UFC 151 cancelado: a culpa é de quem?

admin | 23/08/2012 às 18:04

Henderson se machuca. Sonnen se oferece. Jones nega. DanaWhite cancela o UFC 151. Dana anuncia Jones x Machida dia 22/09, no UFC 152 (que virou 151). Dana se diz muito desapontado com Jones.

Dana xinga o treinador do campeão, Greg Jackson, segundo o careca, o responsável pelo veto.

A sequência aconteceu na tarde desta quinta-feira e caiu como uma bomba no mundo do MMA. Pela primeira vez na história do UFC um evento é cancelado. Isso há apenas 8 dias do mesmo.

Imagino o tamanho do prejuízo para a organização e consigo entender perfeitamente a reação explosiva do chefão com quem era até hoje pela manhã seu queridinho.

O campeão, porém, não é o maior culpado. O evento só foi cancelado porque o próprio UFC marcou para esta edição apenas uma luta de peso, justamente entre Jones x Hendo.

Corria o risco de um dos dois se lesionar – algo que tem rolado constantemente –, o que acabou acontecendo. Se o UFC 151 tivesse um card com lutas melhores talvez esse cancelamento não fosse necessário.

A política de multiplicar o número de eventos, prezando a quantidade e não a qualidade, uma hora ia ter seu preço a pagar. Pois bem.

Em relação ao Sonnen, apesar de admirar sua coragem de aceitar enfrentar um monstro como Jon Jones com apenas 8 dias de preparação, não acho que seria correto dar a ele o title shot.

Chael é engraçadinho, bom lutador, vende PPV com seu trash talking, mas acabou de levar uma surra de Anderson Silva nos médios. Não seria justo com os lutadores meio-pesados se já conquistasse o direito de lutar pela cinta.

Já a parcela de Jones recai sobre o fato de que, por causa de sua negativa, todos os outros lutadores do então UFC 151 ficarão sem lutar e, consequentemente, sem receber, além dos gastos que tiveram na preparação.

Sob esse ponto de vista, foi uma atitude egoísta de Jon, citada até por Dana White, mas, se analisarmos que MMA é um esporte individual e que o americano é apenas parte da organização, não acho justo jogar sobre ele toda essa responsabilidade, coisa que White, talvez espertamente, tentou fazer.

Por fim, quem acabou, na minha visão, prejudicado foi Lyoto Machida, que esperava lutar pelo título apenas no final do ano e, pouco mais de 1 mês após derrotar Ryan Bader, terá pela frente o campeão, que vem se preparando há mais tempo. Será justo com nosso Dragão?

*Resumindo a história: UFC 151, que seria dia 01/09, foi cancelado. O UFC 152, que seria 22/09, mudou para 151 e terá como main event Jones x Machida, valendo o cinturão dos meio-pesados. UFA!

Tags: , , , ,