Alemanha e Edgar: quando vencer é constrangedor

Felipe Paranhos | 09/07/2014 às 12:50
bj-penn-foi-nocauteado-por-frankie-edgar-no-tuf-19-finale-1404724127834_1920x1277

O começo do fim no TUF 19 Finale

Quatro, cinco, seis, sete cotoveladas na cara sangrando de um querido ex-campeão em frangalhos.

Fim de luta, e o vencedor não faz festa.

Pior: balança a cabeça negativamente.

Quando seu treinador chega pra comemorar, o vitorioso diz-lhe no pé do ouvido: “Estou me sentindo mal”.

Quatro, cinco, seis, sete gols em um ex-campeão irreconhecível.

A cada gol, uma comemoração mais tímida. Sorrisos com bem menos graça.

No apito final, nada de grande festa por chegar à final: abraços de piedade nos rivais, muitos deles conhecidos queridos.

Pena é (uma palavra) forte. Mas eu gostaria de me desculpar com o Brasil. Não esperávamos um placar desses. Tentamos ser respeitosos jogando futebol e fazendo gols – declarou o meia Schweinsteiger.

Ontem, a Alemanha foi um pouco Frankie Edgar contra BJ Penn.

Uma surra constrangedora até pra quem bate.

Senti um pouco de pena pela situação toda – resumiu o carrasco Toni Kroos.

Domingo, Penn teve a certeza de que o seu MMA de sempre não era mais suficiente.

E, passado o choque brasileiro com a goleada histórica por 7 a 1, ficou a percepção de que o coração e a raça eram muito pouco para vencer uma grande seleção como a da Alemanha.

Para BJ Penn, chegou a hora de mudar de vida.

Entrar no hall da fama do UFC, trabalhar na UFC Gym, ser mais um dos embaixadores do Ultimate pelo mundo.

Mas acabou mesmo.

Para o Brasil, é inegável que chegou a hora de mudar profundamente o futebol do país, para que a Copa do Mundo deixe não um legado estrutural, já que este não veio, mas ao menos esportivo.

Os estádios com lotação máxima estão aí, o conforto das arenas também, falta todo o resto.

Thiago Silva consolando David Luiz

Thiago Silva consolando David Luiz

E quem acredita que algo irá melhorar no Brasil?

Independente da humilhação em sua despedida do octógono, o passado do Baby Jay foi honroso e o futuro é bem mais seguro.

Aqui, em uma semana já tem rodada do campeonato nacional, com lindas arenas quase vazias, assim como o futebol apresentado nelas.

BJ trocou esta semana o rumo de sua história.

Mas não vai mais enfrentar ninguém.

O futebol brasileiro precisa mudar, sendo que seu futuro próximo começa quarta-feira que vem.

Com a cara arrebentada em algum lugar do Havaí, BJ Penn olha o semblante desolado de David Luiz.

E abre um sorriso sincero.


  • Rubens Rodrigues

    Perfeição de texto!

  • Renan Trigueiro

    Exatamente o mesmo caso. Se não me engano, teve um cara que deu uma surra no Muhamad Ali e chorou depois da luta se dizendo arrependido

    • Renato Rebelo

      Bela lembrança, Renan! Se não me engano, esse cara foi o Larry Holmes!

    • Rocky Marciano no Joe Louis também.

  • Guilherme Nixon

    O final foi o melhor !

  • Fabricio Alves

    O Brasil tava parecendo o Minotauro contra o Roy Nelson kkkkkkkkk

  • dario silva

    realmente os textos aqui sao envolventes e claros parabéns!!!! Eu me senti tao envergonhado pelo bj que mesmo sendo fa de reprises de lutas nao consegui assisti ao massacre de novo, passei o tempo esperando que bj fizesse algo e mudasse a luta sei lá… foi a mesma sensacao que tive torcendo para o brasil fazer pelo menos 2 golzinhos

  • Mazzaropi

    Eu já estava esquecendo da derrota e vem o Felipe com esta comparação louca… lol!

Tags: , , , ,