Pensando alto: a análise informal do UFC 178

Renato Rebelo | 28/09/2014 às 03:49

Alguém aí disse melhor evento do ano?

Se a quantidade de bônus discricionários não fosse limitada a quatro por show (luta da noite + duas performances), Dana White, provavelmente, iria à bancarrota hoje.

Diria, inclusive, que o UFC 178 entregou até mais do que prometia no papel – e isso diz muito a fãs mais adoentados como nós.

Cortando o papo furado, vamos à minha humilde leitura dos principais acontecimentos:

DJDemetrious Johnson x Chris Cariaso

Como previsto, passeio no parque. Nem na trocação, onde o Kamikaze podia quem sabe, talvez, de repente, achar algum golpe vadio, DJ precisou se estressar – pelo contrário, foi ali que se deu o abre alas. No agarra-agarra, em ritmo de treino, queda, guarda passada, tentativa de chave de braço reta e kimura. Cariaso tinha toda pinta de desafiante-embuste. E foi. O pior é que, dada a diferença de velocidade e complexidade, os próximos, provavelmente, também serão. Mighty Mouse já é o campeão mais dominante do UFC? Sim, nem José Aldo, nem Jon Jones fazem parecer tão fácil.

Meu trabalho não é chamar meus oponentes, meu trabalho é estar próximo do telefone quando ele tocar”, disse o político campeão, sobre o próximo rival.

CERRONEDonald Cerrone x Eddie Alvarez

No primeiro round, Alvarez fez o dever de casa e capitalizou na postura estática e na guarda vazável de Cerrone – tão bem explorada por Nate Diaz, Rafael dos Anjos e Edson Barboza (enquanto pode). A partir do segundo, a colossal diferença de envergadura (1,74 x 1,86m) potencializada pelos terríveis chutes baixos do Cowboy – especialidade da casa- inverteram a surra. Dado momento, Alvarez precisou mudar de base, tamanho era o estrago em sua perna dianteira (esquerda)… Vitória maiúscula de uma das maiores carnes de pescoço da empresa – que, via choque de realidade, explanou o gap que separa UFC e Bellator – mesmo se tratando da divisão mais concorrida do evento gerido por Scott Coker

Quero lutar de novo. Uma luta em novembro, dezembro seria ótimo pra mim”, disse o fominha.

CONORConor McGregor x Dustin Poirier

E não é que a profecia vingou? Que o Notório disse que ia pintar e bordar todos sabemos. Choca o quão fria, calculista e até sombria, diria, é forma como ele tira as palavras do papel. Obviamente, tal proeza jamais seria alcançada sem arsenal técnico para apoiá-la, mas hoje quero chamar atenção pro lado emocional. Como se não fosse humano, ansiedade, medo, nervosismo, etc, não transparecem minimamente nem em expressões faciais. Dustin, por outro lado, chegou visivelmente atordoado por toda a carga promocional que lhe fora injetada. O bate-papo imposto pelo prodígio irlandês em pleno voo terminou de derrubar a última defesa mental do Diamante – que erroneamente partiu pra briga. A imposição dessa pressão psicológica, meus amigos, é dom pertencente a poucos, muito poucos homens. Não quero ser imediatista, trombeteiro do apocalipse nem nada do sorte, afinal, há muitos erros a serem corrigidos (principalmente, em termos de defesa – ela a abandona quando lança certos golpes) e ainda vejo Swansons, Edgars, Mendes e Aldos um degrau acima. Mas todo esse fator extra-campo aliado à movimentação vistosa e golpes polidos e firmes me fazem dizer, sem medo de errar, que estamos diante de algo especial.

Eu não apenas nocauteio os caras, eu escolho o round (frase imortalizada por Muhammad Ali). Esses pesos penas não entenderam ainda que ser atingido por mim é muito diferente de tudo. Essa é a nova era de lutadores irlandeses e trouxe o meu país comigo… Vou voar para o Brasil, eliminar o Mini-Mendes e lutar com o Aldo. Ou também podemos fazer num estádio de futebol”.

