Gagnon: uma mensagem dura para Renan Barão

Renato Rebelo | 16/10/2014 às 22:36

Descobrimos ontem à noite que Renan Barão retornará ao octógono no dia 20 de dezembro em Barueri, São Paulo, contra o canadense Mitch Gagnon.

E há basicamente duas maneiras de encararmos tal anúncio.

1- Molezinha. O ex-campeão varrerá esse fulano e terá nova chance para reconquistar o cinto dourado malocado por TJ Dillashaw no UFC 173.
2- Mal negócio. Apesar de total desconhecido, Gagnon vem de quatro vitórias expressivas no UFC, entra sem responsabilidade nenhuma e, caso vença, derruba definitivamente as ações do potiguar. Caso perca, não leva Barão a lugar algum.

A guerra de Barão contra a balança. Charge: David Carvalho

A guerra de Barão com a balança. Charge de David Carvalho

Confesso que, de cara, a segunda opção me alvejou.

Gente, falamos do atual número dois do mundo – que até maio de 2014 estava invicto há quase nove anos- agendado com um rapaz traiçoeiro que sequer é ranqueado.

Bagunçá-lo –sob enorme pressão, diga-se de passagem- chega ser obrigação e, pelo nivelamento do MMA nos dias de hoje, sabemos que isso nem sempre é possível.

Sim, Barão perdeu a oportunidade da revanche com Dillashaw no UFC 177 por erro próprio, mas daí a voltar, literalmente, pro fim da fila é outra história.

Me assusta também constatar que, passadas 24 horas, nenhuma vírgula foi dita por Renan ou por sua equipe.

Cadê a chiadeira?

Afinal, se eles mesmos não se importam com essa passada pra trás por que os fãs deveriam se importar?

A tática de engolir o choro e apanhar calado, inclusive, é a mesma que vem corroendo sistematicamente a carreira de outro brasileiro que se destaca na categoria: Raphael Assunção.

Gagnon152-DONE1-404x385

Gagnon após finalizar Walel Watson no UFC 152

Enquanto isso, vale lembrar que Urijah Faber está casado com o 11º do ranking (Francisco Rivera) e, em caso de vitória de Dominick Cruz sobre TJ Dillashaw, uma furada de fila épica – em prol da trilogia com o Dominator – não está descartada.

Pela milésima vez, a janela de oportunidades nesse esporte é pequena demais para negligenciar o exercício da livre expressão – instrumento ideal para fazer com que pessoas se importarem com a sua causa.

E, com o advento da internet e das redes sociais, meter a boca no trombone e encarar o MMA como ele realmente é (entretenimento) nunca foi tão fácil…

Assunção, após sete vitória seguidas, mandou “não sei se vou receber, mas espero que eles me deem essa chance”.

Nessa mesma linha, Barão, repito, dois do mundo, será co-main event do Fight Night 58 – cuja luta principal traz o peso médio número cinco versus o número 11.

Concordo que Chael Sonnen não é exemplo pra muita coisa na atual conjuntura, mas certas frases de seu acervo deveriam ser coladas nas paredes de alguns CTs:

Acho que me dei conta de que precisava me impor no que dia em que eu, número nove do mundo, fui enfrentar o Yushin Okami, amplamente considerado o número dois do mundo e o último cara a vencer o Anderson Silva, no card preliminar. Lembro que fiquei genuinamente bravo. Era a luta mais difícil da minha vida e ninguém se importava com ela. Fiquei bravo com o Okami, na verdade. Eu estava lutando com o número dois do mundo num card preliminar porque ninguém sabia quem ele era. Sei que era um problema geográfico, pois, no Japão, a maneira como eles olham para as artes marciais é diferente da forma como vemos na América do Norte. Eu senti essa necessidade de promover as minhas lutas na fase final da minha carreira, na verdade. Foram anos e anos de frustrações acumuladas por não receber as oportunidades que eu achava que merecia”, desabafou o americano no seu novo podcast.

Abraços.

  • Icaro Marinho

    Primeiro Dana enche a boca pra dizer que o ” garoto ” é o #1 do mundo. Depois da derrota pra TJ, o cenário mudou completamente..Primeiro Barão foi exposto de maneira extremamente negativa por não ter batido o peso, depois Dana faz questão de deixar claro que Barão não levaria um centavo pra casa e agora, pra dar o cheque mate, Barão é posto no fim da fila.
    Enquanto isso, Faber pode estar a uma luta do TS. ( Vencendo Caceres e Riveras da vida. )

    • Malk Suruhito

      Dana fala que tem Barão como um filho e a função do pai sempre é educar o filho, não só protege-lo. E vejo como isso, um castigo.

