Atacando de Joe Silva: lutas
a casar pós-UFC on Fox 23

Laerte Viana | 30/01/2017 às 13:26

Fala, galera!

Evento bem animado esse que rolou em Denver, hein? Em uma tacada só foi definida a próxima desafiante peso galo feminino, mudanças no topo dos meio-médios, choque de gerações nos pesados, brasileiro garantindo seu lugar na elite dos galos e outros desdobramentos interessantes.

Com tantos cenários desenhados, vamos deixar a conversa fiada de lado e falar do que de fato interessa: os próximos passos dos principais vencedores do UFC on Fox 23:

1num

Valentina Shevchenko x Amanda Nunes 

Que diabinha essa Valentina Shevchenko. Se ainda existia alguma dúvida em relação ao potencial da loira, a superioridade no jogo que deveria ser o ponto forte de Julianna Peña, com direito a duas quedas no round inicial, prova que a número 1 da divisão está prontíssima para a disputar a cinta.

Antes mesmo do confronto, já era favas contadas que a vencedora ganharia a chance de desafiar a campeã Amanda Nunes, mas a mini-discussão protagonizada com a brasileira, ainda no octógono, só serviu para cravar, de uma vez por todas, que a revanche – Amanda derrotou Valentina em março de 2016 – irá sair do papel.

E digo mais: se analisarmos o calendário do UFC, está com toda pinta que essa peleja irá acontecer em solo brasileiro, mais precisamente no UFC 212, em junho, agendado para o Rio de Janeiro. É preciso uma disputa de título para o card, e como dificilmente José Aldo ficará parado por mais cinco meses, a solução é justamente promover a Leoa no main event. Baita presente para os fãs tupiniquins, diga-se de passagem.

NUM_2

Jorge Masvidal x Robbie Lawler 

Não que o resultado tenha sido uma zebra daquelas que falamos: “nossa, que zebrona graaaande”, como diria nosso chefe Renato Rebelo, porém convenhamos que poucos imaginavam que Jorge Masvidal seria o responsável por brecar o excelente momento vivido por Donald Cerrone na divisão até 77kg, não é verdade?

Pois bem, com o triunfo – talvez o maior de sua carreira -, Gamebred se consolida como real ameaça na divisão e dá passos largos rumo ao top 5. Para não ter que voltar umas casinhas, o ideal para o cubano radicado nos Estados Unidos seria continuar mirando nomes do topo, como Carlos Condit ou Robbie Lawler (que agora não representa mais a ATT). O primeiro não decide se vai se aposentar ou não, enquanto o ex-campeão ensaia um retorno há algum tempo.

Como Masvidal não gosta muito de esperar e está sempre se mantendo ativo, não me surpreenderia, também, se ele topasse enfrentar Gunnar Nelson no main event do UFC Londres, por exemplo. Contudo, vou acreditar que ele segurará o ímpeto e vai conseguir uma luta grande. Contra Lawler, a teoria é que o instinto agressivo de ambos renda uma anarquia digna de luta do ano.

Obs: Neil Magny e Dong Hyun Kim também são confrontos viáveis, mas já os casei entre eles há pouco menos de um mês, então não vou considerá-los como opções para não entrar em contradição.

NUM3

Francis Ngannou x Fabrício Werdum 

Como esperado por muitos, Francis Ngannou não teve maiores dificuldades para encontrar o queixo frágil de Andrei Arlovski e despachar o ex-campeão do Ultimate em menos de dois minutos. Com a quinta engatada, todas pela via rápida, o general do exército de Rodrigo Tannuri deu mais um importante passo que mudou, definitivamente, seu status de promessa para realidade nos pesos pesados.

Após a luta, Dana White o classificou como o futuro da categoria, enquanto Brian Stann o definiu como o mais amedrontador, o que nos dá uma ideia do quão valorizado o camaronês está. Ou seja, tudo indica que vão acelerar o processo e subir o nível de competição para Ngannou.

Com Miocic x Cigano 2 praticamente fechado e Overeem x Hunt agendado para o UFC 209, sobram Ben Rothwell, Fabrício Werdum e Cain Velasquez. Big Ben, por mais que seja o 5º no ranking, está inativo há quase um ano e vem de derrota, enquanto o produto da AKA é sempre uma incógnita, devido as inacabáveis lesões. Sobrou, então, o brasileiro, que está em baixa com os chefes e deve servir como parâmetro para definir se o Predador está pronto para integrar a nata da divisão.

NUM4

Raphael Assunção x Jimmie Rivera

É verdade que a vitória de Raphael Assunção sobre Aljamain Sterling foi apertada e sem muitas emoções, só que a decisão dividida não é justificável. Achei fácil de pontuar a superioridade do brasileiro nos rounds 1 e 2. De qualquer forma, triunfo importantíssimo do pernambucano, que garante seu lugar na elite do peso galo, à medida que o jovem americano recebe seu segundo choque de realidade.

Como a categoria já tem o próximo desafiante definido, é fato que Assunção precisa de, no mínimo, mais uma vitória para receber a oportunidade de disputar a cinta. Olhando para o top 6, temos John Lineker, Bryan Caraway e Jimmie Rivera livres no mercado.

O primeiro vem de derrota e deve demorar um pouco para retornar (fraturou a mandíbula), o segundo perdeu o bonde e terá que voltar para o meio da fila – muito por conta de seu estilo pouco empolgante, também – e o terceiro está em condições de jogo e louco para retomar ao octógono.

O confronto entre o Assunção e Rivera, 4º e 6º no ranking, é um title shot digno, daqueles que quem tiver o braço levantado pelo árbitro central terá conquistado a oportunidade por méritos. O único empecilho pode ser justamente o corpo do brazuca, que nos últimos anos o deixou na mão algumas vezes e atrasou sua caminhada na organização.

Casamentos extras: 

  • Em uma luta terrível, de maneira sofrível, Sam Alvey derrotou Nate Marquardt e anotou a vitória mais importante de sua carreira, engatando a quarta. Se a vitória tivesse sido convincente, confesso que cogitaria um casamento com alguém do nível de Rafael Sapo ou Tim Boetsch, por exemplo, no entanto ficou claro que o Homem Sorriso não está pronto (ou simplesmente não tem qualidades) para pensar em top 15. Na entrevista pós-luta, pediu a cabeça de Jack Marshman (por que essa escolha, Deus?), que tem compromisso marcado contra Thiago Marreta, dia 19 de fevereiro. O vencedor desse duelo, seja quem for, é um adversário na medida para Alvey.
  • Após o inesperado tropeço diante de Gadzhmurad Antigulov, em novembro passado, Marcos Pezão não teve dificuldades para brutalizar o estreante – e limitado – Jeremy Kimball e voltar ao caminho das vitórias. Apesar dos vacilos recentes, não é nenhum exagero dizer que o participante do TUF Brasil 3 pode beliscar um lugarzinho entre os 15 melhores dos meio-pesados, ainda mais se levarmos em consideração que Gian Villante e Jan Blachowicz lá estão. Para o próximo passo, o desafio deve ser mais elevado, e CB Dolloway, que faria sua estreia com 93kg contra Francimar Bodão, poderá testar à vera quais são as pretensões do brasileiro. Se Ed Herman superar Igor Pokrajac no UFC 209, também é uma boa sugestão.
  • Passou raspando, mas o peso mosca Alexandre Pantoja estreou com o pé direito na maior organização do mundo, superando o também debutante Eric Shelton. Com os três pontos na conta, junto com a escassez da divisão, o brasileiro não precisará de uma escalada muito árdua/longa para invadir o top 15 (para se ter uma ideia, Geane Herrera, 15º, está 1-3 no UFC). Ryan Benoit, que já nocauteou Sergio Pettis, está sem par no baile e pode render um duelo interessante com o carioca de 26 anos.

Amigos, me ajudem com os destino de Julianna Penã, Donald Cerrone, Andrei Arlovski, Aljamain Sterling e companhia?

  • Ricardo Mazzo

    Werdum fugiu do Cigano e agora talvez tenha o general pela frente… Não sei o que é pior pros dentes dele.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      É, também acho um desafio duro para o brasileiro, mas o considero favorito.

      • Ricardo Mazzo

        Cara, realmente não sei e ficaria muito na dúvida se essa luta aparecesse no Confere. O Ngannou, pra mim, era um striker até mandar aquela finalização sinistra partindo em pé. Pra uma luta com o Werdum, ele viria com a defesa de queda bem treinada. E o Werdum já deixou o mundo saber que um belo cruzado desliga o disjuntor.

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Poxa, mas um cruzado daquele derruba qualquer um, ainda mais se estiver todo exposto igual o Werdum tava. Não dá pra falar que o queixo do brasileiro é de vidro ou não por aquele nocaute, foi um lance atípico. Ali o maior problema está longe de ter sido falha de observação.

