virou uma mancha inteira” e alguém que entende do assunto? hahaha

      • Cesar Barros

        Um jornalista especializado em MMA não tem q saber isto. Tem q fazer um bom e competente jornalismo em MMA como vcs têm feito no 6o Round. Abs!

    • Cauã Albuquerque

      Ou seja, ele tomou o medicamento para que o corpo voltasse a produzir melanina? É isso?

      • Dan Mendes

        Não, o contrário.

  • Nilo Júnior

    Gostaria de deixar uma questão aqui que me passou pela cabeça durante Davis x Teixeira.

    Não é novidade pra ninguém que carro-chefe do Mr.Wonderful é a luta agarrada. Logo, se você vai lutar com ele um dia, é mais óbvio ainda que ele vai tentar te segurar no chão, sendo você bom de luta agarrada ou não.

    A questão que permeia meus pensamentos é: não ter qualquer tipo de resposta para principal arma do seu oponente é sinal de falta de preparo ou excesso de confiança?

    • Renato Rebelo

      Nilo, o Davis é campeão da NCAA. Por mais que vc passe seu camp inteiro treinando wrestling tres vezes por dia, vc jamais vai conseguir fechar esse gap. Os únicos caras que conseguiram repelir esse jogo do Davis foram outros ótimos wrestlers (não tão bons quanto ele, mas mt bons). Falo do Rashad Evans e do Anthony Johnson. Por mais que treine e seja mt difícil de ser quedado, o lastro de diferença é mt grande entre o Davis e o Glover. É treino, não tem jeito.

  • Yuri Yamaura

    Minha semana não é a mesma sem podcast. Parabens pelo trabalho.

  • Renatão, o player está com algum problema. Quando deu 1:49:49 ele para de tocar o Podcast.

    rs

    Parabéns pelo trabalho, Rapaziada!

  • Michelle Souza

    Parabéns, meninos pelo excelente podcast!
    Falando ainda um pouco sobre o Glover, vocês acreditam que ele ainda sofra com a lesão no ombro direito que sofreu quando lutou com Jon Jones?
    Bjsss meninos.

  • Betinho Moscoso

    Um excelente podcast,como sempre,diga-se de passagem !

  • Generación NiNi™

    agora sim o podcast tá ficando com um tamanho ideal

  • Cesar Barros

    Prezado Rebelo,

    Sobre o Phil Davis, achei mto boas as palavras recentes do Lyoto, confirmando q de fato o americano joga de forma mto estratégica, aproveitando para pontuar em todos os momentos, mas q não o considera “marcialmente” perigoso. Enfim, um player q joga com o livro de regras debaixo do braço e, segundo uma interpretação minha, um cara considerado bem mais chato de se lutar contra do que propriamente assustador. Neste sentido, mesmo q ele venha com uma sequência mto boa de vitórias sobre brasileiros, penso q seja um tremendo exagero chamá-lo de brazilian killer, visto q a alcunha de matador deveria ser dada àqueles atletas que sejam de fato marcialmente perigosos (ex. Aldo, JJ, Weidman, Pettis, entre outros). Alcunhas à parte, e se precisasse de alguma, ele poderia ser chamado no máximo de um “Ganhador de Brasileiros”

    Sobre o Aldo, sem sombra de dúvidas, o maior p4p do MMA, alguns degraus acima do JJ por pontuar bem acima em vários critérios sob a ótica da trocação (contundência relativa à categoria, variedade de golpes e combinações, eficiência, etc), além de não ter sobre os outros adversários da 66kg a vantagem q o JJ tem de alcance sobre os seus oponentes, com exceção do Gustafson.

    Abs fortes e parabéns pelo 6o Round.

  • Dan Mendes

    As bombas da semana não cairam na terça mas caíram na segunda: Luta da Ronda adiada, Chris x Vitor marcado para dia 28/02, que será mesma dia da luta da Ronda que fora adiada. Myles vai pegar o Cerrone no UFC 182.

  • Bruno

    Rebelo, acredito que a questão do Conor não enfrentar o Aldo agora só pode ser uma: contrato.

    Ele falou bastante na lota com o Poirier que ele sabe que quem estava alavancando as vendas de PPV era ele, mas que ele ainda não recebia cotas de PPV, e que ele esperaria os números pra confirmar que ele tem esse cacife.