ROMEROYoel Romero x Tim Kennedy

O Soldado de Deus, além de ser o homem de meia-idade mais explosivo do planeta (repararam como ele adota estância relaxada, joga golpes quase despretensiosos, com 50, 60% da força e, instantaneamente, acelera os punhos alucinadamente?), provou hoje que tem algum pacto com entidades superiores. Na luta da noite, Romero levou o primeiro round negando o meio-campo ao milico. No segundo, simplesmente escutou a buzina de encerramento nocauteado em pé. Seu estado era tão calamitoso que sair do banquinho e voltar para o terceiro parecia tarefa hercúlea. Diria que estava morto, enterrado. Entretanto, um sopro de vida capaz de lançar um jab de direita e um cruzado de canhota entregou a Kennedy o primeiro nocaute de sua carreira (o TKO para Scott Smith foi por corte – interrupção médica). Digo sempre que Kennedy é um belo termômetro. Por ele, notas 7, 8 são barrados cruelmente. Se Romero passou é porque está pronto para o filé mignon… Com tudo isso dito, acho que o produto da Jacksons MMA pode conseguir um no contest junto à Comissão Atlética ou, quem sabe, a revanche. Os 28 segundos a mais que Romero levou para se recompor foram concedidos de forma equivocada.

Essa é a manobra é a mais velha e suja que tem (botar vaselina demais no atleta para adiar o recomeço). O problema é que foi o nosso cutman, do UFC, que cometeu esse erro e não o corner dele. Pra ser justo, os caras da comissão atlética gritaram para nosso cara sair de lá, então, é uma situação estranha e extremamente controversa”, explicou Dana White.

ZINGANOCat Zingano x Amanda Nunes

Da série “bater cansa”, a Leoa deixou tudo que tinha ainda no primeiro round quando tentou, via ground and pound, separar Zingano de seus sentidos. Como não conseguiu, a partir do segundo, a primeira do ranking foi, simplesmente, mais do que Amanda podia mastigar. Domínio pleno físico e técnico –a partir do clinch- e desfecho brutal com cotoveladas da montada. Na noite dos enferrujados, Zingano, que lidou com joelho bichado e o suicídio do ex-marido num 2013 pavoroso, provou que Ronda Rousey tem uma desafiante legítima.

Estou pronta, estou pronta pra ir. Tenho muito respeito por todos nesse esporte, mas chegou a minha hora”, disse Alpha quando perguntada sobre Rousey por Joe Rogan.

DOMINICKDominick Cruz x Takeya Mizugaki

Questionavelmente, os melhores 61 segundos da vida de Cruz. Afinal, duas cirurgias no joelho e uma na virilha puseram em xeque carreira brilhante que lhe rendeu 20 vitórias em 21 lutas e dois cobiçados cinturões (UFC e WEC). Hoje, todos os questionamentos sobre sua condição física após três anos de inatividade foram pro saco. Feito um furação, o porta-bandeira da Alliance MMA atravessou o duríssimo número cinco da categoria – que vinha de cinco vitórias- com violência incomum até para seus tempos áureos. Espero não estar excitado demais, mas o Dominator que vimos hoje chega para ser o pior pesadelo de TJ Dillashaw, Renan Barão e cia…

Nada mudou, continuo querendo bater nos “Alpha Fails” (Alpha Falhas, em referências a Urijah Faber e TJ Dillashaw, expoentes da equipe Alpha Male)”, disse o ex-campeão.

Outros resultados:

Jorge Masvidal venceu James Krause na decisão dos jurados
Stephen Thompson venceu Patrick Cote na decisão dos jurados
Brian Ebersole venceu John Howard na decisão dos jurados
Kevin Lee venceu Jon Tuck na decisão dos jurados
Manny Gamburyan finalizou (guilhotina) Cody Gibson no R2

Abraços.

  • Jean Marco

    Fala Rebelo , td bem? Hj realmente caiu a ficha de que McGregor viro uma realidade fora do comum. Moro na nova Zelandia e fui para um pub assistir, chegando la 80% da torcida era dele, fanaticos, gritando e completamente vidrados na luta. Gostaria de saber se isso eh so pelo trash talk? Ou eles conseguem ver algum tipo de futuro idolo a seguir? Valeu, abracao!

    • Renato Rebelo

      Grande Jean. Obrigado por acompanhar. Como é a vida por aí? Tenho mt simpatia pela Nova Zelândia hehe. Sobre sua pergunta, a resposta é ambos. Estamos falando de um peso pena nocauteador (o que não se encontra facilmente no mercado), com oratória impecável, personalidade atraente, apenas 25 anos, vindo de um país carente de ídolos esportivos nos últimos anos, etc, etc. São muitos fatores que tornam o Conor grande. Ele não é um personagem como o Sonnen, lança pérolas tão divertidas quanto, entrega resultados mais vistosos e por aí vai.

  • will

    Sinto cheiro de armação na luta do irlandês. O McGregor nem acertou o golpe, até os comentaristas do canal Combate perceberam. O cara caiu sozinho! Fui só eu que percebeu isso? O golpe NÃO entrou! Reveja no replay.

