Pensando alto: a análise informal do UFC FN 50

Lucas Carrano | 06/09/2014 às 03:02

Olá, amigos do Sexto Round,

Mais uma vez, devido a conflitos de agenda, eu, Lucas Carrano, sou o responsável por trazer a vocês o “Pensando Alto”, com a leitura do card principal do UFC Fight Night 50.

Aproveito para convidá-los a acompanharem também a análise do Bellator 123 pelo amigo Lucas Rezende , concorrente direto deste evento do Ultimate e a outra metade desta sexta-feira de rodada dupla no mainstream do MMA.

Sem mais delongas, vamos ao que interessa:

Ronaldo Jacaré x Gegard Mousasi

10582990_10152643902316276_993860072177264422_o

Mousasi na teia da aranha

“Gato escaldado tem medo até de banho”.

Mousasi bem que tentou, mas Jacaré estava mais do que vacinado contra as pedaladas do armênio-holandês, que, tal qual um repeteco de 2008, foram os movimentos de maior perigo do ex-campeão do Dream e do Strikeforce.

Desta vez, no entanto, o resultado final foi bem diferente.

O cenário que se viu nos três rounds foi bastante semelhante: os lutadores trocam com ligeira vantagem para Jacaré até que eles vão para o clinch; na grade, o brasileiro volta a levar a melhor e consegue a queda; no chão, o produto da X-Gym trabalha com a maestria que se espera de um especialista na arte suave com o seu currículo e se aproxima da finalização.

A diferença na terceira e última parcial ficou por conta do desfecho da narrativa, com a estratégia do brasileiro funcionando e Jacaré finalmente conseguindo a uma guilhotina justíssima, contra a qual o cansado Gegard Mousasi mal teve forças para reagir ou bater em desistência.

Como se não bastasse o recado direto passado com mais uma atuação dominante, Jaca fez questão de traduzir a mensagem em palavras após seu quarto triunfo consecutivo no UFC:

“Quem duvida que eu mereço uma disputa de cinturão está completamente errado. Eu peguei um dos caras mais duros da divisão. O Lyoto lutou com esse cara cinco rounds e eu consegui pegar ele no terceiro. Foi difícil. Eu tive sorte também, mas o campeão também tem sorte. Eu sou o próximo a disputar o cinturão, sem dúvidas”, disse o capixaba, ainda no octógono.

Alguém discorda ou duvida que ele seja o primeiro nome na lista caso algum imprevisto aconteça com o UFC 181?

Ben Rothwell x Alistair Overeem

Era uma vez o "Homem Demolição"

Era uma vez o “Homem Demolição”

Tentei ao máximo fugir do lugar comum e evitar a velha máxima sobre “The Reem”, mas diante da forma como transcorreu a luta não há como omitir a citação. “Alistair Overeem bate como um leão, mas apanha feito um gatinho”.

Enquanto o holandês desferia golpes duros em Rothwell, que por sua vez absorvia com segurança as investidas do rival, quando os ataques vieram no sentido contrário, o bicho caiu feito uma jaca madura.

Overeem já havia dado sinais de que Rothwell tinha abalado sua estrutura no primeiro golpe aterrisado e caiu completamente entregue no segundo soco conectado em sua cabeça (na região da têmpora).

Muito animado após o triunfo, Rothwell adotou um discurso inflamado em que pediu, pasmem, o cinturão.

“Está nas mãos do UFC, mas eu quero ser o desafiante número um. Eu gostaria também de falar para todos os jornais, aqueles que duvidaram de mim, que o MMA é um livro aberto”, disse Big Ben ao comentarista Jon Anik.

Michael Chiesa x Joe Lauzon

Luta da noite!

Luta da noite!

Faltam-me palavras para descrever como esta luta correspondeu a todas as expectativas dos mais aficionados.

Só no primeiro round, foram batalhas árduas no clinch, quedas cinematográficas, raspagens técnicas e trocação franca na reta final.

Recuperado o fôlego, tivemos a falsa impressão de que o ritmo tivesse caído na segunda parcial.

Ledo engano. Chiesa no carrinho de mão pra lá, clinch avassalador de Lauzon pra cá e tome alternância de domínio entre a dupla.

Por mais que a decisão de interromper o combate após a abertura de um verdadeiro Gran Canyon na cabeça do cover de Marcelo Camelo seja justificável, não dá pra não ficar com aquele sabor amargo na boca por ver terminar na metade do segundo assalto uma luta que gostaríamos que durasse mais uns três ou quatro… meses.

Matt Mitrione x Derrick Lewis

"A Besta Negra" indo pro saco

“A Besta Negra” indo pro saco

Nenhuma tarefa pode ser mais ingrata do que tentar analisar um combate que dura menos que uma volta do ponteiro dos segundos.

Embalado após a vitória sobre Guto Inocente, Lewis foi com tudo pra cima de Mitrione – que, ao contrário de seu último adversário, é um peso pesado nato.

E assim, em apenas 41 segundos: “bem-vindo ao UFC”.