          • Ricardo Mazzo

            Não acho que o queixo dele seja de vidro, não. Quis dizer que ele mostrou ao mundo que pode ser derrubado. Tem lutador que apanha, apanha e apanha, mas não cai. Werdum não é desses. Cigano já o apagou tb. Mas seria um lutão…

    • Juan

      Hahahahaha, verdade.

    • Lorenzo Freitas

      o general do tannuri ainda nao pegou alguem com um chao de qualidade, se lutar com estrategia Werdum é favorito

  • Flávio – Maringá

    Masvidal x Lawler – Não sei, não, mas se o Demian não se cuidar, o title shot vai pro espaço… O UFC vai acabar casando Demian x Lawler como title eliminator!

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Acho difícil colocarem o Lawler num title shot logo em sua volta.

    • Lorenzo Freitas

      o certo é que demian vai ter que fazer mais uma luta se quizer o title shot, e vai ser pedreira

  • Claudio Gomez

    Werdum não vai aceitar o Ngannou nunca. – E muito cedo o Lawler para o Masvidal. Eu iria para um top 10, não um top 5. O Cerrone tinha acabado de subir de categoria, difícil comprovar que esse hype todo era merecido.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Cerrone subiu para os meio-médios há um ano, mas o tempo que ele está na divisão se torna secundário perto dos feitos que ele consquistou. Ele era (ainda é), de fato, um dos melhores do peso.

      • Lorenzo Freitas

        o problema do cerrone é que ele nao resiste a pressao, quase sempre entrega a rapadura quando ta em dificuldade

  • Bolsomito2019

    Werdum xi laxcou!!!

  • Luis Coppola

    – Valentina x Amanda II ; Peña x vencedora Bethe/Reneau
    – Masvidal x Robbie Lawler ; Cerrone x Tarado Safadinho
    – Ngannou x vencedor Lewis/Browne ( só pode haver UM general no exército) ; Arlovski x vencedor Omielankcazuk/Johnson
    – Knight x Choi ; Caceres x Thiago Tavares
    – Alvey x Rafael Sapo ; Marquardt x Camozzi
    – Assunção x Dominick Cruz ; Sterling x Cisco Rivero
    – Jingliang x Coté (UFC China no segundo semestre) ; Nash x perdedor Morono/Price
    – Frankenstein x Kimball ; Johnson x vencedor Tyson/Craig
    – Spicely x Cara de sapato ; Chirico x perdedor Breese/Olodum
    – Pezão x CB Dollaway
    – Pantoja x Louis Smolka ; Shelton x Ogikubo
    – Gonzalez x Dober II ; Cottrell x Sage

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Spicely x Cara de Sapato seria com quimono ou não? haha

      Mandou bem nos casamentos, brother!

      • Luis Coppola

        hahaaha valeu Laerte!
        Com quimono eu apostaria no Sapato, no MMA acho mais equilibrado..

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Não diria que é favas contadas, mas acho que o Sapato teria um certo favoritismo contra o Spicely, especialmente se levarmos em consideração que o americano é praticamente nulo em pé e depende exclusivamente do grappling, e convenhamos que no chão o brasileiro é casca grossa para qualquer um na categoria,

  • José da Silva

    Arlovski não tem mais o que fazer no UFC.

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Penso igual.

      • Lorenzo Freitas

        vai pro bellator lutar com o vencedor de fedor vs mitrione

        • magnuseverest

          Seria uma boa,ou vai ficar de escada no UFC.

  • Caio César

    Cara, não sei se o casamento do Ngannou é sua opinião (no caso, o que você faria se fosse o matchmaker) ou o que você acha que vai acontecer, mas sinceramente, é um pulo bem grandinho pro predador já pegar o Vai Cavalo (apesar que sabemos que ele tem boas chances e não duvido nada ser favorito nas casas de aposta). O casamento cm o Rothwell é perfeito. Isto posto, concordo com os outros casamentos. Belo texto, Laerte. Abraço.

    • Sidra

      Verdade, contra o Big Ben seria perfeito, e um teste talvez até mais duro que o Werdum… Ben Rothwell é um cara pedreira.

      • Laerte Viana Venâncio Alves

        Concordo que o Rothwell seria um ótimo teste pro Ngannou, mas jamais seria mais difícil que encarar o Werdum. Rs

        • wraphael

          Luta com Werdum é a melhor opção, e grandes chances para o Francês. E provavelmente o Werdum ficaria bem longe de um futuro title shot

          • magnuseverest

            Werdum arruma uma desculpa para não lutar,ou aceita Cigano logo.

        • Victor Martins

          Por questões de jogo eu creio que o Rothwell é mais difícil que o Werdum sim, pro Ngannou.

          Tipo, o Werdum não é um especialista em quedas, ele iria ter que trocar com o Ngannou, e trocar com o negão é ser nocauteado, ainda mais levando em conta que o Arlovski provavelmente é melhor que o Werdum na trocação

          Já o Rothwell aguenta porrada pra caramba e ainda tira umas finalizações da cartola

          Enfim, só minha opinião de fã.

        • Malk Suruhito

          Concordo contigo Laerte. Não vejo esta ai do Werdum ser mais fácil não. Não sei se estão pensando assim por conta do Hype do Ngannou ou subestimando mesmo o Werdum.

          • Laerte Viana Venâncio Alves

            Acho que é uma mistura dos dois. Werdum, apesar das polêmicas/besteiras recentes, continua sendo, no mínimo, top 4 do mundo.

          • Malk Suruhito

            Pois é. Lutou mal, mas venceu sem susto o Browne pela segunda vez. Jogou certinho contra o Hunt, fez uma puta luta contra o Cain (se foi falta de preparo deste, o mérito ainda é do Werdum) e foi afobado contra o Miocic (e mérito do campeão nisso). Do jeito que tão falando parece que temos um novo Cain Velasquez e o Werdum é o Brendam Schaub…

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Fala, Caio.

      Pra ser sincero, não é minha vontade, mas é o que acho que vão fazer, até mesmo pelo atual cenário da categoria. O hype em cima do Ngannou está bem grande, e despachar o Arlovski com tamanha facilidade, mesmo com o ex-campeão estando em má fase, sou contribuiu para que seu nome ganhasse ainda mais força.

      Quanto ao Rothwell, imagino outros planos para ele. Rs

      Valeu, irmão. Abraço.

      • Deivis Chiodini

        Que colunista! (hetero)

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Que treinador! (hetero)

  • Sidra

    O sem-graça do Werdum sendo detonado pelo Rei Francis seria da hora… Menino Tannuri ficaria feliz 🙂

  • Idonaldo Gomes Assis Filho

    Valentina x Amanda
    Peña x Davis
    Masvidal x Lawler
    Cerrone x Vencedor de Jucão x LaFlare
    Ngannou x Rothwell
    Arlovski x Olienik
    Knight x Vencedor de Amirkhani x Allen
    Caceres demitido
    Alvey x Thales
    Marquardt aposenta
    Assunção x Rivera
    Sterling x Rani
    Jingliang x Mina
    Spicely x Sapo (talvez ousado, mas ele merece pois já venceu top 15)
    Pezão x Bosse
    Pantoja x Geane. Herrera

    • Sidra

      Pezão vs. Bosse, Masvidal vs. Lawler, Mina vs. Jingliang = GUERRA!

      • Idonaldo Gomes Assis Filho

        Demais da conta kk

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Rapaz, Pezão x Bosse é uma ótima sugestão para o fã de MMA que gosta de ver sangue. Haha

      Gostei da sugestão (das outras também).

  • Renan Oliveira

    Casamentos para os vencedores:

    Valentina x Amanda 2 (ME do próximo evento numerado brasileiro)
    Masvidal x Lawler
    Ngannou x Overeem
    Knight x Barão
    Assunção x Cruz
    Alvey x Cara de Sapato
    Johnson x Cutelaba

    Casamentos para os perdedores:

    Juliana x Raquel
    Cerrone x Ellenberger
    Arlovski x Duffee (Se o Pitbull não vencer, pode se aposentar de vez)
    Cáceres x Hacran
    Sterling x Thominhas
    Nate x Camozzi
    Frankenstein x Shogun (Disputa de cardio)

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Se o Overeem não tivesse luta marcada com o Mark Hunt, também seria minha opção inicial.

      Duffe tá com luta marcada para o UFC 209, não lembro o adversário.

      • Renan Oliveira

        Sim. O Ngannou pega o vencedor dessa luta. Como creio que o Overeem leva, botei o nome dele. E seria uma boa luta e vencível pro camaronês.
        Já o Duffee, mesmo caso. Deve vencer. Daí seria uma boa opção colocá-lo para tentar recuperar o Arlovski desse retrospecto negativo.

  • Leonardo Saraiva

    Desculpa fugir do assunto, mas mais alguém se incomoda qnd o Arthur Mariano comenta? ele fala algumas coisas muito sem sentido, ele disse que o Greg Jackson deu instrução errado, pq disse q o Cowboy perdeu o 1 round

  • Sandro Vilanova

    Podiam botar Ngannou contra o Big Country

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Seria um passo atrás para o camaronês.

      • Sandro Vilanova

        Verdade, me parece que o jogo do gordinho(leia se mãozada) ,traria problemas pra ele,seria um teste do queixo dele tb, ver do que ele e feito

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Não acho, pra ser sincero. Roy Nelson não trouxe maiores problemas nem para o Derrick Lewis, que é bem menos lutador que o Ngannou.

  • Tiago Nicolau de Melo

    Jing Liang fez uma apresentação ótima, eu já jogaria ele contra um Top 15 (a carreira não é minha, RSRS).
    Cerrone vs Safadinho (Larkin seria uma boa, mas né?).

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Seria uma pena se o Larkin não renovasse…

  • Henrique

    Valentina x Amanda 2 / Peña x vencedora de McMann x Carmouche
    Masvidal x Lawler / Cerrone x Nelson
    Ngannou x Werdum / Arlovski aposentadoria
    Knight x Pepey / Caceres RH
    Alvey x Sapo / Marquardt x RH
    Assunção x Rivera / Sterling x Perez
    Jingliang x Bahadurzada / Nash x Homasi
    Johnson x Christensen / Henrique x Kimball
    Spicely x Cara de Sapato / Di Chirico x Nicholson
    Pezão x Bossé
    Pantoja x Benoit / Shelton x Sandoval
    Gonzalez x Felipe Silva / Cottrell RH

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Gostei, feroz!

      • Henrique

        Fala Laerte, beleza? Qual sugestão que te agradou mais?

        • Laerte Viana Venâncio Alves

          Quase todas! Haha

          Mas cinco casamentos em especial; Knight x Pepey, Spicely x Cara de Sapato, Pezão x Bosse, Sterling x Perez e Jingliang x Bahdurzada.

    • magnuseverest

      Caceres não deve ser RH,fez luta principal com Yair,mas o estilo dele tá meio manjado.

  • Hyuriel Constantino

    Laerte, mais uma vez vc fez o que é bem difícil pra mim: coincidir seu gosto com o meu em TODOS os match-ups. kkkkkkkkkkk… (se bem que tb tais vencedores facilitaram bastante a unanimidade. hehe…).

    Quanto a Ngannou lutar contra o Werdum, vi que gerou algumas controvérsias entre os foristas, mas depois do que vi ele fazendo contra o Arlovski, podemos considerar isso uma grande possibilidade por diversos motivos: sua hype numa categoria tão anêmica de renovação, servir como uma espécie de castigo pro Vai-Cavalo que tem vacilado pra burro e deixou quase como certo Miocic x Cigano II, e o fato de até ter pedido o Cain na coletiva pós-luta (se o cara tem peito pra enfrentar até o Cain que mete medo até em assombração, quem é o estabanado do Werdum pra amedrontar o negão?).

    Excelente!

    • Laerte Viana Venâncio Alves

      Gostei das lutas casadas para os perdedores!

      • Hyuriel Constantino

        Aprendendo com vc e alguns foristas matchmakers. haha…

  • Victor Martins

    Valentina Shevchenko vs Amanda Nunes II
    Jorge Masvidal vs Robbie Lawler
    Francis Ngannou vs Fabrício Werdum
    Jason Knight vs Charles Rosa
    Sam Alvey vs Uriah Hall
    Raphael Assunção vs Jimmie Rivera
    Marcos Pezão vs Paul Craig
    Alexandre Pantoja vs Matheus Nicolau

    Juliana Pena vs Raquel Pennington
    Donald Cerrone vs Neil Magny
    Andre Arlovski vs Alexander Volkov
    Alex Caceres vs Mizuto Hirota
    Nate Marquardt vs Steve Bosse
    Aljamain Sterling vs Eddie Wineland

  • magnuseverest

    Francis e Werdum poderia ser no Brasil.
    Outra alternativa: Francis e Overbomba.

Tags: , , , , , , , , ,
Instagram