    • Marcus

      Fera, desculpa a franqueza, mas 1 – esse negócio de acreditar em armação é muito triste, tipo “vergonha alheia” e 2 – o que os caras do canal Combate falam (leia-se Rhodes) não deve ser levado pra discussão. Reveja no replay.

      • will

        Temos um “believer” aqui! Essas lutas envolvem milhões em apostas em uma cidade dominada pela máfia. Seria uma milagre se não houver algum tipo de fraude. Todo mundo sabe que no boxe rola todo tipo de “esquemas” e no UFC não vai ser diferente. O golpe não pegou. Eu entendo que todos defendam a lisura do esporte pelo qual trabalham e acreditam, mas pra mim aquele nocaute foi “armado”. Todos os indícios apontam para uma favorecimento do McGregor no UFC.

        • Vitor

          Pro Aldo também ou é só gringo que é beneficiado?

          • will

            O Irlandês é uma mina de dinheiro. Se ele perde essa luta, muito dinheiro seria perdido. Vou te explicar o que vai acontecer.: Vão levá-lo à disputa de título de qualquer forma, legal ou não. Na disputa com o Aldo não vai ter armação, mas as apostas vão “apontar” para o McGregor como favorito. É claro que o Aldo vai ganhar, mas até lá muita gente já encheu o bolso de dinheiro apostando no fanfarrão Irlandês. Não é que todas as lutas sejam adulteradas, mas existe ocasiões em que o dinheiro fala mais alto. Só para ser justo, também não acredito na lisura de nenhum esporte, principalmente, no futebol!

        • Malk Suruhito

          Assista o replay. A mão do McGregor pega na têmpora do Poirier e literalmente “quicka” e continua raspando o resto da cabeça dele. Só dá para ver no replay que pega pelas laterais, aquele superior não dá para notar. Foi cirúrgico.
          P.s.: Nunca vi luta armada em que o cara deixa a cara para ser amassada continuamente…

    • Luiz Guilherme

      Fala sério…. Melhor nem comentar pra falar isso

      • will

        É verdade, os “illuminatis” da máfia de Las Vegas jamais armariam uma luta.

    • Pedro Papini

      Na vdd a forma mais fácil de se nocautear é um quase raspão, pois assim da um “chicote” no pescoço q faz apagar o oponente o chute do machida no Muñoz é um exemplo

      • Malk Suruhito

        O KO do Cigano no Hunt idem…

    • Thiago Nunes

      Pois é! O golpe que derrubou o Porrier não foi daqueles mais certeiros!

    • Renato Rebelo

      Discordo, Will. A mão esquerda do McGregor pegou pouco acima da orelha direita do Poirier – exatamente como em Vitor Belfort x Rich Franklin. Parece um nocaute fantasma vendeona velocidade normal, mas, em slow, fica bem claro. Na transmissão, o Carlão primeiro diz que não viu o que pegou, dps, no replay, ele manda “é, pegou”.

    • Leonardo

      Kkkkkkkkkkkk… só pode ser brincadeira isso aí.

  • Carlos Montalvão

    Um dos melhores eventos do ano, senão o melhor. Esperava bem menos na verdade com as lutas do Tim Kennedy e do DJ.

    Sinceramente eu queria que a luta do Dominick Cruz tivesse durado mais, não cheguei a acompanhar as lutas dele na época e a única que eu vi (contra o Faber) achei meio bosta. Queria ver esse “novo” Dominator mais em ação, mas já que ele decidiu destruir o japonês com requintes de crueldade, fazer o que haha. Só sei que o pessoal da Team Alpha Midget/Fail/Etc trancou o butico ao perceber que tem agora mais um problema fora o Barão na categoria.

    A Tia Cathilee me pareceu meio tensa antes da luta e até bem abatida, se não foi a cerveja batendo, tive a impressão de ter visto ela tremendo nas mãos antes do vamo vê. Pra quem destruiu a Musa Tate com requintes não menos cruéis que os usados pelo rapaz de vidro (apesar de eu não concordar com a interrupção da Kim Winslow), achei ela bem receosa de soltar o Muay Thai dela no início, deu um vacilo dos brabos no começo e se fosse um Yamasaki da vida arbitrando iria voltar pro fim da fila. O jogo da Amanda é bem previsível, pela terceira vez seguida, era entrar, derrubar e finalizar no ground n’ pound, só que dessa vez ela perdeu no próprio jogo. E a Cat deixou claro que quando o killer instinct nela acorda, se ela pegar a adversária no Thai Clinch vai sobrar joelhada e cotovelada hehe. Curioso pra ver como ela vai se sair contra a Ronda, se em algum momento ela deixar a campeã ficar por cima no chão, já era. E como eu vinha dizendo por aí, a Amanda Nunes tá longe do nível das “Old School” mais Eye, Zingano e McMann. Talvez até Bethe Correia e Jessica Andrade se sairiam melhor contra a Alpha (não que eu ache que teriam chance de vencer).