Mitrione está longe, mas bem longe mesmo, de despertar qualquer tipo de simpatia de minha parte, mas esse golpe de encontro foi um verdadeiro choque de realidade para Derrick Lewis e, darei o braço a torcer ao “Meathead”, que engancha sua segunda vitória por TKO consecutiva.

Outros resultados:

John Moraga finalizou (guilhotina) Justin Scoggins no R2
Al Iaquinta nocauteou Rodrigo Damm no R3
Rafael Natal venceu Chris Camozzi na decisão dos jurados
Chris Beal venceu Tateki Matsuda na decisão dos jurados
Chas Skelly venceu Sean Soriano na decisão dos jurados

Abraços!

  • mazzaropi

    Jacaré foi fantástico!

    Boxe impecável e chão sobrenatural… kkk!

  • Paulo Borba

    Jacaré é o cara, mas acho que ele não arranja nada com o Weidman com esse double leg. Vai ter que vencer o campeão trocando

    • Vitor Torre De Avila

      O double leg é só um pedacinho do jogo de quedas do caboclo…Faixa preta de Judo que usa as varreduras de pernas(especialmente o ouchigari) muito bem…sem contar que o Jaca é um monstro de forte, só quem luta com o cara pode dizer….

      • Tiaozinho Marreta

        Concordo contigo, mas nao posso perder a piada: se so quem lutou contra ele que pode dizer o quao forte ele é’, nos conte da sua luta contra o Jacare, hehe…

        • Vitor Torre De Avila

          kkk Quem me dera ter esse privilegio Tiozinho….Quase tive a oportunidade de conhece-lo pessoalmente 2 vezes, uma em Manaus e outra no Rio….Acompanho a carreira dele desde o ADCC em São Paulo 2003…Falei isso de pessoas que conheço e já treinaram/competiram com ele no JJ e no Submission

  • Carlos Montalvão

    Esperava mais da trocação do Jacarilson após a surra que ele deu no Okami, mas não tem nem o que falar do Jiu Jitsu do caboclo, Chris Weidman vai ter que fazer um contra-jogo ao que está acostumado a fazer se por acaso vencer o Belfort (ou a maldição do ano das lesões cair sobre o nosso amigo Pastor). Fora isso o brasileiro se mostrou bem tenso na revanche e em momentos tinha uma dificuldade pra respirar nunca antes demonstrada, me faz pensar se ele vai entrar nervoso assim num Title Shot…

    Quero só ver a letra que o Anthony Johnson vai mandar para o Overeem haha, o gigante deveria descer para os meios-pesados porque já provou que não aguenta a pressão na categoria master mesmo tendo o físico de uma montanha, 4 lutas, 3 derrotas por nocaute (2 em “extremely fashion” ou algo assim, como dizem os #mewhricanos).

    E a derrota do Derrick Lewis vai ser boa pra ele colocar os pés no chão e sentir como é a vibe no bolo da elite dos cento e tantos kgs.

    Quanto ao resto do card eu não cheguei a assistir, mas vi o estrago que o Lauzon fez no Chiesa após o anuncio do vencedor dessa luta rs

  • Lucas Rezende

    J-Lau descontou no Chiesa aquilo que o Jim Miller fez com ele!

  • João Marcelo Ecco

    Amigos do Sextoround, o que acharam da luta do brasileiro Rafael Natal?

    • Luiz Guilherme

      garfo dos grandes. pior que o camozzi (que é fraco) vinha de 3 derrotas e deve ser demitido por causa desse garfo

      • Draggo

        garfos dos grandes é exagero, foi uma luta parelha, e eu vi 29-28 pro Natal. Natal por sinal que na última luta também se deparou com uma decisão controversa dos juízes, que não foi em favor dele.
        Sobre o Camozzi ser demitido, já vai tarde, lutador limitadíssimo e que é dinheiro fácil pra apostadores que apostam contra ele, quando ele enfrenta wrestlers/jiu jitseiros.

    • Dan Mendes

      Um roubo absurdo e descarado. Os dois são limitados, mas o Camozzi foi melhor na parte em pé, onde foi travada a maior parte da luta.

  • Paulinho NU

    Esse Overeem é uma piada tinha que ser demitido!

  • Luiz Guilherme

    – overeem: queixo ridiculo da nisso…qdo entrou o primeiro gancho no começo da luta falei que ele ia cair
    – mestre mitrionne “the chicken hunter” destruiu!!!
    agora a logica pede ele contra o ben, para o mestre mais uma vez nivelar a divisão!
    – grande vitória do jaca! passou o carro em cima de um lutador de alto nível.depois dessa merece o TS

  • Davi Sean Ribeiro

    Jacaré vs weidman
    Rothwell vs struve
    Mitrione vs gonzaga
    Joe vs Edson barboza ou então pearson

  • Dan Mendes

    O Listair esta na categoria errada, ele tinha que tenhar descer para Meio Pesado. Ele é rápido e tem trocação técnica, mas não tem queixo de Peso Pesado.
    O curioso agora é que a categoria esta sem desafiante. Se o Fabricio se machucar quem irá lutar com Cain?

Tags: