Decisão de Sonnen denuncia aposentadoria iminente

Renato Rebelo | 15/08/2012 às 22:23

Pelo menos para mim, Chael Sonnen deixou bem claro quais são suas intenções ao aceitar o retorno aos meio-pesados para enfrentar Forrest Griffin.

O falastrão poderia muito bem se manter entre os médios onde seu carisma – que lhe rendeu status de celebridade- certamente poderia trazer mais uma disputa de cinturão com uma ou duas vitórias extras.

Entre os lutadores que batem 84 kg ele é considerado grande e encontra um habitat natural para seu jogo baseado no vigor físico e na força bruta.

Alguém acha que, aos 35 anos, ele vai subir de peso para lutar com unhas e dentes por um cinturão contra caras maiores, mais jovens e até mais técnicos do que ele?

Conseguem visualizar ele batendo de frente com Lyoto, Rashad, Jones, Shogun e Cia? Eu não.

Ele mesmo, antes da revanche contra Anderson Silva, declarou (não me lembro para quem) que não lutaria mais por muito tempo.

Dei uma fuçada e achei mais uma pista. Uma declaração de Dana White à repórter Karyn Bryant, do site MMA Heat, logo após o UFC 150.

O Sonnen ganhou muito dinheiro nessa última luta com o Anderson. Os diretores da Fox o amam e o querem em todos seus programas. Ele tem muitas opções para seu futuro – disse o careca.

Na minha humildíssima opinião, Sonnen acaba de se juntar ao GP dos semi-aposentados. Aqueles que ainda não querem pendurar as luvas, mas também não visam mais o topo. Assim, casam algumas ‘’superlutas’ até o apagar das luzes. Quem são eles?

Bom, como Tito Ortiz se foi e Rich Franklin desceu de peso, sobraram Forrest Griffin, Stephen Bonnar, Matt Hamill (voltou), Vladimir Matyushenko, Brandon Vera

Ahh, e não esperem uma luta emocionante.


Tags: , , , ,