    Tim Kennedy x Yoel Romero eu acredito que o tempo “extra” beneficia ambos os lutadores e mesmo descansando 28 segundos a mais, o Romero ainda voltou grogue pra luta. Deviam no máximo tirar 1 ponto do cubano, pois nada muda o fato de que ele surrou o soldado.

    Hoje eu finalmente tirei o chapéu pro Conor McGregor, o cara realmente é legítimo e assistindo a coletiva de imprensa, não tem como não gostar desse novo Sonnen hahaha, o cara é um mito e ainda luta demais!

    Cowboy x Alvarez foi apenas um choque de realidade, não importa se o cara era do Bellator, WSOF, One FC, o nível do UFC é de outro mundo e ninguém ganha do homem quando ele decide que precisa de dinheiro pra comprar mais uns cavalos e veículos offroad hehe

    Demetrious Johnson x Chris Cariaso foi aquele caso de que nem em um universo paralelo um número 8 do ranking conseguiria vencer o rato que tá sobrando na categoria (acho que ele devia voltar para os galos, a não ser que queira viver ganhando dinheiro fácil sem nenhuma emoção)

  • Rodrigo Loureiro

    Infelizmente só consegui acompanhar 2 lutas ( Cerrone X Álvares e MacGregor X Poirier) porque porque hoje no Brasil infelizmente o MMA ainda não é um esporte que atraia muitos fãs quando as lutas não envolvem brasileiros famosos, e já que estava acompanhado só assisti o que deu pra ver em pé fora do bar rs. Mas comentando um pouco sobre o que vi, digo com toda honestidade do mundo que se hoje Aldo fosse derrotado por MacGregor eu não ficaria nem um pouco chateado. Mesmo com a diferença ainda grande entre os dois, MacGregor tem dado um show atrás do outro, não apenas dentro do octógono (com seu belo Karatê) mas também fora dele. E realmente hoje precisamos de caras como ele nas categorias mais leves, ele é um cara carismático, que se veste bem, fala bem e com tudo isso acaba chamando muito a atenção do público, realmente espero que ele feche os buracos no seu jogo e faça da divisão dos penas uma divisão mais “atraente” ao público mais casual. Quanto Cerrone e Álvares, fico imprecionado com a constante evolução do Cerrone, e do abismo que temos dos campeões “dominantes” do Bellator para o UFC. Mas mesmo fazendo boa luta continuo vendo Cerrone atrás de RDA, khabib e Bendo.

    • Renato Rebelo

      Rapaz, vivenciei isso ontem. Passei o dia todo num churrasco com amigos do tempo de colégio e, bateu oito horas, já tava desesperado para ir embora. Quando passei o line up, percebi que ninguém sabia de quem se tratavam.

  • Tiago Nicolau de Melo

    Achei sacanagem com o Tim, de verdade. Não sou lutador nem amador, mas pratico muay thai há 5 anos e 30 segs. fazem diferença (na recuperação) até pra mim, num treino. O golpe do Conor foi “sorte”, Dustin fez o pêndulo e acabou meio que pegando na nuca on/off.

    • Renato Rebelo

      Fazem muitíssima diferença msm, fera.

  • Caio Abreu

    Renatão o que que falta pro vistoso Stephen Thompson deslanchar ?

    • Renato Rebelo

      Mais horas de voo, talvez. Ele foi campeão mundial de kickboxing e, pra se ter uma ideia, o próprio Weidman já reconheceu publicamente que tomava uns prejus do Wonderboy nos treinos. Ele pegou o Matt Brown (com 20 lutas a mais que ele) muito cedo e pereceu. De lá até aqui, não perdeu mais.

  • Kaue Macedo

    Desde que o Renan Barão virou o campeão interino do UFC eu venho falando que Dominick Cruz iria voltar e destruir tudo e todos, demorou mais do que esperávamos, mas o primeiro passo já foi, TJ Dillashaw que se cuide …

  • Neil Magny

    Conor McGregor criou um novo estilo de nocaute, via EGO!
    É impressionante como ele consegue intimidar os lutadores, mas o campeão da catgoria não é conhecido por levar rusgas de fora para jaula a dentro.

    • Renato Rebelo

      Você tem toda razão sobre o nocaute via ego – só não foi bem ele que o criou. Cassis Clay, em fevereiro de 64, já jogava td essa carga psicológica pra cima do campeão Sonny Liston hehehe. Dizem, inclusive, que quando a luta contra o Foreman foi casada – Ali era uma zebra colossal-, ele foi até a casa do rival, sozinho, jogar pedras da porta da frente e xingá-lo no meio da noite = )

      • Fabricio Alves

        quando eu tiver mais tempo eu vou comprar a biografia do velho Ali

        • Renato Rebelo

          Vale muitíssimo a pena!

      • Neil Magny

        Enciclopédia Marcial o Renato!

        E vamos enfatizar a luta do Lord Magny no podcast heein?!

        • Renato Rebelo

          Hahaha que nada, fera. E tá chegando o UFC 179, hein. Ta pronto pro Patolino?

  • Marco

    Revoltado com a luta do Kennedy esse tempo extra não é para existir,imagina se na luta do Cigano contra o Velasquez o Cigano resolve ficar mais um tempo tranquilão sentado,isso não existe,o Romero não tinha forças pra levantar,a luta deveria ter sido acabada naquele instante,ou entaão o Tim deveria poder acerta-lo sentado mesmo,baita palhaçada essa luta e acho que no mínimo deveria resultar em um NC.

    Aliás de uns tempos pra cá o Big John só esta fazendo besteira.

    • Cauã Albuquerque

      A pegada na luva por parte do Kennedy anula a sua análise. Não fosse a segurada na luva nada disso teria acontecido.

    • Eduardo Sanguinetti

      A segurada na Luva do Kennedy influenciou muito mais a luta do que 20seg a mais de descanço, sendo que a demora foi consequencia de erros do próprio Cutmen

  • Heleno

    Olá Rebelo eu gostaria de parabenizar você pois eu comecei a acompanhar suas análises recentemente e este evento foi um dos melhores do ano, referente a luta do Romero é muito justo mudar o resultado para no contest e o Dominick dispensa comentários.

    • Renato Rebelo

      Muito obrigado, irmão!

  • Dan Mendes

    Podcast vai ter uma 3 horas para cobrir todos as lutas, polemicas e desdobramentos desse UFC 178.

    • Maykon Douglas

      Pelo menos duas horas de duração. Tem que abrir uma exceção pra este podcast, além do mais, não é todo dia que se tem um evento tão prazeroso de ser comentado como este.
      obs: sei que meu pedido não irá ser atendido, mas valeu a tentativa kkkkkkkk

  • Renato Rebelo

    ATUALIZAÇÃO SOBRE ROMERO-KENNEDY: citando que Big John McCarthy foi quem pediu pra tirar o excesso de vaselina posto erroneamente no rosto de Romero por um cutman do UFC – não havendo influência do corner do cubano-, Bob Bennett, diretor executivo da Comissão Atlética de Nevada diz que as chances de uma mudança de resultado na justiça são “muito pequenas” (o que não impede o UFC, por exemplo, montar uma revanche). Fãs de Romero, inclusive, também apontam irregularidade por parte de Kennedy – que, no momento do upper que iniciou a sequência que quase desligou Romero no segundo round, estaria segurando o rival pela luva: http://4.bp.blogspot.com/-ZzlvA36Uick/VCfEyhyesnI/AAAAAAAAAf0/rib1UPR0nRY/s1600/Tim%2BKennedy%2BHurts%2BYoel%2BRomero%2BPalacio%2BUFC%2B178.gif

  • Dan Mendes

    Não tinha observado isso. Tim claramente segurou a luva do Yoel, primeiro ele segura no punho depois foi a luva.

    Agora o que impressiona é como o cubano aguentou porrada.

  • Muito boa a análise, admito que é a primeira que leio e realmente ficou genial. Bancarrota foi foda! Evento top, entusiasmante ver cruz voltar assim, a mulherada na minha opinião merecia luta da noite, Romero TEM

  • Muito boa a análise, admito que é a primeira que leio e realmente ficou genial. Bancarrota foi foda! Evento top, entusiasmante ver Cruz voltar assim, a mulherada na minha opinião merecia luta da noite, Romero TEM que ser punido, mereceu ouvir as reclamações do Kennedy no backstage, Irlandes mostrou serviço, fez o que cumpriu, mais convenhamos que o Poirier entrou visivelmente abalado, agora só resta torcer para o Aldo e esperar para uma das maiores lutas do evento. Dana com certeza vai pagar o diesel do barco do Cowboy por uns 6 meses pra ele andar de wake, afinal nada melhor que o Former Bellator Champ estrear com uma derrota no UFC, não existe mkt melhor que esse. E vida longa ao DJ.