    Imagino que o Conor ainda tenha uma luta neste contrato atual, sem cotas, e teria negociado para lutar com o Aldo (possível campeão de PPV do ano) quando já recebesse cotas.

    • Guest

      ??? Repostou meu comentário?

  • Bruno Conde

    Rebelo, acredito que a questão do Conor não enfrentar o Aldo agora só pode ser uma: contrato.

    Ele falou bastante na luta com o Poirier que ele sabe que quem estava
    alavancando as vendas de PPV era ele, mas que ele ainda não recebia
    cotas de PPV, e que ele esperaria os números pra confirmar que ele tem
    esse cacife.

    Imagino que o Conor ainda tenha uma luta neste
    contrato atual, sem cotas, e teria negociado para lutar com o Aldo
    (possível campeão de PPV do ano) quando já recebesse cotas.

    • Tá rolando um boato que as vendas do UFC 178 foram baixas, como eu tinha previsto aqui em outra coluna. Vamos aguardar os números.

      • Bruno Conde

        Pode até ser Alê mas isso não anularia a teoria. Ele era a terceira luta em importância e seria muita pretensão dele achar que a alavanca de um card tão recheado de atrações seria ele. Mas ele tentou vender o peixe dele, e deve ter chegado pro patrão e falado: é o seguinte, se eu lutar pelo cinturão eu encho um estádio na Europa ou no Brasil. Se vocês querem que eu coloque todo meu apelo sobre a promoção dessa luta eu quero minha fatia das cotas. E isso esbarraria em um contrato sem cotas com uma luta por cumprir.

        Pro UFC é vantajoso, pois sabe que só com ele poderá atrair de vez atenção para os levinhos, então que seja feita a vontade do fanfarrão. O cara tem duas vezes a envergadura do Siver, deve dominá-lo por completo e chamar o Aldo já na entrevista.

  • Nilo Júnior

    Se a equipe do podcast me permitir, gostaria de complementar com uma frase mago do boxe Nazim Richardson uma colocação que o Renato fez sobre o Aldo ter se transformado após sofrer o knockdown.

    “My impression of the fight … Shane’s going to come out and hit Floyd in the mouth and Floyd is going to sprout a tail, grow wings, draw fangs and claws and turn into a dragon in the ring… and start spitting fireballs” – Nazim Richardson on 24/7 before his fight with Mosley.

    Grosseiramente traduzido:
    “Minha impressão dessa luta…Shane vai chegar e acertar o Floyd na boca então o Floyd vai criar uma cauda, crescer asas, mostrar as presas e garras, se transformando num dragão cuspindo fogo no meio do ringue.”

    • Renato Rebelo

      Bela adição, mano. Certos caras precisam levar um calor pra crescer. Quem não lembra do Freeza no Dragonball Z que se transforma quando tá apanhando?

  • Leandro Coimbra

    Pô Renato, cê tem que entender que o trânsito no Brasil é caótico, o podcast me salva nessas horas e menos de 2h de programa não dá. Hahahah. Abraços!

    • Renato Rebelo

      Hahaha show de bola, fera. Quando houver assunto, faremos mais longo

  • Maxwell Rodrigues

    Engraçado que a unica derrota do Aldo foi justamente quando ele lutou de peso-leve.

  • Leonardo Paz

    podcast sempre fora de serie, mas tenho uma reclamação!!!
    o programa esta curto, eleva isso ai para umas 2h ou 2h 1/2!!!!!
    o Renatao atende os fãs ai!!!!!

  • Jonatas Maciel da Silva

    Renato Rebelo. Acho que faz sentido o ufc não casar Connor vs Aldo , pois o Joe Silva deve ver que o nível técnico do aldo está muito acima e colocar o Connor agora seria só para perder. Se querem que ele seja o campeão eles vão ter que amadurecer o Connor a médio e longo prazo. E assim terão mais “probabilidade” de colocar o Connor em um patamar de um campeão fábrica de riquezas. Sei que há a possibilidade dele perder pra outrem nesse percurso, mas se colocar agora contra o Aldo as probabilidades de “Queimar” o Connor como brasa são gigantescas.

Tags: ,