Conor McGregor no Rio de Janeiro: o que esperar?

Lucas Carrano | 20/10/2014 às 13:13

Há algum tempo, a presença de Conor McGregor no Rio de Janeiro para o UFC 179 vinha sendo confirmada.

Porém, a semana do único pay-per-view brasileiro em 2014 começou com um recado direto do irlandês sobre o que sua estadia em solo brasileiro nos reserva.

Chegando no Rio nesta segunda para impulsionar as vendas do UFC 179. Me gusta la mama cita (sic). Big Papi está na cidade. Beijem seus pés”, publicou o “Notório” no Twitter, demonstrando ignorar totalmente qual idioma realmente se fala por aqui.

ronda-rousey-marcou-presenca-do-ufc-brasilia-1410664534822_1920x1080

Rousey no Fight Night de Brasília

A estratégia não é nova. Especialmente em 2014, ano zica e de eventos sem tanto apelo em solo nacional, o UFC tem apostado bastante na presença de estrelas internacionais nos side-events para alavancar a presença do público e o interesse/a cobertura jornalística.

Especificamente do ponto de vista da imprensa, o qual é possível falar com mais propriedade, tanto Chael Sonnen em maio e Ronda Rousey em setembro acabaram sendo destaque até mesmo maior do que os próprios protagonistas dos cards aos quais compareceram.

Talvez esse não seja exatamente o caso agora.

Talentoso, campeão e brasileiro, José Aldo cumpre todos os requisitos básicos de valor-notícia para ser o crème de la crème desta semana e justifica totalmente o fato de encabeçar o evento mais importante do país outra vez.

Por outro lado, dado o ineditismo de sua presença em terras brasileiras, e até mesmo seu perfil em comparação ao do próprio Aldo, é provável que McGregor ganhe no volume de notícias a seu respeito – mesmo que no frigir dos ovos, após o evento, a grande nota seja “Aldo venceu/perdeu para Mendes”.

Por isso mesmo espere um scrum (aquelas entrevistas os jornalistas se amontoam em cima dos atletas) bem mais concorrido para o irlandês, inclusive em um horário destacado do media day oficial – quando todos os principais lutadores falam com a imprensa.

Outra presença quase tão certa quanto a do próprio irlandês na Cidade Maravilhosa é a do seu “cinturão” (fake, óbvio, mas não menos divertido por causa disso), com o qual Conor tirou onda e cobrou uma disputa pelo verdadeiro logo após bater Dustin Poirier.

Aliás, falando no tal cinturão, a atitude de McGregor foi elogiada por ninguém menos do que Chael Sonnen, primeiro e único analista de trash talking.

Muitas pessoas disseram que foi ridículo, mas muitos outros acharam que ele era mesmo o campeão. Muitas pessoas não sabiam que ele estava apenas se exibindo com o cinturão, várias pessoas que estão se ligando agora no esporte. Bom para o Conor e ruim para todo o resto”, falou o Gângster à revista “Fighters Only”.

SPORT+UFC+06_5

McGregor alvejando Poirier

O próprio Sonnen, vale a pena lembrar, já se valeu do expediente de aparecer com o cinturão e se autoproclamar o campeão, antes de seus duelos com Anderson Silva.

No caso do agora ex-lutador, no entanto, isso aconteceu por meio de uma montagem que envergonharia até mesmo o mais inexperiente “Sobrinho”.

Aproveitando o último gancho deixado por Chael, se há uma coisa que não espero é ver a (posteriormente classificada como falsa) hostilidade utilizada pelo norte-americano como catalisador a fim de obter sua tão sonhada disputa de cinturão em McGregor – até porque, convenhamos, seu hype train já atropelou a todos e esse direito já lhe parece garantido.

Cinturões, provocações, irreverência, roupas exóticas, atenção da mídia e tudo já dito ou sugerido à parte, minha maior espera é mesmo para o dia 25 de outubro, no Ginásio do Maracanãzinho, quando Conor McGregor estará assistindo a luta principal do UFC 179.

Caso José Aldo vença, é bom que se diga (já que uma eventual derrota do brasileiro mudaria totalmente o rumo da categoria), vejo quase como inevitável uma “invasão” de octógono – e aí sim, quem sabe, com direito até mesmo ao cinturão falso, provocações, roupas exóticas, irreverência e, é claro, muita atenção da mídia.

E vocês, amigos do Sexto Round, do Maracanãzinho ou do sofá, o que esperam de Conor McGregor nos dias que seguem e, principalmente, no próximo sábado?

Abraços.

  • Fernando

    E aí, aos amigos colunistas do 6R, já garantiram seu lugar lá no ginásio?? Tds vão cobrir in loco o evento ??

    • Lucas Rezende

      Só se você pagar minha passagem de Belém para o Rio, Fernandão!

      • Fernando

        Olha, eu acho que de casa vc consegue ver com mais conforto, tem melhores ângulos, tem reprise…rs….

        • Renato Rebelo

          Eu, Carrano e Alexandre estaremos lá, Fernando!

  • Vitor MR

    Só não pode ser ridículo como o teatro da invasão de cage do Bellator.

    • Renato Rebelo

      Aquilo foi tosco demais msm. Pra quem não viu: http://www.youtube.com/watch?v=fkhHcCNe97M

      • Mateus Caraúna

        kkkkk, q bosta, a do lawal x jackson foi bem melhor!

      • Juliano F. Mattos

        Com direito a mascarado e tudo!

  • Renan

    Tô esperando uma invasão estilo WWE mesmo….se o chad vencer,talvez o clima fique um pouco mais pesado

  • No caso de vitória sobre o Mendes, Aldo tem que pegar o microfone e dizer no melhor da “língua Irlandesa”:

    Benvenuti a Rio, Notorious! Tu sei il prossimo!

    • Jonas Angelo

      Boa! Sem empurrão dessa vez. hehe

      • Já pensou, para relembrarmos tempos de Rampage X Wanderlei silva no Pride?..rs..

        • Jonas Angelo

          Seria um pimenta e tanto. hehe

    • Dan Mendes

      O Aldo já disse que é ridiculo e seria falta de respeito o Connor disputar a cinta.

      É um cabecinha mesmo.

  • Marcelo

    Cinturão falso? Já virou uma cópia barata do Chael Sonnen. E o Sonnen tinha graça porque ganhou 4 rounds do campeão e dava pra acreditar que venceria uma revanche. Esse aí pegou o cinturão falso antes da hora, ele tinha que esperar perder pro Aldo primeiro antes de repetir a piada.

    • Renato Rebelo

      Hehe concordo que o rapaz é meio precoce.

  • Victor Augusto

    O UFC poderia trazer a Ronda de novo pra promover o evento aqui HAHAHAH

    • Dan Mendes

      Poderia dar certa “dela” vir luta aqui. De preferencia em SP 😀

  • Felipe Lemes

    Vai ser uma presença notória no Brasil

  • mazzaropi

    Conor chamou os holofotes pra ele… Bom para o Aldo!

    Aproveite!

    • Renato Rebelo

      Excelente pro Aldo msm, Mazzaropi.

  • Flavio Aldo

    A presença dele vai ser ótima pro Aldo em caso de vitória de preferência rápida,ai o Aldo tem q fazer a parte dele que é desafiar o Connor ali msm no ccage .

  • Felipe Lemes

    Sai Sonnen, entra McGregor…
    como dizia Raul, “…Porque você mata uma e vem outra em meu lugar..”

  • Bart Simpsons

    Aldo tem que nocautear brutalmente, depois pega o microfone e fala: – Eu sou o maior de todos nos pesos penas, eu sou o melhor p4p do UFC, aliás, eu sou o maior lutador que o UFC já viu (pode exagerar sim, p dar aquela cutucada de vez em McGregor). Aqui está o cinturão, se alguém deseja-o, pode esquecer, porque eu acabarei passando por cima de qualquer um que aqui chegue para me tomar. Se eu fosse os outros lutadores, teria medo de enfrentar um cara tão excepcional como eu e até mudaria de categoria para não ter que passar vergonha diante de alguém como eu.
    Claro que Aldo não vai falar isso tudo, aliás não vai falar nem sequer um pouco disso ou algo parecido com isso, mas seria bom ele dar uma provocada sim depois de destruir o Mendes. Seria um sonho realizado para Dana, e acho que nunca uma luta seria tão vendida na história das categorias mais leves.
    Aldo até poderia falar tudo que eu disse acima, não soaria como prepotência, mas como realidade, pelo menos em boa parte daquelas palavras.

  • Rodrigo Tannuri

    Eu espero uma loucura. Sério, esse rapaz é o que há em termos de inovação. Gosto muito de novos talentos, quando estes chegam chegando então, melhor ainda. Não vejo esse jeitão do Conor como algo desrespeitoso. É aquilo que o próprio diz: “Sou um cara confiante antes das lutas, mas, ganhando ou perdendo, eu sempre serei humilde.” O irlandês voador é uma onda! Tenho certeza que boa parte da imprensa vai adorar ter essa experiência com ele. É claro que muitos ainda vão insistir em transformá-lo em inimigo número um do Brasil, mas torço pra que essa ideia diminua cada vez mais. McGregor veio pra ficar. Seja com sua extravagância, talento e oratória. Por mais atletas “multimídia” como ele no MMA.

  • will

    É extremamente aborrecido ver esse babaca (McGregor) tirar as atenções dos atletas que vão lutar. Cara chato, desagradável. Lugar de palhaço é no circo. Levar o MMA pra esse lado de show, como no boxe, é um tiro no pé. Se quer ser um esporte reconhecido, o primeiro passo é se afastar de Las Vegas. O boxe profissional é uma palhaçada! Outro dia um boxeador disse que é 90% alienígena! A nem…

  • Fernando Mangger

    Na moral galera, acho o Chad Mendez mais perigoso para o Aldo do que o McGregor, Para mim o Irlandez por enquanto é só garganta (com todo respeito, mas Poirier não é parâmetro para muita coisa, ele era o 5º do rank na categoria, mas os fodões mesmo nesta categoria são o Aldo, Edgard e Mendez o resto é “cone”).

  • johny b. good

    Acho que um campeão brasileiro nunca esteve com tanta pressão em uma luta, vai ser tenso.

Tags: ,