    • Arthur Malaspina

      Ué, punido por quê? Ele não teve nada a ver com o atraso, estava inclusive grogue. Se tiverem que punir tem que ser o corner dele ou o Big John. Acho que nada acontecerá, até porque o Kennedy, esse baluarte da honestidade, segurou a luva do Romero enquanto golpeava e foi só por isso que quase conseguiu o nocaute.

      • Como porque? e é óbvio que ele tem tudo a ver, afinal foi ele que atrasou e ele que foi o maior beneficiado nisso tudo. Não tem como você punir um córner, eles recebem através do lutador e dos patrocínios. O Big John devia sim ser punido também, agiu corretamente pegando o banquinho do Cubano e colocando-o de pé, porém demorou quase 30 segundos para isso. E se você reparar no GIF, o Kennedy em momento algum teve a intenção de segurar na luva e sim no braço, acabou conseguindo conectar 2 uppers por conta disso, mais o esporte é de contato, faz parte, Romero devia ter usado esquiva, pendulo, ou até bloqueado com o braço esquerdo mesmo. Com 30 segs a mais no intervalo até o Thiago Silva teria voltado contra o Machida haha

        • Arthur Malaspina

          Foi o cutman do UFC que causou a demora, como, estando grogue, o Romero poderia ser punido? Transformar a luta em um no contest ok, mas punir especificamente o Romero é absurdo.

          O Kennedy agarrou a luva e quase ganhou a luta por conta disso, se tivesse sido nocaute seria inclusive um bom motivo pra virar no contest também.

          • Pelo que eu me lembre o cutman agiu no tempo regular, a demora foi por conta do Cubano, e a punição que eu me referia era a luta virar NC msm, nada de tirar bolsa e etc… Ja acho errado falar que o Kennedy so quase venceu por causa da luva, ele acertou um gancho em cheio o outro foi de raspão e depois começou a distribuir socos com o braço do Cubano já solto.

          • Arthur Malaspina

            A cena foi toda muito estranha, mas o próprio Dana disse na coletiva que a culpa foi do cutman que deixou vaselina demais no corte, daí o Big John chamou ele de volta pro ringue pra tirar a vaselina. Então fica difícil de pedir o no contest. Eu apostaria grana que nada vai acontecer e o Romero ficará com a vitória.

            Seria interessante o UFC marcar uma revanche imediata, mesmo porque o Romero nem teria adversários livres.

          • Concordo que infelizmente não haverá punição e que a revanche é o melhor caminho então. A pouco falavam que o vencedor desta peleja assim como Bisping x Rocknroll pode ser o próximo teste do Jacaré antes do TS, e essa luta mostrou que o jaca janta os dois.

    • ps – Ridículo o TS pro Cruz, a meritocracia do UFC é completamente distorcida pelos fatores financeiros. Raphael Assunção MUITO injustiçado.

    • Renato Rebelo

      Muito obrigado pela gentileza, irmão!

  • Maykon Douglas

    Sobre a maior polêmica do UFC 178, sabendo que será difícil mudarem o resultado da luta, o mais justo agora, independente da decisão da NSAC, seria o careca fazer uma revanche entre Yoel e Kennedy, estou aqui na torcida pra que este tira-teima aconteça.
    Sobre o notório, apesar de admirar seu talento com os punhos e com as palavras, acho que ele deveria enfrentar mais um TOP antes de lutar com o campeão.

  • Loyalty

    Evento incrível, fiquei em êxtase em todas as lutas, espero um podcast maior que o normal heim, que dure umas 2 horas e o que o de mma-brasil dure 4 hhahahaah, estou ansioso! Cat merecia algum prêmiom também… Trio de ferro formado nos galos finalmente (tj, barão, cruz)!!! Cerrone x Khabib já!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Rodrigo Tannuri

    O evento cumpriu o que prometia!

    DJ é um absurdo. É o atleta perfeito pra promover os moscas. Será que baterá o recorde de Anderson Silva? O vejo fazendo história sim!

    Dessa vez, Cerrone mostrou que, mentalmente, está forte. Conseguiu reverter o quadro e deslanchou na luta. Física e tecnicamente, ele sempre foi top, seu problema era o psicológico, mas parece que, agora, ele está mais confiante do que nunca. Gosto muito da pistura de luta do Cowboy. Mesmo perdendo, gostei da estreia do Alvarez. Chegou a ter bons momentos contra um dos melhores lutadores da divisão.

    McGregor é O cara! Ele fala e faz. Suas fortes declarações aliadas a seus golpes chamativos, certeiros e a sua movimentação o tornam único. O UFC e o MMA precisam de mais profissionais como ele. Já que ele estará no Brasil, estou no aguardo da entrevista do Sexto Round com o mito. O cara é uma onda kkkkk Gosto muito do Poirier também, mas ele pode ficar estigmatizado como um lutador que destrói os mais fracos e para nos tops. É jovem, tem muito potencial, mas perdeu outra oportunidade de dar um passo adiante.

    Apesar de ser fã do Romero, ele me decepcionou. Ok, nocauteou, mas seu ritmo foi lento. Venceu o 1º round sem fazer muito esforço e sem empolgar, estava levando o 2º, até o finalzinho, quando quase pôs tudo a perder e, no último, mostrou determinação, bravura e poder, mas aquele intervalo prolongado foi crucial pro desfecho da luta. Esperava muito mais do Soldado de Deus. Ontem, ele mostrou algumas falhas e não deixou uma boa impressão.

    Dominick is back! Nunca fui o maior fã dele, mas, ontem, fiquei muito feliz com o retorno em alto estilo dessa fera. Por mais que o longo tempo afastado tenha sido péssimo pra sua carreira, ao mesmo tempo, essa parada foi boa, já que o americano mostrou uma agressividade jamais vista. Ok, ele chegou a receber alguns golpes logo no início, mas esse processo faz parte da readaptação do mesmo. Roubou a cena do evento e de forma muito merecida!

    Também gostei muito da atuação do Thomspon no card preliminar. Torço muito pra que esse cara vingue no MMA. Em pé, ele é diferenciado e o mais maneiro é que parece ser um cara muito legal fora do octógono. Sobre a Amanda, foi lamentável ver que ela teve gás apenas pra um round. Se precipitou querendo aniquilar a Zingano no ground and pound e pagou o preço por encarar uma adversária que é completa e que esbanja no aspecto físico, já que melhora com o passar dos rounds. Essa vitória dela foi muito parecida com a que teve sobre a Tate.

    • Fabricio Alves

      Esse Romero é muito displicente. O cara foi wrestler olimpico e prefere manter a luta em pé. Isso é muito estranho

  • Yuri David

    Duvidosa a postura do Romero. Pra mim, ficou claro que não passa pelo pelotão de cima da categoria.

    McGregor nocauteou com um soco de raspão. Vamos ver se acha algo contra o Aldo.

    So eu achei o Cerrone MUITO maior que o Alvarez? Tanto em massa muscular, quanto em tamanho. Eu sei que o Cerrone é grande, mas parecia um pena contra um leve. No UFC o buraco é mais embaixo.

    Não sei se o Johnson faz parecer mais fácil que o Jones não…Vale lembrar que na categoria do Bones existe maior chances para imprevistos devido ao tamanho dos sujeitos e exceto contra o Gustavao ele passou o carro de maneira assombrosa. Nos moscas praticamente não tem isso.

    • Vitor

      Realmente, o DJ é o campeÃO mais dominante do UFC, mas de todas as pessoas que estão com a cinta a mais dominante é a Ronda, acho até superior ao DJ nisso.

    • mazzaropi

      São sérios seus comentários?

      Romero pegou um cara duríssimo e você simplesmente não sabe se ele passa pelos outros?

      Conor nocauteou com soco de raspão? Você está subestimando aquele soco na tempora quase ociptal?

      Na categoria do demetrius simplesmente não há oponente para ele… É disparado o mais dominante campeão de todas as categorias.

      Está com dúvida ainda em qual categoria amigo?

  • Yuri David

    Duvidosa a postura do Romero na luta. Não acho que ele passe pelos caras do pelotão de cima.

    Cruz voltando muito bem. Se segura Dillashaw!

    Qual é o limite para McGregor. Contra o Aldo vai ser muito mais dificil.

    Só eu achei o Cerrone MUITO maior que o Alvarez? Achei ele muito mais forte e maior. Eu sei que Cowboy é grande, mas parecia um leve contra um pena. No UFC o buraco é mais embaixo.

    Não acho que o Johnson seja mais dominante que o Jones. Pra mim o Bones tá um patamar acima. Vale lembrar que na divisão dos meio pesados existe maior espaço para imprevistos devido ao tamanho dos caras, coisa que não acontece nos moscas e mesmo assim, tirando a luta contra o Gustavão, ele passou o carro de maneira assombrosa.

  • mazzaropi

    1. Demetrius passeou…

    2. Cerrone se consolidou…

    3. Mc Conor nos espantou…

    4. Cat Z me arrepiou…

    5. Cruz fantasticou…

    http://semradar.com.br/wp-content/uploads/2011/07/yaomingfoto.jpg

  • Fabricio Alves

    “Entretanto, um sopro de vida capaz de lançar um jab de direita e um cruzado de canhota entregou a Kennedy o primeiro nocaute de sua carreira”

    Foi o contrario, Foi um pisão de pé direito, dai veio um jab de canhota e depois o cruzadão de direita.

  • Cauã Albuquerque

    Não fosse a segurada na luva por parte do Kennedy nada disso teria acontecido. A comissão não pode e nem deve anular o resultado. Concordo que o Mcgregor está atrás dos quatro citados. Mcgregor não venceu o Poirier. Venceria se o Hearb Dean não tivesse interrompido prematuramente.

  • Gabriel Monteiro

    Opa, comecei a acompanhar o site por esses dias e tive gratas surpresas quanto ao nível! Eu, que sou leitor do MMA Brasil a algum tempo, tenho agora mais um site obrigatório nas minhas visitas diárias!

    Quanto ao evento, não tem nem o que falar né, dificilmente vamos ter um nível tão bom nesse ano!

    Confesso que eu esperava mais do Alvarez, mas foi bom para vermos o quento Bellator e UFC tem níveis diferentes. O Cerrone tem que parar com essa doidera dele de ficar pedindo mais lutas… Ele tá a um passo de um title shot, tem mais é que descansar e esperar um casamento de luta bom pra ele, que vá jogar ele pra pegar a cinta.

    Olha, não fosse a jogada suja dos corners do Romero, essa seria a virada do ano com toda certeza! Que lutassa!

    O MMA só tem a ganhar com a volta do Dominator, grande lutador, grande campeão e vai merecidamente disputar a a cinta. Acho inclusive que é favorito contra o TJ.

    McGregor provando que não é só palavras. Ainda acho que tem um degrau antes de um title shot, mas o UFC não vai perder a oportunidade de promover esse furor que está se formando em volta dele e, caso o campeão não tenha alguma lesão na próxima luta, é certo que ele será o próximo desafiante .

    • Renato Rebelo

      Muito obrigado, Gabriel!

  • Leo Corrêa

    Noite de grandes lutas, sem dúvida. Um momento emocionante foi a comemoração da Cat Zingano, quando ela se levanta, coloca as mãos no rosto e, em seguida, ergue os braços. Pô… parecia cena de filme. Pra gente que sabe o que ela passou nesses últimos tempos, aqueles gestos ilustraram bem o momento de superação. Chega a encher os olhos (calmaê rapá! macho não chora!).

    =)

  • Felipe Lemes

    vai ter um podcast para UFC 178 e um para Kennedy x Romero

    • Renato Rebelo

      Hahaha capaz msm

  • William Amaral

    Esse evento lembrou os tempos em que o Combate mostrava apenas o card principal dos eventos e a ansiedade por cada luta era grande. Que venham mais!

  • Eduardo Sanguinetti

    Seria Injusto demais de Romero x Keneddy tivesse o resultado alterado. Não havia visto esta segurada na luva escancarada do Americano. Claramente ela impediu que o Cubano pudesse tantar se defender. Além disso nimguém da equipe do Cubano foi o responsável pelo “atraso”, de forma que a vitória e o nocaute do Romero foram completamente procedentes.

  • André Guilherme Oliveira

    Cara, quem sabe usar os Leg Kicks tem uma arma mortal. Adoraria ver o que os chutes do Douglas Lima fariam no UFC. O Cerrone depois da surra que ia tomando pro Edson deve ter revisto algumas ferramentas pro seu jogo, isso pode fazer muita diferença contra wrestlers superiores.

    Kennedy e Romero II seria legal. O Romero tem que melhorar muito sua estrategia, e o Kennedy mostrou que ainda pode dar trabalho na divisão. A segurada na luva foi prejudicial, mas foi consequência do movimento, agora aqueles 30 seg a mais são de matar. O Kennedy ta é certo de reclamar.

    O McGregor tem uma mentalidade muito forte, um psicológico muito forte mesmo, queria saber o que aconteceria com ele em caso de derrota. De qualquer forma ele tem que ir pra um TE antes do TS. Vencedor de Lamas x Bermudez seria demais

Tags: