Até que enfim: Diaz larga o ócio por rabo de foguete

Renato Rebelo | 24/09/2014 às 23:10
mma_diaz_henderson_09

Diaz contra Maynard

Em meio a um mar de notícias desastrosas (lesão de Chris Weidman, aposentadoria de Wanderlei Silva, demissão de Thiago Silva, suspensão de Anthony Johnson, etc), o retorno de um dos meus lutadores favoritos trouxe um pouco de alento à semana conturbada.

Admito esse gosto pessoal (sou ser humano, não?) pois Nate Diaz entregou três das maiores surras já vistas na categoria até 70kg – contra Jim Miller, Gray Maynard e Donald Cerrone.

Infelizmente, após molestar o Bully em novembro de 2013, o virulento californiano entrou em litígio com o UFC, foi excluído do ranking por inatividade e deixou a carreira em segundo plano.

O motivo alegado por Diaz – que viu o irmão mais velho, Nick, e o velho amigo Gilbert Melendez assinando contratos lucrativos- foi de ordem financeira:

Meu contrato tá todo ferrado. Quero ser pago como esses outros lutadores. A essa altura, eles estão pagando todos os meus companheiros com dinheiro de verdade e chega ser constrangedor eu lutar novamente pelo dinheiro que me pagam. Eles podem me pagar ou me deixarem sair”, disse em entrevista ao MMA Fighting.

Dana White, que não costuma engolir sapo, adotou tom menos ríspido (porém não menos incisivo) ao se esquivar das declarações do famoso filho de Stockton:

Ele está sob contrato. Acabamos de assinar com ele e ele estava feliz. Ele ficou infeliz quando reassinamos com o Melendez. Eu amo o Nate. Na verdade, é um dos meus garotos preferidos, mas ele não gera bons números. Ele está 1-2 nas últimas três lutas, não está perto de lutar pelo título, não dá audiência e acabou de assinar um contrato novo. O que vocês querem que eu faça?”, disse o careca em coletiva de imprensa.

A reaproximação entre eles se deu na festa de encerramento da 20ª temporada do The Ultimate Fighter.

Diaz, que foi treinador-adjunto de Melendez, farreou com Dana e, de quebra, deixou seu retorno ao octógono pendurado por detalhes:

Foi uma noite muito louca onde eu e Diaz passamos um tempo de qualidade juntos. Nos divertimos bastante, falamos um pouco sobre negócios. Quando eu voltar ao país, nos encontraremos novamente”, disse Dana em nova coletiva de imprensa.

UFC 141: Lesnar v Overeem

Montagem do site russo “MyMMA”

Não se sabe quem cedeu nessa história – se foi o UFC que abriu a carteira ou Nate, caiu na real e resolveu levantar uma grana.

O que importa é que o campeão do TUF 5 volta a trabalhar contra o brabíssimo Rafael dos Anjos – em chamas desde que nocauteou Ben Henderson.

Casamento que, no papel, não é dos melhores para o americano – que nunca foi um bom defensor de quedas e, no chão, não tem muito a oferecer ao faixa-preta de Roberto Gordo.

Em pé, no entanto, a coisa pega fogo com a envergadura superior e o boxe heterodoxo do irmão Diaz mais novo.

Enfim, deixemos análises profundas mais pra frente – já que o UFC on Fox 13 só rola em 13 de dezembro.

Por hora, em meio a tantas perdas, vale, ao menos, comemorar a recuperação deste talentoso jovem de apenas 29 anos – sem fecharmos os olhos para esse tópico (pagamento), propagado por cada vez mais vozes…

Abraços.

  • Paulinho Taquara

    Luta mt boa!! Acho que dá Rafael p/ decisao + o Diazinho é osso tb

    • Renato Rebelo

      Tendo a achar que o casamento não é dos melhores pro Diaz, mas essa luta tá mt longe de ser mamão com açucar pro Rafael – ainda mais se ele, confiante, quiser se testar na média pra longa com o Diaz. Aí, é encrenca.

      • Nilo Júnior

        Trocar mão da média pra longa é pedir pra tomar 1-2 e ouvir “c’mon bitch”, mas acho que o Rafa deve abrir caminho com uns chutes baixos ou no corpo. Imagino que o Mestre Cordeiro esteja ligado no boxe lango-lango.

        • Renato Rebelo

          Exatamente!

  • Diego

    Só ñ vale ser preso pro dirigir breaco q nen o irmão mais velho. SEi la ñ curto esses Bad Boys

  • Gabriel Castelani

    É verde no cartel! Acho que o Diaz nao tem chance nem de pé, vai ser dificil achar o Rafael, isso se o brasileiro quiser trocar!

  • Deivis Chiodini

    Rafa controlando no chão…

  • Danilo Lopes

    Pior que vai acabar dando Diaz nessa p… anotem!

  • will

    Renato, eu gosto das lutas dos irmãos Diaz por outro motivo. Minha satisfação é vê-los apanhando. Odeio os dois com todas as forças. Quando anunciaram a luta do Diaz contra o Spider eu sorri sozinho. Até que enfim esse palhaço vai tomar uma surra bem dada! O Anderson vai afundar a cara dele no chão com um nocaute épico.

    • Renato Rebelo

      Hehe cada um com suas motivações = )

  • Luiz Guilherme

    acho que o rafael leva, mas não será facil! tem td pra ser um lutão!

    • Renato Rebelo

      Isso com certeza.

  • Nilo Júnior

    Rafa com o movimento de cabeça e trabalho de pernas deve anular o boxe lango-lango do Nate, a não ser que caia na pilha e faça como Jim Miller e Cowboy que foram pra briga.

    Josh Thomson já deu a planta: fez o Maconha Jr andar pra trás misturando chutes no corpo e na cabeça. Não vejo porque o Rafa não consiga fazer o mesmo, inclusive chegando ao ponto de arrumar um TKO.

    Por incrível que possa parecer, Diaz tem mais chance numa embolada no chão do que trocando.

  • Rafa Alves

    Não costumo discordar de você, Renato. Mas não concordo com a parte que diz que Nate Diaz não tem muito a oferecer no chão. Nate tem mais finalizações na carreira, eu o considero mais versatil. Lembrando ainda que em sua ultima vitória pela via, Nate finalizou um até então o infinalizavel Jim Miller. Penso em uma luta muito equilibrada com ligeira vantagem para o xará por ser mais completo em pé, porem no chão vejo o oposto.

    • Renato Rebelo

      Opa, fique à vontade para discordar sempre, irmão. Quando disse “não tem mt a oferecer”é no sentido de não ser superior. Óbvio que pode aprontar ou fazer de igual pra igual. Mas, no papel, o Diaz dificilmente passa a guarda, raspa ou finaliza um cara que tem muito mais experiência em torneios de JJ e submission do que ele (Rafael é macaco velho de mundial e brasileiro quando treinava com o Gordo no RJ). Isso sem contar com o grande calcanhar de Aquiles de ambos os Diaz: o wrestling. Na teoria, claro, o Rafael tb dominaria o meio-campo. Contra o Jim Miller, ele finalizou após um knockdown (um direto que pegou meio no nariz) o que, obviamente, pode acontercer com qq uma (Cachorrão, estrela do ADCC, foi apagado pelo Matt Hughes após um). Em suma, o JJ do Nate é excepcional, mas o do Rafa tb é. Acho que se anulam.

  • William Amaral

    Rapaz, não vi essa surra toda contra o Cerrone não, achei a luta bem morna.

    Quanto à luta, sendo em três rounds, acho o Rafael muito favorito, levando pro chão e apenas dando giro e se defendendo, no estilo Ben Henderson contra o mesmo Nate. Se fosse em 5 rounds, Diaz teria mais chances de afogar o brasileiro em águas profundas, como você diz.

    • Renato Rebelo

      Serio que não? O Cowboy levou dois knockdowns (caiu de bunda no chão) e bateu recorde de golpes absorvidos. Concordo mt com vc. Em cinco rounds, as chances do triatleta (foi pelo caminho do irmão) aumentariam mt.

      • William Amaral

        Confesso que só assisti ao vivo mesmo. Fiquei tão decepcionado com a apatia do Cerrone, que é um dos meus lutadores favoritos, que só lembro daquela inércia dele, do Nate provocando e ele paradão, aceitando golpes. Acho que é mais por isso que tenho essa opinião. Vou revê-la.

        • Renato Rebelo

          Vale a pena, foi um lutão. O Cowboy tb acertou bons low kicks no Nate.

    • Eduardo Sanguinetti

      Luta morna??? Como assim dus nosso?!!!
      Foi uma baita luta… Melhor performance da carreira do Nate (juntamente com a contra a do Gomi) O Nate bateu muito (mas muito mesmo) e o Cerrone ainda deu varias lambadas e concectou um ou dois chutes altos.
      Mas foi uma baita luta. Com direito ao Cerrone mandando o Nate tomar no cu no momento do toque de luvas e o Nate revidando o gesto no início do 3º Round após o Cerrote ter servido de saco de pancada nos dois primeiros. Nunca vi o Cerrone tão abatido durante uma luta, Nate quebrou o cowboy física e psicilogicamente. Baite luta!!!

  • Roberto Brandão

    Para mim, Dos Anjos vai vencer sem muitas dificuldades. O Josh Tompson já monstrou o caminho que ele precisa seguir para chegar a vitória. Lembrando que o Dos Anjos está com um muay thai MUITO afiado, jogando de guarda bem fechada, angulando e se movimentando muito bem, ele simplesmente conseguiu controlar o meio de campo contra o Benson que é um dos melhores no quesito. Acho que ele vai bater, sair e arranjar um TKO no fim do primeiro round. O Rafa está com muito ritmo para quem está parado à um tempo. Com essa vitória, o Rafa passa na frente do russo amarrão e vai pro tittle shot. Aproveitando, joguem o Russo contra o Green.

    • Renato Rebelo

      Concordo com o muay thay afiado do Rafa, só não sei se a luta do Thomson é mt parâmetro pq aquilo foi uma cabaçada sem precedente do Nate – que baixou a guarda, esticou a cara e mandou bater, pra provocar, e tomou um chute no pescoço. Nurma e Green seria uma boa luta, mas o americano recebou ontem o Edson Barboza!

      • Roberto Brandão

        Cito a luta contra o Thomson para ilustrar como o Diaz se sai quanto pega alguém que não aceita o jogo dele, como o Thomson, Benson e Rory fizeram muito bem. Em relação ao chute, acho que temos que dar mais créditos ao Josh do que à um vacilo do Diaz, que já havia engolido um head-kick no primeiro round, mas infelizmente pegou com o peito do pé e não foi fatal como o segundo. O que acredito que seja o ponto principal do combate com o Dos Anjos é que ele pode muito bem mesclar a estratégia do Bendo(abafar) e do Josh(jogar na distancia) para confundir mais ainda o Diaz, fazendo com que ele fique frustado como contra os atletas citados. Com isso, acredito que esse novo Dos Anjos é uma arma muito mais letal que o Benson e o Thomson, por isso anoto um TKO a favor do brasileiro.

        Aproveitando o gancho, já que o Green está agendado contra o Barboza. Poderiamos ve-lo contra o Cowboy, caso o mesmo passe pelo Alvarez.

  • Eduardo Sanguinetti

    Bahhhhh….. Fiquei muito feliz quando li sobre a volta do Nate, mas muito triste agora que soube que era contra o Rafael…..

    É aquela luta que não sei pra quem torcer. Espero que algum deles tenha uma leve lesão e tenha que haver uma troca de adversário. hehe…

    De qualquer forma, vantagem clara pro Rafael que vai levar vantagem tanto em pé quanto no chão. Obviamente vai abusar dos chutes e das quedas e vencer na decisão. Só torço pra que alterem essa luta aí. Sou muito fã dos irmão Diaz, mas vejo o Rafael como o melhor brasileiro em ação no UFC junto com o Werdum. Vamos ver o que vai dar…
    Osss

  • Rodrigo Tannuri

    Sinceramente, não curti esse casamento. Ok, o Nate é um bom lutador, mas sempre se achaou muito mais do que realmente é. Perdeu duas das últimas três lutas, sendo que em uma delas foi surrado pelo Ben Henderson. Está no top-10/15? Sim, mas o Dos Anjos está bem na frente. Acho até que o brasileiro deveria lutar pelo cinturão, devido a lesão do Nurmagomedov ou com alguém melhor ranqueado.

    Nesse combate, vou no brasileiro. Ele vive um momento mágico. O cara é completo e sempre busca a evolução. Se tem uma palavra que o define, ela, pra mim, é foco. Seu semblante e postura durante as lutas são muito legais de se ver. Torço pra que ele passe por mais esse desafio e, enfim, se torne desafiante. A luta e o momento estão favoráveis à ele.

    • Renato Rebelo

      Acho que esse combate é muito viável do ponto de vista mercadológico pro Rafael do que em termos de ranking. O Diaz sequer figura na lista – dada a sua inatividade, mas já lutou pelo cinturão e tem um apelo tremendo nos EUA (mt, mt mais do que o Rafael). Considerando que o card será transmitido ao vivo em TV aberta (Fox), é uma grande oportunidade pro Rafa aparecer e cimentar um title shot.

      • Eduardo Sanguinetti

        Até concordo que o Rafael não tenha a visibilidade e a credibilidade que ele merece. Mas um cara que bateu o Cerrone e o Ben Henderson do jeito que bateu já merece todo o respeito possível. Se depois deste último nocaute contra o homem do palitinho ele não ganhou a moral merecida, não acredito que seja uma vitória contra o Nate que vai trazer o reconhecimento merecido,ainda que eu considere o Nate um nome muito maior pro MMA do que qualquer um que o Rafael já tenha enfrentado. Acho que pro mundo começar a respeitar de verdade o potencial do Rafael, só ele ganhando a cinta mesmo. Aliás acho que que tem chances tanto contra o Pettis como contra o Melendez e por sinal, ambas seriam excelentes lutas hein!

  • Aline

    War Nate Diaz! 😀

  • Juliano F. Mattos

    Eu gosto do Nate porque gosto de lutadores badass e provocadores, mas sou só eu que acho o boxe dele bastante desengonçado e pouco técnico? Por causa disso, acaba levando a alcunha de heterodoxo, mas pra mim é mais um brigador de rua.

Tags: ,