Holly Holm: ameaça real e imediata à Ronda Rousey?

Renato Rebelo | 11/07/2014 às 20:42
BsN25d0CUAEuveQ

Contrato assinado

No último sábado, o talento de Ronda Rousey exclamou em alto e bom som que, caso Dana White não reforce o peso galo feminino, as próximas rivais da campeã terão final embaraçosamente parecido com o de Alexis Davis.

Curiosamente, duas das meninas mais cobiçadas para integrar o crescente plantel do UFC (a outra é Gina Carrano) deram as caras ontem mesmo – cinco dias após o massacre da loirinha em Las Vegas– no noticiário.

A primeira delas, Holly Holm, campeã mundial de boxe invicta em sete lutas de MMA (seis nocautes e uma decisão), fora anunciada por Dana no Instagram.

A segunda, Cris Cyborg, conheceu a data de sua estreia na categoria até 61kg (no Invicta 10, em dezembro, com transmissão ao vivo pelo UFC Fight Pass).

Engraçado constatar que, há algumas semanas, a contratação de Holm era vista como problemática (seu agente pediu alto para assinar) e Cyba fora comparada fisicamente com Wanderlei Silva pelo próprio presidente do Ultimate.

Agora, a primeira faz parte da família e a segunda parece estar a um passo (teste) de se juntar a ela.

Vocês querem que eu a contrate? Vocês da imprensa acham que eu deveria assinar com a Cyborg? Sei lá, não pensei tanto sobre isso. Quem gosta da idéia? Levantem a mão! – perguntou Dana a jornalistas na coletiva de imprensa pós-UFC 175.

Vai encarar a "Filha do Pastor"?

Vai encarar a “Filha do Pastor”?

Noticias excitantes para a jovenzinha divisão feminina – uma vez que, à margem, temos apenas Cat Zingano e Amanda Nunes colidindo no UFC 178 e, francamente, ninguém bota muita fé no sucesso da vencedora contra a medalhista olímpica.

Portanto, repito a pergunta do título: seria Holy Holm uma ameaça real e imediata à rainha?

Primeiro, vamos entender de quem estamos falando.

Também conhecida como “Filha do Pastor”, Holm é tutelada por Mike Winkeljohn, ex-campeão mundial de kickboxing e sócio de Greg Jackson na mundialmente famosa Jackson’s MMA, desde a adolescência.

O que começou como uma atividade aeróbica para emagrecer terminou em 33 vitórias (duas derrotas e três empates) e múltiplos títulos em três categorias de peso diferentes na nobre arte.

Obs: isso tudo após sagrar-se campeã nacional de kickboxing amador nos Estados Unidos.

Holm

Campeã da WBA, WBC, IBF, e IBA (entre outras)

Em outras palavras, a canhotinha de excelentes 1,78m de envergadura (Ronda tem 1,68m) e 12 anos de experiência profissional no ringue soca e chuta como pouquíssimas no ramo.

Por ser cria de um “camp” conhecido pela parte estratégia e ainda não ter passado nenhum perrengue na nova modalidade (repetindo, são seis nocautes e uma vitória por decisão unânime), acredita-se que seu grappling é bem decente.

O que, de forma alguma, significa que ela não seria arremessada caso clinchasse com uma judoca do calibre de Rousey.

Resumindo: se Holm tiver tempo para desenvolver-se perante a multidão (leia-se receber duas ou três lutas mais amenas), a moça pode fazer a diferença a médio prazo.

Ela vai se construir. Precisamos nos provar no UFC, precisamos nos provar com algumas lutas. Quem o UFC botar em nossa frente, vamos derrubar – analisou de forma realista Lenny Fresquez, empresário de Holm, em entrevista ao MMA Junkie.

Caso chegue para ser a solução, é grande a chance de queimarem um belo cartucho de forma precoce.

Ou os dois nocautes seguidos nos fizeram esquecer que, há pouco, a estrela de Hollywood grudava e esticava braços com facilidade incrível?

Independente do que aconteça, que Holm seja bem-vinda!

Atualização: Dana White acaba de soltar à ESPN americana que se reunirá semana que vem com Gina Carrano para “fechar negócio”.

Abraços.

  • Davidson Feliciano Rocha

    Uma striker fora do comum! fazendo mais umas duas ou três e lutas e vencendo bem creio que será um bom desafio para ronda.

    • Cauã Albuquerque

      O que ela fez no boxe não representa NADA. Vai tomar algumas coças na organização. Trocação média pra boa (pro MMA) e chão horrível.

  • Renan Trigueiro

    Acho q o lastro em termos de luta agarrada entre els é mt grande e a Holm ñ é nenhuma menina (32 anos). Sei lá, ñ boto mt fé. No mais, ótima leitura

    • Renato Rebelo

      Verdade. Não sei nem se o “x” da questão é diminuir esse “gap”. Seria striker x grappler puro msm e, quem conseguir impor seu jogo, leva. Agora, se a Ronda inventar de se provar em pé, vai se atrasar… Vai depender mt da movimentação da Holm – que não pode deixar a Ronda encurtar. Enfim, espero que não a joguem aos leões (leoa) tão rápido.

    • Rui Perigoti

      Que lastro?

      Do que vc está falando?

  • Walber Gomes

    Acho que é uma boa figura para o evento. É bonita, tem carisma, tem otima trocaçāo, mas acho que não casa o jogo…

  • Marceloooo

    Ela é filha do Belfort?

    • Renato Rebelo

      Hahahaha bem bolado, bem bolado.

      • Anderson Tomaz

        Que insano ler esse art 2 anos após hahahahaha, Renato Diná

    • Nilo Júnior

      Pastor tá vendo essa zoeira aí. hehe

      Foda!

  • Antony

    Carne pros leões… diga-se Ronda!

  • Sobrou até para um maluco ali nos highlights..rsrs

  • Gabriel Guimarães Calefi

    Que a Ronda é incontestável, isso não se discute. Mas uma coisa ainda temos que concordar, que ela não enfrentou ainda uma oponente que de fato pudesse trocar com ela. A única que chegou perto disso foi a limitada Miesha Tate (aquela gostosa), mas foi sucumbida pela luta agarrada e por uma tática pra lá de estranha em querer lutar agarrada também. Mas vejo nessa “Filha do Pastor” uma chance da Ronda encarar de vez uma trocação, haja vista a grande envergadura e assim, a possibilidade de manter a distância e ao mesmo tempo soltando os golpes. Mas para isso acontecer, primeiramente, a novata tem que se criar no meio, veremos.

  • Dan Mendes

    Talvez, não seja uma ameaça Renato. Talvez o Dana esta se precavendo caso a Ronda se aposente do MMA.

  • Felipe Paranhos

    Nada. A Ronda arrancou braço de gente muito bem versada em BJJ, quanto mais da Holm. É jogar no chão e era uma vez.

  • Roberto .

    Tem agressividade…, mas ainda assim a mais adequada para derrotar Ronda é a Cyborg.

  • Leo Ferreira

    Pelo pouco que eu vi, Holm é muito forte e muito atletica, tem um gancho de direita mto forte e um low kick ignorante.

  • Cauã Albuquerque

    Se o UFC cair na besteira de colocar a Holm contra alguma lutadora mediana da organização, Perderá uma contender. Holm é mediana. Repito: mediana!

  • Tiago Nicolau de Melo

    o cartel das adversárias da Holm não é dos melhores, mas os das lutadoras medianas do UFC tbm não são. O importante é movimentar a categoria, acredito que ela tem chance, sim… desde que não passe de 2015 (visto que ela é da minha faixa etária, rs!).

Tags: , ,