Atacando de Joe Silva: lutas
a casar pós-UFC Fight Night 104

Laerte Viana | 06/02/2017 às 12:52

Fala, galera!

Surpresos com o main event do UFC que rolou em Houston, nos Estados Unidos, digno de um roteiro no estilo “A volta dos que não foram” ou já esperavam por um desfecho parecido? Admito que fico com a primeira opção.

No mais, lutas divertidas e importantes para algumas categorias, especialmente a peso palha, que ganhou uma nova desafiante e teve uma estrela em ascensão brecada. Ainda tivemos dois brasileiros fazendo bonito na estreia, com um deles vencendo uma batalha à la Davi x Golias.

Bom, cortando o papo furado, vamos ao que de fato interessa: os próximos passos dos principais vencedores do UFC Fight Night 104:

1num

Chan Sung Jung x Cub Swanson 

Admito que o retorno de Chan Sung Jung, pelo menos num primeiro momento, pouco me animou, principalmente pelo longo tempo inativo. Mas o sul-coreano mostrou, mais uma vez, que não existe ferrugem que supere vontade/habilidade (alô, Dominick Cruz).

189 segundos foram suficientes para despachar o top 10 Dennis Bermudez e se recolocar na elite do peso pena logo em seu retorno. A categoria, por mais competitiva que seja, carece de novos desafiantes, especialmente porque os números 2 e 3 (Frankie Edgar e Ricardo Lamas, respectivamente), já tiveram suas chances recentemente e não corresponderam.

Cub Swanson, 4º na lista, brecou Doo Ho Choi há dois meses e está na fila pelo title shot. Para o Zumbi Coreano, esse é o atalho mais curto para uma nova disputa de cinturão. Se vencer o ex-careca, fica cotadíssimo para ser o próximo a lutar pelo título. Em caso de derrota, ainda se mantém relevante entre os dez melhores. Zumbi Coreano x Swanson em algum evento na Ásia: façam acontecer, por favor!

NUM_2

James Vick x Evan Dunham 

Longe de mim querer parecer engenheiro de obra pronta, mas sempre bati na tecla de que James Vick é um nome para ficarmos de olho na recheada categoria até 70kg. O gigante dos leves, agora com 6-1 no Ultimate, está merecendo ser testado novamente contra oponentes mais qualificados (leia-se integrantes da elite).

Tudo bem que não faz nem um ano que Vick foi atropelado por Beneil Dariush, mas por qual razão não dar uma segunda chance? Se olharmos para o ranking, aposto que o boxe alinhado e bom jogo de chão do americano, somando aos 1,94cm de envergadura, o garantiria um lugar no top 10-15 da divisão, principalmente se levarmos em conta que Gilbert Melendez (11º) e Donald Cerrone (12º) sequer atuam mais no peso, sem contar Al Iaquinta (15º), que não dá sinal de vida há séculos.

Para tirarmos a prova do atual patamar de James, que tal um duelo com Evan Dunham, adversário original de Abel Trujillo, mas que foi obrigado a deixar a lutar por conta de uma lesão? 14º do ranking, Dunham é o porteiro ideal para definir quem está pronto para adentrar o real tanque de tubarões dos leves.

NUM3

Jessica Andrade x Joanna Jedrzejczyk

Que fase da Jessica Andrade! Golpes contundentes, ritmo acelerado, potência e precisão para alternar entre rosto e tronco da adversária provou, de novo, que a brasileira virou mesmo um monstrinho (no bom sentido) batendo 52kg. Pobre Angela Hill, que não viu a cor da bola e retornou a velha/nova casa com derrota.

Não tem nem muito papo a respeito do próximo passo de Bate-Estaca, já está confirmado pelo próprio Dana White: o domínio sobre Hill e a terceira engatada no peso palha a colocam como legítima desafiante ao cinturão da assustadora Joanna Jedrzejczyk. Se vai quebrar a série de quatro defesas da campeã, aí só saberemos quando as duas entrarem no oito.

