Spider, St-Pierre e Lesnar: desapegar ou retomar?

Lucas Carrano | 13/10/2014 às 14:46
lesnar7_original

Lesnar no novo/velho emprego

Existe um velho ditado, meio chulo, por isso o eufemismo que segue, que diz que é preciso fazer suas necessidades fisiológicas logo ou ausentar-se do arbusto.

Tal gota de sabedoria popular advém da ideia de que indecisão em demasia acaba gastando um tempo que poderia ser investido numa ação de fato, qualquer que seja sua escolha.

O UFC vive um momento desses, o famoso do or die (faça ou morra). E quando digo UFC, não me resumo à organização, mas também a imprensa que cobre diariamente e, por que não, os fãs.

Mesmo levando em conta que tenhamos vivido uma semana morna, com os primeiros momentos de uma entressafra de eventos que vai durar 21 dias, não pude deixar de me espantar com três das principais notícias que circularam.

Todas elas falavam de ídolos do fim da última década/início da atual e que não necessariamente estão em atividade: Anderson Silva, Georges St. Pierre e Brock Lesnar.

E o pior: em notícias que não chegam necessariamente a ser uma novidade.

Pela terceira ou quarta vez depois da aposentadoria após a melancólica derrota para Alistair Overeem, Lesnar teve seu retorno ao octógono dado como provável – desta vez abalizado pelo ex-comentarista do WWE Jim Ross.

Eu não vejo razão para ele não poder voltar ao UFC e vender a quantidade enorme de pay-per-views que sempre vendeu”, disse Ross.

Já com GSP, confesso que perdi as contas. É praticamente mensal a divulgação de uma declaração de Firas Zahabi dizendo que crê na volta do canadense, mas ao mesmo tempo não se comprometendo ao afirmar que não há planos concretos para que isso aconteça.

Georges não tem planos agora, ele ainda não se decidiu… Mas sim, eu acho (que ele vai competir ao menos mais uma vez antes de se aposentar). É parte de quem ele é”, assegurou seu treinador e mentor.

Por último, e não menos importante, Anderson Silva, na reta final do seu hiato pós-contusão, resolveu virar a casaca mais uma vez e garantir que almeja sim retomar a cinta – e essa volatilidade do Spider não surpreende e foi tema, inclusive, deste texto aqui.

Enquanto eu não pegar o cinturão de volta, eu não paro. Quero pelo menos tentar”, garantiu o ex-campeão dos médios.

AndersonSilvaInstagram cópia

Perto dos 40, Silva encara longa recuperação

É importante salientar que está estabelecido atualmente um cenário que beneficia este tipo de apego, que vai além da própria resistência natural à mudança e novidades.

A transição de gerações do trio supracitado foi bastante brusca e, pra ser sincero, ainda não parece absolutamente estabelecida a passagem de cetro – falando especificamente da imagem junto ao público médio, que é quem engorda as fileiras e o volume de vendas.

Some isso ao fato de alguns dos principais nomes já com certa bagagem ou mesmo estrelas emergentes terem ficado longos períodos fora de ação – muitos deles, como o caso de Johny Hendricks ou Anthony Pettis, antes mesmo de sua primeira defesa de cinturão. Voilà!

A expectativa latente, aliada a uma boa resposta da audiência a esse tipo de conteúdo, faz com que toda vez, sem exceção, que Anderson Silva ou alguém relacionado a Lesnar e GSP é entrevistado o mesmo kit de perguntas seja repetido.

As respostas oferecidas, por sua vez, seguem um modelo bem definido – mesmo as de Anderson, que transitam aleatoriamente entre negação e afirmação: Procrastinação ad infinitum.

São palavras de impacto, mas que ao mesmo tempo são vagas o suficiente para não dar a sensação de fechamento ao caso, tal qual uma versão reduzida da novela “Mayweather x Pacquiao”.

Outro fator importante, e que talvez possa até passar despercebido, é observar as condições nas quais o trio de ex-campeões voltaria ao octógono – um deles, é bem verdade, já tem retorno agendado.

A verdade é que não é possível jogá-los no mesmo balaio. Parece-me que St. Pierre, Anderson e Lesnar, nesta ordem, formam uma escada descendente perspectivas.

method=get&s=gsp-11-20-2013-14-30-34-194

GSP: aposentado e feliz

Por n razões, o produto da Tristar Gym deve voltar nas cabeças e inclusive como favorito a reconquistar a cinta, mesmo em uma divisão incrivelmente ainda mais espinhosa do que havia deixado.

Assim como o canadense, o Spider também deve retornar no topo da categoria, mas diferentemente de GSP não retornará na condição de favorito a reaver seu antigo título.

E, por fim, aparece Brock Lesnar.

O Gorila Albino certamente seria a maior esperança de venda dos três, mas na contramão dos rivais não aparenta ter chances de retornar fazendo frente aos principais nomes da categoria, que dirá ao campeão Cain Velasquez.

No fim das contas, é uma questão de escolha: tentar retomar um passado de glórias ou reconhecer a finitude das coisas e simplesmente deixá-lo ir.

Como já estamos no fim do nebuloso 2014 e os horizontes para o próximo ano são animadores, quem sabe a decisão não se apresenta de forma mais natural?

Afinal de contas, há outras pessoas querendo fazer uso da moita.

  • Rubens Rodrigues

    Acho que seria fantástica a volta de Brock. Já imaginou, no ano que vem, Jon Jones subindo de peso e fazendo uma luta contra o Urso Americano. Ia ser sensacional.

    Parabéns pelo texto e pelo excelente trabalho de vocês!
    Abraços

    • Nao daria nem pra aquecer o JJ.

      • Oi?…rs..

        Se alguns Jabs do Lyoto já fez o JJ andar para trás, queria ver ele segurando um trem com uma faca no peito indo para cima dele e o jogando no chão.

        • Só uma correção; foi um diretaço, no contra-golpe que realmente fez JJ andar pra trás por alguns segundos. O mesmo que apagou o Bader por sinal… agora crer que Brock quedaria o Bones é realmente ousado, acho que nem os parentes do Lesnar acreditariam nisso.
          Eu vejo essa luta se desenrolando justamente em um cenário invertido, Jones quedando e logo após começar a amolar os cotovelos na cabeça do Gorila Albino a luta se encerrando aos 2, ou talvez 3 minutos do R1 por TKO.

          • Palpite por palpite nenhum de nós tem a razão, 🙂 mas que seria uma luta interessante, seria. O problema são as probabilidades dependendo de duas dúvidas, Lesnar voltar e Jones subir.

          • Dan Mendes

            Quando JJ ganhou do Glover ele disse que não queria subir para os pesado e pretendia falar história nos meio pesado.

          • Renato Rebelo

            Nos pesados a chapa esquenta em outra temperatura. O problema é que, se vencer o Cormier e o Gustafsson (entendendo que o Johnson tá fora), não tem mais desafiante.

          • Dan Mendes

            Se ele vencer aparece alguém, sempre aparece alguém. Até por que vencer Gustavão e Daniel vai demorar um ano se isso acontecer.

          • Bruno P.

            Concordo, sempre surge alguem… lembrando que ainda tem o Phil Davis, uma possivel revanche pro DC, etc..

      • Marcelo

        É nada… O jogo do Lesnar encaixa muito com o do Jones. O Lesnar é wrestler condecorado, campeão duas vezes peso-pesado na divisão I da NCAA, duas vezes All-American, isso seria o equivalente a ser um faixa preta no BJJ campeão do ADCC… Teria que ver, mas acho que ele tem até mais condecorações que o Jones no wrestling.
        O Lesnar também tem uma envergadura grande, quase tão grande quanto a do Gustafsson e ele é um atleta acima da média que teve resultados fora do padrão nos testes da NFL.

        Ou seja, o Jones não teria muita vantagem de envergadura, não tem melhor wrestling, é mais fraco físicamente e ele não tem o poder de nocaute pra fazer o queixo de vidro, ponto fraco do Lesnar balançar.

        PÉSSIMA luta pro Janjão. A não ser que o Lesnar nunca tenha se recuperado fisicamente, do contrário do que ele mesmo declara. Caso contrário eu apostaria FÁCIL no Brock.

  • will

    St. Pierre voltaria pro UFC com o pé na porta. Vendendo PPV que nem água no deserto. Já o Anderson, é melhor ele fazer lutas de exibição pra dar show. Cinturão não dá mais. Esse rapaz do telecatch (Lesnar) devia ir fazer filmes ou novelas, ele atua bem melhor do que luta.

    • Esse “rapaz do telecatch” só venceu Randy Couture, Frank Mir e Shane Carvin e suas duas ultimas derrotas foram para Velasques e Overeen!..
      rs

  • Paulo Melo

    Pode retomar os 3 sim , não precisa desapegar rs
    Spider já tá com luta marcada mesmo, a apresentação dele na próxima luta apesar de ser contra um adversário do peso de baixo , pode dizer muitas coisas sobre as possibilidades no restante da carreira dele .
    Brock seria bem vindo pela falta de grandes nomes no Peso Pesado .
    GSP , pq ? bom , ele é GSP , só por isso rs Tem uma idade que possibilita ainda um tempo legal pro fim da carreira e tem chances grandes de já voltar e pegar o cinturão
    Sobre PPV , os 3 vendem muito , UFC precisa disso !
    Dos 3 tenho mais curiosidade para ver como o Spider volta , devido ao estilo de luta , e eu particularmente ainda quero ver uma revanche com o Belfort .
    É isso .

  • Icaro Marinho

    O unico que de fato, vai acabar voltando, é o Anderson.

  • Pedro Duarte

    Acho normal esse tipo de discussão e até prudente que a organização e mídia torçam pela volta desses atletas. Em que esporte se renova uma safra brilhante em menos de 3 anos? Repor esse time galático pode até levar décadas. Até no futebol, estamos há pelo menos seis temporadas vivendo de Cristiano Ronaldo e Messi alternando entre os melhores do mundo, sem perspectiva de mudança.

  • Sensacional o ditado da moita!

    E acho seriamente que os 3 irão retornar;

    Anderson vs Diaz (óbvio ja esta marcado)
    O futuro do GSP é muito incerto, e acho que talvez ele só volte para fazer uma superluta, e tenho a impressão de que será contra o Spider.
    Lesnar é aquele caso, astro do WWE atrai PPV, ganha rios de dinheiro (tanto para ele quanto para UFC) mais é um atleta que não tem talento para galgar nem um TOP 10,
    para mim sua maior qualidade, que é a força bruta, não é suficiente para ganhar nem mesmo do #15 colocado e em final de carreira Minotauro.
    Esse é o único que não anseio nem um pouco seu retorno, apesar de ter ganho um troco com suas odds.

    • Renato Rebelo

      Deus me livre Minotauro x Lesnar. Eu ligo pra polícia antes da luta começar.

  • Henry Claude Xavier

    Enfim, o UFC precisa dos seus medalhões para voltar a agitar seus fãs. Na falta de novos ídolos, os antigos quebram o galho…

    • Renato Rebelo

      Exato.

  • Dan Mendes

    Seria maneiro se o GSP voltasse lutando nos leves como o Alexandre falou. O resto prefiro nem comentar.

    Mas é um ótimo tema para debate, daria para levar até o Podcast até.

    • Renato Rebelo

      Po, ia ser o bicho msm! E eu nunca tinha pensado nessa possibildiade.

  • joao neto

    Parabens pelo texto Lucas!!!

  • Cauã Albuquerque

    O único que, se voltar, terá chances de título é, GSP. Spider já não é o mesmo o que dirá Lesnar.

  • Fernando Mangger

    Seria muito interessante a volta dos 3 lutadores, porem acho que com chances mesmo de lutar em alto nível é somente o GSP.

    Lesnar daria um calor na galera TOP 5 para baixo, se lutasse hoje com um top 5 dos pesados provavelmente se arrependeria de ter voltado.

    Ja o Spider, tenho alguns receios quanto a sua volta, principalmente com a seria lesão que ele teve. me pergunto: sera que ele vai chutar como antes com a perna “remendada”??? e se os adversarios minarem sua perna lesionada com chutes baixos, qual seria a reação?? e por mais que seja um lutador imprevisivel e impressionante a idade chega para qualquer um e 40 anos numa categoria onde não existe mais “bobo”, e os top 3 são todos de alto nivel, acho dificil ele voltar para tentar um cinturão, apesar que hoje Anderson ja se tornou um mito, se tornou um atleta maior do que o própio cinturão.

  • mazzaropi

    Carrano gênio!

  • Junior

    Quando o UFC tem como estrelas máximas no momento Ronda e Conor McGregor, é compreensível que os seus donos contem os minuto, horas e dias para as voltas de Anderson Silva, Lesnar e GSP.

Tags: , ,