    • will

      O Barão errou sim, mas foi um exagero a reação do Dana White. A perda da bolsa e um pequeno gancho já seria o suficiente. Eu acredito que existe uma rixa entre o Dana e o Dedé Pederneiras.

      • Malk Suruhito

        Wallid já até baniu lutador do Jungle que não conseguiu bater peso. No UFC tantos outros já foram demitidos. Perder a bolsa é só a coisa mais lógica já que a bolsa é para ele lutar, e se não vai lutar, como vai receber?

        • will

          Barão era o campeão invicto da categoria há anos e com um cartel impecável! Não é um Zé Ruela do Jungle que ninguém conhece. Nunca tinha dado problema antes e sempre foi muito profissional. Tem que respeitar o passado e importância do cara. O Dana está denegrindo um dos seus maiores atletas e seu próprio produto. Ele vende lutas e lutadores! Justiça social nesse ramo é pura demagogia.

          • Malk Suruhito

            Invicto há anos, campeão de duas defesas.

          • Marcelo

            Quantos lutadores já saíram de um main event por complicações no corte de peso? O cara pode entrar debilitado, pode não bater o peso, mas sair da luta por causa do corte de peso? Justamente pelo histórico e pela experiência do Barão que se espera que ele não cometa esse tipo de erro. Não sei não, will. O brasileiro tem uma tendência a relevar esse tipo de deslize, mas o gringo é mais rígido.

          • will

            O Barão queria lutar, mesmo depois de ir pro hospital. Quem cortou ele da luta foi o UFC. Ele desmaiou, mas ia bater o peso normalmente. Ele estava exausto, o cara tem quase 40 lutas seguidas em poucos anos. Os americanos tomam doping em todos os esportes. Ciclismo, baseball, nfl, nba, etc.

          • Atila Girão

            No hospital ele foi reidratado com soro. Não tinha condições de perder tudo de novo, afinal a maior parte do peso que se perde é a base de desidratação.

      • Renato Rebelo

        Na verdade, Will, o Dedé foi um dos primeiros (se não o primeiro) professor a dar aulas de jiu-jítsu pro Dana White – via BJ Penn. O Dana gosta dele, apesar de discordar publicamente de algumas de suas declarações

        • will

          Não sabia disso. Achava que ele não gostava do Dede. Valeu.

  • Franklin Stein

    O próprio Dedé Pederneiras falou, em uma entrevista recente, que dá mesma forma que sentou com a equipe para fazer a transição do JJ pro MMA, eles fariam isso agora por (finalmente!) entenderem que não se trata apenas de artes marciais e sim de entretenimento… estranho esse casamento. Mal negócio ou então o Renan pode realmente estar precisando de mais tempo antes de uma nova disputa de título.

  • Léo

    Renato, se estiver extremamente errado me perdoe, mas para o Barão, essa não seria uma boa chance de repensar sua carreira?
    Achei muito estranho (e especialmente um equivoco tremendo) dar a revanche imediata após a surra que ele levou do TJ, sem pelo menos uma luta antes. Assim essa seria uma chance legal para “começar de novo”. As vezes é necessário voltar pro fim da fila, pra voltar ao topo mais forte, Não? Abraços

    • Renato Rebelo

      Leo, vc não deixa de ter razão. Eu sempre advoguei contra a revanche imediata do Barão – com a justificativa de que, em poucos meses, o gap técnico (q, claro, é uma questão de casamento de jogo) entre ele e o Dillashaw não seria fechado. Agora, ele realmente terá esse tempo. Só acho, também, que agendá-lo contra um anônimo é exagero. Ele se afasta demais do bolo da categoria e não tem mt (pra não dizer nada) a ganhar nessa luta. O Barão é um lutador pronto e, a meu ver, precisa de tempo para o jogo do Dillashaw- e não de tempo para ser competitivo na categoria, pois isso ele já é.

      • will

        O problema não é tempo. O Barão é muito grande pra categoria. Ele chega muito debilitado na luta. Tem que subir e ver no que vai dar. No último podcast teve mulambo que ousou duvidar da “qualidade” do Odvan. Respeita o Vasco, Renato!

        • Renato Rebelo

          Não distorça, Will, me referi ao Odvan só pelo nome. Quanto ao peso, essa luta será um bom parâmetro pra entendermos onde ele está. Como disse o Diego Ribas aqui em baixo, será a quarta vez em 11 meses que ele encarará o processo. Se ele ainda consegue bater os 61 kg de forma saudável todos nós temos dúvidas. Que ele deveria ficar mais leve em off e não se matar em poucos semanas eu não tenho nenhuma dúvida.

          • will

            Odvan jogava mais que o supervalorizado Tiago Silva! Mas não vamos falar de futebol. Pra isso temos milhares de jornalistas esportivos tendenciosos (Neto?) espalhados pelo Brasil.

          • Léo

            Minha pergunta virou fórum de futebol, mas ok haahahah. Só pra responder acho que o Barão vence o Gagnon com alguma facilidade, ao meu ver são duas “divisões” (no aspecto futebolistico) diferentes. Barão muito superior apesar da fase meio cabulosa.

  • Faycal

    eu achei essa lutinha boa na verdade. é uma luta pra recuperar a imagem do Barão. não acho o Gagnon isso tudo não e acho que o Barão vence bem. essa lutinha foi feita pra vender ingresso no Brasil, recuperar a imagem do Barão, e também foi feita pela falta de nomes pro Barão, já que Assunção não quer lutar, Faber tá sendo trabalhado pra pegar o Cruz e o Caraway vem de derrota justamente pro Assunção.

    • “vender ingressos no Brasil” Ponto bem interessante, Faycal, afinal seria ótimo que o Barão melhorasse sua imagem inclusive por aqui. Cara, um card com Lyoto e Barão é sensacional aqui para nós!

      • Fui dar uma olhada no Card, cara, tá muito foda!!
        Esse casamento do Cara de Sapato com o Cummins ficou muito bom!

        Juntando uma grana para esse evento em 3…2…1…rs

  • Rodrigo

    Renato, posso estar sendo ingênuo, mas sinceramente não vejo como algo ruim para o Barão (comentei isso tempo poucos minutos, por sinal: http://wp.me/pU4wJ-as5).

    Pela falta de grandes oponentes para mantê-lo em dia, somada à possível vontade do brasileiro de se manter ativo, vejo a luta como uma chance dada a ele para voltar em grande estilo e relembrar como passa o carro na grande maioria dos nomes da categoria (quer coisa melhor para por no vídeo de melhores momentos e colocá-lo diante de Cruz/Dillashaw?).

    Agora, se não passar o carro…

    • Renato Rebelo

      Fala, meu camarada. Faz mt sentido pensar o contrário tb, só acho esse “se” um grande “se”. Da série “o risco é maior que a recompensa”. Tomara que dê tudo certo, né!?

      • Malk Suruhito

        Renatão, nós pensamos muito em castigo, revanchismo, etc… mas não é um pouco semelhante a Edgar x Do Bronx não? E Edgar tinha ganho um TS contra o Aldo vindo de duas derrotas, tal qual Barão recebeu revanche após uma sonora surra. Não é algo do tipo “você comeu o Filet, agora, vai ter que roer o osso para equilibrar a balança”?
        (maldade minha usar a palavra balança numa frase que tem Barão. Foi mal aê…)

        • Renato Rebelo

          Fala, Malk! Eu não vejo revanchismo, castigo, etc, nenhum nesse caso. Vejo um casamento sem sentido. Quando ao comer filé e dps roer o osso eu concordo plenamente com vc e acho que essa prática faz sentido. Só que o caso do Barão é desproporcional. O Do Bronx já foi visto como uma grande promessa do peso leve e tinha certo apelo. Coisa que o mano Gagnon não tem

          • Malk Suruhito

            Também teve o caso do Chad Mendez vs Cody Mackenzie após ser apagado aqui no UFC Rio. Se vasculharmos bem, o que realmente salta aos olhos é a questão de ser um ex-campeão e com o lastro de invencibilidade que ele teve. Mas como o Dana falou que ele teria que ralar para voltar a ter um TS, um degrau mais alto deixaria ele como um porteiro. E um dos que iria barrar a galera toda!

  • William Terres

    O problema é que ganhar essa luta de maneira convincente não é nada mais do que a obrigação do Barão e em caso de vitória apertada ou derrota, essa luta só irá prejudica-lo. Mas o que mais me admira é a Nova União aceitar essa luta. Tem gente melhor na categoria…

    • Renato Rebelo

      Exactly!

