Spider x Diaz: muito mais que um engodo lucrativo

Renato Rebelo | 30/07/2014 às 20:00
ANDERSON

Treino com Daniel Woirin na última segunda

Quando, há meses, cogitaram a colisão entre Anderson Silva e Nick Diaz, narizes foram torcidos em massa pelas bandas de cá.

O argumento era simples: por que queimar um dos poucos cartuchos que restam ao melhor lutador de todos os tempos – quase quarentão- com um meio-médio que vem de duas derrotas e jamais bateu 84kg profissionalmente (lutas contra Scott Smith e Frank Shamrock foram em pesos casados)?

Afinal, nosso maior ídolo precisa trabalhar em prol de uma causa: restaurar nosso combalido inventário de cinturões.

Nos Estados Unidos, no entanto, mídia e fãs ficaram em polvorosa instantaneamente – convencendo o homem do malote, Dana White, que o boato deveria sair do papel para o bem de sua empresa.

Pois bem, nesta terça-feira (é sempre logo após gravarmos o podcast, já perceberam?), o careca confirmou em suas redes sociais que Inês era morta: Spider versus Diaz estava selado para o UFC 183 de 31 de janeiro (fim de semana do Superbowl – final da NFL).

A luta que todos os fãs estão esperando e que vem pedindo tanto, finalmente vai acontecer. Acertamos a volta de Anderson Silva contra Nick Diaz no dia 31 de janeiro, em Las Vegas. Essa será a luta principal, disputada em cinco rounds e no peso-médio. Anderson está se sentindo ótimo. Foram 13 meses de afastamento, e agora ele está 100% saudável e mal pode esperar para voltar a lutar. Posso dizer que Anderson está muito animado para esta luta – disse o presidente do UFC.

Pessoalmente, simpatizo tanto com o ponto de vista dos brasileiros quanto dos gringos (que vasilinada, hein!?).

Nunca escondi que meu maior ídolo no esporte chama-se Muhammad Ali, cabra que venceu todas as maiores lutas de sua carreira em condição de zebra e sucumbiu atirando (desafiou os melhores até não reunir mais condições físicas).

Portanto, ver Anderson Silva intimando Diaz, Cung Le e Michael Bisping e não Chris Weidman, Vitor Belfort, Georges St-Pierre ou até Jon Jones, confesso, é especialmente frustrante pra mim.

Assim que saímos da reunião, o Anderson parecia uma criança porque ele está muito animado para voltar. Ele trabalhou muito duro para isso”, disse Ed Soares, empresário de Anderson ao repórter Kevin Iole.

Por outro lado, com exceção de Jones e GSP, não há compromisso envolvendo o paulista que gere mais repercussão do que esse com o Bad Boy de Stockton.

NIKC

Será que Nick vai xingar A.S. na hora H?

Lembrem-se: o grosso receita do UFC vem da venda de pacotes de pay-per-view e o irmão mais velho de Nate Diaz é simplesmente um popstar na terra onde o pessoal mais coça o bolso para assistir lutas.

Outra dúvida levantada por aqueles que não curtiram o casamento é: e se a luta não for competitiva e acabar ridiculamente (a favor do brasileiro) no primeiro round?

Essa possibilidade, obviamente, não pode ser descartada – afinal, estamos falando de um negão de 1,89m de altura, 1,97m de envergadura e 100kg contra os 1,82m de altura, 1,92m de envergadura e 80 e poucos quilos do californiano (tenham em mente o que tal diferença de tamanho proporcionou a Fábio Maldonado recentemente).

O jogo deles, inclusive, casa no papel.

Enquanto Diaz é um agressor nato, que gosta de imprimir o ritmo e pressionar seus adversários, Anderson, sabidamente, redigiu seu vasto currículo se mantendo na defensiva, contragolpeando.

Mas…

Anderson Silva, repito, é um senhor de quase quarenta anos que vem de uma gravíssima fratura e estará frente a frente com um triatleta de 30 cuja especialidade é exatamente absorver castigo, levar a presa para águas profundas e afogá-la.