Com a polonesa sem lutar desde novembro de 2016, a peleja não deve demorar muito para acontecer – acredito que ainda nesse primeiro semestre. Apesar dos elogios e da empolgação com Jessica, fica um adendo: a guarda vazada, junto aos 8cm de envergadura favorável à europeia, podem ser fatais contra a brasileira. Dá tempo de corrigir esse buraco no jogo.

Casamentos extras: 

  • Renatão profetizou e se deu bem! Os 23 aninhos de Alexa Grasso e a pouca experiência na companhia fizeram com que a mexicana não fosse párea para Felice Herrig, que emplacou duas vitórias seguidas pela primeira vez na organização. Na entrevista pós-luta, a loira desafiou Paige VanZant, que já a derrotou em 2015, e Michelle Waterson, 7ª no ranking. Contudo, uma revanche é descabida para o atual cenário e a ex-campeã do Invicta está em outro patamar. Sugiro, então, dois nomes: Maryna Moroz, que também está 3-1 na organização, ou até mesmo Jessica Aguliar, que anda mais sumida que dinheiro na minha carteira.
  • Estreia cinematográfica de Marcel Fortuna no UFC, hein? Escalado de última hora – 15 dias de antecedência -, adversário 22kg mais pesado, nocaute brutal no primeiro round e bônus de perfomance. Está bom ou quer mais? Na sequência, ainda há dúvida se o brasileiro irá atuar entre os médios ou meio-pesados. Se for até 84kg, o italiano Marvin Vettori, que recentemente foi superado por Antônio Cara de Sapato, é um casamento na medida. Se a escolha for por bater 93kg, Volkan Oezdemir, que também debutou na franquia e surpreendeu ao bater Ovince St. Preux, renderia uma confronto interessante contra o Mãozinha.
  • Primeiro brasileiro a subir no octógono no último sábado, o jovem Ricardo Carcacinha estreou com o pé direito na nova casa, superando o japonês Michinori Tanaka. Com apenas 21 anos, não há motivos para acelerar a trajetória do rapaz no UFC, embora os desafios devam subir de nível gradativamente. Em seu segundo teste, o francês Taylor Lapilus, que dominou Leandro Brodinho em setembro passado, tem as características ideias para realizar um combate agressivo e animado contra o brasileiro.

Amigos, me ajudem com os destinos de Dennis Bermudez, Alexa Grasso, Abel Trujillo e companhia? Mandem bala. Surpreendam-me!

  • Victor Martins

    Bermudez vs Bekitic ou Yair
    Grasso vs Justine Kish
    Trujillo vs Makdessi

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Jung x Swanson
    Bermudez x Skelly
    Grasso x Aldrich
    Herrig x Moroz
    Vick x Vencedor de Prazeres x Burkman
    Trujillo x Martins
    OSP x Herman
    Oezdemir x Latifi
    Fortuna x Christensen/Vitor Miranda
    Hamilton x Danho
    Andrade x Joanna
    Hill x Sucuri
    Blaydes x KLB
    Ramos x Scoggins
    Torres x Gadelha
    Price x Hannibal
    Rountree x Clark

  • Luis Coppola

    Marcel Fortuna disse em uma entrevista que tentará a descida para os médios: ““A ideia é voltar para a divisão dos meio-pesado, mas provavelmente tentar a divisão abaixo (médios).”
    Lutando com 95kg mesmo nos meio pesados ele ficaria pequeno, então o ideal seria lutar nos médios, caso consiga cortar bem o peso e não perder performance.

    – Zumbi Koreano x Swanson (valendo TS) ; Bermudez x Chas Skelly
    – Herrig x Jessica Aguilar ; Grasso x Letourneau
    – Vick x Iaquinta (empresário dele disse que ele está perto do retorno) ; Trujillo x perdedor Duffy/Madadi
    – Oezdemir x vencedor Cummins/Blachowicz ; OSP x vencedor Herman/Prokajac (se perder mais essa shampo pode aposentar)
    – Fortuna x vencedor Hendricks/Lombard nos 84kg ; Hamilton demissão
    – Jessica x Joanna ; Angela Sagat x Cortney Case
    – Blades x Tybura (UFC 208 se conseguir liberação da comissão de NY) ; Milstead x Danho
    – Carcacinha x Taylor Lapilus ; Tanaka x perdedor Zahabi/Reginaldo
    -Tecia Torres x perdedora Joanna/Jessica no segundo semestre (Tecia disse que vai concluir o mestrado em maio então só deve voltar lá por meados de setembro) ; Rawlings demissão

    • Tiago Nicolau de Melo

      Sobre o Fortuna, seria uma boa os Médios… porém, pensando a curto prazo, a LHW tá um Saara. De repente valeria a pena se testar nessa, já que nos 84kg o Top10 é mais bem habitado.