  • Khabib McGregor

    Então, se casarem todos os tops da categoria, futuramente as disputas de cinturão seram revanches, e Gagnom é um lutador em ascensão e imagina o barulho que ele vai fazer na categoria se vencer o Barão … apesar do Dominick Cruz ter voltado em grande estilo e o TJ tirar o Renan pra nada, acho que nos proximos anos vai mudar de mãos o cinturão varias vezes. Só pra constar, TJ Dillashaw defendeu o cinturão contra Joe Soto !

    • Renato Rebelo

      Nem digo que precisava ser com outro top 3 da categoria, meu amigo híbrido, mas com alguém minimamente relevante. O Gagnom é duríssimo, porém desconhecido. Como disse abaixo, o risco é mt maior que a recompensa. O Cisco Rivera, que deram para o Faber msm fazia mt mais sentido pro Barão.

  • Cauã Albuquerque

    Gosto do Barão mas ele não gosta de si próprio.

  • Neil Magny

    Aí Renato, tá gostando da montagem desse card?
    To achando os casamentos pertinentes!

    • Renato Rebelo

      Tá um pouco acima da média dos outros Fight Night brasileiros msm, fera

  • Castigo do tio Dana pode acabar mal. O canadense é encardido.
    Gagnon tem um bom jogo de quedas, jiujitsu sólido, é forte pra categoria, usa bem os low kicks(quando quer), só não se movimenta muito bem(na categoria de TJ e Cruz a movimentação é fundamental). Inclusive na sua derrota contra o Caraway, começou muito bem, fez o que quis nos primeiros minutos, mais pegou um lutador experiente e que estava acostumado com pancadas mais fortes – se não me engano foi a 1a luta dele nos galos. Acho que sentiu um pouco o peso da estréia tanto que se apresentou melhor nos outros combates.

    Caso Gagnon ganhe, sobe bem nos ranques e vem com uma moral assombrosa, se perder, perdeu pro #1, ex champ, e ainda vem com uma desculpa acoplada na derrota, utilizada pelo próprio brasileiro na sua última luta: “Não tive descanso entre as lutas, estou 5(ou 6) meses em camp direto), afinal ele lutou no último dia 4.

    Enfim torcida pro Barão, favorito, apesar de gostar do canadense. Renan tem que entrar pra destruir, e de jeito nenhum menosprezar.

    ps – Pelos seus últimos posts da pra ver que voce quer muito ver um brazuca se promovendo mais labialmente haha

    • Carlos Montalvão

      Sei que não existe “matemática” exata no MMA, mas se esse cara (que eu não tinha ideia de quem era, afinal são uns 500 lutadores e umas 50 lutadoras no UFC) perdeu para o ~bom~ Caraway, não vejo ele tendo a mínima chance de sobreviver mais que um round contra o Barão que está dimensões à frente do Bryan

      • Rafa FriAll

        Ai entra o que foi dito no ultimo texto do Alexandre, 1 ano é tempo suficiente para um lutador evoluir. Se o Gagnon que perdeu do Caraway é o mesmo, só veremos daqui a dois meses.

        • Bruno Almeida

          O Gagnon que perdeu pro mediano Caraway aparentemente evoluiu , assim como o Dillashaw que perdeu pro Raphael Assunção evoluiu MUITO de lá pra cá .

          Luta complicada , mas acho que o Barão tem tudo pra vencer . É muito superior na trocação e tem uma excelente defesa de quedas , é nocauteador e quando sente cheiro de sangue parte pra cima como um tubarão ! hehehe

      • Barão é extremamente favorito. Mais a perda do canadense para o namorido da deusa Miesha foi uma fatalidade, ou falta de experiencia mesmo. Ele entrou inchado, braço de WW, começou com tudo, bateu bastante nos primeiros minutos, quedou, mais depois os braços ficaram com muito sangue, devido a sua forma física o gás foi embora, e quando ele abriu o bico, o Bryan mais experiente soube aproveitar e usar seu bjj. Numa eventual revanche iria de Gag.

  • Diego Ribas

    Essa vai ser a quarta vez em 11 meses que o Barão fará o processo de perda de peso e, por sinal, o pouco tempo de descanso entre os camps foi apontado como um provável fator para o que se viu em Sacramento. Sigo curioso por uma resposta sobre isso do Barão ou de sua equipe

    • Renato Rebelo

      Bela lembrança, Diegão. Agora vamos ver como tá o organismo dele e se esse corte ainda é viável.

  • Cauã Albuquerque

    Ninguém flw da charge? Ficou mt boa kkkkkk

    • Renato Rebelo

      Charge fantástica do grande amigo acima ^

  • Bruno P.

    Nitidamente está havendo problema entre UFC x Nova União. Primeiro foi o absurdo de não darem o titulo de melhor academia do ano passado para a NU. Depois, enquanto Barão ainda era o campeao, era nitidamente massacrado e mal tratado pelo caras, inclusive financeiramente. Terceiro todo o lobby pró Mendez para que ele tire o cinturao do Aldo (lembremos que ele nao venceu nenhum top da categoria para ter chance de revanche, assim como Faber, que à epoca era visto como o unico com possibilidade de tirar o cinturao do Barao, tambem teve uma revanche bem mal marcada). Quarto, apenas para me manter mais sucinto possivel, essa luta absurda.
    Há algo nos bastidores que nao sabemos… e essa maneira de tratar os caras, bairrismo a parte, é bem decepcionante…

    • Renato Rebelo

      Brunão, só duas observações: o UFC não tem nenhuma ingerência sob o World MMA Awards. É uma premiação da revista britânia Fighters Only. E quando o Barão era campeão, pelo contrário, não tinha uma entrevista coletiva que o Dana não tentava lhe promover. A relação azedou msm quando o Barão não bateu o peso e quase pos o UFC 177 – que bateu recorde negativo em venda de PPV- em xeque

  • Raphael Pinheiro

    Sem dúvida é uma luta arriscada para o Barão. Como alguns já disseram, vencer não é mais que a obrigação, e uma derrota fortuita pode colocar muito a perder. E já que estamos falando de galos, lanço outra questão: o Faber declinou de uma luta com o Raphael Assunção alegando que “procurava outras lutas que fizessem mais sentido”. Daí hoje aceita o Francisco Rivera. Poxa, longe de mim defender qualquer conspiração, mas depois dos title shots negados e mais essa, fica parecendo que está rolando um bullying silencioso contra o meu xará… ou será que é tudo coincidência e o California Kid simplesmente entende que não deve se desgastar tanto para uma possível trilogia contra o Cruz, caso este vença?

    O nível do blog segue altíssimo, inclusive nos comentários (raridade na internet brasileira). Parabéns a todos!

    • Renato Rebelo

      Mt obrigado, Raphael. É claro que há um boicote ao seu xará. Não pq ele é brasileiro ou qq outro motivo conspiratório, mas simplesmente pq o cara não tem apelo – além de ser mt duro. É a velha história do risco ser maior que a recompensa. E o Faber – que inclusive já finalizou o Raphael- sabe que pode chegar ao pote de ouro de forma mais amena (leia-se, pela rivalidade entre ele e Cruz).

  • will

    Eu acho que o Barão devia tentar subir de categoria. Não dá mais pra ele ficar nesse sofrimento de baixar tanto peso. O com Cruz de volta, não vejo como ele recuperar esse cinturão. O Aldo, após vencer o Chad e o McGregor, pode pensar em subir pros leves e deixar a vaga pro Barão. Tenho certeza que o Barão vai ser um mostro nos penas.

    • O problema é a Nova União ter o Aldo por lá. Acredito que, com relação à mudanças de peso entre Aldo, Barão tem muita coisa a acontecer antes.

      Consideramos também que eles têm o Dudu Dantas como opção para possivelmente tomar o lugar do Barão nos galos, Barão sobe para os penas e o Aldo para os leves, mas como eu disse, tem muita água para rolar para que tudo isso se desenrole.

      • will

        O Dudu vem de derrota no Bellator. Acho que ele saiu dos planos. Também acho difícil acontecer essa subida de categoria. O problema é que o Dedé acredita que o corte de peso brusco dá vantagem na luta. Esse pensamento é dele e ele não vai mudar. Os atletas da NU respeitam ele como um pai e nunca iriam contra uma decisão dele. Acho que vai ficar como está.

  • Ótimos pontos levantados!
    Esse silencio da NU/Dedé é bem estranho mesmo, agora, se o Barão perder a coisa vai ficar feia pra ele. Para fazer por merecer o status de “monstro” ele precisa passar o carro nesse cara, ai sim começar a reclamar por baixos cachês.

    • Renato Rebelo

      Obrigado, fera. Reparou na charge bombástica do texto? Foi um rapaz mt talentoso que a fez!

  • Gefferson Nesta

    cara eu acho tudo isso inadmissível, e o foda da situação toda é a equipe aceitar essa porra de boa, ou é pelo menos isso que eu acho. essa luta só é boa Gagnon que sinceramente eu devo até ter assistido alguma luta dele, mas nem lembro do cara. então o barrão vai enfrentar essa cara ai é só prejuízo meu irmão! se ele perde essa merda vai ficar feio demais na fita, esse cara ai vai agarrar essa oportunidade com a ultima da vida dele e tenho certeza que a equipe dele tem essa visão diferente da nova união que parece que ta cega… o barão perdeu a cinta e depois aconteceu a merda da perda de peso, o dudu perdeu a cinta e agora o aldo vai lutar, então eu não sei não viu! essa maré ta complicada pra nova união!

    • Renato Rebelo

      Concordo ctg, Gefferson

  • mazzaropi

    Pau que bate em Chico não bate em Francisco… kkk!

    Renan Barão não bateu o peso em uma luta pelo cinturão e tem muita sorte de ainda estar no UFC…

    Pra ajudar os astros estavam alinhados e Dominic Cruz voltou com vitória expressiva, claro, a vez agora é de Cruz…

  • Yuri Yamaura

    Acho que o casamento dessa luta foi muito pelo timing… Tirando os lutadores que tem luta marcada, os que vem de derrota recente e os contundidos, sobram o Raphael Assunção, Johnny Eduardo, Iuri Alcantara e o Mitch Gangnon. Considerando que o Barão precisa lutar para fazer uma grana, e que o Assunção resolveu esperar o title shot (marcar essa e Faber x Cisco Rivera deixaram isso claro), a luta não é nenhum absurdo.

    • Renato Rebelo

      Não é msm, grande Yuri. Mas até o Iuri, outra opinião que vc apresentou, estava mais de acordo.

  • Juan

    Sobre as pessoas falando que a NU não pode ficar calada etc.

    Vejam, respeito a opinião de cada um, mas podemos encarar o Barão como um cara incrível com anos invicto e que então perdeu uma luta, ou também enxergar como um cara incrível mas que nas duas últimas oportunidades, foi dominado por 25 minutos em uma e na outra nem conseguiu aparecer para lutar. Sendo que nesta última, ainda foi parar no hospital por problemas técnicos (erro técnico mesmo, não acidente ou fatalidade) e com evento principal de PPV com disputa de cinturão nos EUA.

    Acho que a decisão do UFC foi aceitável, pois trata-se de uma empresa que vive de lucro e que não pode ter sua imagem arranhada alterando cards principais sempre. E se fosse no Jungle? Não acompanho os bastidores, mas aquele papo do Wallid de “não bateu o peso, nunca mais luta aqui” acontece mesmo na prática?

    Lembrando que o Faber, depois que perdeu o TS, enfrentou o Caceres(12). E isso que o Faber traz mais dinheiro para a empresa, tem rivalidade com o D. Cruz e não teve prezepada de peso. Desta ótica, não chega a ser injusto pegar o Gagnon (15).

  • Rodrigo Tannuri

    Renatão, eu, sinceramente, já desisti do Barão. Não dele como lutador. Pelo contrário, se existe um lado que devemos esperar que ele corresponda, é justamente o de lutador. No entanto, no campo personalidade, ele deixa a desejar. Não só ele. Inúmeros brasileiros. É o que já colocamos antes, o esporte é de combate, mas não são somente as lutas que importam. Tão ou até mais importante que elas é a forma de se vender, promover, agir. Tem até uma curiosidade sobre o Barão. Quando ele ainda estava em busca de lutar pelo cinturão, vindo de várias vitórias seguidas, ele sempre era vocal nas entrevistas pós-luta. Não tinha o dom da fala, mas, do jeito dele, pedia uma disputa de cinturão. Após ganhar, o rapaz se esqueceu definitivamente de se expressar e passou a dar mais ênfase nas dancinhas ridículas. Gagnon está aí pra mostrar que ele terá que refazer o seu caminho mesmo. Tem a obrigação de vencer, mas não pode bobear contra o canadense, que é bom. Se confirmar o favoritismo, duvido que lute pelo cinturão na sequência.

  • Marcelo Silveira

    Ta ficando chato isso já. Casou uma luta normal como casa o cárceres pro faber ou o do bronx pro Edgar.
    E acho que ta sendo citado demajs o sonnen toda hora pra justificar as lutas dos brasileiros que não saem provocando.
    . Deve ser uma opinião minha mas parece que ultimamente os posts só giram nisso. Abraço e vamo deixar o guri treinar. O que me preocupou nisso foi mais o prazo pra luta já que ele vinha desgastado. Abraço

Tags: ,