Vai ser uma luta bem equilibrada. O Anderson vai fazer 40 anos, é um pouco mais velho que o Nick, não é o que já foi um dia, mas mesmo assim ainda é um grande lutador”, afirmou Cesar Gracie, mestre de Diaz, em entrevista à Tatame.

Tratando-se de cinco rounds de ação, o eficiente boxe heterodoxo e o jiu-jítsu lindo do pupilo do Cesar – suportados por gás infindável- podem criar situações muito mais interessantes do que imaginamos.

Se o Diaz vier e bater o Anderson Silva, absolutamente, ele poderia lutar pelo cinturão. Seria uma grande, grande vitória para ele”, disse Dana no programa Sportscenter da ESPN americana.

Resumindo: com toda a química que esses dois expoentes do MMA trazem pra mesa, pro inferno com rankings e lógica.

Que os 185 dias para que “Ain’t no Sunshine” alcance novamente os autofalantes passem rápido!

Se Anderson Silva x Nick Diaz não te deixa animado, você precisa seriamente reavaliar a sua vida”, concordou comigo o peso médio Luke Barnatt no Twitter.

Abraços.


  • Rafael Cunha Caroline Reis

    Ótimo texto Renato, pelo jeito terá que reavaliar o dia da semana em que é gravado o podcast.

    Concordo que é um combate que não me enche os olhos, pelo menos não da forma que eu gostaria.

    Também concordo que AS deveria cair atirando em belfort, jones, Weidman e até no GSP porque não?

    Quem sabe isso pode acontecer após esse combate.

  • Diego

    Gostaria de ver GSP vs Anderson, os dois vindo de um tempo afastado, quem sabe pode ser a próxima?

    • Renato Rebelo

      Deus te ouça!

      • Acho praticamente sem chance. GSP ainda voltaria para disputar cinturão, já que o largou (não perdeu) e tem 33 anos. Se não fosse pela distância no calendário, eu apostaria dinheiro que o próximo do Anderson seria o vencedor de Bisping-Le.

  • Flavio

    Excelente texto. Parabéns

    • Renato Rebelo

      Obrigado, fera = )

  • Marcelo

    Excelente artigo Renato e eu concordo e espero que o Spider esteja pelo menos pensando em “cair atirando”.
    Mas acho que luta dele contra o Bones é viagem. Essa não vai sair mais.

    O que eu acho possível, é o Anderson sair de uma vitória ou até de uma derrota contra o Nick e pegar o Bisping na Inglaterra. Essas duas lutas são garantia de $$$$.
    E aí, acho que sai finalmente aquela luta contra o Georges. Ambos não tem cinturão pra defender, o canadense tá parado, tá de férias… Pra mim tudo conspira a favor.
    Seja lá o que for, vai ser engraçado. Já ficou engraçado.

  • Luiz Guilherme

    Excelente texto Renato! Acho que tem tudo pra ser um lutão! E estou na expectativa pra vê o nick provocando o Anderson no cage!

  • William Amaral

    Essa luta seria um indício de que o Anderson só fará “superlutas” daqui pra frente e deixará de buscar o cinturão?

    • Renato Rebelo

      Total, fera.

  • André Guilherme Oliveira

    Tou com o Luke Barnatt nessa. Vai ser uma luta bacana de se assistir, uma competição divertida, sem muita pressão pra nenhum dos dois lutadores, mas que pode e provavelmente vai ditar o restante da carreira dos dois.

    Acho que o Diaz surpreende o Anderson e da um atropelo com direito a late Submission.

    E sobre cair atirando, o Nick Diaz é um bom começo, quem sabe as grandes lutas que podem vir a seguir ? Bisping, Belfort e GSP são confrontos das antigas que ainda seriam interessantes. Tim Kennedy, Mousassi, quem sabe futuramente o Dollaway e até o Rashad Evans tambem seriam boas disputas. Enfim, agora só nos resta esperar.

    • Pedro Duarte

      Diaz é menor, não bate forte e vai se perder na movimentação do Anderson.
      TKO do brasileiro no segundo round.

      Aliás, achar que o Anderson vai ser atropelado pelo Diaz e querer jogar ele
      contra GSP, Belfort, Rashad e Mousassi é a mais pura maldade rs

      • André Guilherme Oliveira

        Eu achar que ele vai ser atropelado e acontecer são duas coisas diferentes. não sei até que ponto a idade vai ser um empecilho nessa sua recuperação e volta a atividade. E sobre o peso, o Diaz deve lutar com 88kg e o Anderson com dois ou três quilos acima disso, não sei se vai ser uma diferença assim tão grande.

        Em caso de derrota ou até de vitoria, mas sem aquele impeto de buscar o titulo, combates contra alguns caras como GSP, Belfort e Rashad que já estão em final de carreira seriam bem vistos, e nada melhor que encher o bolso e fazer um pé de meia em um combate épico com o “melhor de todos os tempos”.

        Mas agora vai que ele ganha e decide ir atras da revanche com o Weidman. Dollaway e Mousassi seriam bons combates nesse caminho.

  • Temos que fazer uma observação: não era de hoje que o Anderson estava mais interessado em Diaz, Le e Bisping do que em enfrentar os melhores. Se quando ele era o campeão (cuja OBRIGAÇÃO SEMPRE é enfrentar os melhores e apenas os melhores) a ideia sempre foi lutar com essa galera, por que diabos agora que ele não tá mais sentado no cinturão travando a categoria iria se preocupar em pegar os melhores?

    • Renan

      Alexandre,o Anderson Silva e seus empresários(quando ele com o cinturão),acredito que tenham uma mente diferente de um fã,ou jornalista,digo isso porque,não acredito que eles sabiam mesmo quem eram os melhores da categoria,nem seguiam um ranking e talvez nem quisessem saber se tem um cara novo na categoria ganhando de geral(sem ter um nome conhecido e sim fazendo o nome),como nós fãs,então,eu penso que eles iam pelo fator grana,um Le ou Bisping e até nick diaz rende muito mais financeiramente do que qualquer top da categoria(da época),e eu vejo também,que o anderson com o cinturão,só tinha o cara que ganhou dele no topo,Weidman,claro,tinha o vitor também,mas quem mais ameaçava o reinado do anderson além de vitor e weidman? não vejo problema se ele enfrenta-se um cung le da vida e depois pega-se o Weidman…e de fato,ele apenas pedia luta fácil mas acabou lutando com o Sonnen na segunda vez,sem ele querer e também com o Weidman,ele reclamava mas no final fazia,não concorda não? O pessoal pega muito no pé do cara,e eu realmente não entendo muito,pq no final das contas ele reclamava mas entrava lá e lutava.

      • Renan, claro que teria problema fazer uma luta completamente sem sentido (Cung Le) ao invés de enfrentar um desafiante legítimo. E muito problema. Campeão é o único que não pode escolher adversário, ele TEM que enfrentar os melhores. Quem pegava no pé do Anderson, o fazia por um motivo: ele era o único campeão com essa encheção de saco. Nenhum outro ficava de mimimi ou de reclamação pra enfrentar alguém. O Anderson chegou a um ponto que só não reclamava de Okami, Côté e coisa parecida. Quando o GSP inventou de pegar o Diaz antes do Hendricks, todo mundo reclamou também. Só que com o Anderson era SEMPRE essa novela quando o desafiante legítimo incorria em perigo. Ele vinha com papos furados de Cung Le, Michael Bisping e tinha um monte de gente que embarcava nesses absurdos.

  • mazzaropi

    A paradoxal torcida leão come gladiador ou gladiador mata o leão, realmente não sei quem é quem na história, mas ver Nick Diaz ser surrado por Anderson Silva será um prazer orgasmático duplo… kkk!

Tags: , ,