De olho no vice: os
pontos altos do Bellator 174

Luiz Fernando Ferreira | 04/03/2017 às 04:39

O público presente no WinStar World Casino, em Oklahoma, assistiu, na luta principal do Bellator 174, dois momentos marcantes para o MMA feminino: 1- Julia Budd se tornou a primeira campeã peso-pena da organização e 2- o ato final de Marloes Coenen.

A holandesa, que está no MMA desde 2000, anunciou a sua aposentadoria após o combate com Budd.

Além do protagonismo das mulheres, a edição trouxe resultados animadores para as divisões dos pesados e dos médios – com as vitórias de Justin WrenRafael Lovato Jr., ambas ainda no primeiro round.

Vamos aos principais destaques do evento?

Budd faz história e Coenen se aposenta

No duelo principal em Oklahoma, o título inaugural peso-pena feminino finalmente foi colocado em jogo.

A veterana e ex-campeã do Strikeforce Marloes Coenen até encarou a embalada Julia Budd, mas o que vimos foi praticamente um monólogo da canadense – que botava a holandesa pra baixo com extrema facilidade e não dava chances para os botes da guarda traiçoeira da rival.

O tradicional jogo de Budd fez efeito, portanto, e Coenen não teve qualquer chances.

Lá pro fim do quarto assalto, a canadense começou uma sequência no ground and pound que durou praticamente três minutos e obrigou o árbitro Big John a interromper o combate.

Em seguida, Coenen anunciou na sua aposentadoria do MMA. A “Rumina”, que é uma das pioneiras do esporte – com passagens pelo Strikeforce, Invicta e Dream -, deixa o MMA com um cartel de 23 vitórias e oito derrotas.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em

Resultado polêmico

No co-main event, um resultado para lá de polêmico. Fernando GonzalezBrandon Girtz protagonizaram um duelo dinâmico, com bastante trocação. Com os dois lutadores vindo de derrota, a pressão para a recuperação era até natural.

Nos dois primeiros rounds, a superioridade de Girtz ficou nítida, com quedas e boas combinações em pé para cima de Gonzalez. A movimentação intensa de Brandon cobrou o seu preço e cansaço veio no round derradeiro.

O terceiro round foi todo para Fernando Gonzalez, com várias oportunidades de nocautear o duríssimo Girtz, mas ficou faltando aquele “espírito assassino”. Após 15 minutos, uma controversa decisão unânime para Gonzalez, com direito a um 30 a 26 (!).

O “Grande Pigmeu” vence mais uma

Se a divisão dos pesados no UFC é rasa, imagine a do Bellator (que nem campeão oficial tem). Desde que Vitaly Minakov saiu, Scott Coker ainda não colocou o cinturão dos gigantes em jogo.

Um dos nomes interessantes para uma futura disputa de cinturão, ou lutas com os grandes nomes da divisão, acaba de se firmar. Justin Wren emplacou a sua terceira vitória seguida no Bellator e vai se tornando um nome para se prestar atenção na categoria.

Além de carismático, a sua trajetória fora dos cages com a sua ONG na África em favor dos Pigmeus vem comovendo e atraindo muitas pessoas.

O ex-TUF não deu qualquer chance para Roman Pizzolato, com um jogo de grappling bastante eficiente e agressivo, o “The Big Pygmy”, finalizou com um justo katagatame, ainda no primeiro round.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em

Estreia avassaladora

Um dos maiores lutadores americanos na história do jiu-jítsu, sendo o terceiro não brasileiro campeão mundial na faixa-preta, Rafael Lovato Jr. mostrou que chegou com tudo no Bellator.

O americano precisou de apenas 13 segundos para tratorizar Charles Hackmann. E o mais surpreendente de tudo foi que Rafael venceu por nocaute técnico.

Apesar do duelo ter sido em peso-casado, Lovato é ex-campeão dos médios no Legacy FC e, sem sombras de dúvidas, chega como um nome bastante promissor para categoria que tem como rei o brasileiro Rafael Carvalho.

Menções Honrosas

Marcos “Loro” Galvão teve o seu próximo desafio marcado. O ex-campeão dos galos do Bellator enfrenta Emmanuel Sanchez pelo o Bellator 175, que ocorre em 31 de março, na cidade de Chicago.

Cody Pfister, que já lutou com Sage Northcutt no UFC, derrotou Jonathan Gary por finalização pelo o card preliminar. Porém, após o seu triunfo o lutador anunciou a sua aposentadoria do MMA. Pfister deixa um cartel de 13 vitórias e seis derrotas, com passagens pelo o UFC e Bellator.

Vale destacar, também, o nocaute de 13 segundos no terceiro round de Justin Patterson sobre Jason Witt na primeira luta do Bellator 174.

Um vídeo publicado por ufc (@ufc) em

Outros resultados:

Emmanuel Rivera derrotou Treston Thomison por decisão unânime
Emily Ducote derrotou Katy Collins por finalização no primeiro round
G. Holloway derrotou Alexis Dufresne por nocaute técnico no segundo round
Justin Patterson derrotou Jason Witt por nocaute técnico no terceiro round

  • Anderson Tomaz

    Essa Holloway é uma monstra. Só perdeu por decisão e geralmente nocauteia.
    Sobre a Connen, veio de derrota e disputa cinturão inaugural lol
    E a situação da campeã pena do UFC só fica cada vez mais embaraçosa… Além de ter sido nocauteada pela atual campeã galo dá franquia também já perdeu pra nova campeã pena do Bellator, ou seja, além de lutadora suja Germaine também é a campeã que menos impoe respeito (depois do Bisping)

    • Gabriel Nicacio

      Concordo em tudo, menos na última parte. Bisping impõe bem mais respeito. Além de ser experiente, e vencido Anderson Silva, Luke Rockhold e Hendo, ou seja nomes de respeito. De Randamie lutou contra um Buster Douglas do MMA, e perdeu dois rounds, com dois golpes ilegais. Até que Cyborg chegue essa divisão vai ser a mais idiota de todas.

      • magnuseverest

        Tem que unir todas as lutadoras do peso pena,destas empresas aí e fazer um grande campeonato.

    • Renan Oliveira

      Essa aí deve ser parente do Orelhudo, hahaha

  • Gilmar Nascimento de Souza

    Poxa… Pensei que a holandesa iria parar no UFC pra ser a única lutadora da terra a ter sido noucauteada pela mesma adversária 3 vezes em 3 organizações diferentes =(

    • Anderson Tomaz

      Pesado kkkk

  • Saulo Henrique

    Rapaz, a Coenen foi atropelada. Nem entrou em campo.

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Wren agora sim pode parar de pegar os zé ninguém, já pegou ritmo novamente, deu uns 2 ou 3 suplês, fez o coitado de gato e sapato kkk, e serio, o Girtz x Gonzalez foi um dos maiores roubos que já vi, 29-28 Girtz ou 28-28 só tinha como dar esses resultados e o filho da mãe vai e me dá 30-26??? Absurdo… a na luta das mulheres eu desisti no inicio do 3 round, a Budd tava numa amarração terrível…

  • Flávio – Maringá

    A impressão que dá é que, no Bellator, os juízes são todos comprados (ou cegos, ou amadores)… É inacreditável a quantidade de roubos escrachados, descarados e nítidos que existem… Isso está cada vez pior e gera uma série de questionamentos por parte dos fãs… Gosto muito do Bellator, porém, é triste ver como esses garfos tão evidentes vêm se repetindo…

  • Matheus V.

    Pode só ter batido barangões no Bellator, mas o Wren é um peso pesado acima da média. Tbm tem só 29 anos, pode realmente ser um TOP dessa divisão.

  • magnuseverest

    Os eventos estão melhorando,acho que Budd irá para o UFC em breve.

Tags: , , ,