White sob fogo cerrado: Aldo, Askren e cia atacam

Renato Rebelo | 04/09/2014 às 01:10
Joe-Silva-And-White-Have-Discussed-A.-Johnson

White e Joe Silva confabulando

Já repararam que Joe Silva dá uma entrevista a cada ano bissexto?

A ausência do matchmaker do UFC nos noticiários, no entanto, não se deve à personalidade arredia ou à perseguição da imprensa.

Acontece que, por contrato, o baixola é impedido de atuar como porta-voz da maior organização de MMA do mundo.

Essa papel é desempenhado única e exclusivamente por Dana White (Lorenzo Fertitta, ocasionalmente, também bota a cara).

O principal objetivo dessa estratégia não é transformar o careca numa celebridade (seu carisma, obviamente, ajuda) e sim evitar ruídos de comunicação.

Quando muita gente fala em nome da mesma empresa, a desinformação traz, à reboque, um caminhão de problemas (falta de coerência, erros estratégicos, desmentimentos, ar de amadorismo, etc).

Em tempos de eleição: o coordenador da campanha de Aécio Neves deu entrevista dando a entender que o tucano, em baixa nas pesquisas, poderia acabar apoiando a candidatura de Marina Silva.

Isso forçou o ex-governador de Minas Gerais a convocar coletiva de imprensa no dia seguinte para esclarecer suas intenções – o que lhe fez perder preciosas horas de campanha política.

dana-white-ufc-165-scrum

Dana atendendo a imprensa

No caso de Dana, se por um lado ele é referência no mercado exercendo sua função, por outro, não dá pra negar que o cara peca (regularmente) pelo excesso.

Quando contrariado, palavras ríspidas, indiscrição (explana detalhes de bastidores sempre que lhe é conveniente) e exageros de todo sorte são marcas registradas.

Características, a meu ver, que não o fazem um cara injusto, apenas deficiente de tato.

Só deixo uma pergunta para a reflexão dos amigos: um sujeito polido, de pulso menos firme e fala mansa capitanearia com propriedade o áspero fight business?

Enfim…

Em apenas uma semana, presenciamos uma verdadeiro levante contra o patrão – motivado pela forma como a ausência de Renan Barão no UFC 177 foi tratada.

Por esse e outros motivos, Alistair Overeem, José Aldo, Ben Askren e Cheick Kongo o goelaram.

Primeiro, o atual campeão peso pena do Ultimate – desconfortável com o que foi dito sobre a Nova União:

Eu, sinceramente, não ligo pra nada que o Dana White diz. Tudo que ele diz não tem nenhuma importância pra mim. Eu ligo pro que o Dedé (Pederneiras) me diz e sobre o que treinaremos”, disse Aldo à Ag. Fight.

Logo em seguida foi a vez de Askren – esnobado por Dana assim que deixou o Bellator:

Tenho dificuldades com a forma como Dana White trata as pessoas. Barão cometeu um erro? Sim, errou. Errou demais. Ele provavelmente não deveria lutar na categoria até 61kg. Mas a forma como Dana o jogou debaixo do ônibus como se fosse um pedaço de lixo… Onde está sua decência humana? Acho que vimos várias vezes isso com Dana White”, disse o Funky no programa MMA Hour.

Overeem, que esteve envolvido na recente lesão do campeão Jon Jones, também não gostou de Dana metendo o bedelho em seus treinos na Jackson’s MMA:

O que ele fazia treinando comigo? Somos da mesma academia. Somos companheiros de equipe. Almoçamos juntos e damos carona um para o outro. Não tive nenhuma intenção de machucá-lo. Sempre dizem alguma coisa, mas, às vezes, é melhor não dizer nada”, mandou o holandês no MMA Junkie.

Kongo, que teve a carteira assinada pela Zuffa por sete longos anos, foi o último a malhar o Judas com a (nada) sutil frase:

O UFC me jogou fora fora depois de me tratar como merda no fim”, disse o francês, que luta nesta sexta no Bellator 123, ao SciFighting.

Detalhe: esse tsunami alcançou a costa apenas uma semana após Dana ter sido eleito a oitava figura mais sórdida (sleazy) do esporte mundial pela revista americana GQ (sanduichado entre War Machine e Lance Armstrong!).

A verdade é que é pouquíssimo provável que Dana, com 45 primaveras nas costas e tanto sucesso alcançado, fará algum tipo de reflexão profunda.

Fica só o desejo que, pelo bem do negócio, as palavras de Santo Agostinho o alcancem mais cedo do que tarde:

Prefiro os que me criticam, porque me corrigem, aos que me elogiam, porque me corrompem.

Abraços.

  • mazzaropi

    Viva a concorrência!

    Quando quase transbordar e os atletas se derem conta que o boicote é a única forma de “consertar” o que não se pode consertado, sim, você muda porque não pode mudar o mundo…

    • mazzaropi

      Diga-se: … o que não pode ser consertado…

  • Danyel P Lorenzo

    As vezes o Big Boss passa do ponto, mas não deve ser fácil gerenciar essa chuva de lutadores, com caracteristicas diferentes. Ser polido não deve ser a melhor estratégia p gerenciar essa galera. Ele como presidente fala o quer e obedece quem tem juízo.

  • Luiz Guilherme

    o askren mato a pau no comentário dele…dana é assim e realmente não via mudar

  • Renan Trigueiro

    Mais um ótimo texto, Rebelo. Parabéns. Sobre a reflexão, apesar dos exageros, curto o Dana. Elé é uma figura polarizante, mas necessário para manter a ordem.

  • NandoZim

    Concordo com as atitudes do DW…ele tem que ser assim…Barão deu um puta prejuízo pro evento e mereceu o q veio depois da mancada q deu…não adianta o Aldo falar q só escuta o Dedé, pois não é o Dedé q paga o salário dele, e o Overeem NÃO TEM DESCULPA, haja visto várias outras desses “acidentes” com ele anteriormente…ele não foi injusto com o Barão e deu entrevistas precisas explanando sua atitude…forma de corte de peso da Nova União; Aldo e Barão não querer subir d categoria, haja visto o sofrimento q eles passam na perda d peso; não tirar o escorpião do bolso e pagar uma nutricionista, fazendo uma perda de peso gradativamente; falta de profissionalismo em não querer se enfrentar, e o DW disse q tinha certeza q se convocasse Faber e Dillashaw eles lutariam; enfim, ou os brasileiros comecem a tirar o escorpião do bolso e se cercarem de profissionais de primeira, vide nutricionista, caras renomados no wrestling ou o próximo a perder a cinta é o Aldo. Abraços.

  • Nando Zim

    Concordo com as atitudes do DW…ele tem que ser assim…Barão deu um puta prejuízo pro evento e mereceu o q veio depois da mancada q deu…não adianta o Aldo falar q só escuta o Dedé, pois não é o Dedé q paga o salário dele, e o Overeem NÃO TEM DESCULPA, haja visto várias outras desses “acidentes” com ele anteriormente…ele não foi injusto com o Barão e deu entrevistas precisas explanando sua atitude…forma de corte de peso da Nova União; Aldo e Barão não querer subir d categoria, haja visto o sofrimento q eles passam na perda d peso; não tirar o escorpião do bolso e pagar uma nutricionista, fazendo uma perda de peso gradativamente; falta de profissionalismo em não querer se enfrentar, e o DW disse q tinha certeza q se convocasse Faber e Dillashaw eles lutariam; enfim, ou os brasileiros comecem a tirar o escorpião do bolso e se cercarem de profissionais de primeira, vide nutricionista, caras renomados no wrestling ou o próximo a perder a cinta é o Aldo. Abraços.

Tags: , , , ,