A incrível história de McGee, declarado morto em 2005

Renato Rebelo | 21/08/2012 às 17:09

Profissionalmente, Court McGee vive o período mais difícil de sua carreira, após duas derrotas consecutivas no UFC – para Constantinos Philippou e Nick Ring. Um novo revés pode muito bem custar o emprego do peso médio vencedor do Ultimate Fighter 11.

No entanto, adversidade não é nenhuma novidade em sua vida. O barbudo foi, recentemente, o personagem do quadro entitulado ‘’Homem Morto Lutando’’ de um programa da ESPN americana.

Na matéria, palavras fortes do ex-viciado em heroina, que entrou no mundo das drogas como fuga das graves lesões que o impediram de seguir a carreira de wrestler colegial.

Pensei em tentar uma vez, com a idéia de que se não gostasse, nunca mais provaria. Quando eu provei heroina, todos meus problemas foram embora e posso dizer que ali eu me apaixonei pela droga – disse.

Expulso de casa pelos pais Ronald e Noel McGee por distúrbios comportamentais, Court, aos 20 anos, passou a morar com seu primo em um trailer e abusar cada vez mais dos tóxicos, até chegar ao limite: a morte.

Meu sobrinho ligou e ele estava morto. Quando cheguei lá ele estava azul… foi a sensação mais devastadora e doentia que senti em toda minha vida – confessou sua mãe.

O lutador chegou morto ao hospital e ficou, pelo menos, oito minutos sem pulso ou batimento cardíaco. Como os médicos insistiram na reanimação cardiorespiratória, o milagre aconteceu e o ‘’Crusher’’ nasceu novamente.

Para falar a verdade, eu estava desapontado por estar vivo. Estar novamente neste inferno para fazer a única coisa que eu sabia que era me drogar. Mas eu não queria fazer mais isso.

De abril de 2006 até hoje, Court McGee não ingeriu sequer uma gota de álcool e sobreviveu por substituir seu vício antigo por um novo: as artes marciais mistas.

Tags: , ,