      • Luis Coppola

        Sim, tem razão em relação ao top 15 das categorias, ainda mais visto que o Bader está praticamente no Bellator, Circu9 está sem contrato e o Cannonier com apenas uma luta é top 15! Então o Fortuna já chegaria na categoria no top 20, perto do top 15.

        Porém tem o outro lado da moeda: Fortuna já tem 31 anos, quanto mais tarde deixar para descer para os médios, mais difícil o processo tende a ser, pelo fato fisiológico mesmo. Além do que nos meio pesados no topo do top 15 tem mtos wrestlers, como Cummins que no dia da luta deve lutar pesando em torno de 100, 103 kg. Villante, Cannonier, Latifi, OSP… a força e isometria que o Marcel teria que fazer para quedar esses caras seria enorme, já nos médios ele estaria mais compatível com o tamanho de seus adversários.
        Enfim, no lugar dele tentaria baixar para os médios, não tendo sucesso subiria para os 93kg aonde ele fez mtas lutas..

      • Renan Oliveira

        Acho que ele também fica muito pequeno pra LHW. O ideal seria a MW mesmo.

    • magnuseverest

      Tybura já tem rival para o UFC 208, Willis ou algo assim,iniciante na franquia.

  • Lucas Natan

    Gostei dos casamentos. Acho Zumbi x Swanson uma luta bem óbvia de se casar visto o momento dos dois e o estilo de luta. Só discordo dessa abordagem de que a ferrugem não influencia tanto assim. O próprio Zumbi mostrou estar lento e tava perdendo a luta até que encaixou o golpe, Khabib ano passado deu foi sorte da volta dele não ter sido contra o Ferguson, pq também se mostrou fora do que costuma lutar. Dominick Cruz é exceção nesse caso.

    • Baixista Loko

      Dominick lutou melhor inativo do que na ativa kkkk parece aqueles Maluco que joga bola melhor bebo do que bom kkkk

    • Victor Martins

      Não acho que o Cruz lutou esse espetáculo todo, do 3 round pra frente ele começou a diminuir o ritmo.

      O Jones é outro que foi prejudicado pela ferrugem com o St Preux, e sinceramente a ferrugem é o principal ponto positivo do Johnson contra DC

      • Lucas Natan

        Contra o Mizugaki ele ficou 3 anos parado, voltou de deu um BAILE. Contra o TJ, que até hoje é dos melhores lutadores p4p, só de ele ter conseguido fazer uma luta parelha já é algo muito significativo, apesar do tempo fora não ser tão grande quanto da primeira vez.

        • Victor Martins

          Eu nem lembrava mais da luta com Mizugaki

      • Renan Oliveira

        Comparado á muitos, o melhor retorno que vi até agora foi o do Cruz. Voltar batendo um campeão no auge já foi um grande feito.

        Já o Jones, essa última luta que ele fez é boa pra quem tem insônia, hahaha. Pela aquela performance com o OSP, nem dou o vencedor de Cormier x Johnson 2 como favas contadas.

  • Saulo Henrique

    Poxa, a Jessica Aguilar foi demitida? Ela só lutou contra a claudinha..e sumiu.

    • Renan Oliveira

      Só tá sumida mesmo, sem luta marcada. Seria injusto demiti-lá por causa da derrota (Perdeu para a Claudinha, que não é nenhum demérito).

      • Flavio Rezende

        éla se retirou da luta com a ju thai alegando lesão , acredito que ela retorna esse ano , a aguilar é uma das melhores pesos palha do mundo ( bateu a megumi duas vezes).
        provavelmente ela retorna em algum evento no mexico

  • Henrique

    Zumbi x Swanson / Bermudez x vencedor de Elkins x Bektic
    Herrig x Moroz / Grasso x Penne
    Vick x Iaquinta / Trujillo x Held
    Oezdemir x Latifi / St Preux x Pokrajac
    Fortuna x Tavares / Hamilton RH
    Andrade x Joanna / Hill x Casey
    Blaydes x KLB / Milstead x Danho
    Skelly x vencedor de Amirkhani x Allen / Gruetzemacher x Hooker
    Ramos x Font / Tanaka x Duquesnoy
    Torres x Waterson / Rawlings x Ansaroff
    Price x Hannibal / Morono x Perry
    Rountree x Cutelaba / Jolly RH

  • Tiago Nicolau de Melo

    Casaria o Zumbi contra o Lamas (se o Chad fosse voltar até o meio do ano, tbm seria uma boa luta).

  • Daniel Piva

    Não acredita que para o Vick pode ser uma boa o ganhador de Lando Vannata vs David Teymur?

    • Victor Martins

      Vannata tem que lutar com Diego Sanchez

  • Hyuriel Constantino

    Match-ups fáceis. hahaha…

    Quanto aos perdedores, só falarei do Bermudez:

    The Menace x Barão

  • Caio César

    Bermudez vs Charlinho.
    Zumbi vs Swanson é casamento perfeito, gostei bastante dos palpites.

  • Renan Oliveira

    Casamentos para os vencedores:

    Korean Zombie x Swanson
    Herrig x Letorneau
    Vick x Durinho
    Volkan x Minotouro
    Fortuna x Smith (Acho que a MW é a categoria ideal pro brasileiro)
    Bate-Estaca x Joanna (Garantia de lutão)
    Blaydes x Struve

    Casamentos para os perdedores:

    Bermudez x Barão (Para o próximo card brasileiro)
    Alexa x Aguilar
    Trujillo x Pearson
    OSP x Cummins (Se o haitiano perder, RH)
    Hamilton (RH) x Harris
    Angela x Penne
    Milstead x KLB

    • Victor Martins

      OSP e Cummins já lutaram, o OSP nocauteou no primeiro round.

      • Renan Oliveira

        Essa é uma das lutas boas pra ver se o OSP volta a vencer. Ou então um Pokrajac da vida mesmo.

  • Leo Corrêa

    Na parte dos casamentos extras, no primeiro parágrafo, consta a palavra “párea” (páreo…). Vale a pena dar uma revisada no texto.
    – é só uma dica.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Sempre há revisão nos textos, irmão. Essa, infelizmente, passou batido. Mas obrigado pelo toque. Abraço.

  • Victor Martins

    Korean Zombie vs Swanson
    Felice Herrig vs Jessica Aguilar
    James Vick vs Al Iaquinta
    Volkan Oezdemir vs Rogério Minotouro
    Marcel Fortuna vs Ed Herman (nos LHW) ou Steve Bosse (Médios)
    Jéssica Andrade vs Joanna Campeã
    Curtis Blaydes vs Oleksiy Oliynyk
    Chas Skelly vs Myles Jury
    Ricardo Ramos vs Rob Font
    Tecia Torres vs Michelle Waterson

    Dennis Bermudez vs Mirsad Bekitic
    Alexa Grasso vs Justine Kish
    Abel Trujillo vs John Makdessi
    Ovince St Preux vs Aposentadoria
    Angela Hill vs Juliana Lima
    Adam Milstead vs Jarjis Danho
    Bec Rawlings vs Sucuri

    • magnuseverest

      Ovince e Fortuna seria interessante.
      Tecia e Waterson seria muito bom,e Curtis contra Oleksiy.

  • Ricardo Mazzo

    Bate Estaca é o Lineker das mulheres.

    • magnuseverest

      Ela contra Gadelha seria um bom duelo;quem sabe depois de enfrentar Joanna.

  • magnuseverest

    Grasso vs Paige;
    Felice vs Karolina;
    Hill vs Gadelha
    Tecia vs Jojo.

Tags: , , , , , , , ,
Instagram